Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Fundação Raimundo Fagner

“Concerto de Natal” será apresentado por jovens da Fundação Raimundo Fagner nesta segunda-feira, 17, no Theatro José de Alencar

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

16 de dezembro de 2018

Concerto Natalino da Orquestra juvenil da Fundação Raimundo Fagner(Foto: Divulgação)

Reunindo 160 educandos de 7 a 17 anos, a Fundação Raimundo Fagner faz sua última apresentação em 2018 com o “Concerto de Natal”, na segunda-feira, 17, no Theatro José de Alencar às 18h. O repertório reúne músicas clássicas dessa época do ano revisitadas com arranjos tradicionais e modernos regidos pelos maestros Ezequiel Moreira e Eduardo Saboya. Entrada gratuita.

Os integrantes do recital se dividem entre flautas, coral, violão e percussão, e a apresentação é resultado das ações do “Aprendendo com Arte”. O programa pedagógico da Fundação visa promover o desenvolvimento humano, o pensamento artístico e a percepção estética de seus educandos por meio de oficinas em diversas áreas, tendo a música o foco principal.

Trajetória

No segundo semestre de 2018, a Orquestra juvenil da Fundação Raimundo Fagner trouxe também os espetáculos “Cantigas de Roda” e “De Luz e Sombra – Recital de Música Barroca”, revisitando diferentes arranjos e contextos sonoros e, em dezembro, chega com as clássicas apresentações natalinas. A primeira exibição foi no sábado, dia 08, na programação do 22º Ceará Natal de Luz.

Sobre a Fundação Raimundo Fagner

Criada em 2000 na cidade de Orós, a fundação atende hoje cerca de 400 crianças e adolescentes entre 7 e 17 anos. Em 18 anos de experiência, a Fundação vem transformando a vida de jovens em situação de vulnerabilidade social por meio da experiência musical em cursos, oficinas e espetáculos.

SERVIÇO: “Concerto de Natal” com a Orquestra juvenil da Fundação Raimundo Fagner no Theatro José de Alencar. Acesso gratuito.

Endereço: Theatro José de Alencar – Rua Liberato Barroso, 525 – Centro, Fortaleza

Data: 17 de dezembro de 2018

Horário: 18 horas

Contato: Fundação Raimundo Fagner (85) 32743726 / site: www.frfagner.com.br

Publicidade

Recital de música barroca da Fundação Raimundo Fagner chega nesta semana em Orós e Icó

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

27 de novembro de 2018

 

Após apresentações no Theatro José de Alencar e no Cuca Mondubim, em Fortaleza, a orquestra da Fundação Raimundo Fagner retorna ao município de origem, Orós, com o espetáculo “De Sombra e Luz – Recital de Música Barroca”. As apresentações no município acontecerão dia 29 de novembro às15h30 na E.E.M. Epitácio Pessoa e dia 30 às 19h na Igreja Matriz. A última apresentação do recital será na cidade de Icó, dia 01 de dezembro às 19h, no Teatro Ribeira dos Icós.

O repertório resgata grandes compositores do período, como Vivaldi, Bach, Purcell, e outros que são pouco conhecidos pelo grande público, mas que impulsionaram essa arte nas Américas do século XVIII, como Anchieta, Irribaren e Serqueyra.

Com duração de 50 minutos, o recital apresenta 13 músicas entre árias, concertos grossos, passacalles, cantatas e missas, numa ampla expressão de contrapontos melódicos e texturas sonoras características da arte barroca, explorando a vivacidade e melancolia por meio de obras vocais e instrumentais entre os anos de 1600 a 1750.

A Orquestra da Fundação Raimundo Fagner conta com 60 integrantes entre coro, flautas doce e violões, e é resultados das ações do “Aprendendo com Arte”. O programa pedagógico da Fundação visa promover o desenvolvimento humano, o pensamento artístico e a percepção estética de seus educandos por meio de oficinas em diversas áreas, tendo a música o foco principal.

