Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

SMART CITY LAGUNA

Smart City Laguna oferece soluções inteligentes para o Mercado imobiliário

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

04 de Abril de 2019

Com a proposta de suprir parte do déficit habitacional na Região Nordeste, o Grupo Planet investiu cerca de US$ 50 milhões em operações incluindo a construção da Smart City Laguna, primeira cidade social inteligente do Brasil, localizada em São Gonçalo do Amarante (CE), na Região Metropolitana de Fortaleza. O empreendimento que comportará cerca de 25 mil pessoas, foi financiado com recursos próprios e está sendo edificado pela empresa brasileira SG Desenvolvimento, cujos sócios fundadores tem 25 anos de experiência no mercado imobiliário e na construção civil nacional e internacional.

As cidades inteligentes têm conseguido equilibrar alto padrão de infraestrutura, inteligência, inovação, tecnologia, inclusão social e acessibilidade em um único espaço, promovendo a qualidade de vida dos moradores.

A Smart City Laguna é um ótimo exemplo de empreendimento social sustentável e seu projeto apresenta diversas soluções que facilitam a vida dos moradores e incentivam a economia compartilhada.

Destaques da Smart City

A Iluminação pública inteligente é realizada por meio de luminárias de LED. Entre as vantagens está a economia, com redução de cerca de 70% do consumo, comparado com as lâmpadas de vapor de mercúrio. Essa tecnologia é mais sustentável, requer menos manutenção e gera maior conforto visual e segurança, contribuindo para que os moradores possam ter um desempenho visual melhor do que acontece no ambiente. É importante ressaltar que toda a Avenida Imperial, principal via da Smart City Laguna, possui Rede Elétrica Subterrânea, bem como em toda a segunda etapa, ainda em desenvolvimento, como resultado da parceria estabelecida com a ENE

Bacia de retenção de água da chuva
A lagoa é uma bacia de retenção de água da chuva, onde é mantida um manancial permanente. Dimensionando-a adequadamente, volumes maiores de água podem ser temporariamente retidos. O uso dessa solução contribui também no auxílio da drenagem profunda de água pluvial que é direcionada à Lagoa.

Hortas urbanas
As hortas urbanas podem ser um elemento importante no contexto de uma proposta de cidade inovadora. A resposta da comunidade à inclusão de hortas depende das condições socioeconômicas e ambientais de cada local. As vantagens que podem resultar dessa prática são: melhorias na questão sanitária (frescor e qualidade dos alimentos), início e consolidação de práticas de socialização, redução do consumo de energia resultante do ciclo de compras fora do ecossistema urbano (alimentos, transporte) e economia (devido ao autoabastecimento de alimentos).

Rede elétrica subterrânea
Toda cidade, seja ela nova ou sujeita a grandes obras de renovação, deve ser equipada com uma infraestrutura física de multisserviço. Uma dessas infraestruturas consiste na fiação subterrânea: espaços de instalação adequados, com dutos embutidos separadamente no solo e pontos de acesso. Em Laguna, a Avenida Imperial, principal via da cidade, foi totalmente projetada com a rede elétrica subterrânea. Além disso, toda a segunda etapa da cidade contará com essa solução. Tal sistema evita problemas de descarga na rede elétrica, reduz os riscos de queda de raios e contribui na estética da cidade.

Hub de Inovação
É o coraçao social do projeto, um lugar onde seus moradores podem experimentar e aprender com uma seleção de produtos inovadores adequados à cidade. É uma oportunidade para conhecer as vantagens que as inovações podem trazer para o dia a dia, além de ser sede da biblioteca, do cinema, cursos de ingles e promover processos de alfabetização tecnológica – tudo gratuitamente. O Hub tem como objetivo apresentar as novidades propostas para a Smart City, que podem vir a ser implementadas no futuro. A cidade será vista como um parque tecnológico difundido que atrairá investimentos e gerará retornos econômicos para residentes e investidores.
Sistema de controle da qualidade do ar
Entre os vários sistemas de controle da qualidade do ar, existem unidades de coleta de dados que podem ser instaladas em pontos estratégicos da cidade. A coleta de dados sobre os vários poluentes é enviada periodicamente para um centro de controle, que organiza a visualização desses dados em pontos interativos instalados em diveros locais da Cidade Inteligente. Dessa forma, os cidadãos podem monitorar a qualidade do ar e implementar ações de Centro administrativo do bairro

Beacon
Aparelhos de proximidade que permitem o recebimento de informações úteis de maneira rápida e fácil no celular.

Carona comunitária

Através do aplicativo PLANET App, um usuário disponibiliza o próprio veículo para que outros usuários, tendo

que fazer o mesmo trajeto, contribuam com quantias adequadas para cobrir uma parte das despesas.

Dispositivo para a segurança pessoal essa função do aplicativoda PLANET, permite relatar situações perigosas, solicitar ajuda e/ou resgate e ainda ativar um círculo de pessoas em caso de necessidade, entre outras funções.

Rastreador de crianças
Dispositivo que permite monitorar as atividades das crianças na Cidade, a ferramenta que é paga já está a disposição dos moradores, outras atividades estão a disposição dos usuários gratuitamente.

Automação residencial
Garante um controle constante da casa de forma remota, permitindo ligar e desligar dispositivos domésticos, monitorar o consumo e verificar se tudo está seguro.

Eletrodomésticos cada vez mais autônomos e sistemas personalizados que podem ser controlados remotamente. A ferramenta que é paga já está a disposição dos moradores, outras atividades estão a disposição dos usuários gratuitamente.

Diretrizes de boas práticas
O consumo também depende do estilo de vida dos cidadãos, que muitas vezes adotam comportamentos errados simplesmente pela da falta de informação. Por isso, prevê-se a criação de diretrizes que promovem mudanças de estilos de vida, incentivando a redução do consumo e aumentando a sensibilidade de empresas, estabelecimentos públicos, alojamentos, escolas e associações. A implementação pode ocorrer por meio de cartazes em áreas públicas e kits de boas práticas entregues a seus moradores.

Gestor social
gestor social é responsável por facilitar a constituição de grupos nos bairros e fornecer ferramentas de planejamento e governança, que facilitem o compartilhamento de serviços e experiências entre os moradores. Fornece informações e suporte para que ocorram cursos, treinamentos em grupo, organização de eventos e tudo relacionado à interação social entre os cidadãos. Trata-se de uma equipe qualificada, capaz de estimular o envolvimento dos moradores no cuidado das áreas comuns.

Biblioteca de objetos
A biblioteca de objetos é um espaço físico onde é possível alugar ou trocar objetos e equipamentos específicos que não são usados diariamente. Como alternativa ao descarte dos objetos que não são mais necessários, a biblioteca oferece a possibilidade de emprestá-los, disponibilizando-os para a comunidade. É uma ferramenta de economia compartilhada que incentiva seus moradores a recuperar, reciclar e reutilizar objetos.

Troca de livros
A troca de livros é estruturada de forma que qualquer pessoa com algum livro possa deixá-lo em um local predefinido para que possa ser lido por outras pessoas. O projeto visa estimular as relações sociais dentro do condomínio/bairro, onde a venda ou troca de um livro possa se tornar uma oportunidade de adquirir conhecimento ou dialogar com outras pessoas. O único elemento necessário para a iniciativa é um local de armazenamento, acompanhado de um sinal que mostre uma breve descrição da prática proposta.

Publicidade

SMART CITY LAGUNA: A PRIMEIRA CIDADE INTELIGENTE SOCIAL DO MUNDO TRAZ UMA INÉDITA PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO URBANO

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

04 de Abril de 2019

Empreendimento voltado para 25 mil pessoas está sendo desenvolvido na Região Metropolitana de Fortaleza, próximo ao Complexo Industrial e Portuário do Pecém

Com o conceito “Viver, além de morar”, o Grupo PLANET, formado por empresas inglesas, italianas e brasileiras, está desenvolvendo em São Gonçalo do Amarante (CE), na Região Metropolitana de Fortaleza, a primeira Cidade Inteligente Social do Mundo: a Smart City Laguna. O empreendimento une inovações, tecnologia, sustentabilidade, planejamento urbano moderno e soluções de mobilidade em um só lugar, ou seja, alto padrão ao alcance de todos, com infraestrutura, serviços, projetos e tecnologia de alta qualidade.

