Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Frutã

Empresa cearense de polpas de frutas amplia exportação e ganha mercado da Oceania e América Central, com exportação de 70 toneladas de produtos para Austrália e Porto Rico

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Fevereiro de 2019

A empresa cearense de fabricação de polpas de frutas, Frutã, iniciou 2019 expandindo seus negócios, ainda mais, para o exterior. Após conquistar mercado da Europa, América do Norte, agora é a vez da Oceania. Foi fechado negócio com a Raw Crush e embarcado um contêiner de polpas para a Austrália. Foram 20 mil quilos dos mais variados sabores, que deverá chegar em Sydney em dois meses. A empresa compradora é a Raw Crush, uma distribuidora – de brasileiros que residem lá – e venderá para o mercado geral, restaurantes, bares, hoteis, lanchonetes e será uma das primeiras polpas de fruta 100% natural do mercado australiano. Outro embarque internacional, que aconteceu, também, no mês de janeiro, foi para San Juan em Porto Rico, abrangendo todo o Caribe. Foram 50 toneladas de polpas, dos mais variados sabores. Além deles, já se pode encontrar polpas Frutã na Alemanhã, Bélgica, Portugal, França.

“Em breve, atenderemos mais alguns países da Europa com Natchup e polpas, além do Canadá”, afirmou a sócia-diretora, Ana Patrícia Diógenes.

HISTÓRIA- Agroindústria de Frutas Tropicais Diógenes Ltda (Frutã) é uma empresa genuinamente Cearense, localizada em Jaguaribe. Em 2002, iniciou sua história cultivando frutas tropicais, passando por uma mudança em 2007 ao implantar a primeira Indústria de Polpas Pasteurizadas no Ceará. Atendendo apenas o mercado Cearense até meados de 2010, quando realizou uma grande ampliação em sua estrutura física e um maciço investimento em inovação. Desenvolvendo novos produtos, buscando novos mercados, adquirindo certificações internacionais – (ISO 9001 e 22000), certificação Korsher (do mercado judeu), as orgânicas nacional, europeia e americana e, ainda a WQS para atender a rede WalMart – firmando parcerias com instituições de ensino, implantando metodologias inovadoras, sustentáveis e educacionais dentro da organização, para com isso ser viabilizado o objetivo principal.

O foco é a qualidade junto às necessidades dos clientes, por este motivo estão na busca constante por inovações e tecnologias que proporcionem a extração de todo o potencial das frutas, garantido assim o melhor sabor com todos os benefícios à saúde, proporcionada pelas proteínas naturais de cada fruta, sempre com o compromisso de levar toda essa qualidade com o menor custo possível ao cliente final.

NATCHUP – Em 2018, em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), lançou o “Natchup”, um catchup 100% natural feito à base de acerola, que tem sido destaque nacional e internacionalmente. No ano de 2017, deu-se início na UFC o desenvolvimento de um molho natural, com alta concentração de compostos antioxidantes, como vitamina C, carotenoides, antocianinas e flavonoides. As matérias-primas escolhidas para compor a elaboração são abundantes na região Nordeste do Brasil e essa seleção foi feita considerando as propriedades intrínsecas de cada uma delas (acerola, abóbora, beterraba e especiarias).

Esta pesquisa não teria alcançado a dimensão atual sem a parceria firmada entre Academia e o mercado produtivo (indústria), por meio da professora do curso de Engenharia de Alimentos da UFC, Lucicléia Barros, e a diretora comercial da Frutã, Ana Patrícia Diógenes. Em um momento que se constitui como único, nasce um novo produto, o “Natchup”, que traz em sua essência o desejo de mudança e inovação na forma de um molho totalmente vvoltado para saudabilidade, sustentabilidade e solidariedade.

Publicidade

Associação Peter Pan, Lar Torres de Melo, Projeto Resgate e Lar Tin tin são beneficiadas com parte das vendas do “Natchup”

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

11 de Fevereiro de 2019

Esta será uma semana para celebrar mais uma ação de solidariedade da Frutã! Desde o processo de sua criação e, em seguida, anunciado durante o pré-lançamento do produto em 2018, a empresa afirmou que parte das vendas do Natchup seria doada para instituições beneficentes, nas área: crianças com câncer, idosos, pessoas em situação de vulnerabilidade social e protetora de animais. As assinaturas para confirmarem esse compromisso aconteceram neste início de fevereiro.

“Nossa ideia é que ao consumir o ‘Natchup’, além de desfrutar do seu sabor apaixonante, o consumidor, também, terá a oportunidade de fazer o bem em outros aspectos”, disse a sócia-diretora da Frutã, Ana Patrícia Diógenes.

HISTÓRIA – No ano de 2017, deu-se início na Universidade Federal do Ceará o desenvolvimento de um molho natural, com alta concentração de compostos antioxidantes, como vitamina C, carotenoides, antocianinas e flavonoides. As matérias-primas escolhidas para compor a elaboração são abundantes na região Nordeste do Brasil e essa seleção foi feita considerando as propriedades intrínsecas de cada uma delas (acerola, abóbora, beterraba e especiarias).

Esta pesquisa não teria alcançado a dimensão atual sem a parceria firmada entre Academia e o mercado produtivo (indústria), por meio da professora do curso de Engenharia de Alimentos da UFC, Lucicléia Barros, e a diretora comercial da Frutã, Ana Patrícia Diógenes. Em um momento que se constitui como único, nasce um novo produto, o “Natchup”, que traz em sua essência o desejo de mudança e inovação na forma de um molho totalmente voltado para saudabilidade, sustentabilidade e solidariedade.

FRUTÃ – A Agroindústria de Frutas Tropicais Diógenes Ltda (Frutã) é uma empresa genuinamente Cearense, localizada em Jaguaribe. Em 2002, iniciou sua história cultivando frutas tropicais, passando por uma mudança em 2007 ao implantar a primeira Indústria de Polpas Pasteurizadas no Ceará. Atendendo apenas o mercado Cearense até meados de 2010, quando realizou uma grande ampliação em sua estrutura física e um maciço investimento em inovação. Desenvolvendo novos produtos, buscando novos mercados, adquirindo certificações internacionais – (ISO 9001 e 22000), certificação Korsher (do mercado judeu), as orgânicas nacional, europeia e americana e, ainda a WQS para atender a rede WalMart – firmando parcerias com instituições de ensino, implantando metodologias inovadoras, sustentáveis e educacionais dentro da organização, para com isso ser viabilizado o objetivo principal.

A Frutã na busca incansável por inovação, já possui algumas parcerias com Instituições de ensino – onde se tem como principal objetivo desenvolver novos produtos- que tenham na sua essência sustentabilidade, saudabilidade e inovação. Após o lançamento, o novo produto fará parte da cartela de produtos oferecidos pela organização em todo o mercado que a empresa já faz parte (parte do Brasil, Austrália, Alemanha, Bélgica, Caribe, Portugal, Espanha, França e EUA) assim como, também, em novos.

Publicidade

“Natchup”, produto cearense premiado internacionalmente na Sial Paris 2018, será pré-lançado dia 27 de novembro, na Universidade Federal do Ceará (UFC)

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

21 de novembro de 2018

Já pensou em saborear um catchup feito à base de acerola, totalmente natural e com um sabor delicioso? Agora, isso já é possível! O “natchup”, como foi batizado o novo produto, foi desenvolvido após dois anos de pesquisa no Centro de Engenharia de Alimentos da Universidade Federal do Ceará (UFC). Uma parceria público-privada, entre UFC e a empresa cearense de polpas Frutã, proporcionou o surgimento do produto que, no mês passado, ganhou o Selo Innovation 2018 na Sial Paris – maior feira de alimentos do mundo. Apenas duas empresas brasileiras conquistaram a premiação, sendo a cearense uma delas. Para marcar as conquistas, o pré-lançamento do “Natchup” acontecerá próximo dia 27 de novembro, a partir das 19 horas, no Auditório Castelo Branco, na reitoria da UFC.

Na ocasião, será assinado o primeiro contrato firmado de um produto desenvolvido dentro da Universidade que será comercializado dentro e fora do País. E estarão presentes o reitor da Universidade, Henry de Holanda Campos, sócios-diretores da Frutã, Ana Patrícia Diógenes, Benício Júnior e Leandro Benício, o presidente do Sindicato das Indústrias da Alimentação e Rações Balanceadas no Estado (SindiAlimentos) do Ceará e do Centro Industrial do Ceará (CIC), André Siqueira, além de convidados e comunidade acadêmica.

O “Natchup” se apresenta como alternativa ao uso do catchup, proporcionando ao consumidor e à indústria alimentícia um produto seguro, saudável e inovador, composto por matérias-primas naturais e sem adição de conservantes artificiais. Um alimento funcional que pode fortalecer o sistema imunológico, combatendo os radicais livres e células cancerígenas, estimulando a produção de colágeno, absorção do ferro, com ação anti-inflamatório, rico em fibras, pró-vitamina A, vitaminas do complexo B, cálcio e fósforo.

“’Natchup’ você come sem culpa”, pois ele é uma alternativa saudável ao catchup. Foi lançando, recentemente na SIAL Paris, ganhando o Selo Innovation Sial 2018. Durante os dias de feira alguns negócios foram feitos com países presentes, como a Coreia do Sul, França e Líbano. É importante para nós, da Frutã, que, além dele ser saudável, seja sustentável”, disse Ana Patrícia. “Nasceu na UFC sendo o primeiro produto desenvolvido na instituição que chegará ao mercado, e queremos continuar essa parceria de sucesso. Por isso, uma parte do que for vendido voltará para UFC e outra parte pra instituições vulneráveis da sociedade como: lar de idosos, abrigo de pessoas de rua, hospital que trata crianças com câncer e abrigo de animais de rua. Quando você adquire o ‘Natchup’, você também faz parte dessa história de cuidado e amor ao próximo. É este sentimento que queremos transmitir!”, completou.

De acordo com o presidente do Sindialimentos, André Siqueira, a entidade tem como um de seus objetivos, aproximar relação com a Academia (universidade) e, mais especificamente, com as empresas filiadas ao Sindicato. “Foi aí que convidamos o departamento de engenharia de alimentos da UFC para reunião com o objetivo que apresentassem linhas de pesquisas e projetos em andamento. Na ocasião, já marcamos outro encontro, agora na UFC para degustação dos produtos. Foi aí que nasceu o projeto entre Frutã e UFC e o Sindicato como promotor de ligação. Uma parceria que só trará benefícios para o Ceará e para o Brasil”.

RESPONSABILIDADE SOCIAL – Os idealizadores do “Natchup” acreditam que todos são responsáveis pela promoção da qualidade de vida. Por isso, este projeto vai além de uma inovação como produto alimentício, pois assumiu o compromisso contínuo de incentivo à pesquisa, responsabilidade social e ambiental. Pensando nisso, ao consumir o “Natchup”, além de desfrutar do seu sabor apaixonante, o consumidor, também, terá a oportunidade de fazer o bem em outros aspectos, pois um percentual da venda deste produto será revertido para a Universidade onde foi desenvolvido, e outra parte para instituições de responsabilidade e vulnerabilidade social.

As instituições que receberão apoio serão de quatro áreas: sociedade protetora dos animais, crianças com câncer, idosos e pessoas em situação de vulnerabilidade social. As entidades serão conhecidas na solenidade.

HISTÓRIA – No ano de 2017, deu-se início na Universidade Federal do Ceará o desenvolvimento de um molho natural, com alta concentração de compostos antioxidantes, como vitamina C, carotenoides, antocianinas e flavonoides. As matérias-primas escolhidas para compor a elaboração são abundantes na região Nordeste do Brasil e essa seleção foi feita considerando as propriedades intrínsecas de cada uma delas (acerola, abóbora, beterraba e especiarias).

Esta pesquisa não teria alcançado a dimensão atual sem a parceria firmada entre Academia e o mercado produtivo (indústria), por meio da professora do curso de Engenharia de Alimentos da UFC, Lucicléia Barros, e a diretora comercial da Frutã, Ana Patrícia Diógenes. Em um momento que se constitui como único, nasce um novo produto, o “Natchup”, que traz em sua essência o desejo de mudança e inovação na forma de um molho totalmente voltado para saudabilidade, sustentabilidade e solidariedade.

FRUTà– A Agroindústria de Frutas Tropicais Diógenes Ltda (Frutã) é uma empresa genuinamente Cearense, localizada em Jaguaribe. Em 2002, iniciou sua história cultivando frutas tropicais, passando por uma mudança em 2007 ao implantar a primeira Indústria de Polpas Pasteurizadas no Ceará. Atendendo apenas o mercado Cearense até meados de 2010, quando realizou uma grande ampliação em sua estrutura física e um maciço investimento em inovação. Desenvolvendo novos produtos, buscando novos mercados, adquirindo certificações internacionais (ISSO 9001 e 22000), firmando parcerias com instituições de ensino, implantando metodologias inovadoras, sustentáveis e educacionais dentro da organização, para com isso ser viabilizado o objetivo principal.

A Frutã na busca incansável por inovação, já possui algumas parcerias com Instituições de ensino – onde se tem como principal objetivo desenvolver novos produtos- que tenham na sua essência sustentabilidade, saudabilidade e inovação. Após o lançamento, o novo produto fará parte da cartela de produtos oferecidos pela organização em todo o mercado que a empresa já faz parte (parte do Brasil, Alemanha, Bélgica, Portugal, Espanha, França e EUA) assim como, também, em novos.

SERVIÇO

Pré-lançamento Natchup

Data: 27 de novembro de 2018

Local: Auditório Castelo Branco, na reitoria da UFC

Horário: 19 horas

Publicidade

Produtos de empresas associadas ao Sindialimentos estarão à venda em loja de departamento em Portugal

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Janeiro de 2018

Como fruto do projeto “SindiAlimentos Além das Fronteiras”, conduzido pelo presidente André Siqueira, estimulando e levando associados a participarem de uma missão internacional em Portugal, no ano passado, as empresas Frutã, Maxfrut, Natvita, Bioclone, Onvit e Pão de Tapioca seguem realizando negociações, estudos e consultorias de prospecção de negócios internacionais. O resultado desta primeira etapa será concluído com a exposição e venda dos produtos das empresas em todas as lojas da rede de departamento El Corte Inglês, em Portugal, em fevereiro deste ano. Todo o trabalho está sendo acompanhado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado Ceará(FIEC). O programa é apoiado pela FIEC e o Sebrae.
Publicidade

Produtos de empresas associadas ao Sindialimentos estarão à venda em loja de departamento em Portugal

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Janeiro de 2018

Como fruto do projeto “SindiAlimentos Além das Fronteiras”, conduzido pelo presidente André Siqueira, estimulando e levando associados a participarem de uma missão internacional em Portugal, no ano passado, as empresas Frutã, Maxfrut, Natvita, Bioclone, Onvit e Pão de Tapioca seguem realizando negociações, estudos e consultorias de prospecção de negócios internacionais. O resultado desta primeira etapa será concluído com a exposição e venda dos produtos das empresas em todas as lojas da rede de departamento El Corte Inglês, em Portugal, em fevereiro deste ano. Todo o trabalho está sendo acompanhado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado Ceará(FIEC). O programa é apoiado pela FIEC e o Sebrae.