Sobre a Fundação Raimundo Fagner

Criada em 2000 na cidade de Orós, a fundação atende hoje cerca de 400 crianças e adolescentes entre 7 e 17 anos. Em 18 anos de experiência, a Fundação vem transformando a vida de jovens em situação de vulnerabilidade social por meio da experiência musical em cursos, oficinas e espetáculos.

PROGRAMAÇÃO ORÓS E ICÓ

29/11 – 15h30 – E.E.M. Epitácio Pessoa, Orós – Rua Epitácio Pessoa, 300

30/11 – 19h – Igreja Matriz, Orós – Rua da Matriz – s/n

01/12 – 19h –  Teatro Ribeira dos Icós, Icó – Rua 07 de Setembro, 207-219 – Tamarinas

Ficha Técnica

Texto: Mariana Elâni

Arranjos: Eduardo Saboya e Ezequiel Moreira

Produção Executiva: Janete Ferreira e Talita Pinto

Regência: Bruna Albuquerque

Direção de Regência: Raimundo Nonato

Assistentes De Ensaios: Andressa Custódio, Caio Vinícius e Maria Leonília

Assessoria de Imprensa: Dégagé

Mídias: Johnson Rocha

Designer Gráfico: Antonio Carlos Dias

Foto e Vídeo: Fundação Raimundo Fagner

SERVIÇO: Espetáculo “De Sombra e Luz – Recital de Música Barroca” com a Orquestra da Fundação Raimundo Fagner em Orós e Icó. Acesso gratuito.

Contato: Fundação Raimundo Fagner (85) 32743726 / site: www.frfagner.com.br

Publicidade

Orquestra da Fundação Raimundo Fagner apresenta clássicos da música barroca no Theatro José de Alencar

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

09 de novembro de 2018

 

As crianças e adolescentes da Fundação Raimundo Fagner trazem uma coletânea de obras do período barroco, que exaltam a prosa e poesia e seus antagonismos estéticos entre o céu e a terra, a ciência e a fé. O repertório resgata grandes compositores do período, como Vivaldi, Bach, Purcell, e outros que são pouco conhecidos pelo grande público, mas que impulsionaram essa arte nas Américas do século XVIII, como Anchieta, Irribaren e Serqueyra. As apresentações fazem parte do espetáculo “De Sombra e Luz – Recital de Música Barroca” e acontecem nos dias 17 (18h) e 18 (17h), no Theatro José de Alencar. Entrada franca.

Com duração de 50 minutos, o recital apresenta 13 músicas entre árias, concertos grossos, passacalles, cantatas e missas, numa ampla expressão de contrapontos melódicos e texturas sonoras características da arte barroca, explorando a vivacidade e melancolia por meio de obras vocais e instrumentais entre os anos de 1600 a 1750.

A Orquestra da Fundação Raimundo Fagner conta com 60 integrantes entre coro, flautas doce e violões, e é resultados das ações do “Aprendendo com Arte”. O programa pedagógico da Fundação visa promover o desenvolvimento humano, o pensamento artístico e a percepção estética de seus educandos por meio de oficinas em diversas áreas, tendo a música o foco principal.

Próximas apresentações

Durante o mês de novembro, a Orquestra ainda terá uma apresentação em Fortaleza, dia 23, no Cuca Mondubim às 15h. A cidade de Orós, origem da Fundação Raimundo Fagner, receberá outras duas apresentações. No dia 29, na E.E.M Epitácio Pessoa às 15h30, e no dia 30, na Igreja Matriz às 19h. Por último, no dia 01 de dezembro, o recital chega a Icó, no Teatro Ribeira dos Icós, às 19h.

Sobre a Fundação Raimundo Fagner

Criada em 2000 na cidade de Orós, a fundação atende hoje cerca de 400 crianças e adolescentes entre 7 e 17 anos. Em 18 anos de experiência, a Fundação vem transformando a vida de jovens em situação de vulnerabilidade social por meio da experiência musical em cursos, oficinas e espetáculos.

