Publicidade

Blog do Guifil

por Guilherme Custódio

Controlar a ansiedade é o 1º passo para o Fortaleza conseguir o acesso

Por guilhermecustodio em Opinião

10 de outubro de 2015

Time cearense criou poucas oportunidades de gols. Foto: Jonathan Silva/ GEBrasil/Divulgação

Time cearense criou poucas oportunidades de gols. Foto: Jonathan Silva/ GEBrasil/Divulgação

O Fortaleza não teve uma boa atuação no primeiro jogo de ida das quartas de final da Série C. A derrota por 1 a para o Brasil de Pelotas saiu de bom tamanho pelo que o time produziu em campo. A equipe cearense criou poucas oportunidades de gols, e deixou o clube gaúcho usar e abusar de sua principal jogada: a bola área. Agora, o Tricolor de Aço precisará ter uma outra postura no jogo de volta, no próximo sábado (17), no Estádio Arena Castelão.

Não resta dúvida que o Leão vai tentar sufocar o time gaúcho a todo custo para tentar ficar em vantagem no duelo. Mas, algo fundamental precisa ser administrado muito bem pelos jogadores do Fortaleza: controlar a ansiedade diante do Estádio Castelão completamente lotado. No ano passado, no jogo de mata-mata contra o Macaé-RJ, a equipe cearense levou um gol logo no primeiro tempo, passando a jogar com grande ansiedade no decorrer da partida. A pressa para conseguir reverter o placar adverso fez o Fortaleza perder inúmeras chances claras de gols, que no final da partida foi decisiva para a eliminação do tricolor.

O resultado deste sábado deixa o confronto totalmente em aberto. Para que o objetivo final seja alcançado pelo Leão do Pici os jogadores precisam tentar ao máximo possível jogador com tranquilidade, não é fácil. A própria torcida leonina estará roendo as unhas para que a vantagem seja revertida logo de início, impedindo assim que a decisão ganhe contornos de dramaticidade, assim como ocorreu em 2014.

Saiba mais
Possível acesso do Fortaleza pode colocar Chamusca em seleta lista do clube: veja

Publicidade aqui

Controlar a ansiedade é o 1º passo para o Fortaleza conseguir o acesso

Por guilhermecustodio em Opinião

10 de outubro de 2015

Time cearense criou poucas oportunidades de gols. Foto: Jonathan Silva/ GEBrasil/Divulgação

Time cearense criou poucas oportunidades de gols. Foto: Jonathan Silva/ GEBrasil/Divulgação

O Fortaleza não teve uma boa atuação no primeiro jogo de ida das quartas de final da Série C. A derrota por 1 a para o Brasil de Pelotas saiu de bom tamanho pelo que o time produziu em campo. A equipe cearense criou poucas oportunidades de gols, e deixou o clube gaúcho usar e abusar de sua principal jogada: a bola área. Agora, o Tricolor de Aço precisará ter uma outra postura no jogo de volta, no próximo sábado (17), no Estádio Arena Castelão.

Não resta dúvida que o Leão vai tentar sufocar o time gaúcho a todo custo para tentar ficar em vantagem no duelo. Mas, algo fundamental precisa ser administrado muito bem pelos jogadores do Fortaleza: controlar a ansiedade diante do Estádio Castelão completamente lotado. No ano passado, no jogo de mata-mata contra o Macaé-RJ, a equipe cearense levou um gol logo no primeiro tempo, passando a jogar com grande ansiedade no decorrer da partida. A pressa para conseguir reverter o placar adverso fez o Fortaleza perder inúmeras chances claras de gols, que no final da partida foi decisiva para a eliminação do tricolor.

O resultado deste sábado deixa o confronto totalmente em aberto. Para que o objetivo final seja alcançado pelo Leão do Pici os jogadores precisam tentar ao máximo possível jogador com tranquilidade, não é fácil. A própria torcida leonina estará roendo as unhas para que a vantagem seja revertida logo de início, impedindo assim que a decisão ganhe contornos de dramaticidade, assim como ocorreu em 2014.

Saiba mais
Possível acesso do Fortaleza pode colocar Chamusca em seleta lista do clube: veja