Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

exportações de bebidas

Ceará mantém liderança nas exportações de bebidas no Nordeste

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

27 de Maio de 2019

Líder nordestino em exportações de bebidas, o Ceará acumulou US$ 17,8 milhões em vendas ao exterior de janeiro a abril de 2019, sendo o terceiro estado brasileiro em exportações no segmento. As importações no setor totalizaram US$ 2,2 milhões, fazendo a balança comercial resultar em superávit de US$ 15,6 milhões. Água de coco e suco de acerola são os principais itens exportados.  Os dados são de estudo produzido pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), relativo ao segmento de bebidas no Ceará. Confira o estudo completo AQUI.

O estudo mostra que a bebida mais exportada é água de coco, que representa mais da metade do total exportado pelo estado no setor, montante correspondente a US$ 9,81 milhões. O valor da água de coco é seguido pelo de suco de acerola, em segundo lugar. O total vendido ao exterior em suco de acerola é 6% maior em relação ao mesmo período do ano passado, somando agora US$ 4,3 milhões, o que significa 24% das exportações cearenses do setor.

As bebidas cearenses chegaram a 32 países diferentes, em 2019. Entre os principais mercados de destino, os Estados Unidos lideram, tendo consumido US$ 12,1 milhões dos produtos selecionados. No mercado norte-americano, sobretudo a água de coco cearense é popular devido à imagem saudável associada. Já na Holanda, 2° maior comprador internacional de bebidas do Ceará, a vitamina C é muito procurada, fazendo com o que o suco de acerola cearense seja tão consumido.

Quanto às importações, a água de coco, vinda das Filipinas, representa quase tudo, com um total de US$ 1,98 milhões. Os vinhos também foram bastante importados pelo Ceará, em 2019, com um total de US$ 110,1 mil e aumento de mais de 500%.

Saiba mais

Centro Internacional de Negócios da FIEC auxilia as empresas na inserção no mercado internacional, promovendo a cultura exportadora no Estado do Ceará. O CIN faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará – FIEC, que junto com Serviço Social da Indústria – SESI Ceará, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Ceará e Instituto Euvaldo Lodi – IEL Ceará formam o Sistema FIEC.

Publicidade

Ceará mantém liderança nas exportações de bebidas no Nordeste

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

27 de Maio de 2019

Líder nordestino em exportações de bebidas, o Ceará acumulou US$ 17,8 milhões em vendas ao exterior de janeiro a abril de 2019, sendo o terceiro estado brasileiro em exportações no segmento. As importações no setor totalizaram US$ 2,2 milhões, fazendo a balança comercial resultar em superávit de US$ 15,6 milhões. Água de coco e suco de acerola são os principais itens exportados.  Os dados são de estudo produzido pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), relativo ao segmento de bebidas no Ceará. Confira o estudo completo AQUI.

O estudo mostra que a bebida mais exportada é água de coco, que representa mais da metade do total exportado pelo estado no setor, montante correspondente a US$ 9,81 milhões. O valor da água de coco é seguido pelo de suco de acerola, em segundo lugar. O total vendido ao exterior em suco de acerola é 6% maior em relação ao mesmo período do ano passado, somando agora US$ 4,3 milhões, o que significa 24% das exportações cearenses do setor.

As bebidas cearenses chegaram a 32 países diferentes, em 2019. Entre os principais mercados de destino, os Estados Unidos lideram, tendo consumido US$ 12,1 milhões dos produtos selecionados. No mercado norte-americano, sobretudo a água de coco cearense é popular devido à imagem saudável associada. Já na Holanda, 2° maior comprador internacional de bebidas do Ceará, a vitamina C é muito procurada, fazendo com o que o suco de acerola cearense seja tão consumido.

Quanto às importações, a água de coco, vinda das Filipinas, representa quase tudo, com um total de US$ 1,98 milhões. Os vinhos também foram bastante importados pelo Ceará, em 2019, com um total de US$ 110,1 mil e aumento de mais de 500%.

Saiba mais

Centro Internacional de Negócios da FIEC auxilia as empresas na inserção no mercado internacional, promovendo a cultura exportadora no Estado do Ceará. O CIN faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará – FIEC, que junto com Serviço Social da Indústria – SESI Ceará, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Ceará e Instituto Euvaldo Lodi – IEL Ceará formam o Sistema FIEC.