Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Fórum Regional da Indústria

São Gonçalo do Amarante recebe Fórum Regional da Indústria

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

30 de julho de 2018

Depois de Sobral e Limoeiro do Norte, agora o Fórum Regional da Indústria, promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), através do seu Núcleo de Economia e Estratégia, com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae Ceará, chega ao município de São Gonçalo do Amarante. O evento será realizado nesta quinta-feira (2/8), na sede do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), localizado no Complexo Industrial e Portuário do Pecém.
O Fórum reúne acadêmicos, representantes do terceiro setor, governo e indústria com o objetivo de construir uma agenda de desenvolvimento para a região. Os convidados serão divididos em grupos, contemplando os setores: construção e minerais não metálicos, eletrometalmecânico, produtos de consumo (têxtil, calçados e móveis), logística e turismo. Os setores foram mapeados nas Rotas Estratégicas Setoriais levando em consideração a realidade local. No Fórum, os participantes podem, além de priorizar o que já foi mapeado pelas rotas, propor novas ações e/ou apontar diferentes entraves.
O evento é uma ação de regionalização do Programa para Desenvolvimento da Indústria.
Sobre o Programa para Desenvolvimento da Indústria
Lançado em 2015, o Programa para Desenvolvimento da Indústria objetiva contribuir com o crescimento de longo prazo, definindo as principais potencialidades do Estado e os respectivos caminhos para o melhor aproveitamento desses diferenciais, por meio de um debate articulado entre setor privado, poder público, academia e entidades de apoio, incentivando o fortalecimento da inovação e sustentabilidade no contexto empresarial.
A partir dessa estratégia de desenvolvimento se articulará uma atuação conjunta, fortalecendo as diversas contribuições dos agentes para o aumento da competitividade setorial, o crescimento de setores intensivos em tecnologia e conhecimento, bem como para a reorientação de setores tradicionais, induzindo um ambiente de negócios moderno e dinâmico como diferencial competitivo do Ceará.
Publicidade

São Gonçalo do Amarante recebe Fórum Regional da Indústria

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

30 de julho de 2018

Depois de Sobral e Limoeiro do Norte, agora o Fórum Regional da Indústria, promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), através do seu Núcleo de Economia e Estratégia, com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae Ceará, chega ao município de São Gonçalo do Amarante. O evento será realizado nesta quinta-feira (2/8), na sede do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), localizado no Complexo Industrial e Portuário do Pecém.
O Fórum reúne acadêmicos, representantes do terceiro setor, governo e indústria com o objetivo de construir uma agenda de desenvolvimento para a região. Os convidados serão divididos em grupos, contemplando os setores: construção e minerais não metálicos, eletrometalmecânico, produtos de consumo (têxtil, calçados e móveis), logística e turismo. Os setores foram mapeados nas Rotas Estratégicas Setoriais levando em consideração a realidade local. No Fórum, os participantes podem, além de priorizar o que já foi mapeado pelas rotas, propor novas ações e/ou apontar diferentes entraves.
O evento é uma ação de regionalização do Programa para Desenvolvimento da Indústria.
Sobre o Programa para Desenvolvimento da Indústria
Lançado em 2015, o Programa para Desenvolvimento da Indústria objetiva contribuir com o crescimento de longo prazo, definindo as principais potencialidades do Estado e os respectivos caminhos para o melhor aproveitamento desses diferenciais, por meio de um debate articulado entre setor privado, poder público, academia e entidades de apoio, incentivando o fortalecimento da inovação e sustentabilidade no contexto empresarial.
A partir dessa estratégia de desenvolvimento se articulará uma atuação conjunta, fortalecendo as diversas contribuições dos agentes para o aumento da competitividade setorial, o crescimento de setores intensivos em tecnologia e conhecimento, bem como para a reorientação de setores tradicionais, induzindo um ambiente de negócios moderno e dinâmico como diferencial competitivo do Ceará.