PROGRAMAÇÃO FORTALEZA

17/11 – 18h – Theatro José de Alencar – Rua Liberato Barroso, 525 – Centro, Fortaleza

18/11 – 17h – Theatro José de Alencar – Rua Liberato Barroso, 525 – Centro, Fortaleza

23/11 – 15h – Cuca Mondubim – Rua Santa Marlúcia, s/n – Mondubim, Fortaleza

PROGRAMAÇÃO ORÓS E ICÓ

29/11 – 15h30 – E.E.M. Epitácio Pessoa, Orós – R. Epitácio Pessoa, 300

30/11 – 19h – Igreja Matriz, Orós – Rua da Matriz – s/n

01/12 – 19h –  Teatro Ribeira dos Icós, Icó – R. 07 de Setembro, 207-219 – Tamarinas

Ficha Técnica

Texto: Mariana Elâni

Arranjos: Eduardo Saboya e Ezequiel Moreira

Produção Executiva: Janete Ferreira e Talita Pinto

Regência: Bruna Albuquerque

Direção de Regência: Raimundo Nonato

Assistentes De Ensaios: Andressa Custódio, Caio Vinícius e Maria Leonília

Assessoria de Imprensa: Dégagé

Mídias: Johnson Rocha

Designer Gráfico: Antonio Carlos Dias

Foto e Vídeo: Fundação Raimundo Fagner

SERVIÇO

Espetáculo “De Sombra e Luz – Recital de Música Barroca” com a Orquestra da Fundação Raimundo Fagner no Theatro José de Alencar. Acesso gratuito.

Datas e horários: 17 (18h) e 18 (17h) de novembro de 2018

Contato: Fundação Raimundo Fagner (85) 32743726 / site: www.frfagner.com.br

Publicidade

Fundação Raimundo Fagner apresenta a magia das cantigas de roda no mês das crianças

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

04 de outubro de 2018

Espetáculo musical faz parte do projeto “Aprendendo com arte” e promete encantar crianças e adultos em Fortaleza e Eusébio

Durante o mês de outubro, a Fundação Raimundo Fagner resgata as músicas e as brincadeiras da infância do passado através do espetáculo “Cantigas de Roda”. A montagem, que conta com a participação de 90 crianças do projeto “Aprendendo com Arte”, pode ser vista na próxima segunda-feira, 08, na Escola Santa Clara de Assis, no Eusébio, com sessões às 09h e 15h. A entrada é gratuita.

Sob direção cênica de Mariana Eli, o show é uma verdadeira imersão na inocência das brincadeiras infantis nos quintais e nas ruas, provocando uma reflexão sobre como a diversão das crianças passou a desocupar esses espaços. Apresentado por artistas mirins de 7 a 12 anos, o espetáculo faz uma releitura de grandes hits (samba, maracatu, valsa, marcha rancho, rock, entre outros), estimulando o processo de aprendizagem por meio da música e do teatro.

As apresentações seguem durante o mês de outubro. No dia 12, às 16:30, será no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, dentro da programação do 8º TIC – Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará. Depois retorna às escolas no dia 22, às 09h e 15h, na Escola Tia Eli; e no dia 29 às 09h e 15h no Conselho Escolar do Cies Anísio Teixeira.

E não para por aí

Em 2018, o projeto ainda estreia dois espetáculos recitais. No mês de novembro, “Música Barroca” reúne jovens de 13 a 17 anos para apresentar canções do estilo artístico que surgiu na segunda metade do século XVI e se estendeu até o começo do século XVIII, caracterizado pelo excesso de ornamentos. Em dezembro, o concerto “Noite de Natal” divide cerca de 160 educandos na orquestra em flautas, coral, violão e percussão, que trazem músicas clássicas dessa época do ano.

Sobre a Fundação Raimundo Fagner

Criada em 2000 na cidade de Orós, a fundação atende hoje cerca de 400 crianças e adolescentes entre 7 e 17 anos. Em 17 anos de experiência, a Fundação vem transformando a vida de jovens em situação de vulnerabilidade social por meio da experiência musical em cursos, oficinas e espetáculos.

O projeto “Aprendendo com Arte” contribui com o aprendizado contínuo ao estimular a criatividade juvenil em diversos ramos artísticos: teatro, artes visuais, literatura, informática, mídias, esporte, capoeira e história da arte.

PROGRAMAÇÃO

08/10 – 09h e 15hs – Escola Santa Clara –  R. Francisco Cláudio, 88 – Santa Clara, Eusébio

12/10 – 16:30hs – Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura – Dentro da programação do TIC (Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará)

22/10 – 09h e 15hs – Escola Tia Eli – R. Primeiro de Abril, Paupina

29/10 – 09h e 15hs – Conselho Escolar do Cies Anísio Teixeira – R. Guarani, 355 – Messejana

Ficha Técnica

Produção Executiva: Sandra Queiroz, Adriana Silva e Camila Silva

Registro fotográfico e filmagem: Fundação Raimundo Fagner

Texto e direção: Mariana Elâni

Arranjos e Regência: Eduardo Saboya

SERVIÇO

Apresentação do espetáculo “Cantigas de Roda”, da Fundação Raimundo Fagner, com crianças de 7 a 12 anos. Acesso gratuito

Datas: 08, 12, 22 e 29 de outubro de 2018

Contato: Fundação Raimundo Fagner (85) 32743726 / site: www.frfagner.com.br

leia tudo sobre

Publicidade

Fagner participa de show beneficente no projeto São Luiz Solidário

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de dezembro de 2017

Fundação Raimundo Fagner e Fundação Casa Grande se unem em show beneficente em prol da Associação Peter Pan no Cineteatro São Luiz

No próximo dia 12 de dezembro, às 19h, o Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), inicia nova faixa de programação “São Luiz Solidário” com apresentação da “Orquestra Infantil” da Fundação Raimundo Fagner, bandinha de lata “Os Cabinha” da Fundação Casa Grande e participação especial do cantor Fagner. O valor arrecadado com os ingressos será destinado a Associação de Combate ao Câncer Infantojuvenil, também conhecida como Associação Peter Pan. Os ingressos já encontram-se a venda com os valores de R$80,00 (inteira) e R$40,00 (meia) – somente no dinheiro.

São Luiz Solidário

A nova faixa de programação do Cineteatro tem como objetivo realizar um show beneficente por semestre, em prol de Associações Beneficentes do Estado do Ceará.

Nesta primeira edição do evento, a ser realizada no período natalino, a Fundação Raimundo Fagner traz a Orquestra Infantil dirigida e regida pelo maestro Eduardo Júlio Saboya. O grupo apresenta o Recital “Encanto Popular”, com canções de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Toquinho e Fagner. A Orquestra é composta por 40 crianças e adolescentes atendidas pelo “Projeto Aprendendo com Arte”.

“Os Cabinha” também é atração no evento. O grupo é a sexta geração da banda de lata da Fundação Casa Grande e já se apresentou com nomes como Arnaldo Antunes, e participação no espetáculo “Mãe Gentil”, de Ivaldo Bertazzo, com Zeca Baleiro. A atual formação chega com as crianças compondo novas músicas e trazendo uma diversidade rítmica em seu repertório. Batendo na lata, ao som da guitarra, os Cabinha mantém a tradição, aprendendo música na infância e levando alegria por onde passa. O cantor Fagner, que dispensa apresentações, se junta ao evento junto com sua banda.

Associação Peter Pan

A APP tem claramente estruturada a sua Ideologia, tendo como missão elevar o índice de cura e melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes portadores de câncer e de suas famílias. Pelo relevante trabalho que vem sendo realizado, recebeu os seguintes títulos: Utilidade Pública Municipal, Estadual e Federal; CEBAS – Certificação das Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Saúde e o Ato Declaratório de Reconhecimento de Isenção de Contribuições Sociais, entre outros.

Serviço:
Evento:  São Luiz Solidário
Data: 12/12/2017
Horário: 19h
Local: Cineteatro São Luiz (Rua Major Facundo, 500)
Valor: R$80,00 (inteira) e R$40,00 (meia) – somente no dinheiro
Venda na bilheteria do Cineteatro São Luiz.

* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Ministério da Cultura e Fundação Raimundo Fagner apresentam: concerto Renascimento

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

24 de novembro de 2017

Foto: Johnson Rocha

Fundação Raimundo Fagner traz ao público cearense uma ótima oportunidade de conhecer através da música, um dos períodos de maior efervescência cultural européia, o Renascentismo. Por intermédio do concerto Renascimento: cantando histórias entre mitos e paixões, composto por 65 crianças, entre 6 e 13 anos de idade, oriundas, na sua maioria, das escolas públicas de Fortaleza, a plateia poderá desfrutar de uma primorosa releitura da Renascença. O concerto acontece no Foyer do Theatro José de Alencar, às 18h nos dias 25 e 26 de novembro, encerrando dia 29 às 18h no Cuca Mondubim..

O concerto renascentista da Fundação Social Raimundo Fagner apresenta 13 peças e ressalta acontecimentos, no âmbito das artes, do período, colocando em evidência a música sacra para coro, música instrumental e o cânone, características musicais da época, através de célebres histórias como Kyrie, de William ByrdJesu Rex Admirabilis, de Giovanni Pierluigi da PalestrinaAllemande, de Claude GervaileGavota, de Michael PraetoriusEl Grillo, de Josquin des Prez e Triste España, de Juan del Encina.

O recital traz consigo histórias, entre mitos e paixões, célebres como Romeu e Julieta, de William Shakespeare, com base nas peças Greensleaves, de autor desconhecido, Romeu e Julieta, de Lindemberg Monroe; Lamento d’amore, de Johnson Rocha; e Orfeu, contada a partir da Toccat e do Prologo da Ópera L’Orfeu, de Claudio Monteverdi.

Por fim, a peça Venid a suspirar al verde prado, do Cancioneiro de Belém, retratando sobre o Brasil renascentista. As encenações lúdicas são feitas por crianças, que, através da Instituição, puderam desfrutar da história da música erudita. A ideia é passar para o público as caracteristicas marcantes do renascimento incluindo não só a música, mas todas as artes do período.

As obras foram adaptadas pelo maestro Eduardo Saboya, músico pós graduado em Arte e Educação para o ensino da música, com experiência nas práticas de regência, canto coral, técnica vocal, flauta doce, violão, percussão e musicalização infantil. Para o maestro todas as etapas aplicadas foram fundamentais para a realização do concerto. Desde o primeiro dia letivo deste ano os educadores se envolveram para ensinar sobre essa época aos alunos, resultando na formação do recital que saiu da sala de aula para apresentação em espaços públicos culturais da cidade.

SERVIÇO: O concerto acontece no Foyer do Theatro José de Alencar, às 18h, nos dias 25 (sábado) e 26 (domingo) de novembro, encerrando dia 29 (quarta-feira) às 18h, no Cuca Mondubim. Entrada gratuita.

Publicidade

Ministério da Cultura e Fundação Raimundo Fagner apresentam: concerto Renascimento

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

22 de novembro de 2017

Foto: Johnson Rocha

Fundação Raimundo Fagner traz ao público cearense uma ótima oportunidade de conhecer através da música, um dos períodos de maior efervescência cultural européia, o Renascentismo. Por intermédio do concerto Renascimento: cantando histórias entre mitos e paixões, composto por 65 crianças, entre 6 e 13 anos de idade, oriundas, na sua maioria, das escolas públicas de Fortaleza, a plateia poderá desfrutar de uma primorosa releitura da Renascença. O concerto acontece no Foyer do Theatro José de Alencar, às 18h nos dias 25 e 26 de novembro, encerrando dia 29 às 18h no Cuca Mondubim..

O concerto renascentista da Fundação Social Raimundo Fagner apresenta 13 peças e ressalta acontecimentos, no âmbito das artes, do período, colocando em evidência a música sacra para coro, música instrumental e o cânone, características musicais da época, através de célebres histórias como Kyrie, de William ByrdJesu Rex Admirabilis, de Giovanni Pierluigi da PalestrinaAllemande, de Claude GervaileGavota, de Michael PraetoriusEl Grillo, de Josquin des Prez e Triste España, de Juan del Encina.

O recital traz consigo histórias, entre mitos e paixões, célebres como Romeu e Julieta, de William Shakespeare, com base nas peças Greensleaves, de autor desconhecido, Romeu e Julieta, de Lindemberg Monroe; Lamento d’amore, de Johnson Rocha; e Orfeu, contada a partir da Toccat e do Prologo da Ópera L’Orfeu, de Claudio Monteverdi.

Por fim, a peça Venid a suspirar al verde prado, do Cancioneiro de Belém, retratando sobre o Brasil renascentista. As encenações lúdicas são feitas por crianças, que, através da Instituição, puderam desfrutar da história da música erudita. A ideia é passar para o público as caracteristicas marcantes do renascimento incluindo não só a música, mas todas as artes do período.

As obras foram adaptadas pelo maestro Eduardo Saboya, músico pós graduado em Arte e Educação para o ensino da música, com experiência nas práticas de regência, canto coral, técnica vocal, flauta doce, violão, percussão e musicalização infantil. Para o maestro todas as etapas aplicadas foram fundamentais para a realização do concerto. Desde o primeiro dia letivo deste ano os educadores se envolveram para ensinar sobre essa época aos alunos, resultando na formação do recital que saiu da sala de aula para apresentação em espaços públicos culturais da cidade.

SERVIÇO: O concerto acontece no Foyer do Theatro José de Alencar, às 18h, nos dias 25 (sábado) e 26 (domingo) de novembro, encerrando dia 29 (quarta-feira) às 18h, no Cuca Mondubim. Entrada gratuita.

Publicidade

Fundação Raimundo Fagner e Ministério da Cultura apresentam o musical Aretê: Guerreiro Menino

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de outubro de 2017

Após uma pré-estreia cheia de encantos, o espetáculo Aretê: Guerreiro Menino chega ao CUCA Mondubim nessa sexta-feira (27), às 18h30. O musical aborda de forma contemporânea e lúdica, acontecimentos corriqueiros do nosso cotidiano, colocando em questão os valores humanos e a ética.

O espetáculo cênico encerra sua temporada nos dias 07 e 14 de novembro, às 18h, no espaço cultural do Sesc Emiliano Queiroz.

 

O Espetáculo

Aretê: Guerreiro Menino é um espetáculo cênico musical autoral da atriz e dramaturga Mariana Elani que aborda de maneira simples acontecimentos diários que a pessoa leva para o resto da vida. “Mostra situações pequenas e corriqueiras em questões éticas e de valores humanos são postos em xeque, e o protagonista (Aretê) as observa e expõe seu ponto de vista que é de fato uma reflexão sobre ações que tomamos como simples, mas definem de fato aspectos da construção de nosso caráter”, acrescenta a dramaturga.

 

O espetáculo tem dez atores mirins no elenco com produção e músicos cearenses.  A música na maioria autoral com letra e melodia da professora de teatro Mariana Elani e com pegada popular e lúdica do maestro Ezequiel Moreira que fez os arranjos, com exceção de Guerreiro Menino de Gonzaguinha, e Pedras que Cantam de Fagner, que fazem parte também do repertório.  E Aretê tem como referência literária O Mágico de Oz e Alice no País das Maravilhas, além do audiovisual “Que luz é essa?” do saudoso cantor Raul Seixas.

 

A Fundação

Criada em abril de 2000 na cidade de Orós, a Fundação Social Raimundo Fagner (FRF) vem demonstrando o poder transformador da arte na vida de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Parceira da Fundação Banco do Brasil/Programa AABB Comunidade, suas atividades chegaram à cidade de Fortaleza em 2003, no bairro do Parque Itamarati. Nestes 17 anos de existência, a fundação mostra que é possível contribuir para resgate social dos jovens, gerando um ambiente de oportunidades e convivência artístico-cultural.  Atualmente ela atende a um público formado por 400 crianças e adolescentes, com idade entre 07 e 17 anos.

 

As ações da FRF são desenvolvidas através do projeto Aprendendo com Arte, que visa promover o desenvolvimento humano, o pensamento artístico e a percepção estética através de oficinas nas diversas áreas artísticas, fortalecendo, também, os aspectos relacionados à educação formal, como o incentivo a leitura, tento na música o foco principal de suas atividades.

 

Ao longo dos anos, o trabalho da fundação foi reconhecido com diversas premiações, como o Ponto de Cultura (2005); Prêmio Escola Viva (2007); Prêmio de apoio a pequenos eventos e Ponto de Valor, do Ministério da Cultura/PNUD (2009); Criança Esperança (2006), Prêmio Itau/Unicef – vencedor nacional (2009); Programa Escola Associada a UNESCO (2012); vencedor nacional do Prêmio ODM (2014).

Publicidade

 Fundação Raimundo Fagner apresenta o musical Aretê: Guerreiro Menino

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

16 de outubro de 2017

Crédito: Anderson Mendes

Entre os meses de outubro e novembro, a Fundação Raimundo Fagner apresenta uma programação especial para o final de ano. Os apaixonados por música e teatro poderão prestigiar espetáculos com abordagem bem contemporânea e alegórica. O início da turnê traz para o público cearense o musical cênico Aretê: Guerreiro Menino, com estreia na próxima terça-feira (dia 17), às 15h, no espaço Morro do Ouro, anexo do Theatro José de Alencar, com entrada gratuita.

 

Depois o musical passa por outros palcos culturais de Fortaleza. No CUCA Mondubim, no dia 27, às 18h30, e em seguida, já no mês de novembro, encerra sua temporada nos dias 07 e 14 de novembro, às 18 horas, no espaço cultural do Sesc Emiliano Queiroz.

 

Aretê: Guerreiro Menino é um espetáculo cênico musical autoral da atriz e dramaturga Mariana Elani que aborda de maneira simples acontecimentos diários que a pessoa leva para o resto da vida. “Mostra situações pequenas e corriqueiras em questões éticas e de valores humanos que são postos em xeque, e o protagonista (Aretê) as observa e expõe seu ponto de vista que é de fato uma reflexão sobre ações que tomamos como simples, mas definem de fato aspectos da construção de nosso caráter”, acrescenta a dramaturga.

O espetáculo tem dez atores mirins no elenco com produção e músicos cearenses.  A música na maioria autoral com letra e melodia da professora de teatro Mariana Elani e com pegada popular e lúdica do maestro Ezequiel Moreira que fez os arranjos, com exceção de Guerreiro Menino de Gonzaguinha, e Pedras que Cantam de Fagner, que fazem parte também do repertório.  E Aretê tem como referência literária O Mágico de Oz e Alice no País das Maravilhas, além do audiovisual “Que luz é essa?” do saudoso cantor Raul Seixas.

 

A Fundação

Criada em abril de 2000 na cidade de Orós, a Fundação Social Raimundo Fagner (FRF) vem demonstrando o poder transformador da arte na vida de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Parceira da Fundação Banco do Brasil/Programa AABB Comunidade, suas atividades chegaram à cidade de Fortaleza em 2003, no bairro do Parque Itamarati. Nestes 17 anos de existência, a fundação mostra que é possível contribuir para resgate social dos jovens, gerando um ambiente de oportunidades e convivência artístico-cultural.  Atualmente ela atende a um público formado por 400 crianças e adolescentes, com idade entre 07 e 17 anos.

 

As ações da FRF são desenvolvidas através do projeto Aprendendo com Arte, que visa promover o desenvolvimento humano, o pensamento artístico e a percepção estética através de oficinas nas diversas áreas artísticas, fortalecendo, também, os aspectos relacionados à educação formal, como o incentivo a leitura, tento na música o foco principal de suas atividades.

 

Ao longo dos anos, o trabalho da fundação foi reconhecido com diversas premiações, como o Ponto de Cultura (2005); Prêmio Escola Viva (2007); Prêmio de apoio a pequenos eventos e Ponto de Valor, do Ministério da Cultura/PNUD (2009); Criança Esperança (2006), Prêmio Itau/Unicef – vencedor nacional (2009); Programa Escola Associada a UNESCO (2012); vencedor nacional do Prêmio ODM (2014).

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

 Fundação Raimundo Fagner apresenta o musical Aretê: Guerreiro Menino

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

16 de outubro de 2017

Crédito: Anderson Mendes

Entre os meses de outubro e novembro, a Fundação Raimundo Fagner apresenta uma programação especial para o final de ano. Os apaixonados por música e teatro poderão prestigiar espetáculos com abordagem bem contemporânea e alegórica. O início da turnê traz para o público cearense o musical cênico Aretê: Guerreiro Menino, com estreia na próxima terça-feira (dia 17), às 15h, no espaço Morro do Ouro, anexo do Theatro José de Alencar, com entrada gratuita.

 

Depois o musical passa por outros palcos culturais de Fortaleza. No CUCA Mondubim, no dia 27, às 18h30, e em seguida, já no mês de novembro, encerra sua temporada nos dias 07 e 14 de novembro, às 18 horas, no espaço cultural do Sesc Emiliano Queiroz.

 

Aretê: Guerreiro Menino é um espetáculo cênico musical autoral da atriz e dramaturga Mariana Elani que aborda de maneira simples acontecimentos diários que a pessoa leva para o resto da vida. “Mostra situações pequenas e corriqueiras em questões éticas e de valores humanos que são postos em xeque, e o protagonista (Aretê) as observa e expõe seu ponto de vista que é de fato uma reflexão sobre ações que tomamos como simples, mas definem de fato aspectos da construção de nosso caráter”, acrescenta a dramaturga.

O espetáculo tem dez atores mirins no elenco com produção e músicos cearenses.  A música na maioria autoral com letra e melodia da professora de teatro Mariana Elani e com pegada popular e lúdica do maestro Ezequiel Moreira que fez os arranjos, com exceção de Guerreiro Menino de Gonzaguinha, e Pedras que Cantam de Fagner, que fazem parte também do repertório.  E Aretê tem como referência literária O Mágico de Oz e Alice no País das Maravilhas, além do audiovisual “Que luz é essa?” do saudoso cantor Raul Seixas.

 

A Fundação

Criada em abril de 2000 na cidade de Orós, a Fundação Social Raimundo Fagner (FRF) vem demonstrando o poder transformador da arte na vida de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Parceira da Fundação Banco do Brasil/Programa AABB Comunidade, suas atividades chegaram à cidade de Fortaleza em 2003, no bairro do Parque Itamarati. Nestes 17 anos de existência, a fundação mostra que é possível contribuir para resgate social dos jovens, gerando um ambiente de oportunidades e convivência artístico-cultural.  Atualmente ela atende a um público formado por 400 crianças e adolescentes, com idade entre 07 e 17 anos.

 

As ações da FRF são desenvolvidas através do projeto Aprendendo com Arte, que visa promover o desenvolvimento humano, o pensamento artístico e a percepção estética através de oficinas nas diversas áreas artísticas, fortalecendo, também, os aspectos relacionados à educação formal, como o incentivo a leitura, tento na música o foco principal de suas atividades.

 

Ao longo dos anos, o trabalho da fundação foi reconhecido com diversas premiações, como o Ponto de Cultura (2005); Prêmio Escola Viva (2007); Prêmio de apoio a pequenos eventos e Ponto de Valor, do Ministério da Cultura/PNUD (2009); Criança Esperança (2006), Prêmio Itau/Unicef – vencedor nacional (2009); Programa Escola Associada a UNESCO (2012); vencedor nacional do Prêmio ODM (2014).

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti