Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Dia do Meio Ambiente

Dia do Meio Ambiente: Grupo Aço Cearense contribui para uma sociedade cada vez mais sustentável

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

04 de junho de 2019

Participar do desenvolvimento do país nos aspectos econômico, social e ambiental é um dos principais objetivos do Grupo Aço Cearense, cuja atuação baseia-se em um alinhamento de seus negócios com uma gestão socialmente engajada. Líder no segmento do aço nas regiões Norte e Nordeste, o Grupo conta com 4 empresas e 1 Instituto com atuação no Ceará, Pará e Tocantins: Aço Cearense Comercial, Aço Cearense Industrial, SINOBRAS, SINOBRAS Florestal e Instituto Aço Cearense.

 Em alusão do Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 de junho, o Grupo reforça seu compromisso com o bem-estar do planeta, sempre buscando recursos que facilitem os processos e mantenham a sustentabilidade do meio ambiente.

O Grupo desenvolve também projetos voltados para as áreas sociais com a ajuda do Instituto Aço Cearense, que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social. O Instituto apoia também colaboradores das empresas do Grupo que se destacam no esporte e realiza campanhas com diversas ações de solidariedade, como arrecadação de roupas, produtos de higiene pessoal, alimentos e brinquedos. O Instituto Aço Cearense acredita que o trabalho social é um esforço conjunto para que a sociedade cresça, desenvolvendo pessoas por meio da promoção da cidadania, da reabilitação e da integração.

Sustentabilidade ambiental

 As empresas do Grupo Aço Cearense trabalham com atenção no gerenciamento de seus resíduos e controles legais ambientais, com o objetivo de garantir o melhor desempenho, o pleno acompanhamento das destinações e reduções dos resíduos gerados, bem como o cumprimento de todas as obrigações legais.

O Grupo é o maior reciclador de aço do Norte-Nordeste brasileiro e trabalha sob a ótica da Economia Circular. Na SINOBRAS, a produção do aço é feita com 70% de sucata e 30% de ferro-gusa líquido. A SINOBRAS Florestal, outra empresa do Grupo localizada em São Bento do Tocantins (TO), é fornecedora de redutor bioenergético, com 15 fazendas próprias de plantio de eucalipto, em uma área de 25 mil hectares.  A empresa conta com duas Unidades de Produção de Redutor Bioenergético com capacidade produtiva de 25.500 metros cúbicos. Possui 46 fornos retangulares, que mitigam os impactos ambientais e produzem o redutor bioenergético que é utilizado pela SINOBRAS.

Contribuindo para o incremento socioeconômico da região, a SINOBRAS Florestal gera cerca de 200 empregos diretos e, por ocasião do plantio, outros colaboradores são somados para operações sazonais.

O uso consciente de recursos naturais é uma diretriz importante da SINOBRAS Florestal, que adota uma postura de responsabilidade com os valores ambientais e sociais, que vão desde o cuidado com o meio ambiente até a melhoria na qualidade de vida das pessoas da região onde atua.

Entre os exemplos de ações e projetos implementados pelo Grupo Aço Cearense que reforçam essa filosofia de sustentabilidade estão:

– Gestão de resíduos – em suas empresas, o Grupo aplica metodologias com o objetivo de ter melhor desempenho e acompanhamento das destinações e reduções dos resíduos gerados.

Na SINOBRAS, no processo de Sinterização são reaproveitados os coprodutos gerados durante o processo de produção do aço e produzido o sínter, matéria-prima utilizada como parte substituta do minério de ferro na produção do gusa.

A logística reversa é outra prática de preservação ambiental realizada no Grupo Aço Cearense, aplicada em baterias, que, após o final de sua utilização, são encaminhadas para o fabricante e recebem destinação correta. Da mesma forma acontece com os pneus, que são encaminhados para ecopontos.

A destinação de óleos lubrificantes após o uso, é feita com o rerrefino de óleo lubrificante usado ou contaminado (oluc). Esse processo transforma o óleo usado em óleo básico novamente, por meio de empresas parceiras, evitando que esse resíduo perigoso seja descartado no meio ambiente.

