Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

ROADSEC São Paulo

Morphus participa do ROADSEC São Paulo – maior festival Hacker da América Latina

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

09 de novembro de 2017

A Morphus participa neste sábado, 11, do ROADSEC São Paulo – a etapa final em 2017 do maior festival Hacker da América Latina. Serão 24 horas de programação contendo batalhas de robôs, shows, competições hacker, workshops e palestras – uma delas com o pesquisador do Morphus Labs Victor Pasknel.

O evento já passou esse ano por 17 estados e conta, desde 2016, com o programa Morphus RoadAcess, alusivo à acessibilidade, por meio do qual todo a programação é traduzida simultaneamente em libras. “Por respeito às pessoas esse é o segundo ano que patrocinamos esse programa”, explica Rawlison Brito, CEO da Morphus.

O evento contará com as finais do Hackaflag, um campeonato no estilo Capture de Flag, cujo objetivo é testar conhecimentos de invasão de sistemas, em ambientes controlados. Vale grupo e individuais. Na categoria “grupo”, a Morphus patrocina dois times na intenção de descobrir novos talentos. Já entre os “individuais” quem vai pra final é Jordy Ferreira, um dos integrante do Red Team (time de ataque) da Morphus

Jordy será testado em aplicações web, redes, criptografia, engenharia reversa, perícia forense, entre outros. Competição tão acirrada quanto a edição de 2015, vencida também pela Morphus, daquela vez com a vitória do colaborador Saulo Hacher.

Sobre a palestra de Pasknel, ela acontecerá às 19h e ele mesmo explica o conteúdo, “A apresentação tem o nome de ‘IOT Apocalypse: MQTT protocol’. No tópico de internet das coisas eu vou falar sobre quesitos de segurança, além de como pode ser utilizado para fazer alguns ataques”.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Morphus participa do ROADSEC São Paulo – maior festival Hacker da América Latina

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

09 de novembro de 2017

A Morphus participa neste sábado, 11, do ROADSEC São Paulo – a etapa final em 2017 do maior festival Hacker da América Latina. Serão 24 horas de programação contendo batalhas de robôs, shows, competições hacker, workshops e palestras – uma delas com o pesquisador do Morphus Labs Victor Pasknel.

O evento já passou esse ano por 17 estados e conta, desde 2016, com o programa Morphus RoadAcess, alusivo à acessibilidade, por meio do qual todo a programação é traduzida simultaneamente em libras. “Por respeito às pessoas esse é o segundo ano que patrocinamos esse programa”, explica Rawlison Brito, CEO da Morphus.

O evento contará com as finais do Hackaflag, um campeonato no estilo Capture de Flag, cujo objetivo é testar conhecimentos de invasão de sistemas, em ambientes controlados. Vale grupo e individuais. Na categoria “grupo”, a Morphus patrocina dois times na intenção de descobrir novos talentos. Já entre os “individuais” quem vai pra final é Jordy Ferreira, um dos integrante do Red Team (time de ataque) da Morphus

Jordy será testado em aplicações web, redes, criptografia, engenharia reversa, perícia forense, entre outros. Competição tão acirrada quanto a edição de 2015, vencida também pela Morphus, daquela vez com a vitória do colaborador Saulo Hacher.

Sobre a palestra de Pasknel, ela acontecerá às 19h e ele mesmo explica o conteúdo, “A apresentação tem o nome de ‘IOT Apocalypse: MQTT protocol’. No tópico de internet das coisas eu vou falar sobre quesitos de segurança, além de como pode ser utilizado para fazer alguns ataques”.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti