Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Limoeiro do Norte

Limoeiro do Norte recebe Encontro de Líderes nesta terça-feira, 18

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

17 de junho de 2019

Durante o mês de junho, a Federação das CDLs do Ceará promoveu a quinta etapa da Jornada Integração 2019 na regional Jaguaribana. A ação que levou cursos profissionais a colaboradores e gestores da região recebe nesta terça-feira, 18, o Encontro de Líderes na CDL de Limoeiro do Norte, às 18h30, para compartilhar as conquistas a representantes do comércio local.

Participam da cerimônia diretores, gestores e colaboradores das CDLs de Russas, Limoeiro do Norte, Aracati, Jaguaribe, Iracema, Morada Nova, Jaguaruana e Alto Santo, além de representantes do poder público da região. O acesso é gratuito.

Projeto profissional

Em 2018, a Jornada Integração formou 3.975 colaboradores de vários setores comerciais do Ceará. Neste ano, os cursos trazem a novidade de atender também os gestores, que podem escolher entre os temas “Liderança e formação de equipes”, “Acompanhamento e incentivo de vendas” e “Redes Sociais – ferramenta poderosa para alavancar vendas”. Já o curso “Vendas: como atrair clientes e negociar bem” é direcionado para os colaboradores mais antenados com as atualizações do mercado.

SERVIÇO: Encontro de Líderes da regional Jaguaribana – dia 18 de junho, às 18h30, na na CDL de Limoeiro do Norte (Rua Cândido Olímpio Gonçalves de Freitas, 1689 – Centro – Limoeiro do Norte, Ceará / CEP: 62930-000).

Publicidade

FCDL Ceará conclui oitava etapa da Jornada Integração em Limoeiro do Norte

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de novembro de 2018

 

Cerimônia irá compartilhar as conquistas da ação durante a estadia na Regional Jaguaribana

 

Encerramento da Jornada em Tauá, regional anterior

 

Após passar por sete regionais das CDLs do Ceará, a FCDL-CE conclui a sua penúltima parada pelo comércio do Estado com o projeto da Jornada Integração 2018. As conquistas das ações formativas e sociais aplicadas nos municípios de Russas, Alto Santo, Iracema, Aracati, Jaguaribe, Morada Nova, Jaguaruana e Limoeiro do Norte, serão compartilhadas em um grande encontro de empresários, lojistas, cdlistas, alunos, pais e professores no município de Limoeiro do Norte, base da regional Jaguaribana. O evento será na próxima quinta-feira, 22, às 18h30, no Ginásio de Esportes Dr. José Nilson Osterne.

 

Samuel Noronha, diretor distrital da regional, conta que o princípio alcançado pelo projeto é a união. “É importante reunir as cidades, promover uma comunhão de forças em prol do comércio. Além de fortificar cada uma das CDLs, a Jornada Integração reforça um compromisso com a sociedade”, pontua.

 

Os alcances da Jornada serão anunciados com premiação exclusiva da Federação. Na ação ambiental “Salve o Planeta Terra”, o evento irá premiar a escola e aluno que mais arrecadaram material reciclável em toda regional durante o mês de novembro. As premiações serão um computador para o laboratório de informática e um smartphone, respectivamente.

 

No mês de novembro, o roteiro da Jornada levou os cursos Sequenciais de qualificação profissional voltados para os colabores do comércio local. O Team Work, treinamento de liderança em alta performance voltado para os cdlistas, lojistas e empresários, estimulou a busca pela informação, promovendo a modernização do desenvolvimento comercial. Na cerimônia do dia 22, alunos e participantes representarão toda a turma com o recebimento de um certificado simbólico.

 

Premiação para a plateia e CDLs

 

Durante a cerimônia, além dos sorteios para a plateia ofertados pelos patrocinadores do evento, o prêmio mais aguardado da noite será a Moto Cargo, sorteada pela FCDL-CE entre os empresários que tiverem inscritos seus colaboradores nos cursos Sequenciais.

 

SERVIÇO: Encerramento Jornada Integração Regional Jaguaribana – Dia 22 às 18h30, no Ginásio de Esportes Dr. José Nilson Osterne (R. Cel. Alexandrino, 1361 – 1471 – Popular)

Publicidade

23ª edição do Limofolia traz Bell Marques, Chicabana e Léo Santana para agitar o interior do Ceará

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

02 de Janeiro de 2018

Limoeiro do Norte, no vale do Jaguaribe, interior do Ceará, já está em contagem regressiva para viver três dias de muita festa

Para começar o ano com o pé direito e muita alegria, o Limofolia, a festa mais tradicional de Limoeiro do Norte com 23 anos de história e uma das maiores micaretas do interior do Ceará, acontece de 12 a 14 de janeiro de 2018, sob o comando de grandes atrações como Bell Marques, Léo Santana e a banda Chicabana, animando os foliões no consagrado Bloco Corujão.

A cidade já se prepara para viver o clima da tradicional festa de carnaval fora de época, que chega a sua 23ª edição trazendo milhares de foliões de todo o Estado e já faz parte do calendário de eventos oficiais de Limoeiro do Norte, a cerca de 206km de Fortaleza.  “O Limofolia é a festa mais esperada pela cidade. O evento, que tem 23 anos de história, alegra os foliões e movimenta a economia não apenas do município, mas também da região do Vale do Jaguaribe. A micareta vem crescendo a cada ano, levando alegria e gerando renda para a cidade”, destaca Lincon Costa, um dos organizadores do evento.

São três dias de programação para ninguém ficar parado. Começando em grande estilo, no primeiro dia, sexta-feira, 12, a animação fica por conta de Bell Marques, conhecido como um dos maiores puxadores de trio elétrico do Brasil e por arrastar multidões em shows por onde passa. No sábado, 13, será a vez de Chicabana animar os foliões. Esta será a quinta participação da banda no evento, sempre com um repertório que conquista e anima o público. Domingo, 14, último dia, Léo Santana, o “gigante” da Bahia, sobe ao trio pra levar os milhares de foliões ao delírio e encerrar com chave de ouro a maior micareta de Limoeiro do Norte.Uma superestrutura será montada para receber com conforto e segurança foliões de todo o Ceará. A concentração este ano será na Rua Célio Santiago, de onde o trio partirá até o corredor da folia, onde fará duas voltas. O percurso será pela av. Coronel Francisco Remígio, com bares e banheiros em todo o trajeto e uma faixa especial para locomoção dos moradores que não estiverem no bloco. Além disso, profissionais da saúde estarão em um ambulatório instalado no local para dar suporte em caso de incidentes.

Diversão para crianças

A maior festa de Limoeiro do Norte também tem espaço para a criançada. O Corujão Kids, bloco especial para os pequenos, promete muita folia e animação com o cantor Tote Barreto e sua banda composta por bonecos, que fazem a maior festa com a meninada. O espaço também contará com a animação dos personagens da Disney e a equipe da Trupe Tagarela, com personagens infantis que irão fazer brincadeiras, arte em balões, pintura facial e garantir diversão para todo mundo.

Abadás e camarotes para curtir os três dias de folia no Corujão podem ser adquiridos na sede do bloco, na Rua Cônego Chaves, 2706, centro de Limoeiro do Norte ou por meio do site:www.limofolia.com.

Bloco Corujão

O Corujão foi criado em 1994 por um grupo de jovens que decidiu resgatar a animação do carnaval de Limoeiro do Norte. O primeiro carnaval do grupo foi logo em 1995, no B.N.B Clube do município. A partir daí o Bloco não parou mais e se consagrou pelas grandes festas realizadas na cidade, principalmente pelas tradicionais Limofolia e Chitão do Corujão. Todos os anos, o Bloco traz grandes nomes da música brasileira para agitar as festas do município. São 23 anos de história, diversão e muita folia.

Serviço:

O quê: 23ª edição do Limofolia

Onde: Rua Cônego Climério Chaves, 2706 – Centro – Limoeiro do Norte / Ceará

Quando: De 12 a 14 de janeiro de 2018

Informações: (88) 3423-4900 ou pelo site: www.limofolia.com

Publicidade

Limoeiro do Norte inaugura nova agência no padrão Sicredi

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

05 de dezembro de 2017

Na próxima quarta-feira, dia 06/12, a Sicredi Ceará Centro Norte inaugura sua nova agência em Limoeiro do Norte. Trata-se da mudança de endereço  da agência anterior, para que se adeque à infraestrutura e ao conforto que caracterizam o Sicredi em todo o País.

A  instituição financeira cooperativa – que possui mais de 3,6 milhões de associados – está com nova identidade visual e esta comunicação, aos poucos, será vista nos postos de atendimento nos 21 estados onde atua. A agência de Limoeiro será a primeira da Central Norte Nordeste no padrão Sicredi a ser inaugurada no Estado.

A solenidade de inauguração vai contar com as presenças do médico anestesiologista e diretor regional da Sicredi Ceará Centro Norte, Lindenor Andrade; os conselheiros fiscais e administrativos da instituição; diretores executivos e autoridades da região. A agência está localizada na rua Coronel Antônio Joaquim, 1447.

Sicredi Ceará


A Sicredi Ceará Centro Norte conta com dez agências em todo o estado, sendo quatro em Fortaleza e seis nos municípios de Limoeiro do Norte, Morada Nova, Itapipoca, Russas, Sobral e Quixadá. O objetivo da instituição é prestar serviços financeiros de modo mais simples e vantajoso aos seus associados, possibilitando o acesso ao crédito e a outros produtos.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Secult realiza XI Encontro Mestres do Mundo em Limoeiro do Norte

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

27 de novembro de 2017

De 29/11 a 02/12, o encontro vai reunir os mestres e as mestras da Cultura Popular Tradicional do Ceará em trocas de saberes e programação aberta ao público

De 29 de novembro a 02 de dezembro, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) promove o XI Encontro Mestres do Mundo em Limoeiro do Norte (CE). O evento reunirá os Tesouros Vivos da cultura cearense em uma rica e vasta programação, contemplando apresentações artísticas, oficinas, rodas de saberes e seminário, que visam proporcionar a convivência e o repasse de saberes entre os Mestres e Mestras, além da divulgação e fruição da cultura popular do Estado. Esse ano, o encontro será realizado em parceria com o Instituto Assum Preto de Arte, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente, instituição selecionada por meio de edital lançado pela Secult.

No total, mais de 50 Mestres da Cultura do Ceará e seus grupos participarão das atividades, incluindo ainda convidados do Nordeste, Brasil, Uruguai e Cabo Verde. Essa edição ocupará novos locais, instalados na Praça Maestro Odílio Silva (conhecida como Praça da Rodoviária), propondo a criação do “Território de Delicadezas” formado pela Arena dos Mestres, para as apresentações artísticas à noite; a Feira e Mostra Gastronômica de Artesania Familiar, e o Espaço de Saberes Múltiplos, que funcionará na Escola Normal, e na Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM/UECE) onde serão realizadas rodas de saberes e de conversas, oficinas e seminário.

O Encontro Mestres do Mundo está consolidado no calendário da cultura no Ceará como uma ação de democratização do acesso aos bens e serviços culturais que vem atender à necessidade de criar espaços para a transmissão de saberes prevista na Lei Estadual nº 13.842, que instituiu o programa Tesouros Vivos do Ceará. Desde 2003, foram diplomados 79 Mestres da Cultura, 09 grupos e 01 coletividade, reconhecidos como detentores dos saberes da cultura popular tradicional, patrimônio imaterial do Estado do Ceará.

“Pioneiro na formulação de políticas públicas de preservação do patrimônio imaterial, o Ceará promove esse momento de união e troca entre nossos Mestres e Mestras da Cultura, da interação desses Tesouros Vivos com o cearense e, acima de tudo, possibilita que a cultura popular tradicional cumpra sua maior expressão: carregar de afetos e significações o solo que ocupa”, define o Secretário de Cultura do Governo do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos.

Destaques da programação

Na quarta-feira (29) pela manhã acontecerá o cortejo comunicacional pelas ruas da cidade e a noite a abertura com cortejo das mestras, mestres e grupos da cultura tradicional popular presentes nesta XI Edição do Encontro Mestres do Mundo. Em seguida acontecerá cerimonial de abertura com o Secretário de Estado da Cultura, Fabiano dos Santos. Realizado há mais de 10 anos pela Secult, o evento ganhou em agosto a maior premiação do Brasil na área de Patrimônio Cultural, em reconhecimento à iniciativa de transmitir “saberes e fazeres de homens e mulheres que na sobrevivência de seu cotidiano desenvolveram técnicas, ofícios, brincadeiras, rezas e alimentos, garantindo a tradição e a memória de seus ancestrais”.

Durante os quatro dias do encontro serão realizadas oficinas com o mote “Saber dos Encantados”, ministradas por Mestres e Mestras ou componentes de seus grupos. Também acontecerão aulas espetáculos e oficinas itinerantes, contemplando as cidades de Tabuleiro, Quixeré, Russas, Alto Santo e Morada Nova. As atividades ocorrerão em espaços socioeducativos de forma compartilhada com parceiros locais, disseminando principalmente a educação patrimonial, artística e cultural.

Já na Roda de Trocas, os Tesouros Vivos compartilharão saberes entre si e com a comunidade, tendo como fio condutor da vivência o tema “Corpo, Sons, Mãos, Oralidade e Sagrado”, com participação de outros mestres de várias regiões do Brasil.

Tendo em vista o fortalecimento das políticas de patrimônio, o evento promoverá na quinta-feira (30/11), na FAFIDAM, o Seminário Interdisciplinar de Patrimônio Imaterial, com o tema “Além da Carta de Fortaleza – uma trajetória de desafios avanços, reafirmações e novas proposições para o patrimônio imaterial cearense”. O Seminário intenta de forma democrática favorecer espaço para as vozes locais (Mestres, Mestras, agentes culturais, sociedade civil organizada, professores, alunos entre outros) para reflexões e proposições necessárias sobre os Patrimônio Imaterial Cearense e as políticas públicas para o desenvolvimento, registro, salvaguarda e difusão destas, explica a curadora do projeto Profª. Lourdes Macena.

É importante que professores, alunos, agentes culturais e demais interessados compreendam que todas as ações que envolvem saberes, fazeres, Mestres e comunidades tradicionais, se relacionam com questões pertinentes ao patrimônio imaterial, daí a importância deste Seminário considerando as relações destes saberes com diversas áreas do conhecimento humano como história oral, geografia cultural, literatura oral, sociologia, antropologia, etnomatemática, etnomusicologia, folkcomunicação, direitos difusos, direitos culturais, artes entre tantas e tantas outras.