– A preocupação com o uso da água ocorre desde o início da operação em suas empresas, por meio de um robusto sistema de captação, tratamento, recirculação, torres de resfriamento de água e tanques de decantação, que garantem a recirculação da água utilizada nos processos industriais. Em 2018, foi alcançada a marca de 98,35% de água recirculada nos processos.

– Implantação do Projeto Reciclo, com o objetivo de consolidar a coleta seletiva no Grupo Aço Cearense, o qual inclui as atividades de caracterização dos resíduos, adequação das áreas, treinamento de colaboradores, monitoramento dos resultados e auditorias internas;

– Ações de doações de mudas de árvores com os colaboradores e em diversas comunidades onde eles residem e nas quais a empresa atua.

Publicidade

Unimed Fortaleza distribui 600 mudas para ciclistas do Bicicletar neste domingo

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de junho de 2018

Quem chegou a uma das estações do Bicicletar em Fortaleza, na manhã deste domingo (10), se deparou com mudas de plantas, ornamentais ou frutíferas, nas cestinhas das bicicletas compartilhadas. As mudas são um presente da Unimed Fortaleza para os usuários do sistema, em alusão ao Dia do Meio Ambiente, celebrado no último dia 5, e em comemoração as 2 milhões de viagens, que evitaram o despejo de 724.19 toneladas de CO2 no ar.

A Unimed Fortaleza, além de cuidar da saúde das pessoas, também busca cuidar da saúde da cidade e do mundo. Exemplo disso é o apoio dado ao Bicicletar, sistema de bicicletas compartilhadas que oferece uma alternativa de transporte sustentável e não poluente. O projeto é da Prefeitura Municipal, operado pela empresa Serttel e apoiado pela Unimed Fortaleza.

O casal Roberta Morato e Eduardo Bruno Sousa encontraram as mudas nas bicicletas e adoraram a ação da Unimed Fortaleza. Os dois são de Manaus e estão em Fortaleza há pouco tempo. Eduardo já utiliza o Bicicletar como meio de transporte diário e achou super válida a iniciativa de conscientização. “É muito importante essa ação de promover uma consciência ambiental nas pessoas, não só de usar um meio de transporte alternativo, como a bicicleta, mas também de cuidar do meio ambiente e do nosso planeta”, afirma Eduardo.

A advogada Tatiana Pinheiro utiliza as bicicletas compartilhadas como lazer nos finais de semana e ficou super feliz em poder levar a plantinha pra casa. “Adorei a iniciativa da Unimed Fortaleza, vou levar a muda para replantar. Já utilizo as bicicletas compartilhadas há muito tempo e achei maravilhosa a ideia de presentear os usuários dessa forma”.

A entrega das mudas celebra os avanços alcançados pelo Bicicletar, além de encerrar a Semana do Meio Ambiente na cooperativa, que teve diversas ações de educação ambiental durante os últimos dias.  Teatro de bonecos para as crianças do Centro Pediátrico do Hospital Regional Unimed (HRU) e uma trilha no Parque do Cocó foram algumas ações realizadas pela Unimed Fortaleza para celebrar o Dia do Meio Ambiente.

Em toda a cidade existem 800 bicicletas compartilhadas, distribuídas pelas 80 estações. O projeto tem como objetivo introduzir o modelo de transporte saudável e não poluente, reduzindo os engarrafamentos e a poluição das áreas centrais da cidade, promovendo a humanização do ambiente urbano e a responsabilidade social das pessoas, além combater o sedentarismo da população, incentivando a prática de hábitos saudáveis.

 

Publicidade

EMPRESA CEARENSE GERA ENERGIA CAPAZ DE MANTER TODO O SEU CONSUMO

Por Oswaldo Scaliotti em Novos negócios

29 de Maio de 2018

Próxima terça-feira, dia 5 de junho, é comemorado mundialmente o Dia do Meio Ambiente. A data será celebrada com orgulho pela empresa cearense EIM Instalações Industriais. A sede da empresa, em Fortaleza, possui sistema de geração própria de energia limpa e renovável. Os 177 painéis solares possibilitam a geração de até 10.000 kWh/mês. A energia gerada é capaz de manter todo o consumo da sede, equivalente a uma potência de até 43 kW.

Nos finais de semana, como não há expediente de trabalho, a energia gerada não é consumida. Um equipamento registra a quantidade gerada e fornece o excedente para a distribuidora local. O excedente é, então, convertido em saldo na conta de luz para utilização futura, caso seja necessário. Além da autossuficiência em energia, a empresa também é autossuficiente em água.

“O maior objetivo é contribuir com nossa qualidade de vida e das próximas gerações, o que depende da nossa capacidade de viver dentro dos limites dos recursos disponíveis. Produzir e consumir de forma sustentável significa, entre outras ações, utilizar energia e recursos naturais com eficiência, sabendo usar e economizar”, disse o diretor executivo da EIM Instalações Industriais, Nivaldo Teixeira.

OBRA X SUSTENTABILIDADE

Em abril, a EIM entregou mais uma grande obra: a GNR Fortaleza, planta de produção de gás natural renovável – a 1ª usina do Ceará e a 2ª maior do país – localizada no Aterro Sanitário da Caucaia. A usina transforma em gás natural o gás metano gerado pela decomposição dos dejetos depositados no aterro sanitário de Caucaia, para onde vai o lixo de Fortaleza. Tem capacidade de produzir até 100 mil m³ de biometano por dia, cerca de 36,5 milhões de m³ por ano, evitando que 610.000 toneladas equivalentes de CO2 sejam lançadas na atmosfera anualmente, ajudando desta forma a minimizar a emissão de gases de efeito estufa. Neste projeto, a EIM foi responsável pela execução de serviços de montagem e instalação eletromecânica.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

EMPRESA CEARENSE GERA ENERGIA CAPAZ DE MANTER TODO O SEU CONSUMO

Por Oswaldo Scaliotti em Novos negócios

29 de Maio de 2018

Próxima terça-feira, dia 5 de junho, é comemorado mundialmente o Dia do Meio Ambiente. A data será celebrada com orgulho pela empresa cearense EIM Instalações Industriais. A sede da empresa, em Fortaleza, possui sistema de geração própria de energia limpa e renovável. Os 177 painéis solares possibilitam a geração de até 10.000 kWh/mês. A energia gerada é capaz de manter todo o consumo da sede, equivalente a uma potência de até 43 kW.

Nos finais de semana, como não há expediente de trabalho, a energia gerada não é consumida. Um equipamento registra a quantidade gerada e fornece o excedente para a distribuidora local. O excedente é, então, convertido em saldo na conta de luz para utilização futura, caso seja necessário. Além da autossuficiência em energia, a empresa também é autossuficiente em água.

“O maior objetivo é contribuir com nossa qualidade de vida e das próximas gerações, o que depende da nossa capacidade de viver dentro dos limites dos recursos disponíveis. Produzir e consumir de forma sustentável significa, entre outras ações, utilizar energia e recursos naturais com eficiência, sabendo usar e economizar”, disse o diretor executivo da EIM Instalações Industriais, Nivaldo Teixeira.

OBRA X SUSTENTABILIDADE

Em abril, a EIM entregou mais uma grande obra: a GNR Fortaleza, planta de produção de gás natural renovável – a 1ª usina do Ceará e a 2ª maior do país – localizada no Aterro Sanitário da Caucaia. A usina transforma em gás natural o gás metano gerado pela decomposição dos dejetos depositados no aterro sanitário de Caucaia, para onde vai o lixo de Fortaleza. Tem capacidade de produzir até 100 mil m³ de biometano por dia, cerca de 36,5 milhões de m³ por ano, evitando que 610.000 toneladas equivalentes de CO2 sejam lançadas na atmosfera anualmente, ajudando desta forma a minimizar a emissão de gases de efeito estufa. Neste projeto, a EIM foi responsável pela execução de serviços de montagem e instalação eletromecânica.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti