Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Cigel Cosméticos amplia parque fabril e aumenta em 30% a capacidade produtiva.

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de Maio de 2019

(Crédito: Davi Menezes)

 

O mercado de cosmético cearense mostrou toda sua força e potencial frente à difícil crise econômica brasileira. Prova disso, foram os números apresentados pela Cigel Cosméticos no fechamento de 2018.

Embalada pelo crescimento registrado no ano de 2018, de 29%, a Cigel Cosméticos, indústria cearense detentora das marcas Alyne, Aseplyne, Delicaderm, Repele Mais e Pure, aposta na ampliação de seu parque fabril.

Segundo Paulo Gurgel, presidente e fundador da empresa, a ampliação do parque fabril foi algo natural e impulsionada pela necessidade de atender ao volume de negócios gerado pela empresa. “Estamos reagindo a uma demanda que vem do mercado, além disso, estamos expandindo nosso raio de ação e abrindo novas frentes”, revela Gurgel.

Atualmente o parque fabril conta com 14.707m², que passará a 17.007m² e capacidade produtiva de mais de 15 milhões de litros por ano e mais de 50 milhões de unidades por ano, que sofrerá uma ampliação na ordem de 30%.

As principais áreas que crescerão com essa expansão dos 2.300 m² da indústria serão, a priori, a logística e o armazenamento, porém todos os demais setores serão impulsionados em uma reação em cadeia. “Com isso, teremos uma demanda maior por profissionais especializados para o trabalho na indústria, o que aumenta a geração de emprego na região”, finaliza Paulo Gurgel.

Este resultado visto na Cigel foi influenciado, principalmente, por uma cultura mundial cada vez mais voltada ao cuidado com a saúde e o bem-estar, que incorporou com grandeza o público masculino e também a geração baby boomers, de mulheres 50+, dispostas a investir em produtos e procedimentos de beleza.

Publicidade aqui

leia tudo sobre

Cigel Cosméticos amplia parque fabril e aumenta em 30% a capacidade produtiva.

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de Maio de 2019

(Crédito: Davi Menezes)

 

O mercado de cosmético cearense mostrou toda sua força e potencial frente à difícil crise econômica brasileira. Prova disso, foram os números apresentados pela Cigel Cosméticos no fechamento de 2018.

Embalada pelo crescimento registrado no ano de 2018, de 29%, a Cigel Cosméticos, indústria cearense detentora das marcas Alyne, Aseplyne, Delicaderm, Repele Mais e Pure, aposta na ampliação de seu parque fabril.

Segundo Paulo Gurgel, presidente e fundador da empresa, a ampliação do parque fabril foi algo natural e impulsionada pela necessidade de atender ao volume de negócios gerado pela empresa. “Estamos reagindo a uma demanda que vem do mercado, além disso, estamos expandindo nosso raio de ação e abrindo novas frentes”, revela Gurgel.

Atualmente o parque fabril conta com 14.707m², que passará a 17.007m² e capacidade produtiva de mais de 15 milhões de litros por ano e mais de 50 milhões de unidades por ano, que sofrerá uma ampliação na ordem de 30%.

As principais áreas que crescerão com essa expansão dos 2.300 m² da indústria serão, a priori, a logística e o armazenamento, porém todos os demais setores serão impulsionados em uma reação em cadeia. “Com isso, teremos uma demanda maior por profissionais especializados para o trabalho na indústria, o que aumenta a geração de emprego na região”, finaliza Paulo Gurgel.

Este resultado visto na Cigel foi influenciado, principalmente, por uma cultura mundial cada vez mais voltada ao cuidado com a saúde e o bem-estar, que incorporou com grandeza o público masculino e também a geração baby boomers, de mulheres 50+, dispostas a investir em produtos e procedimentos de beleza.