No total, mais de 25 grupos e bandas farão as apresentações artísticas durante o XI Encontro Mestres do Mundo, entre reisados, bois, pastoris, cocos, emboladores, bacamarteiros, dentre outras manifestações da cultura popular, principalmente do Ceará, mas também de outras regiões do país e do mundo, como o Candombe (Uruguai) – declarado Patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco); e os representantes de Da Comunidade Negra dos Arturos (Minas Gerais) – a primeira comunidade negra do Brasil a ser reconhecida como Patrimônio Cultural.

Outra novidade nesta edição serão as atrações para o público infanto-juvenil, a partir da quinta-feira (30/11), sempre às 18h, trazendo o Palhaço Pimenta, teatro de bonecos com Bil Bonequeiro, e brincadeiras lúdicas com os Mestres e Bichos de Boi. De acordo com o pesquisador Oswald Barroso, “o encontro é importante por aproximar os mestres da cultura tradicional popular entre si para intercâmbio de saberes e práticas, sobretudo, no compartilhamento com os mais jovens. Se os jovens não se reconhecerem na cultura que os mais velhos criaram, guardaram e reinventaram – e nem dela se apropriarem, a tradição não terá continuidade”.

O palco da Arena dos Mestres também receberá apresentações musicais representativas da cultura popular, como o cantor e poeta Mário Lúcio (Cabo Verde), os grupos cearenses Fulô da Aurora e Dona Zefinha, além da cantora de cirandas Lia de Itamaracá (Pernambuco), que fará o show de encerramento do XI Encontro Mestres do Mundo.

Por fim, a Feira e Mostra Gastronômica de Artesania Familiar comercializará no período do evento as criações dos Mestres e Mestras da Cultura, valorizando produções locais. Destaque para a participação da Casa de Farinha do distrito de Lajes (Limoeiro do Norte) com venda de tapiocas, doces, broas, fogosas, queijos, figada/sarrabulho, tripa de porco com cuscuz, entre outras iguarias.

Mais sobre o Encontro Mestres do Mundo

O Encontro Mestres do Mundo é um evento estruturante da Secult, realizado desde 2005 como uma importante iniciativa de interiorização da cultura. Em dez edições, o Encontro e suas ações já foram acolhidos pelas cidades de Limoeiro do Norte, Jaguaruana, São João do Jaguaribe, Russas, Barbalha, Juazeiro do Norte e Crato, reunindo a cada edição os Mestres da Cultura, titulados como Tesouros Vivos da Cultura do Ceará, em diálogo com brincantes, estudantes, professores, pesquisadores e mestres de outros estados e países, com uma programação riquíssima voltada ao encontro e troca de saberes.

O Encontro é uma oportunidade singular de vivenciar a diversidade da cultura popular tradicional através da convivência com os guardiões que mantêm vivas as tradições. Conta com a participação de mestres, mestras e grupos locais, regionais e internacionais, promovendo a integração e a troca de experiências. Expressões de linguagens variadas se juntam em uma arena onde os mestres apresentam e transmitem seus saberes e seus fazeres.

São momentos mágicos onde o público participante trava contato com memórias, narrativas e práticas por meio de uma programação ampla de atividades práticas e teóricas. Um dos momentos mais especiais é a distribuição dos participantes em cinco categorias de Rodas de Mestres (corpo, mãos, oralidade, sons e sagrado), para o intercâmbio de saberes, contando com a mediação de pesquisadores da cultura popular.

As Rodas de Trocas são os momentos em que os Tesouros Vivos da Cultura do Estado do Ceará recebem os convidados, mostrando para a comunidade local seus costumes e a sua arte. As noites são marcadas por uma grande diversidade de apresentações de grupos e mestres oriundos das 14 (quatorze) macrorregiões do Ceará, bem como atrações nacionais e internacionais.

Ao longo das dez edições, ocorreram ainda diversas oficinas de repasse dos conhecimentos tradicionais, cursos e ações de educação patrimonial junto a estudantes e professores de escolas públicas, seminários temáticos com reflexões acadêmicas, exposições de fotografias e objetos relacionados às tradições, feirinha para comercialização de artesanatos feitos pelos mestres e outros produtos relacionados às culturas tradicionais, cortejos nas ruas da cidade, encontros de gestores culturais, dentre outras atividades. Momento de grande relevância para a cultura popular tradicional foi a titulação no X Encontro Mestres do Mundo de 58 (cinquenta e oito) Mestres da Cultura como Notório Saber em Cultura Popular pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), em 2017.

Publicidade

Secretaria de Cultura do Ceará promove o XI Encontro Mestres do Mundo em Limoeiro do Norte

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de novembro de 2017

De 29/11 a 02/12, o encontro vai reunir os mestres e as mestras da Cultura Popular Tradicional do Ceará em trocas de saberes e programação aberta ao público

De 29 de novembro a 02 de dezembro, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) promove o XI Encontro Mestres do Mundo em Limoeiro do Norte (CE). O evento reunirá os Tesouros Vivos da cultura cearense em uma rica e vasta programação, contemplando apresentações artísticas, oficinas, rodas de saberes e seminário, que visam proporcionar a convivência e o repasse de saberes entre os Mestres e Mestras, além da divulgação e fruição da cultura popular do Estado. Esse ano, o encontro será realizado em parceria com o Instituto Assum Preto de Arte, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente, instituição selecionada por meio de edital lançado pela Secult.

No total, mais de 50 Mestres da Cultura do Ceará e seus grupos participarão das atividades, incluindo ainda convidados do Nordeste, Brasil, Uruguai e Cabo Verde. Essa edição ocupará novos locais, instalados na Praça Maestro Odílio Silva (conhecida como Praça da Rodoviária), propondo a criação do “Território de Delicadezas” formado pela Arena dos Mestres, para as apresentações artísticas à noite; a Feira e Mostra Gastronômica de Artesania Familiar, e o Espaço de Saberes Múltiplos, que funcionará na Escola Normal, e na Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM/UECE) onde serão realizadas rodas de saberes e de conversas, oficinas e seminário.

O Encontro Mestres do Mundo está consolidado no calendário da cultura no Ceará como uma ação de democratização do acesso aos bens e serviços culturais que vem atender à necessidade de criar espaços para a transmissão de saberes prevista na Lei Estadual nº 13.842, que instituiu o programa Tesouros Vivos do Ceará. Desde 2003, foram diplomados 79 Mestres da Cultura, 09 grupos e 01 coletividade, reconhecidos como detentores dos saberes da cultura popular tradicional, patrimônio imaterial do Estado do Ceará.

“Pioneiro na formulação de políticas públicas de preservação do patrimônio imaterial, o Ceará promove esse momento de união e troca entre nossos Mestres e Mestras da Cultura, da interação desses Tesouros Vivos com o cearense e, acima de tudo, possibilita que a cultura popular tradicional cumpra sua maior expressão: carregar de afetos e significações o solo que ocupa”, define o Secretário de Cultura do Governo do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos.

Destaques da programação

Na quarta-feira (29) pela manhã acontecerá o cortejo comunicacional pelas ruas da cidade e a noite a abertura com cortejo das mestras, mestres e grupos da cultura tradicional popular presentes nesta XI Edição do Encontro Mestres do Mundo. Em seguida acontecerá cerimonial de abertura com a presença do Secretário de Estado da Cultura, Fabiano dos Santos. Realizado há mais de 10 anos pela Secult, o evento ganhou em agosto a maior premiação do Brasil na área de Patrimônio Cultural, em reconhecimento à iniciativa de transmitir “saberes e fazeres de homens e mulheres que na sobrevivência de seu cotidiano desenvolveram técnicas, ofícios, brincadeiras, rezas e alimentos, garantindo a tradição e a memória de seus ancestrais”.

Durante os quatro dias do encontro serão realizadas oficinas com o mote “Saber dos Encantados”, ministradas por Mestres e Mestras ou componentes de seus grupos. Também acontecerão aulas espetáculos e oficinas itinerantes, contemplando as cidades de Tabuleiro, Quixeré, Russas, Alto Santo e Morada Nova. As atividades ocorrerão em espaços socioeducativos de forma compartilhada com parceiros locais, disseminando principalmente a educação patrimonial, artística e cultural.

Já na Roda de Trocas, os Tesouros Vivos compartilharão saberes entre si e com a comunidade, tendo como fio condutor da vivência o tema “Corpo, Sons, Mãos, Oralidade e Sagrado”, com participação de outros mestres de várias regiões do Brasil.

Tendo em vista o fortalecimento das políticas de patrimônio, o evento promoverá na quinta-feira (30/11), na FAFIDAM, o Seminário Interdisciplinar de Patrimônio Imaterial, com o tema “Além da Carta de Fortaleza – uma trajetória de desafios avanços, reafirmações e novas proposições para o patrimônio imaterial cearense”. O Seminário intenta de forma democrática favorecer espaço para as vozes locais (Mestres, Mestras, agentes culturais, sociedade civil organizada, professores, alunos entre outros) para reflexões e proposições necessárias sobre os Patrimônio Imaterial Cearense e as políticas públicas para o desenvolvimento, registro, salvaguarda e difusão destas, explica a curadora do projeto Profª. Lourdes Macena.

É importante que professores, alunos, agentes culturais e demais interessados compreendam que todas as ações que envolvem saberes, fazeres, Mestres e comunidades tradicionais, se relacionam com questões pertinentes ao patrimônio imaterial, daí a importância deste Seminário considerando as relações destes saberes com diversas áreas do conhecimento humano como história oral, geografia cultural, literatura oral, sociologia, antropologia, etnomatemática, etnomusicologia, folkcomunicação, direitos difusos, direitos culturais, artes entre tantas e tantas outras.

No total, mais de 25 grupos e bandas farão as apresentações artísticas durante o XI Encontro Mestres do Mundo, entre reisados, bois, pastoris, cocos, emboladores, bacamarteiros, dentre outras manifestações da cultura popular, principalmente do Ceará, mas também de outras regiões do país e do mundo, como o Candombe (Uruguai) – declarado Patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco); e os representantes de Da Comunidade Negra dos Arturos (Minas Gerais) – a primeira comunidade negra do Brasil a ser reconhecida como Patrimônio Cultural.

Outra novidade nesta edição serão as atrações para o público infanto-juvenil, a partir da quinta-feira (30/11), sempre às 18h, trazendo o Palhaço Pimenta, teatro de bonecos com Bil Bonequeiro, e brincadeiras lúdicas com os Mestres e Bichos de Boi. De acordo com o pesquisador Oswald Barroso, “o encontro é importante por aproximar os mestres da cultura tradicional popular entre si para intercâmbio de saberes e práticas, sobretudo, no compartilhamento com os mais jovens. Se os jovens não se reconhecerem na cultura que os mais velhos criaram, guardaram e reinventaram – e nem dela se apropriarem, a tradição não terá continuidade”.

O palco da Arena dos Mestres também receberá apresentações musicais representativas da cultura popular, como o cantor e poeta Mário Lúcio (Cabo Verde), os grupos cearenses Fulô da Aurora e Dona Zefinha, além da cantora de cirandas Lia de Itamaracá (Pernambuco), que fará o show de encerramento do XI Encontro Mestres do Mundo.

Por fim, a Feira e Mostra Gastronômica de Artesania Familiar comercializará no período do evento as criações dos Mestres e Mestras da Cultura, valorizando produções locais. Destaque para a participação da Casa de Farinha do distrito de Lajes (Limoeiro do Norte) com venda de tapiocas, doces, broas, fogosas, queijos, figada/sarrabulho, tripa de porco com cuscuz, entre outras iguarias.

 

Mais sobre o Encontro Mestres do Mundo

O Encontro Mestres do Mundo é um evento estruturante da Secult, realizado desde 2005 como uma importante iniciativa de interiorização da cultura. Em dez edições, o Encontro e suas ações já foram acolhidos pelas cidades de Limoeiro do Norte, Jaguaruana, São João do Jaguaribe, Russas, Barbalha, Juazeiro do Norte e Crato, reunindo a cada edição os Mestres da Cultura, titulados como Tesouros Vivos da Cultura do Ceará, em diálogo com brincantes, estudantes, professores, pesquisadores e mestres de outros estados e países, com uma programação riquíssima voltada ao encontro e troca de saberes.

O Encontro é uma oportunidade singular de vivenciar a diversidade da cultura popular tradicional através da convivência com os guardiões que mantêm vivas as tradições. Conta com a participação de mestres, mestras e grupos locais, regionais e internacionais, promovendo a integração e a troca de experiências. Expressões de linguagens variadas se juntam em uma arena onde os mestres apresentam e transmitem seus saberes e seus fazeres.

São momentos mágicos onde o público participante trava contato com memórias, narrativas e práticas por meio de uma programação ampla de atividades práticas e teóricas. Um dos momentos mais especiais é a distribuição dos participantes em cinco categorias de Rodas de Mestres (corpo, mãos, oralidade, sons e sagrado), para o intercâmbio de saberes, contando com a mediação de pesquisadores da cultura popular.

As Rodas de Trocas são os momentos em que os Tesouros Vivos da Cultura do Estado do Ceará recebem os convidados, mostrando para a comunidade local seus costumes e a sua arte. As noites são marcadas por uma grande diversidade de apresentações de grupos e mestres oriundos das 14 (quatorze) macrorregiões do Ceará, bem como atrações nacionais e internacionais.

Ao longo das dez edições, ocorreram ainda diversas oficinas de repasse dos conhecimentos tradicionais, cursos e ações de educação patrimonial junto a estudantes e professores de escolas públicas, seminários temáticos com reflexões acadêmicas, exposições de fotografias e objetos relacionados às tradições, feirinha para comercialização de artesanatos feitos pelos mestres e outros produtos relacionados às culturas tradicionais, cortejos nas ruas da cidade, encontros de gestores culturais, dentre outras atividades. Momento de grande relevância para a cultura popular tradicional foi a titulação no X Encontro Mestres do Mundo de 58 (cinquenta e oito) Mestres da Cultura como Notório Saber em Cultura Popular pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), em 2017.

 PROGRAMAÇÃO

XI ENCONTRO MESTRES DO MUNDO

Saberes Multiculturais em Encontro de Delicadezas

1º DIA

29/11, QUARTA–FEIRA

 

MANHÃ
8h CORTEJO COMUNICACIONAL

Com grupos locais e convidados pelo centro da cidade, saída da Praça do Banco do Nordeste.

9h às 16h ACOLHIDA – Mestres e convidados (Centro Cultural Márcio Mendonça).

 

NOITE
18h às 22h Feira de Artesanatos e Gastronomia
18h CORTEJO DE ABERTURA

Mestres, Coletividade e Grupos titulados, grupos convidados.

19h20 SOLENIDADE OFICIAL DE ABERTURA

Faladas autoridades.

Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade (IPHAN/MinC).

Homenagem às personalidades do Encontro Mestres do Mundo.

APRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS
20h Bacamarteiros da Paz, Juazeiro do Norte – CE.
20h40 Reisado dos Irmãos/Mestre Pedro, Juazeiro do Norte.
21h20 Boi Mirim Pai do Campo e Mestre Chico, Limoeiro do Norte – CE.
22h Banda Cabaçal Padre Cicero, Juazeiro do Norte – CE
22h40 Candombe, Comparsa Cenceribó – Montevidéu, Uruguai

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2º DIA

30/11, QUINTA–FEIRA

 

MANHÃ
9h às 12h OFICINAS E AULAS ESPETÁCULOS (AE)

Municípios do território “Terra Mãe”

Tabuleiro: AE SABER DOS ENCANTADOS com Banda Cabaçal Pe. Cícero, filhos e parentes de Mestre Miguel.

Local:ART CLUB – R. Pedro Pessoa – 8 de setembro, Tabuleiro do Norte – CE

 

Morada Nova: AE com Comparsa Cenceribó, Candombe, Uruguai.

Local: Praça da Matriz do Divino Espírito Santo, Centro;

 

Alto Santo: AE com Mestre Doca Zacarias e Mestres de Boi do Maranhão

Local: Auditório da Secretaria da Assistência Social (Avenida Edson Guerra, s/n – ao lado do Estádio Coliseu).

9h às 12h RODAS DE TROCAS

Limoeiro do Norte

FAFIDAM:Mestres dos Sons, das Mãos, da Oralidade e do Sagrado.

Quadra da Escola Normal: Mestres do Corpo.

 

TARDE
14h às 18h Seminário Interdisciplinar de Patrimônio Imaterial

Além da Carta de Fortaleza – uma trajetória de desafios, avanços, reafirmações e novas proposições para o patrimônio imaterial cearense.

Auditório FAFIDAM – Av. Dom Aureliano Matos, 2060 – João XXIII, Limoeiro do Norte – CE.

 

NOITE DO REPENTE E DA EMBOLADA

APRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS

18h às 22h Feira de Artesanatos e Gastronomia
18h às 18h40 Programação Infanto/Juvenil

Teatro de Bonecos com Bil Bonequeiro, Pindoretama – CE

19h Lucas Evangelista, Cordelista e Violeiro, Crateús – CE
19h20 Geraldo Amâncio e Guilherme Nobre, Repentistas, Fortaleza – CE
19h50 Grupo de Coco do Iguape, Iguape, Aquiraz – CE
20h30 Emboladas e Maneiro Pau, Mestre Cirilo, Bela Vista, Crato – CE
20h50 Guerreiros Mensageiros de Padre Cícero, Maceió – AL
21h40 Show Tertúlia – Banda Dona Zefinha

 

 

 

3º DIA

01/12 – SEXTA-FEIRA

 

MANHÃ
9h às 12h OFICINAS E AULAS ESPETÁCULOS (AE)

Municípiosdo território “Terra Mãe”

 

Limoeiro: Oficina SABER DOS ENCANTADOS Cana Verde, D. Mazé, filha da Mestra D. Gerta.

Local: FAFIDAM – Av. Dom Aureliano Matos, 2060 – João XXIII, Limoeiro do Norte – CE.

 

Russas: Oficina/AE SABER DOS ENCANTADOS Maneiro Pau: sobre rimas e repentes de Mestre Bigode, com seu amigo Mestre Cirilo.

Local: No CVP – Em frente à escola profissional de Russas

 

Quixeré: AE SABER DOS ENCANTADOS com a Banda Cabaçal Pe. Cícero, filhos e parentes de Mestre Miguel.

9h às 12h RODAS DE TROCAS

Limoeiro do Norte

FAFIDAM:Mestres dos Sons, das Mãos, da Oralidade e do Sagrado.

Quadra da Escola Normal: Mestres do Corpo.

NOITEDO SAGRADO

APRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS

18h às 22h Feira de Artesanato e Gastronomia
18h Programação Infanto/Juvenil

Palhaço Pimenta, Circo Teatro Pimenta, RM de Fortaleza – CE

19h Incelências, Sítio Cabeceiras, Barbalha – CE
19h30 Benditos, Dona Maria do Horto, Juazeiro do Norte – CE
19h50 Pastoril Nossa Senhora de Fátima, Maracanaú – CE
20h30 Dança de São Gonçalo, Quilombo Sítio Veiga, Quixadá – CE
21h10 Comunidade Negra dos Arturos, Moçambique, Contagem – MG
21h50 Mário Lucio, Cabo Verde, África
22h40 Banda Fulô da Aurora

4º DIA

02/12 – SÁBADO

 

MANHÃ
9h às 12h RODAS DE TROCAS

Limoeiro do Norte

FAFIDAM:Mestres dos Sons, das Mãos, da Oralidade e do Sagrado.

Quadra da Escola Normal: Mestres do Corpo.

9h às 12h OFICINAS SABER DOS ENCANTADOS

Municípiosdo território “Terra Mãe”

Limoeiro: Oficina com Mestre João do Boi Ideal

Local: FAFIDAM – Av. Dom Aureliano Matos, 2060 – João XXIII, Limoeiro do Norte – CE.

 

TARDE
15h às 17h Aula espetáculo “Só o amor engendra a maravilha”

Mário Lúcio (Izé),Cantautor, pintor, poeta cabo-verdiano.

Local:Auditório do Centro de Referência da Mulher (CRAM), Secretaria de Assistência Social

NOITE

APRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS

18h às 22h Feira de Artesanato e Gastronomia
18h às 18h50 Programação Infanto/Juvenil

Brincando no Boi: crianças e mestres em roda de afetos.

Mestres da Cultura e Grupo Mira Ira, IFCE Fortaleza – CE

19h Mestre Totonho, Rabequeiro, São Félix, Mauriti – CE
19h30 Reisado Cachoeira do Fogo, Mestre Zé Augusto, Independência – CE
20h10 Caboclinhos Cahetés de Goiana – PE
21h Resultado da Residência Tesouros Vivos da Cultura
21h40 ENCERRAMENTO

Lia de Itamaracá, Show de Cirandas

Serviço:

XI Encontro Mestres do Mundo

Data: De 29/11 a 02/12

Local: Limoeiro do Norte (CE)

Horário: De 9h às 0h

Aberto ao público

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Secretaria de Cultura do Ceará divulga programação do XI Encontro Mestres do Mundo em Limoeiro do Norte

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

25 de novembro de 2017


De 29/11 a 02/12, o encontro vai reunir os mestres e as mestras da Cultura Popular Tradicional do Ceará em trocas de saberes e programação aberta ao público

De 29 de novembro a 02 de dezembro, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) promove o XI Encontro Mestres do Mundo em Limoeiro do Norte (CE). O evento reunirá os Tesouros Vivos da cultura cearense em uma rica e vasta programação, contemplando apresentações artísticas, oficinas, rodas de saberes e seminário, que visam proporcionar a convivência e o repasse de saberes entre os Mestres e Mestras, além da divulgação e fruição da cultura popular do Estado. Esse ano, o encontro será rea
lizado em parceria com o Instituto Assum Preto de Arte, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente, instituição selecionada por meio de edital lançado pela Secult.

No total, mais de 50 Mestres da Cultura do Ceará e seus grupos participarão das atividades, incluindo ainda convidados do Nordeste, Brasil, Uruguai e Cabo Verde. Essa edição ocupará novos locais, instalados na Praça Maestro Odílio Silva (conhecida como Praça da Rodoviária), propondo a criação do “Território de Delicadezas” formado pela Arena dos Mestres, para as apresentações artísticas à noite; a Feira e Mostra Gastronômica de Artesania Familiar, e o Espaço de Saberes Múltiplos, que funcionará na Escola Normal, e na Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos (FAFIDAM/UECE) onde serão realizadas rodas de saberes e de conversas, oficinas e seminário.

O Encontro Mestres do Mundo está consolidado no calendário da cultura no Ceará como uma ação de democratização do acesso aos bens e serviços culturais que vem atender à necessidade de criar espaços para a transmissão de saberes prevista na Lei Estadual nº 13.842, que instituiu o programa Tesouros Vivos do Ceará. Desde 2003, foram diplomados 79 Mestres da Cultura, 09 grupos e 01 coletividade, reconhecidos como detentores dos saberes da cultura popular tradicional, patrimônio imaterial do Estado do Ceará.

“Pioneiro na formulação de políticas públicas de preservação do patrimônio imaterial, o Ceará promove esse momento de união e troca entre nossos Mestres e Mestras da Cultura, da interação desses Tesouros Vivos com o cearense e, acima de tudo, possibilita que a cultura popular tradicional cumpra sua maior expressão: carregar de afetos e significações o solo que ocupa”, define o Secretário de Cultura do Governo do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos.

Destaques da programação

Na quarta-feira (29) pela manhã acontecerá o cortejo comunicacional pelas ruas da cidade e a noite a abertura com cortejo das mestras, mestres e grupos da cultura tradicional popular presentes nesta XI Edição do Encontro Mestres do Mundo. Em seguida acontecerá cerimonial de abertura com o Secretário de Estado da Cultura, Fabiano dos Santos. Realizado há mais de 10 anos pela Secult, o evento ganhou em agosto a maior premiação do Brasil na área de Patrimônio Cultural, em reconhecimento à iniciativa de transmitir “saberes e fazeres de homens e mulheres que na sobrevivência de seu cotidiano desenvolveram técnicas, ofícios, brincadeiras, rezas e alimentos, garantindo a tradição e a memória de seus ancestrais”.

Durante os quatro dias do encontro serão realizadas oficinas com o mote “Saber dos Encantados”, ministradas por Mestres e Mestras ou componentes de seus grupos. Também acontecerão aulas espetáculos e oficinas itinerantes, contemplando as cidades de Tabuleiro, Quixeré, Russas, Alto Santo e Morada Nova. As atividades ocorrerão em espaços socioeducativos de forma compartilhada com parceiros locais, disseminando principalmente a educação patrimonial, artística e cultural.

Já na Roda de Trocas, os Tesouros Vivos compartilharão saberes entre si e com a comunidade, tendo como fio condutor da vivência o tema “Corpo, Sons, Mãos, Oralidade e Sagrado”, com participação de outros mestres de várias regiões do Brasil.

Tendo em vista o fortalecimento das políticas de patrimônio, o evento promoverá na quinta-feira (30/11), na FAFIDAM, o Seminário Interdisciplinar de Patrimônio Imaterial, com o tema “Além da Carta de Fortaleza – uma trajetória de desafios avanços, reafirmações e novas proposições para o patrimônio imaterial cearense”. O Seminário intenta de forma democrática favorecer espaço para as vozes locais (Mestres, Mestras, agentes culturais, sociedade civil organizada, professores, alunos entre outros) para reflexões e proposições necessárias sobre os Patrimônio Imaterial Cearense e as políticas públicas para o desenvolvimento, registro, salvaguarda e difusão destas, explica a curadora do projeto Profª. Lourdes Macena.

É importante que professores, alunos, agentes culturais e demais interessados compreendam que todas as ações que envolvem saberes, fazeres, Mestres e comunidades tradicionais, se relacionam com questões pertinentes ao patrimônio imaterial, daí a importância deste Seminário considerando as relações destes saberes com diversas áreas do conhecimento humano como história oral, geografia cultural, literatura oral, sociologia, antropologia, etnomatemática, etnomusicologia, folkcomunicação, direitos difusos, direitos culturais, artes entre tantas e tantas outras.

No total, mais de 25 grupos e bandas farão as apresentações artísticas durante o XI Encontro Mestres do Mundo, entre reisados, bois, pastoris, cocos, emboladores, bacamarteiros, dentre outras manifestações da cultura popular, principalmente do Ceará, mas também de outras regiões do país e do mundo, como o Candombe (Uruguai) – declarado Patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco); e os representantes de Da Comunidade Negra dos Arturos (Minas Gerais) – a primeira comunidade negra do Brasil a ser reconhecida como Patrimônio Cultural.

Outra novidade nesta edição serão as atrações para o público infanto-juvenil, a partir da quinta-feira (30/11), sempre às 18h, trazendo o Palhaço Pimenta, teatro de bonecos com Bil Bonequeiro, e brincadeiras lúdicas com os Mestres e Bichos de Boi. De acordo com o pesquisador Oswald Barroso, “o encontro é importante por aproximar os mestres da cultura tradicional popular entre si para intercâmbio de saberes e práticas, sobretudo, no compartilhamento com os mais jovens. Se os jovens não se reconhecerem na cultura que os mais velhos criaram, guardaram e reinventaram – e nem dela se apropriarem, a tradição não terá continuidade”.

O palco da Arena dos Mestres também receberá apresentações musicais representativas da cultura popular, como o cantor e poeta Mário Lúcio (Cabo Verde), os grupos cearenses Fulô da Aurora e Dona Zefinha, além da cantora de cirandas Lia de Itamaracá (Pernambuco), que fará o show de encerramento do XI Encontro Mestres do Mundo.

Por fim, a Feira e Mostra Gastronômica de Artesania Familiar comercializará no período do evento as criações dos Mestres e Mestras da Cultura, valorizando produções locais. Destaque para a participação da Casa de Farinha do distrito de Lajes (Limoeiro do Norte) com venda de tapiocas, doces, broas, fogosas, queijos, figada/sarrabulho, tripa de porco com cuscuz, entre outras iguarias.

Mais sobre o Encontro Mestres do Mundo

O Encontro Mestres do Mundo é um evento estruturante da Secult, realizado desde 2005 como uma importante iniciativa de interiorização da cultura. Em dez edições, o Encontro e suas ações já foram acolhidos pelas cidades de Limoeiro do Norte, Jaguaruana, São João do Jaguaribe, Russas, Barbalha, Juazeiro do Norte e Crato, reunindo a cada edição os Mestres da Cultura, titulados como Tesouros Vivos da Cultura do Ceará, em diálogo com brincantes, estudantes, professores, pesquisadores e mestres de outros estados e países, com uma programação riquíssima voltada ao encontro e troca de saberes.

O Encontro é uma oportunidade singular de vivenciar a diversidade da cultura popular tradicional através da convivência com os guardiões que mantêm vivas as tradições. Conta com a participação de mestres, mestras e grupos locais, regionais e internacionais, promovendo a integração e a troca de experiências. Expressões de linguagens variadas se juntam em uma arena onde os mestres apresentam e transmitem seus saberes e seus fazeres.

São momentos mágicos onde o público participante trava contato com memórias, narrativas e práticas por meio de uma programação ampla de atividades práticas e teóricas. Um dos momentos mais especiais é a distribuição dos participantes em cinco categorias de Rodas de Mestres (corpo, mãos, oralidade, sons e sagrado), para o intercâmbio de saberes, contando com a mediação de pesquisadores da cultura popular.

As Rodas de Trocas são os momentos em que os Tesouros Vivos da Cultura do Estado do Ceará recebem os convidados, mostrando para a comunidade local seus costumes e a sua arte. As noites são marcadas por uma grande diversidade de apresentações de grupos e mestres oriundos das 14 (quatorze) macrorregiões do Ceará, bem como atrações nacionais e internacionais.

Ao longo das dez edições, ocorreram ainda diversas oficinas de repasse dos conhecimentos tradicionais, cursos e ações de educação patrimonial junto a estudantes e professores de escolas públicas, seminários temáticos com reflexões acadêmicas, exposições de fotografias e objetos relacionados às tradições, feirinha para comercialização de artesanatos feitos pelos mestres e outros produtos relacionados às culturas tradicionais, cortejos nas ruas da cidade, encontros de gestores culturais, dentre outras atividades. Momento de grande relevância para a cultura popular tradicional foi a titulação no X Encontro Mestres do Mundo de 58 (cinquenta e oito) Mestres da Cultura como Notório Saber em Cultura Popular pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), em 2017.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

FIEC e Sebrae realizam rodada de negócios para  micro e pequenas empresas em Limoeiro do Norte

Por Oswaldo Scaliotti em Qualificação

12 de julho de 2017

 
 
O Sistema FIEC e o Sebrae realizam no dia 13 de julho, às 18h30, no auditório do Sebrae, nova rodada de negócios de soluções e recursos para micro e pequenas indústrias. O objetivo é orientar os participantes a como ter mais rentabilidade em suas empresas. Para isso, o evento contará com palestra, apresentação de casos de sucesso, rodadas de soluções em design, inovação, produtividade, qualidade e sustentabilidade, além de mesas de atendimento e diagnóstico inicial. Poderão participar da rodada micro e pequenas empresas formalizadas, sendo consideradas microempresas aquelas com receita bruta anual de até R$ 360 mil e empresas de pequeno porte aquelas com faturamento superior a R$ 360 mil e igual ou inferior a R$ 3,6 milhões.
 
O evento em Limoeiro é o terceiro de uma série de quatro, sendo que o último aconteceu terça-feira (11/7) em Sobral. Antes, já havia sido realizado em Fortaleza. A série de rodadas será encerrada em Juazeiro do Norte no dia 18. As rodadas fazem parte de parceria entre o Sistema FIEC e o Sebrae Ceará. De acordo com o diretor Regional do SENAI Ceará, Paulo André Holanda, “o Sistema FIEC tem buscado parcerias para beneficiar o empresariado. Uma delas é com o Sebrae que disponibiliza recursos com subsídios de até 70% para inovar nos negócios melhorando os processos e estimulando a transferência tecnológica”. O articulador da unidade setorial da indústria do Sebrae Ceará, Herbart dos Santos, e o gestor do programa no Ceará, Régis Dias, fizeram balanço da parceria Sistema FIEC e Sebrae. “Nos últimos 24 meses as duas instituições construíram o desejo de atender todas as indústrias de micro, pequeno e médio portes. Construímos uma forma de atuação a partir das informações das Rotas Estratégicas da FIEC e até o fim do ano esperamos atender duas mil indústrias.”, enfatizou Herbart.
 
Serviço:
 
Rodada de Negócios de Soluções e Recursos
Data: 13 de julho
Horário: 18h30
Local: Auditório do Sebrae (R. Cel. Antônio Joaquim, 1535 – Centro)
 
Informações:  (88) 3423-1259
Publicidade

Mestres da Cultura do Ceará receberam da Uece nesta sexta, em Limoeiro do Norte, o título de Notório Saber em Cultura Popular

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de novembro de 2016

_MG_3409

O encontro entre a cultura acadêmica e a cultura popular. Em uma cerimônia marcada pela emoção e pelo reconhecimento de saberes e fazeres, todos os Mestres da Cultura do Ceará receberam na tarde desta sexta-feira, 25/11, em Limoeiro do Norte, durante o X Encontro Mestres do Mundo, o título de Notório Saber em Cultura Popular. Os títulos foram concedidos pela Universidade Estadual do Ceará (Uece) e entregues pelo reitor Jackson Sampaio, em uma sessão solene que contou com a participação do secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, responsável pela articulação entre Secult e Uece para esse novo reconhecimento aos mestres. Mais de 25 integrantes do Conselho Universitário da Uece também fizeram questão de comparecer a Limoeiro do Norte, marcando a segunda reunião do Consu no Interior do Ceará, em 41 anos de história.

A emoção tomou conta dos mestres, reunidos no auditório da Fafidam/Uece para a solenidade, sem esconder a ansiedade. um momento diferenciado e de grande simbologia, com a entrega pela primeira vez do Título de Notório Saber em Cultura Popular, concedido pela Universidade Estadual do Ceará (Uece),em articulação com a Secult, aos Mestres da Cultura cearenses. Artistas, artesãos e sábios tão diversos quanto o mestre Aldenir do reisado, o mestre Bigode do maneiro pau, o mestre Totonho luthier de rabecas, o mestre Zé Pio do reisado e o mestre Doca, de reisado do Congo. Também Mestre Dina vaqueira de Canindé; Maria do Horto, dos benditos de Juazeiro do Norte; Cacique Venâncio e Cacique Pequena (das tradições indígenas); o vaqueiro e aboiador, de Acopiara, Pedro Coelho; Dona Maria do Carmo, do Pastoril, de Paracuru.

Quando seu Getúlio Colares Pereira, mestre sineiro, tocou o sino tendo na outra mão o diploma que lhe fora entregue pelo reitor Jackson Sampaio, os mundos da universidade e da cultura popular se tornaram um só. Sob muitos aplausos, os participantes do Encontro Mestres do Mundo e os representantes de diversas instituições saudaram aquele gesto de forte poder simbólico e de concreta confirmação de reconhecimento, pela universidade, dos saberes produzidos fora dela, por cearenses de conhecimento tão importante quanto aquele produzido pelos acadêmicos.

Maria José Inácio, dona Maria do Horto, de Juazeiro do Norte, cantou seus benditos ao receber o título das mãos do reitor, enquanto mestre Aldenir, do reisado, do Crato, cantou um poema. Dona Dina, de Canindé, fez seu aboio citando o reitor Jackson e o secretário Fabiano dos Santos, já como mestra reconhecida tanto pelo Governo do Estado quanto pela Uece.

“Professores e professoras, doutores e doutoras, eu tô tão feliz nesse momento! Estou um pouco emocionada.A  gente trabalhou muito nessa vida, no sertão, no carrasco mesmo, como diz o ditado, se juntando com gado, com a natureza. Mas hoje estou muito feliz por eu estar aqui”, disse, compartilhando com o público sua emoção, para muitos aplausos.

Agradecimento em cordel

Lucia Cardoso, a Lucia Pequena, artesã de barro, de Limoeiro do Norte, também recebeu o diploma das mãos do reitor Jackson, enquanto o cordelista Luciano Carneiro de Lima, do Crato, falou em nome de todos os mestres homenageados pela Uece, lendo um cordel especialmente preparado para a ocasião: “Bigode, Mestre Aldenir, dos Anicetos Raimundo, Zulene, Mestre Cirilo, cada qual o mais profundo, encerro o cordel com eles, e dedico em nome deles a todos os mestres do mundo”.

Pioneirismo e coragem

Secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, parabenizou a todos e agradeceu ao reitor Jackson Sampaio e pelo Conselho Universitário da Uece pela coragem, ousadia e pelo pioneirismo, em aprovar por unanimidade o título de notório saber para os mestres da cultura. Cumprimentando os integrantes do Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio e todos os coordenadores da Secult, em nome do conselheiro de patrimônio, Alênio Carlos, o secretário também deixou clara a emoção do momento: “Meu coração dá pulos dentro de mim pelo dia de hoje. Essa universidade, esse lugar no mundo, esse dia. Nós todos que estamos aqui temos um sentido e um sentimento pra estar aqui”, disse, antes de citar um a um todos os mestres.

“Os senhores e as senhoras mestras são cultivadores dos vários conceitos de cultura: da cultura como arte, como civilização, como modo de vida na sociedade. Mas tem um conceito que pra nós é muito rico e valioso: a cultura como um saber fazer comum. Como um saber comunitário, solidário, como solidariedade”, destacou Fabiano, falando especialmente aos mestres. “Os senhores e as senhoras são guardiões e guardiãs de saberes e fazeres. De tempos e memórias, de naturezas e culturas. Mantêm vivos os saberes dos tempos e o tempo do futuro, que é o da transmissão desse saber comum”.

Dimensão prática do título

Fabiano dos Santos destacou que o título de Notório Saber em Cultura Popular tem, além das dimensões política, institucional e simbólica, uma dimensão prática, de permitir que os mestres venham a ser remunerados por espetáculos, debates, oficinas, aulas, apresentações, de acordo com os parâmetros de remuneração da universidade.

“A gente pode imaginar que é uma conquista somente dos mestres e mestras, mas não. É acima de tudo uma conquista da Universidade Estadual do Ceará, de abrir um precedente importante de reconhecer os saberes e fazeres tradicionais, que não são maiores nem menores que os conhecimentos que se produzem na universidade”, enfatizou o secretário da Cultura do Estado.

“Ao mesmo tempo em que vocês estão conquistando o título da Uece, a Uece está conquistando o s saberes e fazeres de vocês. E fazendo história na universidade brasileira”, acrescentou, frisando ainda que o título também servirá como mote para a qualificação e a ampliação das políticas da Secult voltadas para os mestres da cultura.

Transmissão dos saberes: Escolas com os Mestres

O secretário reforçou que essa ampliação se dará principalmente quanto a criar condições para garantir a transmissão dos saberes dos mestres. “Por isso estamos na construção das Escolas da Cultura, que tem como uma das modalidades as Escolas com os Mestres da Cultura, que vamos ter a partir do próximo ano, para que os mestres possam dar aulas-espetáculos, oficinas, rodas de saberes e memórias nas escolas da rede estadual do Ceará e também nas universidades.

Incentivo em tempos árduos

O reitor da Uece, Jackson Sampaio, destacou que a concessão do título de Notório Saber aos Mestres da Cultura é um novo incentivo a “levar adiante o barco da universidade”, mesmo em “mares revoltos e tempos de dificuldades”. “A cada momento que a gente pensa que está perdendo o ânimo, a força, acontecem situações que incentivam a ir em frente. Com certeza estaremos mais fortes e com mais alegria pra levar o barco da universidade, depois de um evento como esse aqui em Limoeiro”, destacou.

O reitor agradeceu à Secult pela parceria neste momento de “criação de uma grande possibilidade da universidade reconhecer que existem saberes que são produzidos fora dela”. “Nesse sentido, estamos irmanados, estamos juntos. A cultura é um grande caldo, um grande vento, um grande areal, um processo que nos une e nos faz criar . E criar de maneira solidária, de maneira a fazer com que as nossas dificuldades pessoais sejam superadas no ato da criação”, acrescentou, dirigindo-se aos mestres.

“Vocês compõem o outro lado desta mesa. A maioria veio com suas roupas que representam sua arte, seu ofício, como o som, a dança, o palhaço, inclusive com as lágrimas… Nós também estamos aqui utilizando nossas roupas cerimoniais, da origem da universidade, que como instituição tem mais de mil anos de existência. O dobro da idade do Brasil! E é dessa história, dessa instituição, que a gente traduz isso, mantendo a ideia da tradição, da continuidade, da formação”, contextualizou Jackson Sampaio.

Enfatizando que “o melhor mestre não é aquele que enfileira discípulos; é aquele que ajuda a criar novos mestres”, Jackson reforçou o papel desses artistas para a manutenção da memória social e da identidade de nosso povo, “pra que a gente não fique enredado em enredos de novelas televisiva e perca a nossa identidade e com isso a nossa capacidade de luta”.

“Estamos celebrando hoje um grande encontro: o rito do encontro da cultura popular com a cultura acadêmica, e da cultura acadêmica com a cultura popular. Vamos ser felizes apesar das dificuldades, porque as dificuldades são feitas pra gente superar”.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Superintendentes do Sistema FIEC, SESI e SENAI visitam unidades de Limoeiro do Norte, Sobral e Juazeiro do Norte

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de novembro de 2016

 

 

Os superintendentes das casas integradas ao Sistema FIEC, César Ribeiro, do Serviço Social da Indústria (SESI/CE), Paulo André Holanda, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/CE), Juliana Guimarães, do Sistema FIEC, e a gerente do Núcleo de Convênios e Parcerias (Nucop), Dana Nunes, visitarão as unidades de Limoeiro do Norte e Sobral no dia 22/11 (terça-feira) e Juazeiro do Norte no dia 23/11 (quarta-feira). As visitas tem o objetivo de aproximação com industriais para conhecer as demandas e necessidades em seus negócios.

 

Em Limoeiro do Norte, reúnem-se de 9h às 11h, com industriais da região e visitam a sede da FIEC Baixo Jaguaribe (Rua Francisco Remígio, 570 – Centro). Em Sobral, a reunião acontece às 14h30, no Centro Integrado SESI SENAI de Sobral (Av. Dr. Arimatéia Monte e Silva, 1003 – Centro).

 

Em Juazeiro, a comitiva tem reunião, na sede da FIEC Cariri, a partir das 15h, com empresários do setor de joias e discutem as dificuldades que mais impactam o segmento. Às 19h, acontece palestra sobre Gestão de Inovação e Gestão Empresarial no Iu-á Hotel.

 

Mais informações: (85) 3421 5435/5431.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Superintendentes do Sistema FIEC, SESI e SENAI visitam unidades de Limoeiro do Norte, Sobral e Juazeiro do Norte

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de novembro de 2016

 

 

Os superintendentes das casas integradas ao Sistema FIEC, César Ribeiro, do Serviço Social da Indústria (SESI/CE), Paulo André Holanda, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/CE), Juliana Guimarães, do Sistema FIEC, e a gerente do Núcleo de Convênios e Parcerias (Nucop), Dana Nunes, visitarão as unidades de Limoeiro do Norte e Sobral no dia 22/11 (terça-feira) e Juazeiro do Norte no dia 23/11 (quarta-feira). As visitas tem o objetivo de aproximação com industriais para conhecer as demandas e necessidades em seus negócios.

 

Em Limoeiro do Norte, reúnem-se de 9h às 11h, com industriais da região e visitam a sede da FIEC Baixo Jaguaribe (Rua Francisco Remígio, 570 – Centro). Em Sobral, a reunião acontece às 14h30, no Centro Integrado SESI SENAI de Sobral (Av. Dr. Arimatéia Monte e Silva, 1003 – Centro).

 

Em Juazeiro, a comitiva tem reunião, na sede da FIEC Cariri, a partir das 15h, com empresários do setor de joias e discutem as dificuldades que mais impactam o segmento. Às 19h, acontece palestra sobre Gestão de Inovação e Gestão Empresarial no Iu-á Hotel.

 

Mais informações: (85) 3421 5435/5431.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti