Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Lucas Cândido Brandão

Inspiradores do Instagram ganham exposição coletiva na Urban Arts

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de novembro de 2015

poesia1_editado (1)

Redes sociais, como, o Instagram, são febre mundial, servindo de berço para muitos artistas e poetas contemporâneos. Seja por meio de mensagens, ou frases escritas em guardanapos, a ideia é compartilhar bons sentimentos e reflexões referentes ao nosso dia a dia. Reconhecendo a importância dessa frente, a loja e galeria de artes Urban Arts Fortaleza abre para visitação gratuita, de 11 de novembro a 18 de novembro, a exposição Poesia&Caligrafia. A mostra reúne 70 obras de um seleto time de inspiradores urbanos, que invadiram as redes sociais com suas reflexões cotidianas: Pedro Gabriel Anhorn (@eumechamoantonio), Pedro Cordeiro (@umcartao), Lucas Brandão, o Lucão (@blogdolucao), Fábio Piero, o Maca (@fabiomaca) e Alexandre Novello (@letrasgarrafais). A vernissage, marcada para o dia 11 de novembro (quarta-feira), às 17 horas, contará com a presença especial de Pedro Cordeiro, que receberá o público e conversará sobre seu trabalho.

Os artistas selecionados para a exposição somam, juntos, quase 2 milhões de seguidores nas redes sociais, onde compartilham amor, motivação, esperança e alegria – mesmo que algumas criações tenham partido do medo ou de uma desilusão amorosa. O que possuem em comum? A vontade de transbordar todo tipo de sentimento. Serão dez peças de cada, contado com cartões, tinta acrílica, pincel sobre papel, guardanapos e até garrafas, possibilitando que o público conheça um pouco mais de cada artista. Alguns com a paixão pela leitura e escrita desde novos, outros, que viram na mudança da vida, uma possibilidade de se reinventar por meio da caligrafia. Cada qual com uma proposta única, mas todos admiradores da caligrafia e da poesia.

“Nós trouxemos esta exposição, idealizada pela galeria da Urban Arts da Oscar Freire, em São Paulo, pois acreditamos que o movimento dos artistas urbanos está crescendo muito nas redes sociais. Diariamente, me deparo com compartilhamentos de muitas das frases que vamos expor. Queremos, com a exposição, incentivar a disseminação de bons sentimentos”, conta Camila Feitosa, sócia da franquia da Urban Arts Fortaleza.

 

Conheça cada artista

Pedro Antônio Gabriel Anhorn – @eumechamoantonio: Nascido em N´Djamena, filho de mãe brasileira e pai suíço, Pedro foi alfabetizado em francês e chegou ao Brasil em 1996 sem saber falar português corretamente. O que era para ser dificuldade, virou motivação. Em 2012 inaugurou a página Eu me chamo Antônio na internet para compartilhar o que rabiscava com caneta hidrográfica em guardanapos nas noites. Publicitário, formado pela ESPM-RJ, e autor dos livros Eu me chamo Antônio (2013) e Segundo – Eu me chamo Antônio (2014), ambos publicados pela Editora Intrínseca.

Pedro – @umcartao: O Um Cartão nasceu há pouco mais de um ano, em maio de 2014, por causa da grande necessidade do autor em abreviar sentimentos. Não no sentir, já que ele considera ótimo ser extenso nas coisas do coração, mas no passar para o papel e se fazer entender. Foi então que teve a ideia de transferir a interpretação, que antes era só dele, para as pessoas. Aprendeu com os cartões que a gente pode sim sair de si pra marcar o outro. Aprendeu que um cartão pode mudar tudo. Literalmente.

Lucas Cândido Brandão – @blogdolucao: Em 2006, criou o blog Abra o Bico para tentar diminuir a timidez e a escrita acabou virando uma paixão, um vício.  Goiano e publicitário, hoje escreve diariamente sobre os mais diversos temas, mas amor e saudade são seus preferidos. Os dez anos de história com a escrita viraram livro, que mistura versos antigos com inéditos do escritor.

Fábio Maca – @fabiomaca: É calígrafo e gosta de dizer que arrisca poetizar (não só arrisca!). Faz da caligrafia sua linguagem e acrescenta um olhar de design, arte, moda, arquitetura e a da própria publicidade – onde atuou por 15 anos em grandes agências. Junto a esta visão da caligrafia mais artística, há uma missão bem prática, onde trabalha para ver mais letras na vida das pessoas.

Alessandro Novello – @letrasgarrafais: Paulistano, publicitário, autodidata, vive aprendendo a viver, a trabalhar e a se divertir. Casado, pai de dois filhos, observador da cidade e admirador de gente. Começou sua carreira entre tintas e pincéis, como cartazista de supermercado. Há mais de 25 anos atua na área de comunicação. Como todo criativo é cheio de projetos meio começados, meio nas gavetas, meio na cabeça. Idealizador do Letras Garrafais, projeto de gentileza urbana criado em fevereiro de 2015.

 

Sobre a Urban Arts

No mercado desde 2004, é, hoje, a maior loja virtual de objetos de decoração do país, possuindo loja física desde 2011. Entre as cidades franqueadas, estão: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Teresina, Belo Horizonte, Salvador, Belém, Recife, Fortaleza, Cuiabá e Brasília.  A proposta da marca é democratizar a arte de maneira respeitosa e acessível a todos, diminuindo a distância entre o consumidor contemporâneo da cidade moderna brasileira e centenas de artistas de todo o mundo.  Concebida e dirigida por André Diniz, sobrinho do empresário Abílio Diniz, a galeria mais pop do Brasil já se tornou referência no mundo da arte digital e da ilustração, com 16 franquias espalhadas pelo Brasil. Quem está à frente do investimento na capital cearense é a arquiteta Camila Feitosa. Em Fortaleza, a Urban Arts funciona na Rua Barbosa de Freitas, 1050 – loja 5 e conta com um espaço de 170 m², onde estão distribuídos mais de 2.500 itens.

 

Serviço:

Poesia&Caligrafia

Urban Arts – Rua Barbosa de Freitas, 1050 – Meireles

11 a 18 de novembro (segunda a sábado das 10h às 19h)

Publicidade

Inspiradores do Instagram ganham exposição coletiva na Urban Arts

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de novembro de 2015

poesia1_editado (1)

Redes sociais, como, o Instagram, são febre mundial, servindo de berço para muitos artistas e poetas contemporâneos. Seja por meio de mensagens, ou frases escritas em guardanapos, a ideia é compartilhar bons sentimentos e reflexões referentes ao nosso dia a dia. Reconhecendo a importância dessa frente, a loja e galeria de artes Urban Arts Fortaleza abre para visitação gratuita, de 11 de novembro a 18 de novembro, a exposição Poesia&Caligrafia. A mostra reúne 70 obras de um seleto time de inspiradores urbanos, que invadiram as redes sociais com suas reflexões cotidianas: Pedro Gabriel Anhorn (@eumechamoantonio), Pedro Cordeiro (@umcartao), Lucas Brandão, o Lucão (@blogdolucao), Fábio Piero, o Maca (@fabiomaca) e Alexandre Novello (@letrasgarrafais). A vernissage, marcada para o dia 11 de novembro (quarta-feira), às 17 horas, contará com a presença especial de Pedro Cordeiro, que receberá o público e conversará sobre seu trabalho.

Os artistas selecionados para a exposição somam, juntos, quase 2 milhões de seguidores nas redes sociais, onde compartilham amor, motivação, esperança e alegria – mesmo que algumas criações tenham partido do medo ou de uma desilusão amorosa. O que possuem em comum? A vontade de transbordar todo tipo de sentimento. Serão dez peças de cada, contado com cartões, tinta acrílica, pincel sobre papel, guardanapos e até garrafas, possibilitando que o público conheça um pouco mais de cada artista. Alguns com a paixão pela leitura e escrita desde novos, outros, que viram na mudança da vida, uma possibilidade de se reinventar por meio da caligrafia. Cada qual com uma proposta única, mas todos admiradores da caligrafia e da poesia.

“Nós trouxemos esta exposição, idealizada pela galeria da Urban Arts da Oscar Freire, em São Paulo, pois acreditamos que o movimento dos artistas urbanos está crescendo muito nas redes sociais. Diariamente, me deparo com compartilhamentos de muitas das frases que vamos expor. Queremos, com a exposição, incentivar a disseminação de bons sentimentos”, conta Camila Feitosa, sócia da franquia da Urban Arts Fortaleza.

 

Conheça cada artista

Pedro Antônio Gabriel Anhorn – @eumechamoantonio: Nascido em N´Djamena, filho de mãe brasileira e pai suíço, Pedro foi alfabetizado em francês e chegou ao Brasil em 1996 sem saber falar português corretamente. O que era para ser dificuldade, virou motivação. Em 2012 inaugurou a página Eu me chamo Antônio na internet para compartilhar o que rabiscava com caneta hidrográfica em guardanapos nas noites. Publicitário, formado pela ESPM-RJ, e autor dos livros Eu me chamo Antônio (2013) e Segundo – Eu me chamo Antônio (2014), ambos publicados pela Editora Intrínseca.

Pedro – @umcartao: O Um Cartão nasceu há pouco mais de um ano, em maio de 2014, por causa da grande necessidade do autor em abreviar sentimentos. Não no sentir, já que ele considera ótimo ser extenso nas coisas do coração, mas no passar para o papel e se fazer entender. Foi então que teve a ideia de transferir a interpretação, que antes era só dele, para as pessoas. Aprendeu com os cartões que a gente pode sim sair de si pra marcar o outro. Aprendeu que um cartão pode mudar tudo. Literalmente.

Lucas Cândido Brandão – @blogdolucao: Em 2006, criou o blog Abra o Bico para tentar diminuir a timidez e a escrita acabou virando uma paixão, um vício.  Goiano e publicitário, hoje escreve diariamente sobre os mais diversos temas, mas amor e saudade são seus preferidos. Os dez anos de história com a escrita viraram livro, que mistura versos antigos com inéditos do escritor.

Fábio Maca – @fabiomaca: É calígrafo e gosta de dizer que arrisca poetizar (não só arrisca!). Faz da caligrafia sua linguagem e acrescenta um olhar de design, arte, moda, arquitetura e a da própria publicidade – onde atuou por 15 anos em grandes agências. Junto a esta visão da caligrafia mais artística, há uma missão bem prática, onde trabalha para ver mais letras na vida das pessoas.

Alessandro Novello – @letrasgarrafais: Paulistano, publicitário, autodidata, vive aprendendo a viver, a trabalhar e a se divertir. Casado, pai de dois filhos, observador da cidade e admirador de gente. Começou sua carreira entre tintas e pincéis, como cartazista de supermercado. Há mais de 25 anos atua na área de comunicação. Como todo criativo é cheio de projetos meio começados, meio nas gavetas, meio na cabeça. Idealizador do Letras Garrafais, projeto de gentileza urbana criado em fevereiro de 2015.

 

Sobre a Urban Arts

No mercado desde 2004, é, hoje, a maior loja virtual de objetos de decoração do país, possuindo loja física desde 2011. Entre as cidades franqueadas, estão: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Teresina, Belo Horizonte, Salvador, Belém, Recife, Fortaleza, Cuiabá e Brasília.  A proposta da marca é democratizar a arte de maneira respeitosa e acessível a todos, diminuindo a distância entre o consumidor contemporâneo da cidade moderna brasileira e centenas de artistas de todo o mundo.  Concebida e dirigida por André Diniz, sobrinho do empresário Abílio Diniz, a galeria mais pop do Brasil já se tornou referência no mundo da arte digital e da ilustração, com 16 franquias espalhadas pelo Brasil. Quem está à frente do investimento na capital cearense é a arquiteta Camila Feitosa. Em Fortaleza, a Urban Arts funciona na Rua Barbosa de Freitas, 1050 – loja 5 e conta com um espaço de 170 m², onde estão distribuídos mais de 2.500 itens.

 

Serviço:

Poesia&Caligrafia

Urban Arts – Rua Barbosa de Freitas, 1050 – Meireles

11 a 18 de novembro (segunda a sábado das 10h às 19h)