Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Enel Brasil

Enel Brasil publica Relatório Anual de Sustentabilidade 2018

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

27 de Maio de 2019

 

  • Cerca de R$ 3 milhões de renda gerados para as comunidades, por meio de inciativas de empreendedorismo social
  • Projetos alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estratégicos beneficiaram mais de 1,6 milhão de pessoas desde 2015
  • Mais de 226 mil MWh de energia economizada em projetos de eficiência energética

 

 A Enel Brasil, maior grupo privado do setor elétrico nacional, publica amanhã, dia 28, o Relatório Anual de Sustentabilidade 2018 da Companhia, elaborado com base na metodologia internacional da “Global Reporting Initiative – GRI Standards” e verificado pela EY. A publicação engloba os resultados da Enel Brasil e Enel Green Power, divisão de Energias Renováveis.

Em 2018, o Grupo quebrou o próprio recorde de investimentos no País, que alcançou R$ 12,7 bilhões, em função, principalmente, da aquisição da Eletropaulo, hoje Enel Distribuição São Paulo.O investimento também foi destinado à melhoria e eficiência do sistema elétrico e à expansão em geração renovável, dentre outros.

Com a compra da Eletropaulo, a Companhia se tornou líder do setor elétrico privado no País, atendendo a mais de 17 milhões de consumidores no segmento de distribuição de energia, em quatro estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás.

No ano passado, também houve a consolidação no País da Enel X, braço de soluções inteligentes e inovadoras em energia, que proporcionará o avanço na mobilidade elétrica, geração distribuída e automação, agregando ainda mais valor ao relacionamento com o consumidor.

Confira outros destaques do Relatório:

Investimentos sociais

Cerca de R$ 51 milhões em investimentos sociais externos e a geração de mais de R$ 3 milhões de renda para as comunidades onde a empresa atua, por meio do Enel Compartilha, maior programa de sustentabilidade do Grupo.

Com o Enel Compartilha Empreendedorismo,  um dos projetos desenvolvidos, a empresa doou resíduos de cabos de telecomunicações, colocados de forma irregular nos postes, que são reutilizados na fabricação de móveis e peças de decoração, o que proporciona renda extra para as comunidades. A iniciativa reforça os princípios de Economia Circular e da metodologia de Criação de Valor Compartilhado, que têm sido base para a atuação social da empresa.

“Estamos vivendo um momento de transição energética sem precedentes. Na Enel, atuamos com a visão Open Power, com a sustentabilidade e a inovação enraizados no nosso DNA, o que nos permite enfrentar os principais desafios globais relacionados à energia – a descarbonização, eletrificação, digitalização e urbanização. O Plano de Sustentabilidade engloba toda a nossa estratégia de trabalho, que é diretamente associada ao nosso compromisso público com a Agenda 2030”, afirma Márcia Massotti, diretora de Sustentabilidade da Enel no Brasil.

Renováveis

O Brasil ocupa posição de grande relevância para a Enel, no segmento de geração de energia renovável. No País, o Grupo tem 2.934 MW de capacidade instalada total. Em 2018, consolidou-se como líder em geração de energia solar, por meio, por exemplo, do início da operação do parque solar Horizonte (103 MW), localizado na Bahia.

Também se solidificou como um dos maiores players em geração de energia eólica, com o início da operação da usina Morro do Chapéu Sul (172 MW) e expansão do parque Delfina (180 MW), ambos na Bahia.

Eficiência Energética

Por meio do seu Programa de Eficiência Energética, a companhia economizou cerca de 226 mil MWh, o que equivale ao consumo de um mês dos domicílios de Goiânia/GO.

Com o projeto Ecoenel, mais de 7 mil toneladas de materiais recicláveis foram coletados, cujo reaproveitamento corresponde a menos 44.409 árvores cortadas.

Compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Desde 2015, o Grupo Enel apoia diretamente 4 dos 17 objetivos: ODS 4 – Educação

de Qualidade, ODS 7 – Energia Limpa e Acessível, ODS 8 – Trabalho Descente e Crescimento Econômico e o ODS 13 – Ação Contra a Mudança Global do Clima, realizando inúmeros projetos e beneficiando mais de 1,7 milhão de pessoas no Brasil. A partir de 2019, a Enel definiu metas para o ODS 9 (Indústria, Inovação e Infraestrutura) e ODS 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis), totalizando seis ODS prioritários para a companhia.

Publicidade

Rede Plataforma Sinfonia do Amanhã será lançada nesta quinta-feira (25)

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

23 de agosto de 2016

ChiquitaBraga 3

18 projetos socioeducativos compõem uma rede para o fortalecimento de educação musical

Apostando no potencial social e inclusivo da educação musical, será lançada nesta quinta-feira (25), no Cineteatro São Luiz, a partir das 18h, a Plataforma Sinfonia do Amanhã, uma rede de fortalecimento da educação musical. O evento contará com mostra artística dos aprendizes dos grupos que compõem a rede em apresentações de camerata de violões, sopros e orquestra. O acesso é gratuito e aberto ao público.

Apresentada pela Enel Brasil, grupo na qual a Coelce e a Endesa Fortaleza fazem parte, em parceria com o Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura, a Plataforma Sinfonia do Amanhã tem realização da Quitanda das Artes, do Instituto Raimundo Vieira Cunha (IRVC) e do Instituto BR Arte, produção executiva da Cinco Elementos Produções e consultoria executiva da Marco Zero Produções.

Visando aprimorar e fortalecer o campo da educação musical, a rede proporciona a manutenção e o desenvolvimento de grupos de referência que têm como foco o desenvolvimento da cidadania com o ensino e a prática de música para crianças e jovens. Formada por 18 entidades (15 do Ceará, uma de Goiás e duas do Rio Grande do Sul), a Plataforma ativa uma interação mais sistemática entre atores que realizam projetos e ações significativas na área da formação e criação musical com base em dois eixos:

– Articulação: Na constituição de uma rede colaborativa de instituições e atores da música para compor mecanismos de interação e compartilhamento de espaços, conhecimentos e ideias, permitindo um enriquecimento coletivo, tanto do ponto de vista cognitivo quanto estrutural.

 – Formação: Ações destinadas ao fortalecimento das atividades de educação musical voltada aos alunos e para o aprimoramento do corpo docente e gestor das instituições. Para isso serão realizados cursos de formação de gestores, diálogos sobre educação musical com os professores, residências artísticas com os aprendizes dos projetos e seminários sobre educação musical para crianças e jovens.

De acordo com Débora Pinho, Responsável pela área de Integração com o Entorno Social da Enel Brasil, “A Plataforma unirá os projetos, de diferentes localidades e realidades, fazendo com que todos se fortaleçam, além de permitir o compartilhamento de boas práticas. Isso possibilitará o desenvolvimento e a sustentabilidade dos projetos envolvidos e a ampliação dos benefícios ao público de crianças, adolescentes e jovens participantes.”

A Plataforma reforça o compromisso da Enel com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) “Educação de Qualidade”, uma agenda de objetivos e metas originados a partir da Rio +20 e aprovados na Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (25-27 de setembro 2015).

Plataforma Online

Como ferramenta de apoio à gestão, o projeto se materializa na construção de uma plataforma online para o acompanhamento, avaliação e monitoramento das ações desenvolvidas, com a finalidade de possibilitar a construção de indicadores que deem subsídios para a sustentabilidade e continuidade dos grupos que integram a rede.

Além disso, o site se coloca como espaço de interação colaborativa entre os diversos atores que integram a Sinfonia do Amanhã, sejam eles gestores, professores ou alunos, uma vez que disponibilizará fóruns de discussão, biblioteca virtual, blog e agenda de apresentações.

 

Grupos:

Acordes Mágicos (CE); Banda de Garruchos (RS); Casa de Vovó Dedé (CE); CIS Vila Velha (CE); Coral Canto da Casa (CE); Cordas da Cidadania (CE); Escola de Música – Secretaria Municipal de S. Luiz Gonzaga (RS); Escola de Música Chiquita Braga (CE); Escola de Música de Itapajé (CE); Escola de Música de Guaramiranga (CE); Escola de Música de Milhã (CE); Filarmônica Estrela da Serra (CE); Instituto Sinfonia do Amanhã (GO); Orquestra Jacques Klein (CE); Orquestra Bachiana Jovem de Aquiraz (CE); Orquestra de Sopros de Pindoretama (CE); Orquestra Municipal de São Gonçalo do Amarante (CE); e Projeto Tocando a Vida (CE).

 

  Serviço:

Lançamento da Plataforma Sinfonia do Amanhã

Data: 25/08

Local: Cineteatro São Luiz – Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza – Ceará

Horário: 18h

Informações: (85) 3235 4063/ plataformasinfonia@gmail.com

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Rede Plataforma Sinfonia do Amanhã será lançada nesta quinta-feira (25)

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

23 de agosto de 2016

ChiquitaBraga 3

18 projetos socioeducativos compõem uma rede para o fortalecimento de educação musical

Apostando no potencial social e inclusivo da educação musical, será lançada nesta quinta-feira (25), no Cineteatro São Luiz, a partir das 18h, a Plataforma Sinfonia do Amanhã, uma rede de fortalecimento da educação musical. O evento contará com mostra artística dos aprendizes dos grupos que compõem a rede em apresentações de camerata de violões, sopros e orquestra. O acesso é gratuito e aberto ao público.

Apresentada pela Enel Brasil, grupo na qual a Coelce e a Endesa Fortaleza fazem parte, em parceria com o Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura, a Plataforma Sinfonia do Amanhã tem realização da Quitanda das Artes, do Instituto Raimundo Vieira Cunha (IRVC) e do Instituto BR Arte, produção executiva da Cinco Elementos Produções e consultoria executiva da Marco Zero Produções.

Visando aprimorar e fortalecer o campo da educação musical, a rede proporciona a manutenção e o desenvolvimento de grupos de referência que têm como foco o desenvolvimento da cidadania com o ensino e a prática de música para crianças e jovens. Formada por 18 entidades (15 do Ceará, uma de Goiás e duas do Rio Grande do Sul), a Plataforma ativa uma interação mais sistemática entre atores que realizam projetos e ações significativas na área da formação e criação musical com base em dois eixos:

– Articulação: Na constituição de uma rede colaborativa de instituições e atores da música para compor mecanismos de interação e compartilhamento de espaços, conhecimentos e ideias, permitindo um enriquecimento coletivo, tanto do ponto de vista cognitivo quanto estrutural.

 – Formação: Ações destinadas ao fortalecimento das atividades de educação musical voltada aos alunos e para o aprimoramento do corpo docente e gestor das instituições. Para isso serão realizados cursos de formação de gestores, diálogos sobre educação musical com os professores, residências artísticas com os aprendizes dos projetos e seminários sobre educação musical para crianças e jovens.

De acordo com Débora Pinho, Responsável pela área de Integração com o Entorno Social da Enel Brasil, “A Plataforma unirá os projetos, de diferentes localidades e realidades, fazendo com que todos se fortaleçam, além de permitir o compartilhamento de boas práticas. Isso possibilitará o desenvolvimento e a sustentabilidade dos projetos envolvidos e a ampliação dos benefícios ao público de crianças, adolescentes e jovens participantes.”

A Plataforma reforça o compromisso da Enel com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) “Educação de Qualidade”, uma agenda de objetivos e metas originados a partir da Rio +20 e aprovados na Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (25-27 de setembro 2015).

Plataforma Online

Como ferramenta de apoio à gestão, o projeto se materializa na construção de uma plataforma online para o acompanhamento, avaliação e monitoramento das ações desenvolvidas, com a finalidade de possibilitar a construção de indicadores que deem subsídios para a sustentabilidade e continuidade dos grupos que integram a rede.

Além disso, o site se coloca como espaço de interação colaborativa entre os diversos atores que integram a Sinfonia do Amanhã, sejam eles gestores, professores ou alunos, uma vez que disponibilizará fóruns de discussão, biblioteca virtual, blog e agenda de apresentações.

 

Grupos:

Acordes Mágicos (CE); Banda de Garruchos (RS); Casa de Vovó Dedé (CE); CIS Vila Velha (CE); Coral Canto da Casa (CE); Cordas da Cidadania (CE); Escola de Música – Secretaria Municipal de S. Luiz Gonzaga (RS); Escola de Música Chiquita Braga (CE); Escola de Música de Itapajé (CE); Escola de Música de Guaramiranga (CE); Escola de Música de Milhã (CE); Filarmônica Estrela da Serra (CE); Instituto Sinfonia do Amanhã (GO); Orquestra Jacques Klein (CE); Orquestra Bachiana Jovem de Aquiraz (CE); Orquestra de Sopros de Pindoretama (CE); Orquestra Municipal de São Gonçalo do Amarante (CE); e Projeto Tocando a Vida (CE).

 

  Serviço:

Lançamento da Plataforma Sinfonia do Amanhã

Data: 25/08

Local: Cineteatro São Luiz – Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza – Ceará

Horário: 18h

Informações: (85) 3235 4063/ plataformasinfonia@gmail.com

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti