Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

oportunidades de negócio em inovação

Unidades EMBRAPII e NATURA debatem oportunidades de negócio em inovação

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

13 de junho de 2019

Representantes de dez centros de pesquisas credenciados pela EMBRAPII participam de Rodadas de Negócios na sede da empresa em São Paulo

Nesta quarta-feira (12), representantes de dez unidades EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) se reuniram com a direção de inovação da empresa de cosméticos Natura, em São Paulo, para apresentar suas competências técnicas e cases de sucesso com a indústria. O encontro teve como objetivo favorecer a geração de novos negócios para a cooperação em projetos de P,D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Profissionais do setor de inovação da empresa participaram das rodadas de negócios com as Unidades EMBRAPII para identificar potenciais parceiros comerciais no desenvolvimento de novos produtos e processos industriais.  Atualmente, a empresa tem dois projetos apoiados pela EMBRAPII: o desenvolvimento de novo produto cosmético e outro relacionado à produção do biotensoativo proveniente de oleaginosas da Amazônia.

O Brasil é o quarto mercado mundial de itens de beleza e higiene e o terceiro em lançamento de novos produtos, movimentando cerca de U$ 30 bilhões no ano passado. “A competitividade da indústria passa pela inovação e, cada vez mais, as soluções tecnológicas estão se tornando mais colaborativas. A parceria entre empresas e instituições de pesquisa é fundamental, considerando que ambos detêm muito conhecimento. As Unidades EMBRAPII estão preparadas para atender as demandas do mercado com agilidade e flexibilidade que os projetos de inovação exigem”, destaca Carlos Eduardo Pereira, diretor de operações da EMBRAPII.

Participaram do encontro representantes das unidades EMBRAPII: Fundação Certi, de Sistemas Inteligentes; o CQMED (Centro de Química Medicinal de Inovação Aberta), de fármacos e biofármacos, o DCC/UFMG (Departamento da Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais), de Software para Sistemas, a Embrapa Agroenergia, de Bioquímica de Renováveis; o  INT (Instituto Nacional de Tecnologia), de Química Industrial, IPT-Bio ( Instituto de Pesquisa Tecnológico), de Processos Biotecnológicos, o IPT-MAT , de Material de Alto Desempenho,  TecnoGreen/Poli–USP, de Química Verde, o ISI Engenharia de Polímeros e o ISI Sistemas Embarcados.

Modelo EMBRAPII

A EMBRAPII é uma organização social que tem contrato de gestão com os Ministérios de Saúde, Educação (MEC), Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) e possui um modelo próprio de investimento em projetos de PD&I (Pesquisa Desenvolvimento e Inovação) inspirado em organizações internacionais.

Empresas que possuem um projeto avaliado como inovador devem se associar a uma das 42 unidades credenciadas existentes no país. Caso o projeto seja aprovado, após avaliação técnica, os gastos para o desenvolvimento são divididos em três partes. A EMBRAPII fica responsável por um terço do valor, a unidade disponibiliza mão de obra e equipamentos e a empresa financia o restante. Atualmente, já são mais de 700 projetos apoiados em um investimento que supera 1,2 bilhão.

Publicidade

Unidades EMBRAPII e NATURA debatem oportunidades de negócio em inovação

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

13 de junho de 2019

Representantes de dez centros de pesquisas credenciados pela EMBRAPII participam de Rodadas de Negócios na sede da empresa em São Paulo

Nesta quarta-feira (12), representantes de dez unidades EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) se reuniram com a direção de inovação da empresa de cosméticos Natura, em São Paulo, para apresentar suas competências técnicas e cases de sucesso com a indústria. O encontro teve como objetivo favorecer a geração de novos negócios para a cooperação em projetos de P,D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

Profissionais do setor de inovação da empresa participaram das rodadas de negócios com as Unidades EMBRAPII para identificar potenciais parceiros comerciais no desenvolvimento de novos produtos e processos industriais.  Atualmente, a empresa tem dois projetos apoiados pela EMBRAPII: o desenvolvimento de novo produto cosmético e outro relacionado à produção do biotensoativo proveniente de oleaginosas da Amazônia.

O Brasil é o quarto mercado mundial de itens de beleza e higiene e o terceiro em lançamento de novos produtos, movimentando cerca de U$ 30 bilhões no ano passado. “A competitividade da indústria passa pela inovação e, cada vez mais, as soluções tecnológicas estão se tornando mais colaborativas. A parceria entre empresas e instituições de pesquisa é fundamental, considerando que ambos detêm muito conhecimento. As Unidades EMBRAPII estão preparadas para atender as demandas do mercado com agilidade e flexibilidade que os projetos de inovação exigem”, destaca Carlos Eduardo Pereira, diretor de operações da EMBRAPII.

Participaram do encontro representantes das unidades EMBRAPII: Fundação Certi, de Sistemas Inteligentes; o CQMED (Centro de Química Medicinal de Inovação Aberta), de fármacos e biofármacos, o DCC/UFMG (Departamento da Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais), de Software para Sistemas, a Embrapa Agroenergia, de Bioquímica de Renováveis; o  INT (Instituto Nacional de Tecnologia), de Química Industrial, IPT-Bio ( Instituto de Pesquisa Tecnológico), de Processos Biotecnológicos, o IPT-MAT , de Material de Alto Desempenho,  TecnoGreen/Poli–USP, de Química Verde, o ISI Engenharia de Polímeros e o ISI Sistemas Embarcados.

Modelo EMBRAPII

A EMBRAPII é uma organização social que tem contrato de gestão com os Ministérios de Saúde, Educação (MEC), Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) e possui um modelo próprio de investimento em projetos de PD&I (Pesquisa Desenvolvimento e Inovação) inspirado em organizações internacionais.

Empresas que possuem um projeto avaliado como inovador devem se associar a uma das 42 unidades credenciadas existentes no país. Caso o projeto seja aprovado, após avaliação técnica, os gastos para o desenvolvimento são divididos em três partes. A EMBRAPII fica responsável por um terço do valor, a unidade disponibiliza mão de obra e equipamentos e a empresa financia o restante. Atualmente, já são mais de 700 projetos apoiados em um investimento que supera 1,2 bilhão.