Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

SM

RNI, SM e Jereissati lançam nova fase de condomínio fechado na região metropolitana de Fortaleza 

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de junho de 2019

Condomínio Moradas das Flores teve praticamente todas as unidades vendidas na primeira etapa do projeto, realizada em dezembro

 

Após sucesso de vendas, a incorporadora RNI, em parceria com a SM Incorporações e a imobiliária Jereissati, lança no próximo dia 15 de junho a segunda fase do condomínio de casas Moradas das Flores, na região metropolitana de Fortaleza. Serão disponibilizados 230 imóveis aos compradores da região, que absorveram 90% das unidades da primeira fase, colocadas no mercado em dezembro de 2018.

 

“A infraestrutura de lazer e as boas condições de venda deram grande atratividade para esse projeto, que conta com benefícios do programa Minha Casa Minha Vida. Lançamos 144 imóveis no fim do ano passado e agora vamos ofertar mais unidades, acompanhando a demanda do mercado”, diz Carlos Bianconi, copresidente da RNI, uma empresa Rodobens.  

 

O Moradas das Flores, quando finalizado, terá 520 casas de dois quartos, com metragens de 43,14 m² e 43,58 m². Entre seus diferenciais, oferecerá revestimentos de piso cerâmico em todas as áreas internas das edificações e, nas áreas comuns, contará com minicampo gramado, quiosque com churrasqueiras, salão de festas, playground, piscina adulto e infantil.

 

O empreendimento é o terceiro projeto horizontal lançado recentemente pelas empresas na região. O Moradas das Pétalas foi entregue em 2013, e o Moradas Buquês teve chaves entregues em 2015, realizando o sonho da casa própria de mais de 1.400 famílias. “Investimos nos condomínios de casas porque eles garantem segurança e têm áreas livres nos terrenos, dando liberdade para os compradores personalizarem suas moradias”, explica Stênio Martins, diretor proprietário da SM Incorporações.

 

O conceito completo do Moradas das Flores pode ser conferido na casa decorada construída ao lado do stand de vendas do residencial, que fica na Avenida B, 300, no Conjunto Jereissati III. O empreendimento está localizado ao lado dos condomínios Moradas das Pétalas e Moradas Buquês e próximo à estação Carlito Benevides do Metrofor e do North Shopping Maracanaú. Além disso, a RNI, a SM e a Jereissati mantêm uma loja na Rua Guilherme Rocha, 325, no centro de Fortaleza, para atendimento do público. Mais informações podem ainda ser acessadas no site http://moradasdasflores.com.br.

 

 

SOBRE A RNI           
Fundada em São José do Rio Preto há mais de 27 anos, a construtora e incorporadora tem 176 empreendimentos lançados em todo o Brasil e atuação em 55 cidades de 12 estados brasileiros. Com capital aberto desde 2007, lançou mais de 67 mil unidades, somando 6,4 milhões de m² construídos, e faz parte das Empresas Rodobens, um dos maiores grupos empresariais do país, com atuação nos segmentos financeiro e de varejo automotivo – Banco, Consórcio, Corretora de Seguros, Leasing & Locação, Automóveis e Veículos Comerciais. Com atuação nacional, o grupo tem tradição de mais de 69 anos. www.rni.com.br

 

SOBRE A SM

Com mais de 18 anos de atuação, a SM Incorporações atua no mercado imobiliário, com participação em diversos empreendimentos de comprovado sucesso, residenciais e comerciais. Seus colaboradores, altamente especializados, dispõem de tecnologia e sistemas integrados para atender a um mercado em constante evolução. A SM Incorporações é o parceiro exclusivo da RNI no estado do Ceará.www.smonline.com.br.

SOBRE A IAJ            
A Imobiliária e Agropecuária Jereissati é o braço imobiliário do grupo JCC – Jereissati Centros Comerciais, que também controla shoppings em Fortaleza (CE), Belém (PA) e Campo Grande (MS). Seus principais empreendimentos na área da habitação popular, todos já entregues, são o Condomínio Viver Clube, um residencial vertical com 288 apartamentos na avenida Francisco Sá, em Fortaleza (CE), e os condomínios de casas Moradas das Pétalas, com 736 unidades, e Moradas Buquês, com 681 unidades, em Pacatuba (CE), estes últimos em parceria com a RNI e a SM Incorporações.

Publicidade

Hospital São Camilo Cura d´Ars faz alerta para Síndrome Metabólica, que atinge principalmente os homens

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

13 de julho de 2017

Os sintomas são de variadas doenças que, combinadas, ocasionam a SM e levam a problemas cardíacos

No Dia o Homem, o Hospital São Camilo Cura d´Ars aproveita a data para fazer um alerta: será que você possui Síndrome Metabólica? A doença, que atinge principalmente homens a partir de 50 anos, vem aumentando progressivamente, acometendo cerca de 23,7% das pessoas de ambos os sexos.

 

Também chamada de SM, síndrome plurimetabólica ou síndrome X, a Síndrome Metabólica tem como base a resistência à ação da insulina. Como resultado, o pâncreas acaba produzindo mais esse hormônio, o que pode ocasionar problemas cardiovasculares por conta da deposição central de gordura.

 

Assim, segundo estudos da International Diabetes Federation (IDF), a SM se caracteriza pela presença de uma combinação de critérios, como: intolerância à glicose; hipertensão arterial; níveis altos de colesterol ruim (LDL) e baixos do colesterol bom (HDL); aumento dos níveis de triglicérides; obesidade, especialmente obesidade central ou periférica que deixa o corpo com o formato de maçã e está associada à presença de gordura visceral; ácido úrico elevado; resistência à insulina por causas genéticas e sedentarismo.

 

“Um número crescente de evidências demonstra uma significativa associação entre SM e baixa qualidade de vida, mais especificamente em homens. Porém, sua maior consequência é o aumento do risco de evoluir com graves complicações cardiovasculares”, explica Carlos Mota, cardiologista do Hospital São Camilo Cura d´Ars.

 

Outro alerta citado pelo médico é ausência de sintomas da própria Síndrome, porém, oriundos das doenças associadas. O ganho de peso, por exemplo, pode ocasionar cansaço, dores articulares por sobrecarga, síndrome da apneia obstrutiva do sono e roncos. Já os problemas com o colesterol causam aumento do risco de infarto e de derrame e tonturas. A hipertensão provoca dores de cabeça, mal estar em geral, cansaço e tonturas ou zumbidos. Em paralelo, as diabetes e alterações de glicemia ocasionam boca seca, perda de peso e muita sede nos casos mais agudos. Nos casos de desenvolvimento mais lento da doença, os sintomas surgem como mal estar geral, tonturas e cansaço.

 

Segundo o cardiologista, não existe idade mínima para a Síndrome se manifestar. “[Elas] começam na idade adulta ou na meia-idade e aumentam muito com o envelhecimento. O número de casos na faixa dos 50 anos é duas vezes maior do que aos 30, 40 anos.”

 

Prevenindo a SM

 

A prevenção é um dos maiores segredos para evitar a SM. Confira algumas dicas dadas pelo cardiologista:

  • Faça uma dieta adequada, pobre em gordura saturada e com baixa ingestão de carboidratos, para a diminuição da pressão arterial e a perda de peso;

  • Pratique atividade física regular, com treinamento aeróbico por, no mínimo, três vezes por semana;

  • Deixe o carro em casa e caminhe até a padaria ou banca de revistas. Sempre que possível, use as escadas ao invés do elevador;

  • Evite fumo e álcool;

  • Procure um médico, já que em muitos casos é necessário o uso de medicamentos.

Postado por Oswaldo Scaliotti

Publicidade

Hospital São Camilo Cura d´Ars faz alerta para Síndrome Metabólica, que atinge principalmente os homens

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

13 de julho de 2017

Os sintomas são de variadas doenças que, combinadas, ocasionam a SM e levam a problemas cardíacos

No Dia o Homem, o Hospital São Camilo Cura d´Ars aproveita a data para fazer um alerta: será que você possui Síndrome Metabólica? A doença, que atinge principalmente homens a partir de 50 anos, vem aumentando progressivamente, acometendo cerca de 23,7% das pessoas de ambos os sexos.

 

Também chamada de SM, síndrome plurimetabólica ou síndrome X, a Síndrome Metabólica tem como base a resistência à ação da insulina. Como resultado, o pâncreas acaba produzindo mais esse hormônio, o que pode ocasionar problemas cardiovasculares por conta da deposição central de gordura.

 

Assim, segundo estudos da International Diabetes Federation (IDF), a SM se caracteriza pela presença de uma combinação de critérios, como: intolerância à glicose; hipertensão arterial; níveis altos de colesterol ruim (LDL) e baixos do colesterol bom (HDL); aumento dos níveis de triglicérides; obesidade, especialmente obesidade central ou periférica que deixa o corpo com o formato de maçã e está associada à presença de gordura visceral; ácido úrico elevado; resistência à insulina por causas genéticas e sedentarismo.

 

“Um número crescente de evidências demonstra uma significativa associação entre SM e baixa qualidade de vida, mais especificamente em homens. Porém, sua maior consequência é o aumento do risco de evoluir com graves complicações cardiovasculares”, explica Carlos Mota, cardiologista do Hospital São Camilo Cura d´Ars.

 

Outro alerta citado pelo médico é ausência de sintomas da própria Síndrome, porém, oriundos das doenças associadas. O ganho de peso, por exemplo, pode ocasionar cansaço, dores articulares por sobrecarga, síndrome da apneia obstrutiva do sono e roncos. Já os problemas com o colesterol causam aumento do risco de infarto e de derrame e tonturas. A hipertensão provoca dores de cabeça, mal estar em geral, cansaço e tonturas ou zumbidos. Em paralelo, as diabetes e alterações de glicemia ocasionam boca seca, perda de peso e muita sede nos casos mais agudos. Nos casos de desenvolvimento mais lento da doença, os sintomas surgem como mal estar geral, tonturas e cansaço.

 

Segundo o cardiologista, não existe idade mínima para a Síndrome se manifestar. “[Elas] começam na idade adulta ou na meia-idade e aumentam muito com o envelhecimento. O número de casos na faixa dos 50 anos é duas vezes maior do que aos 30, 40 anos.”

 

Prevenindo a SM

 

A prevenção é um dos maiores segredos para evitar a SM. Confira algumas dicas dadas pelo cardiologista:

  • Faça uma dieta adequada, pobre em gordura saturada e com baixa ingestão de carboidratos, para a diminuição da pressão arterial e a perda de peso;

  • Pratique atividade física regular, com treinamento aeróbico por, no mínimo, três vezes por semana;

  • Deixe o carro em casa e caminhe até a padaria ou banca de revistas. Sempre que possível, use as escadas ao invés do elevador;

  • Evite fumo e álcool;

  • Procure um médico, já que em muitos casos é necessário o uso de medicamentos.

Postado por Oswaldo Scaliotti