Publicidade

Agregando valor

por Rodrigo Goyanna

marketing

GBG Fortaleza e o uso da internet para expandir os negócios

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

18 de junho de 2019

Empreendedor ou não, o uso da internet está na rotina de grande parcela da população mundial. Não à toda, a cada dia surge uma ideia nova, uma ferramenta nova, um recurso novo e é por isso que Rodrigo Coifman e Felipe Caezar , agentes de confiança do Google, se uniram a um grupo de especialistas em web e marketing para falar sobre como o Google pode ajudar a aumentar o poder de venda das empresas, bem como atingir, de forma mais assertiva, os públicos de interesse. É exatamente esta a essência do Google Business Group, que acontecerá no próximo dia 27 de junho, no auditório do Sebrae.

“O Google não é apenas uma ferramenta de buscas. Ele é, sim, capaz de funcionar como um serviço útil para venda de produtos na internet, por meio do uso de recursos estratégicos e direcionados para cada setor de atuação”, afirma Felipe Caezar, agente de confiança do Google e um dos organizadores do evento.

Para Rodrigo Coifman, sócio de Felipe Caezar, além de esclarecer e abrir a mente dos empreendedores para o uso das ferramentas do Google, a ideia é fomentar o GBG como evento fixo em Fortaleza, assim como em mais 11 capitais do Brasil, uma excelente oportunidade para os apaixonados por negócios e tecnologia.

ESPECIALISTAS CONVIDADOS

A 2° edição do GBG Fortaleza contará ainda com a presença de Ingrid Cordeiro, gerente de mídia da Convertte, Agência Partner Premium Google, abordando o tema Como alcançar os clientes certos com o Google; e Ismael Kolling, atual Diretor Administrativo da Seja Alta Performance e ex diretor geral da Iplace, empresa Apple Premium Reseller, que vai esclarecer Como utilizar a tecnologia para expandir os seus negócios.

Ingrid Cordeiro

Por acreditar na educação como forte instrumento de transformação, Ingrid Cordeiro ministra cursos de extensão e treinamentos. Como profissional do mercado digital, diariamente ajuda empresas locais e nacionais a atingirem seus objetivos de negócios, movimentando investimentos em mídias como Facebook e Instagram, Google, WhatsApp, Taboola, Críteo, Waze,Outbrain, In Loco e LinkedIn. Atualmente, é Gerente de Mídia Digital e Negócios da Convertte – Agência Premier Google.

Ismael Kolling

No mercado há 18 anos, construiu sua carreira pautada no desenvolvimento estruturado e planejado de empresas. Seu principal objetivo é potencializar os melhores profissionais para buscar resultados extraordinários e organizar as empresas para que seus processos possam levá-las rapidamente a atingir seus objetivos. Atualmente, é sócio da Seja Alta Performance, Escola de Gestão e Negócios. Como criador da rede iPlace desde o planejamento até a centésima loja, chegou a atingir o faturamento de mais de 1 bilhão de reais.

Ismael é ainda sócio fundador da Benkyou, uma startup desruptiva de treinamento e carreira para profissionais dentro das empresas, com clientes como Nespresso, Motorola, Samsung, Instituto Airton Senna, Lenovo, Microsoft.

Os interessados em participar do evento devem realizar a pré inscrição até as 23h59 do próximo dia 20 de junho, por meio do website www.gbgfortaleza.com.br

Serviço 2° Edição GBG Fortaleza 

Data: 27 de junho

Horário: 19h

Local: Auditório Sebrae – Av. Monsenhor Tabosa, n° 777. Entrada na rua Antônio Augusto

leia tudo sobre

Publicidade

Uber vai banir passageiros que se comportam mal

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

14 de junho de 2019

Se você gosta de bater papo com os motoristas de Uber já deve ter ouvido histórias sobre passageiros mal educados e grosseiros. Ou, pior, talvez você já tenha dividido o carro com uma pessoa assim ao optar pela opção de viagem compartilhada do app. Para lidar com o mau comportamento de determinados usuários do serviço, a Uber anunciou uma medida implacável: expulsão.

A empresa anunciou nesta semana que os passageiros com classificações “significativamente abaixo da média” podem perder o acesso ao aplicativo, parte de uma atualização das diretrizes de comunidade da empresa, que os passageiros devem seguir para continuar usando o serviço. A Uber não revelou qual nota é considerada baixa, mas diz que a comparação é feita com base na média de avaliações de usuários de uma determinada região.

Mas, calma, ninguém será pego de surpresa. Os passageiros mal avaliados terão diversas oportunidades para melhorar suas notas antes de perderem acesso ao serviço. O app vai enviar notificações com dicas para ajudá-los nessa recuperação, que incluem como ser educado, não deixar lixo no veículo e não exigir que os motoristas conduzam acima do limite de velocidade, entre outras ações básicas da cartilha de boas maneiras.

Com a medida, a Uber espera garantir um ambiente mais respeitoso e seguro para motoristas e usuários, e também mostrar que respeito é uma via de mão dupla. Os motoristas do app há tempos são obrigados a manter uma classificação mínima para permanecer credenciados. Qual a régua? A empresa não diz, mas de acordo com dados de um relatório obtido pelo Business Insider, motoristas com uma classificação de 4.6 ou inferior podem perder o acesso ao serviço.

Agora, a boa conduta esperada do motorista também será cobrada do passageiro. Em seu site, a empresa lista algumas das razões pelas quais uma pessoa poderia perder o acesso ao app:

  • Danificar bens de motoristas ou de outros usuários. Por exemplo, danificar o carro, quebrar ou vandalizar um telefone, derrubar intencionalmente comida ou bebida, fumar ou vomitar em razão de consumo excessivo de álcool.
  • Contato físico com motorista ou outro usuário. Nosso Código de Conduta é claro: você não deve tocar nem assediar ninguém no carro. Lembramos que a Uber tem uma regra que proíbe qualquer tipo de interação sexual. Isso significa que não pode haver nenhum tipo de interação sexual entre motoristas parceiros e usuários, em hipótese alguma, durante uma viagem com o aplicativo. E você jamais deve agredir fisicamente ou machucar um motorista ou usuário.
  • Uso de linguagem ou gestos inapropriados. Por exemplo, perguntas íntimas, ameaças, comentários ou gestos com apelo sexual, agressivos, de natureza discriminatória ou desrespeitosa.
  • Contato indesejado com o motorista ou outro usuário após o término da viagem. Por exemplo, enviar mensagem de texto, telefonar, entrar em contato em mídia social ou visitar alguém após o término da viagem. Lembre-se de que, na maior parte dos países, você pode mandar mensagem ou ligar para seu motorista por meio do aplicativo Uber, sem jamais ter que compartilhar seu número de telefone pessoal. Isso significa que seu telefone permanece anônimo e nunca é fornecido ao motorista.
  • Violar a lei enquanto estiver em viagem de Uber. Por exemplo, levar drogas no carro, viajar em grupos que excedam o número de cintos de segurança, pedir ao motorista que descumpra leis de trânsito, tais como limite de velocidade, ou usar a Uber para cometer crimes, inclusive tráfico de drogas, de pessoas, exploração sexual ou infantil.

leia tudo sobre

Publicidade

as 10 marcas mais escolhidas no Brasil Coca-Cola

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

04 de junho de 2019

Pelo 7º ano consecutivo, a Coca-cola foi a marca de produto de consumo mais escolhida pelos consumidores no mundo e no Brasil, segundo levantamento da Kantar.

O ranking do relatório anual Brand Footprint busca mensurar quais marcas estão sendo compradas por mais consumidores e com maior frequência em um ano. Mais uma vez, a lista foi dominada por marcas de alimentos e bebidas e de produtos de limpeza e de cuidados pessoais.

No Brasil, a Coca-Cola foi escolhida nas prateleiras pelos compradores 489 milhões de vezes, segundo o estudo. A marca foi seguida por Ypê (485 milhões de vezes) e Colgate (304 milhões de vezes).

Confira as 10 marcas mais escolhidas no Brasil

  1. Coca-Cola
  2. Ypê
  3. Colgate
  4. Italac
  5. Tang
  6. Nissin
  7. Nescau
  8. Soya
  9. Piracanjuba
  10. Vitarella

Globalmente, as 5 primeiras colocadas foram: Coca-Cola, Colgate, Maggi, Lifebuoy e Lay´s.

Segundo a Kantar, entre as 50 marcas mais consumidas no país, Perdigão (15ª colocada) foi a que mais cresceu no ano, subindo 8 posições. Considerando o ranking completo, KitKat se destacou ao subir 31 posições, chegando ao 191º lugar do ranking.

Na análise por companhias, o fabricante com mais marcas no ranking deste ano é a Unilever, com 6 marcas no top 50: Omo, Brilhante, Rexona, Seda, Hellmann’s e Dove. Na sequência, estão M. Dias Branco, Ambev e Danone, escolhidos pelos consumidores, respectivamente, com 4, 5, e 3 marcas entre as 50 primeiras colocadas.

O levantamento mostra ainda que as marcas locais são mais escolhidas pelos consumidores no Brasil: 33 das 50 primeiras colocadas são locais.

Segundo a Kantar, o ranking analisou mais de 21.400 marcas e 72% da população global em 49 países em cinco continentes, nos 12 meses encerrando em novembro de 2018.

Publicidade

As 10 Principais Tendências Globais de Consumo 2019

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing

20 de Maio de 2019

A Euromonitor International, empresa de pesquisa de mercado, lançou relatório anual sobre as 10 Principais Tendências Globais de Consumo 2019. O estudo aponta as tendências emergentes deste ano, que abordam os novos valores e hábitos dos consumidores e como este novo comportamento está afetando os negócios globalmente.

Confira as 10 principais tendências de consumo para 2019 apontadas pela Euromonitor International:

1. Mudanças na percepção da idade
Os conceitos sobre a velhice estão mudando. À medida que as pessoas vivem por mais tempo e cuidam melhor de si mesmas, os consumidores mais velhos sentem e querem ser tratados como jovens.

2. Minimalismo em alta
Os consumidores buscam por produtos e experiências autênticos, afastando-se do materialismo e dos produtos genéricos em favor da simplicidade e de produtos de maior qualidade.

3. Consumo consciente
O posicionamento ético que costumava ser o domínio de empresas de nicho, hoje é adotado por empresas convencionais por meio de produtos que trazem maior preocupação com o bem-estar animal.

4. Compartilhamento de experiências
À medida que nossa capacidade e conforto em usar a tecnologia aumentam, também aumentará o potencial do que pode ser criado ou experimentado em conjunto, mas remotamente.

5. Todos são especialistas
Antes, os consumidores dependiam de uma determinada marca ou fonte de informação. Hoje, as empresas precisam inovar constantemente para atrair compradores especialistas, que conhecem profundamente o que querem comprar.

6. Alegria em participar
O medo de ficar de fora ou de não participar de algo (tendência FOMO “Fear of Missing Out”) deu lugar à alegria de não participar (tendência JOMO “Joy of Missing Out”). Os consumidores querem proteger seu bem-estar mental, desconectar-se da tecnologia e priorizar o que realmente gostam de fazer.

7. Eu posso cuidar de mim mesmo
À medida que as pessoas se tornam mais autossuficientes, elas tomam medidas preventivas contra doenças, infelicidade e desconforto sem consultar um profissional.

8. Plástico zero
A iniciativa de alcançar uma sociedade livre de plásticos aumenta, criando um círculo virtuoso onde as empresas ganham ao melhorar suas práticas de sustentabilidade.

9. Eu quero agora!
Os consumidores buscam gratificação instantânea e experiências simples que permitam que eles possam dedicar mais tempo em suas vidas profissionais e sociais.

10. Sozinho
Mais pessoas em todo o mundo, especialmente os consumidores mais velhos, quebram o estigma de viver sozinhos e abraçam seus estilos de vida independentes.

 

Publicidade

GoT rende publicidade de US$ 2,3 bi à Starbucks (e copo nem era da marca)

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

18 de Maio de 2019

Um copo de café semelhante aos da gigante norte-americana Starbucks posicionado numa mesa onde a Mãe dos Dragões (Daenerys Targaryen), cavaleiros e guerreiros bebem de taças e chifres de animais roubou a cena no episódio de Game of Thrones no último domingo.

Com olhos de águia, os fãs da série medieval da HBO notaram a incongruência da cena e não deixaram barato. A gafe da produção gerou milhares de memes e menções na internet e chegou a entrar para os trending topics do Twitter.

Discretamente, a HBO assumiu o erro, corrigiu o episódio com uma edição mágica e negou que se trate de uma investida de “product placement”, estratégia de marketing que se vale da inserção de mensagens publicitárias de forma sútil em determinado  conteúdo. Até porque, acredite, o copo nem era da starbucks, mas de um serviço de lanches interno da produção.

Mesmo assim, a marca de café levou a melhor com o “buzz” gerado nas mídias sociais, e sem gastar nenhum centavo por isso. 

Pelos cálculos da agência de marketing Hollywood Branded, o valor comercial aproximado de toda a comoção em torno do “copo da Starbucks” foi de 2,3 bilhoes de dólares. O cálculo levou em conta o valor hipotético que a rede teria que desembolsar para anunciar em um programa com a audiência de GoT, série de maior sucesso da HBO, e também as mais de 10,5 menções à rede de café americana e à série, que foram contabilizadas na internet, transmissões de rádio de televisão, pela agência de PR Critical Mention.

Publicidade

O Boticário convoca Jade Baraldo e Gabriel O Pensador a fazerem remake de hit dos anos 90 como convite à sociedade repensar sobre estereótipos e preconceitos

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

16 de Maio de 2019

Mais do que a cor do cabelo, quando falamos do hit que estourou nos anos 90 – Lôraburra –  do cantor Gabriel O Pensador, temos uma questão social importante por trás da letra. O Boticário, que está há mais de 40 anos no mercado promovendo debates sobre assuntos relevantes, entendeu que para o lançamento “Match Liga dos Coloridos”, linha com foco na coloração dos fios, poderia ser o insight para o desafio: convidar Gabriel e Jade Baraldo a reescreverem o single, deixando de lado estereótipos e preconceitos.

Ambos os artistas, não só toparam, como se mostraram muito animados com o projeto. A campanha, desenvolvida pela agência publicitária, foi pensada desde o início para trazer a visão feminina altamente impactada pela versão anterior. A importância das mulheres durante todo o projeto foi peça-chave para sua produção. Além da contribuições das equipes, maioritariamente femininas, tanto do Boticário como das agências envolvidas, o coletivo feminino Hysteria também foi convidado para atuar como consultor durante todo o processo.

“Evolução” traz em sua letra o respeito a todas as opiniões e o empoderamento das mulheres, sem reforçar estereótipos.  O clipe mostra representatividade do casting – formado pelos mais diversos tons e tipos de cabelo – à direção, com o olhar crítico e apurado, de Judith Belfer, da Untitled.

Match Liga dos Coloridos tem produtos específicos para cabelos loiros, ruivos e coloridos. Uma série de tutoriais com o expert Ricardo dos Anjos complementa a campanha, com as influenciadoras Lore Souza, Maíra Medeiros e Jeska Grecco, que também participam do clipe.

Publicidade

Encontro na Vila reuniu a atriz Fernanda Rodrigues e influenciadoras para bate-papo sobre maternidade

Por rodrigogoyanna em branding, Marketing, Marketing Pessoal, Vida

14 de Maio de 2019

A segunda edição do Encontro na Vila, que aconteceu no último fim de semana na Vila Azul do Mar, centro de convivência do Beach Park, reuniu mães de diferentes perfis para falar sobre maternidade real e individualidade das mulheres. A atriz Fernanda Rodrigues, que voltou ao Beach Park com os filhos, Luísa e Bento, e o marido, Raoni, foi uma das convidadas do evento aberto ao público, e integrou a roda de conversa com as influenciadoras Helen Ramos, Shirley Hilgert e Ingrid Machado.

Durante o bate-papo, a atriz falou sobre o dia a dia, as dificuldades em conciliar maternidade, autocuidado e a vida profissional e sobre os projetos que tem para auxiliar outras mães, como o blog Cheguei ao Mundo e o livro recém-lançado, Meu jeito de ser mãe.

“Encontros como esse são o máximo! Amo essas trocas proporcionadas pela maternidade em que paramos para conversar e nos ouvir, porque percebemos que um problema que parece só nosso é algo pelo qual várias mulheres passam no dia a dia. Foi maravilhoso voltar ao Beach Park com a família toda reunida para uma missão tão especial”, comentou a atriz.

A influenciadora e cineasta Helen Ramos, conhecida na internet como Hel Mother, conversou sobre sua experiência como mãe solo, rede de apoio e a realidade da mãe “possível”, tema constante em seus vídeos no YouTube. “Esse tipo de conversa é necessária porque tira um peso de nós, mães, nos mostrando que não existe um tipo só de maternidade, e sim o que cada mulher consegue fazer. Falar sobre essa diversidade é muito bacana e essencial”, ressaltou.

Também participaram do bate-papo a influenciadora e publicitária Shirley Hilgert, autora do blog Macetes de Mãe, e a cearense Ingrid Machado, que conversaram sobre temas como a desromantização da maternidade, a vinda do segundo filho e a necessária rede de apoio para mães.

Sobre o Beach Park Entretenimento

Com mais de 30 anos de história, o Beach Park Entretenimento é um grupo de empresas genuinamente cearense que atua em diversas áreas de lazer e entretenimento. Localizado na praia do Porto das Dunas, a 17 km de Fortaleza, o complexo turístico Beach Park é uma das opções de lazer mais procuradas pelos turistas do país inteiro. Atualmente, ocupa mais de 160 mil m² e reúne um parque aquático, três resorts, um hotel, além de Restaurante de Praia e a Vila Azul do Mar, espaço de convivência e serviços, ambos abertos ao público. O parque aquático, que conta com 18 grandes atrações, recebeu em 2017 a notável marca de um milhão de visitantes. Também foi eleito o 3º melhor parque aquático do mundo e o melhor da América Latina pelos usuários do TripAdvisor em 2017 e 2018 e foi eleita uma das melhores empresas para se trabalhar do Brasil pelo segundo ano consecutivo pelo Prêmio GPTW. Mais que um destino de férias, hoje se consolida como um grupo de entretenimento por meio de suas diversas atuações como a Rádio Beach Park; a Revista Onda Beach Park, o Beach Park Studios – estúdio de animação próprio; e o Ceará Show, primeiro espetáculo musical permanente no estado. Com a preservação do meio ambiente sendo uma de suas prioridades, o Beach Park possui parceria com a Pordunas (Associação do Porto das Dunas), um reconhecimento internacional de gestão ambiental, o selo ISO 14.001 – norma adotada por grandes empresas de todo o mundo que tem o compromisso de reduzir o impacto ambiental e ampliar os negócios.

Publicidade

Esta é a menor propaganda “de rua” do mundo (só dá para ver de binóculos)

Por rodrigogoyanna em branding, estrategia, Marketing

08 de Maio de 2019

No último sábado, mais de 100 mil espectadores se reuniram no hipódromo de Churchill Downs para assistir – e apostar – na competição Kentucky Derby, maior corrida de cavalos dos Estados Unidos e uma das mais tradicionais do mundo. 

A ocasião grandiosa pareceu o local ideal para o grupo financeiro MassMutual instalar anuncios que de tão pequenos só poderiam ser vistos com ajuda de binóculos, um artigo onipresente no evento do qual os participantes lançam mão para acompanhar de perto o turfe.

Uma série de 20 miniaturas representando cenas cotidianas foram criadas pela agencia de publicidade nova-iorquina Johannes Leonardo e espalhadas em torno das principais áreas do terreno, como vigas dos telhados e campo interno.

Os minúsculos dioramas, com pessoas fazendo churrasco e passeando o cachorro, exibem cartazes com mensagens do tipo: “Observe mais de perto suas finanças para ver o quadro geral”.

Batizada de “Pequenos Atos”, a campanha traz a mensagem de que pequenos atos podem fazer uma grande diferença no futuro financeiro.

Em entrevista ao site Adweek, Jennifer Halloron, chefe de marca e publicidade da MassMutual explicou que a campanha também queria “surpreender e encantar” os adeptos do turfe e ao mesmo tempo homenagear a história do evento.

O MassMutual celebra seu segundo ano como parceiro do Kentucky Derby.

Letras miúdas no microscópio

Já que estamos falando de miudezas, em 2018, a fabricante holandesa de equipamentos para semicondutores, ASML, entrou para o Guinness World Records (o livro dos recordes) com o menor anúncio do mundo.

Invisível a olho nu, o anúncio publicitário tem 33,272 micrômetros (µm) de comprimento por 7,76 μm de largura. Detalhe: um micrômetro equivale a um milésimo de milímetro. Ele seria facilmente coberto por um único fio de cabelo humano, que tem cerca de 75 micrômetros de largura.

O anúncio foi criado em uma das máquinas de litografia da ASML, que são usadas para criar microchips em escala nanométrica, o que, por sua vez, permite que dispositivos eletrônicos se tornem mais baratos, mais rápidos e mais poderosos.

Ele foi gravado e impresso com luz ultravioleta em uma placa de silício de 300 mm e  continha o texto “Para ser realmente pequeno, você tem que pensar grande #Smallest_AD ASML”.

 

Publicidade

Adidas lança tênis do futuro feito de um único material e 100% reciclável

Por rodrigogoyanna em estrategia, Marketing, Vida

25 de Abril de 2019

Fãs de corrida sabem muito bem como é fácil se apegar a um tenis que aguenta o “tranco” dos exercícios, e como é triste ter que se desfazer dele depois de tantos usos. Mas e se fosse possível transformá-lo em outro par novinho reaproveitando todo seu material?

Essa é proposta de uma nova linha de tênis de performance da Adidas que é 100% reciclável: o Futurecraft Loop, definido pela fabricante de artigos esportivos como o “primeiro tênis para corrida feito para ser refeito”.

Apresentado nesta semana nos Estados Unidos a um grupo seleto de jornalistas e esportistas, o tênis traz apenas um material em sua composição — um novo tipo de poliuretano termoplástico, que o reveste por inteiro, da língua e cordões à entressola. 

Essa característica facilita a reciclagem do tênis, já que não é preciso separar os componentes do produto por materiais diferentes. Quando estiverem velhos, os tênis poderão ser devolvidos à Adidas. E aí começa a mágica: ao fim de sua vida útil, os calçados serão lavados, moídos em grânulos e dissolvidos em materiais para gerar um novo par.

Para isso, a fabricante precisou desenvolver um processo de criação loop, ou seja, de ciclo de vida fechado, em que as matérias-primas podem ser reutilizadas várias vezes.  Mas, por se tratar de uma senhora inovação na indústria, ainda há muito espaço para atingir o reaproveitamento integral dos materiais.

Embora o tênis seja totalmente reciclável, o material reciclado só pode constituir 10% da próxima geração de sapato para manter seu nível de desempenho no uso. A Adidas espera melhorar esse índice nos próximos anos, para finalmente alcançar o ideal de circularidade do produto, aproveitando todo material do item antigo.

“O que acontece com seus sapatos depois de usá-los? Você os joga fora, exceto que não existe o ‘fora’. Existem apenas aterros e incineradores e, finalmente, uma atmosfera sufocada com excesso de carbono, ou oceanos cheios de lixo plástico”, declarou Eric Liedtke, membro do Conselho Executivo da Adidas.

“O próximo passo é acabar com o conceito de desperdício inteiramente. Nosso sonho é que você possa continuar usando os mesmos sapatos repetidas vezes”, garantiu o executivo em comunicado da marca.

A investida integra o plano de sustentabilidade da empresa de artigos esportivos para reduzir a geração de resíduos de seu processo produtivo, especialmente plástico.

Desde 2015, a marca trabalha em parceria com o programa Parley for the Oceansna produção de calçados feitos com fios e filamentos recuperados e reciclados de lixo plástico marinho e redes de pesca ilegais encontrados nos oceanos. Em 2019, a Adidas produzirá 11 milhões de pares de calçados dentro desse projeto.

Apenas 200 unidades do Futurecraft Loop foram lançadas como parte de um programa piloto. Elas serão testadas por pessoas selecionadas pela marca ao longo dos próximos meses.

Uma segunda geração do modelo deverá ser lançada em 2021, dessa vez para o público geral. Será o início de uma nova forma de comprar e vender o mesmo tênis, de novo, e de novo….e de novo? A conferir.

Publicidade

Por rodrigogoyanna em Marketing, Vida

21 de Março de 2019

Três notícias recentes envolvendo as questões “oceanos” e “plásticos” chamaram a atenção para um problema assustador. Primeiro, um estudo divulgado durante o Fórum Econômico Mundial em Davos desse ano previu que, em 2050, o oceano terá mais plástico que peixes. E que 99% das aves que consomem animais marinhos também terão plástico em seus estômagos.

Depois, um artigo publicado na revista Royal Society Open Science mostrou resultados de uma pesquisa que encontrou resíduos plásticos em pontos extremamente profundos do oceano, mostrando que a contaminação se alastrou completamente pelo ecossistema, não ficando restrita às baías e superfícies. Os cientistas encontraram plásticos em “pulgas do mar”, que vivem a milhares de metros abaixo da superfície. Esses pequenos organismos são ingeridos por predadores maiores, gerando uma contaminação em toda a cadeia alimentar.

Finalmente, nessa semana,  uma baleia morta encalhada numa praia nas Filipinas foi examinada postumamente por pesquisadores de uma ONG. Eles encontraram cerca  de 40 quilos de plástico em seu estomago. Entre o lixo, 16 sacos de arroz. Não dá para saber se essa foi exatamente a causa da morte, mas certamente tamanha contaminação em seu estômago não fazia bem.

Esses três fatos preocupantes remetem à mais nova campanha da entidade sea Sheperd, ONG focada na conservação da vida marinha. As peças divulgadas pela organização chocam para atrair a atenção para o problema do lixo plástico nos oceanos. As imagens mostram animais marinhos sufocando com uma simples sacola de supermercado, em desespero e agonia.

O texto dos cartazes diz “O plástico que você usa uma vez tortura os oceanos para sempre”. Fato. Se uma sacola plástica jogada indevidamente no mar foi usada apenas por alguns minutos por um consumidor, ela ficará pelo menos uma centena de anos “viva” nas águas, prejudicando muitas espécies marinhas. Tartarugas marinhas, por exemplo, muitas vezes confundem as sacolas com águas-vivas, essas sim seus alimentos naturais. O engano é fatal.

A campanha foi criada pelas agências Tribal Worldwide São Paulo e pela DDB da Guatemala.

Veja as imagens da campanha:

Campanha da entidade Sea Shepherd: alerta para problema do lixo no oceano (Sea Shepherd/Divulgação)

leia tudo sobre

Publicidade

Por rodrigogoyanna em Marketing, Vida

21 de Março de 2019

Três notícias recentes envolvendo as questões “oceanos” e “plásticos” chamaram a atenção para um problema assustador. Primeiro, um estudo divulgado durante o Fórum Econômico Mundial em Davos desse ano previu que, em 2050, o oceano terá mais plástico que peixes. E que 99% das aves que consomem animais marinhos também terão plástico em seus estômagos.

Depois, um artigo publicado na revista Royal Society Open Science mostrou resultados de uma pesquisa que encontrou resíduos plásticos em pontos extremamente profundos do oceano, mostrando que a contaminação se alastrou completamente pelo ecossistema, não ficando restrita às baías e superfícies. Os cientistas encontraram plásticos em “pulgas do mar”, que vivem a milhares de metros abaixo da superfície. Esses pequenos organismos são ingeridos por predadores maiores, gerando uma contaminação em toda a cadeia alimentar.

Finalmente, nessa semana,  uma baleia morta encalhada numa praia nas Filipinas foi examinada postumamente por pesquisadores de uma ONG. Eles encontraram cerca  de 40 quilos de plástico em seu estomago. Entre o lixo, 16 sacos de arroz. Não dá para saber se essa foi exatamente a causa da morte, mas certamente tamanha contaminação em seu estômago não fazia bem.

Esses três fatos preocupantes remetem à mais nova campanha da entidade sea Sheperd, ONG focada na conservação da vida marinha. As peças divulgadas pela organização chocam para atrair a atenção para o problema do lixo plástico nos oceanos. As imagens mostram animais marinhos sufocando com uma simples sacola de supermercado, em desespero e agonia.

O texto dos cartazes diz “O plástico que você usa uma vez tortura os oceanos para sempre”. Fato. Se uma sacola plástica jogada indevidamente no mar foi usada apenas por alguns minutos por um consumidor, ela ficará pelo menos uma centena de anos “viva” nas águas, prejudicando muitas espécies marinhas. Tartarugas marinhas, por exemplo, muitas vezes confundem as sacolas com águas-vivas, essas sim seus alimentos naturais. O engano é fatal.

A campanha foi criada pelas agências Tribal Worldwide São Paulo e pela DDB da Guatemala.

Veja as imagens da campanha:

Campanha da entidade Sea Shepherd: alerta para problema do lixo no oceano (Sea Shepherd/Divulgação)