Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Reunião, no Rio de Janeiro, entre Secult e Ancine, discute projeto Cinema nas Cidades e o Edital Ceará de Cinema e Vídeo

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

24 de outubro de 2017

Encontro, na manhã da terça-feira (24 de outubro), no Rio de Janeiro, entre a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e a ANCINE – Agência Nacional do Cinema. Na pauta, o projeto “Cinema nas Cidades” e o “Edital Ceará de Cinema e Vídeo”. Estiveram presentes: Fabiano Piúba (secretário da cultura do Ceará), Debora Ivanov (presidente da Ancine) e Renata Pelizon (Ancine).

“Sobre o Cinema nas Cidades, tratamos do cronograma dos repasses dos recursos da Ancine, considerando que já foram licitadas as obras das 20 salas de cinema em 10 municípios do interior cearense. Será marcada uma data onde o Governador dará a Ordem de Serviços para o início das obras e a presidente da Ancine se fará presente. Sobre o edital de cinema e vídeo, tratamos do repasse para os projetos selecionados nas categorias de longa-metragem e séries para TV financiadas diretamente pela Ancine. Foi uma ótima reunião”, afirma Fabiano Piúba. Outro tema que tratamos com a presidente da Ancine e sobre a operacionalização dos recursos da Ancine para o Nordeste via BNB. Sobre o novo edital Ceará de Cinema e Vídeo, vamos enviar a proposta cheia para captar R$ 15,0 milhões da Ancine e R$ 7,5 da Secult / Ceará no âmbito do programa Ceará Filmes”, diz Fabiano Piúba.

Sobre o Cinema nas Cidades e o Edital Ceará de Cinema e Vídeo

Por meio da conexão transversal entre ações já realizadas pela Secult e a implementação de novas iniciativas para o fortalecimento do audiovisual e da arte e cultura digital, o Ceará Filmes conta com investimento de R$ 59,5 milhões, abrangendo ações de 2016 e 2017, pela Ancine e pelo Governo do Estado do Ceará. Esses recursos viabilizam o Edital Ceará de Cinema e Vídeo, da Secult, o programa Cinema nas Cidades e o Edital TV Ceará Inédito. Desse montante, o investimento da agência é de R$ 40 milhões, com o investimento do Estado, por meio da Secult, chegando a R$ 19,5 milhões.

Sobre o Ceará Filmes

Ampliando a articulação e a política para o audiovisual e a arte e cultura digital cearense, o Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura e do Instituto Dragão do Mar, lançou, no dia 9 de maio, o Ceará Filmes – Programa Estadual de Desenvolvimento do Audiovisual e da Arte e Cultura Digital.

Dividido em sete eixos – Produção, Distribuição, Exibição, Preservação, Formação, Rede Institucional e Legislação –, o programa se estrutura a partir de ações concretas advindas do diálogo integrador entre a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e os diversos agentes atuantes no audiovisual cearense: empresas produtoras, distribuidoras e exibidoras; associações, sindicatos e demais entidades de classe; escolas e universidades públicas e privadas; rede pública e privada de TV, além de instâncias governamentais.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade aqui

Reunião, no Rio de Janeiro, entre Secult e Ancine, discute projeto Cinema nas Cidades e o Edital Ceará de Cinema e Vídeo

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

24 de outubro de 2017

Encontro, na manhã da terça-feira (24 de outubro), no Rio de Janeiro, entre a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e a ANCINE – Agência Nacional do Cinema. Na pauta, o projeto “Cinema nas Cidades” e o “Edital Ceará de Cinema e Vídeo”. Estiveram presentes: Fabiano Piúba (secretário da cultura do Ceará), Debora Ivanov (presidente da Ancine) e Renata Pelizon (Ancine).

“Sobre o Cinema nas Cidades, tratamos do cronograma dos repasses dos recursos da Ancine, considerando que já foram licitadas as obras das 20 salas de cinema em 10 municípios do interior cearense. Será marcada uma data onde o Governador dará a Ordem de Serviços para o início das obras e a presidente da Ancine se fará presente. Sobre o edital de cinema e vídeo, tratamos do repasse para os projetos selecionados nas categorias de longa-metragem e séries para TV financiadas diretamente pela Ancine. Foi uma ótima reunião”, afirma Fabiano Piúba. Outro tema que tratamos com a presidente da Ancine e sobre a operacionalização dos recursos da Ancine para o Nordeste via BNB. Sobre o novo edital Ceará de Cinema e Vídeo, vamos enviar a proposta cheia para captar R$ 15,0 milhões da Ancine e R$ 7,5 da Secult / Ceará no âmbito do programa Ceará Filmes”, diz Fabiano Piúba.

Sobre o Cinema nas Cidades e o Edital Ceará de Cinema e Vídeo

Por meio da conexão transversal entre ações já realizadas pela Secult e a implementação de novas iniciativas para o fortalecimento do audiovisual e da arte e cultura digital, o Ceará Filmes conta com investimento de R$ 59,5 milhões, abrangendo ações de 2016 e 2017, pela Ancine e pelo Governo do Estado do Ceará. Esses recursos viabilizam o Edital Ceará de Cinema e Vídeo, da Secult, o programa Cinema nas Cidades e o Edital TV Ceará Inédito. Desse montante, o investimento da agência é de R$ 40 milhões, com o investimento do Estado, por meio da Secult, chegando a R$ 19,5 milhões.

Sobre o Ceará Filmes

Ampliando a articulação e a política para o audiovisual e a arte e cultura digital cearense, o Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura e do Instituto Dragão do Mar, lançou, no dia 9 de maio, o Ceará Filmes – Programa Estadual de Desenvolvimento do Audiovisual e da Arte e Cultura Digital.

Dividido em sete eixos – Produção, Distribuição, Exibição, Preservação, Formação, Rede Institucional e Legislação –, o programa se estrutura a partir de ações concretas advindas do diálogo integrador entre a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e os diversos agentes atuantes no audiovisual cearense: empresas produtoras, distribuidoras e exibidoras; associações, sindicatos e demais entidades de classe; escolas e universidades públicas e privadas; rede pública e privada de TV, além de instâncias governamentais.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti