Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

especialista na área vocacional e empreendedor

​Método CAP – Carreira de Alta Performance

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

09 de junho de 2017

 

 

Cearense desenvolve método inédito para ajudar adolescentes, jovens e adultos a decidirem por sua carreira profissional

 

O autoconhecimento é algo que pode ser visto como um desafio por muitas pessoas. E na fase da adolescência, muitos são os questionamentos enfrentados. Diante deste cenário, Tarcísio Holanda, especialista na área vocacional e empreendedor com experiência na área comercial, criou o Método CAP – Carreira de Alta Performance. “A metodologia tem o objetivo de ajudar adolescentes a se conhecerem melhor e a desenvolverem suas habilidades de forma natural para, assim, traçarem uma meta que vai ao encontro dos seus objetivos”, declara Holanda.

 

“No método CAP, a abordagem funciona a partir de seis princípios”, revela o criador, que foi até Brasília para se capacitar em um dos maiores Institutos de análise comportamental do país, a SLAC – Sociedade Latina Americana de Coaching. Entre eles, foco no futuro, construção específica dos objetivos, “não julgamento” o e a ausência de imposição sobre o quê o adolescente precisa fazer.

 

“A primeira pergunta que faço é: qual profissão faria brilhar seus olhos? A escolha profissional de uma pessoa pode ser diferente de outra por vários aspectos e, por isso, a aplicação do método deve ser personalizado, respeitando os limites de cada um”, avalia. E são vários os fatores motivacionais e de tomada de decisão, “como o dinheiro, as influências externas e internas, o papel dos pais, entre outros. Quero desmitificar essas causas para fazer com que, ainda no ensino médio, o jovem faça o que gosta e não por obrigação”, explica.

 

Além dos princípios utilizados, a metodologia CAP recorre a “pontes” estratégicas distribuídas em cinco fases, entre elas, a passagem por um período didático e intenso de autoconhecimento com foco em sua atuação, uma pesquisa de análise do cenário atual da faculdade escolhida e uma análise geral de todo o processo em que esteve envolvido. “Apesar do método ter sido criado para adolescentes de 16 a 19 anos, pessoas que não se sentem felizes em suas atividades profissionais também podem usufruir da experiência”, afirma o especialista.

 

80% estão insatisfeitos

Em pesquisa realizada pelo ISMA – International Stress Management Association, associação sem fins lucrativos e a única de caráter internacional voltada para pesquisa e desenvolvimento da prevenção e tratamento do estress no mundo, diagnosticou que, no Brasil, cerca de 80% dos profissionais ativos no trabalho estão insatisfeitos. Já em outra pesquisa realizada pelo Instituto Gallup, apontou que apenas 13% da população mundial está satisfeita com o que faz na vida profissional.

 

 

Tarcísio Holanda

Tarcísio Holanda, antes de mais nada, é um jovem, que quando adolescente também teve várias dúvidas sobre sua carreira profissional. Já passou por pelo menos duas faculdades e hoje descobriu-se na área vocacional, alcançando a graduação de um dos maiores Institutos de Análise Comportamental do país, o SLAC – Sociedade Latino Americana de Coaching. Também tem Certificação internacional reconhecida e aprovada pela IAC – International Association of Coaching e Membro da Sociedade Latina Americana de Coaching.

O consultor da área vocacional desenvolveu o Método CAP – Carreira de Alta Performance que vem despertando adolescentes e jovens para a descoberta dos seus rumos profissionais. ​

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

​Método CAP – Carreira de Alta Performance

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

09 de junho de 2017

 

 

Cearense desenvolve método inédito para ajudar adolescentes, jovens e adultos a decidirem por sua carreira profissional

 

O autoconhecimento é algo que pode ser visto como um desafio por muitas pessoas. E na fase da adolescência, muitos são os questionamentos enfrentados. Diante deste cenário, Tarcísio Holanda, especialista na área vocacional e empreendedor com experiência na área comercial, criou o Método CAP – Carreira de Alta Performance. “A metodologia tem o objetivo de ajudar adolescentes a se conhecerem melhor e a desenvolverem suas habilidades de forma natural para, assim, traçarem uma meta que vai ao encontro dos seus objetivos”, declara Holanda.

 

“No método CAP, a abordagem funciona a partir de seis princípios”, revela o criador, que foi até Brasília para se capacitar em um dos maiores Institutos de análise comportamental do país, a SLAC – Sociedade Latina Americana de Coaching. Entre eles, foco no futuro, construção específica dos objetivos, “não julgamento” o e a ausência de imposição sobre o quê o adolescente precisa fazer.

 

“A primeira pergunta que faço é: qual profissão faria brilhar seus olhos? A escolha profissional de uma pessoa pode ser diferente de outra por vários aspectos e, por isso, a aplicação do método deve ser personalizado, respeitando os limites de cada um”, avalia. E são vários os fatores motivacionais e de tomada de decisão, “como o dinheiro, as influências externas e internas, o papel dos pais, entre outros. Quero desmitificar essas causas para fazer com que, ainda no ensino médio, o jovem faça o que gosta e não por obrigação”, explica.

 

Além dos princípios utilizados, a metodologia CAP recorre a “pontes” estratégicas distribuídas em cinco fases, entre elas, a passagem por um período didático e intenso de autoconhecimento com foco em sua atuação, uma pesquisa de análise do cenário atual da faculdade escolhida e uma análise geral de todo o processo em que esteve envolvido. “Apesar do método ter sido criado para adolescentes de 16 a 19 anos, pessoas que não se sentem felizes em suas atividades profissionais também podem usufruir da experiência”, afirma o especialista.

 

80% estão insatisfeitos

Em pesquisa realizada pelo ISMA – International Stress Management Association, associação sem fins lucrativos e a única de caráter internacional voltada para pesquisa e desenvolvimento da prevenção e tratamento do estress no mundo, diagnosticou que, no Brasil, cerca de 80% dos profissionais ativos no trabalho estão insatisfeitos. Já em outra pesquisa realizada pelo Instituto Gallup, apontou que apenas 13% da população mundial está satisfeita com o que faz na vida profissional.

 

 

Tarcísio Holanda

Tarcísio Holanda, antes de mais nada, é um jovem, que quando adolescente também teve várias dúvidas sobre sua carreira profissional. Já passou por pelo menos duas faculdades e hoje descobriu-se na área vocacional, alcançando a graduação de um dos maiores Institutos de Análise Comportamental do país, o SLAC – Sociedade Latino Americana de Coaching. Também tem Certificação internacional reconhecida e aprovada pela IAC – International Association of Coaching e Membro da Sociedade Latina Americana de Coaching.

O consultor da área vocacional desenvolveu o Método CAP – Carreira de Alta Performance que vem despertando adolescentes e jovens para a descoberta dos seus rumos profissionais. ​

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti