A IV Conferência Infanto Juvenil e “Um casaquinho azul” do Ceará - Blog Verde 
Publicidade

Blog Verde

por Nájila Cabral

A IV Conferência Infanto Juvenil e “Um casaquinho azul” do Ceará

    Mês passado, em Luziânia-GO, houve a IV Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente, com a participação de crianças e jovens brasileiros, que com seu protagonismo juvenil tiveram seus momentos de discussão para um mundo melhor.

    Do Ceará, partiu uma delegação com 27 crianças. Dentre os acompanhantes estava a Profa. Lindalva Cruz, coordenadora da equipe de Educação Ambiental da SEDUC e membro da COE – Comissão Organizadora Estadual, que escreveu o texto abaixo transcrito, com sua autorização.

     “Hoje acordei pensando no nível de responsabilidade que nós, membros das COE e acompanhantes dos delegados nacionais, assumimos ao levar para Brasília, 27 jovens entre 11 e 14 anos de idade. Nossa! Que coragem tivemos!

     E mais, ainda assumimos um termo de responsabilidade pela integridade física e psicológica desses jovens! Meu Deus!

     No entanto, em meio a toda essa responsabilidade, um ícone, chamado por nós de casaquinho azul, fez toda a diferença. Como assim?

     Então… Antes de viajarmos para Brasília, mandamos confeccionar o tal do casaquinho azul e o entregamos a todos os jovens, acompanhantes, professores e representantes dos CJ (Coletivos Jovens) do Ceará que foram a Brasília, com a seguinte orientação: por nenhum motivo esse casaquinho podia ser retirado do corpo, nos momentos em que estivéssemos em público.

     E fomos obedecidos, principalmente pelos delegados, que usaram o casaquinho azul em todas as ocasiões, mesmo que não estivesse mais tão limpo… (obrigada meninos e meninas).

      Por que essa reflexão agora? Para dizer que essa orientação nos deu certa tranquilidade, pois possibilitou encontrar, localizar, identificar nossos delegados nas mais diversas ocasiões que a IV CNIJMA nos proporcionou participar: solenidade de abertura, noite dos Brasis, palestras, oficinas, encontros, visita ao Palácio do Planalto, roda de dança na Praça dos Três Poderes, aeroporto, em todos os momentos.

      Onde quer que estivéssemos era só olhar, procurar, localizar no meio àquela plateia de mil pessoas e lá estava ela, a delegação cearense, usando seu casaquinho azul. Aí, era só se dirigir até lá para nos juntarmos a todos e ficarmos tranquilos por acharmos nosso grupo.

     Na III CNIJMA nosso casaquinho era verde. Na IV CNIJMA era azul. Fico me perguntando qual será a cor do casaquinho da V CNIJMA?

     Se não for mais eu a pessoa a acompanhá-los (será que ainda terei coragem para tal, se isso for possível?), peço, por favor, confeccionem um casaquinho, seja de que cor for. Mas levem nossos delegados vestindo um casaquinho, pois além de proteger do frio, possibilita não perdê-los em meio à multidão”. (Lindalva Cruz)

Publicidade aqui

A IV Conferência Infanto Juvenil e “Um casaquinho azul” do Ceará

    Mês passado, em Luziânia-GO, houve a IV Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente, com a participação de crianças e jovens brasileiros, que com seu protagonismo juvenil tiveram seus momentos de discussão para um mundo melhor.

    Do Ceará, partiu uma delegação com 27 crianças. Dentre os acompanhantes estava a Profa. Lindalva Cruz, coordenadora da equipe de Educação Ambiental da SEDUC e membro da COE – Comissão Organizadora Estadual, que escreveu o texto abaixo transcrito, com sua autorização.

     “Hoje acordei pensando no nível de responsabilidade que nós, membros das COE e acompanhantes dos delegados nacionais, assumimos ao levar para Brasília, 27 jovens entre 11 e 14 anos de idade. Nossa! Que coragem tivemos!

     E mais, ainda assumimos um termo de responsabilidade pela integridade física e psicológica desses jovens! Meu Deus!

     No entanto, em meio a toda essa responsabilidade, um ícone, chamado por nós de casaquinho azul, fez toda a diferença. Como assim?

     Então… Antes de viajarmos para Brasília, mandamos confeccionar o tal do casaquinho azul e o entregamos a todos os jovens, acompanhantes, professores e representantes dos CJ (Coletivos Jovens) do Ceará que foram a Brasília, com a seguinte orientação: por nenhum motivo esse casaquinho podia ser retirado do corpo, nos momentos em que estivéssemos em público.

     E fomos obedecidos, principalmente pelos delegados, que usaram o casaquinho azul em todas as ocasiões, mesmo que não estivesse mais tão limpo… (obrigada meninos e meninas).

      Por que essa reflexão agora? Para dizer que essa orientação nos deu certa tranquilidade, pois possibilitou encontrar, localizar, identificar nossos delegados nas mais diversas ocasiões que a IV CNIJMA nos proporcionou participar: solenidade de abertura, noite dos Brasis, palestras, oficinas, encontros, visita ao Palácio do Planalto, roda de dança na Praça dos Três Poderes, aeroporto, em todos os momentos.

      Onde quer que estivéssemos era só olhar, procurar, localizar no meio àquela plateia de mil pessoas e lá estava ela, a delegação cearense, usando seu casaquinho azul. Aí, era só se dirigir até lá para nos juntarmos a todos e ficarmos tranquilos por acharmos nosso grupo.

     Na III CNIJMA nosso casaquinho era verde. Na IV CNIJMA era azul. Fico me perguntando qual será a cor do casaquinho da V CNIJMA?

     Se não for mais eu a pessoa a acompanhá-los (será que ainda terei coragem para tal, se isso for possível?), peço, por favor, confeccionem um casaquinho, seja de que cor for. Mas levem nossos delegados vestindo um casaquinho, pois além de proteger do frio, possibilita não perdê-los em meio à multidão”. (Lindalva Cruz)