Tendo com parceiras empresas multinacionais como Tim, Enel, Samsung, Urmet e Arup, a Smart City Laguna terá uma área total de 330 hectares, sendo aproximadamente 620 mil metros quadrados de áreas verdes distribuídas por toda cidade, e será composta por cerca de 7 mil lotes, entre residenciais, comerciais e empresariais. Toda a cidade inteligente será saneada e pavimentada. Durante o primeiro semestre de 2018, foi concluída a entrega de 100% da primeira etapa, ou seja, 1.808 lotes, e todo empreendimento encerrou o ano atingindo a marca de aproximadamente 3.000 lotes vendidos.

Investimento

Ao todo, serão investidos US$ 50 milhões e o projeto tem como objetivo ajudar a suprir o déficit habitacional de uma região apontada por estudos como uma área de grande potencial e desenvolvimento do mundo, onde está inserido o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), e ao mesmo tempo apresentar ao mundo um inédito modelo referencial para novas cidades, com expectativa e estrutura para comportar cerca de 25 mil pessoas. A região do Cipp conta com dois importantes equipamentos: o Porto do Pecém, que opera desde 2002, e desponta como um dos principais terminais portuários do Brasil e em breve estará sob a gestão do Porto de Roterdã (Holanda); e a Companhia Siderúrgica do Pecém, um dos maiores investimentos privados do País.

Financiado com recursos próprios, o empreendimento é uma realização da empresa brasileira SG Desenvolvimento, onde seus fundadores possuem 25 anos de experiência no mercado imobiliário e na construção civil nacional e internacional. De acordo com a CEO da PLANET no Brasil e da SG Desenvolvimento, Susanna Marchionni, o local escolhido para a construção da Smart City Laguna é um celeiro de oportunidades, pois está inserida em uma das regiões mais prósperas do Brasil. “Sem dúvida alguma, o projeto está provocando um despertar em todo o mercado imobiliário brasileiro, atingindo positivamente o poder público na forma de desenvolvimento das cidades. Sendo um projeto que já alcança uma certa visibilidade internacional, consequentemente conduzirá o Ceará ao cenário urbano mundial”, afirma.

Aumento de capital

O Conselho de Administração da PLANET Holding fechou um novo aumento de capital em 2018, consistindo em 34 milhões de euros de 193 acionistas, entre novos e antigos. O novo aumento de capital aconteceu após a primeira rodada de investimento de 10 milhões de euros, realizada em 10 de setembro de 2018, com a chegada de novos acionistas, entre eles o novo Presidente do Grupo, o cientista italiano Stefano Buono, endossando um ambicioso plano de expansão, que tem como objetivo acelerar a realização do projeto piloto da Smart City Laguna, com a construção de 6.500 unidades habitacionais, e lançar três novos projetos no Brasil nos próximos meses e cinco projetos em outros países caracterizados por um grande déficit habitacional acessível.

Primeiros moradores

Em janeiro de 2019, a Cidade Inteligente recebeu os seus primeiros moradores, o casal Marta e Carlos, que morava no Rio de Janeiro. As moradias da Smart City Laguna são acessíveis a todas as faixas de renda. O Grupo PLANET irá aplicar ali o conceito da ‘convivência colaborativa’, ainda inédito no Brasil. “Ela consiste em estimular o desenvolvimento de uma cultura voltada para a economia doméstica e coletiva. O cidadão dispõe de uma estrutura social, com ferramentas que proporcionam mecanismos de compartilhamentos e interações geradoras de economia e qualidade de vida”, destaca Susanna Marchionni.

Os quatro pilares

Na sua essência conceitual, o empreendimento propõe o desenvolvimento e patrocínio de ações sustentáveis, bem como o implemento de tecnologias que estimulam e permitem, na medida do desenvolvimento habitacional do núcleo urbano, que a própria coletividade seja a propulsora da sustentabilidade nos quatro pilares de sustentação que o projeto preconiza para uma Cidade Inteligente Social: Pessoas, Sistemas Tecnológicos, Recursos do Ecossistema e Ambiente Construído.

Os moradores da Smart City Laguna contarão com sistemas de aproveitamento das águas pluviais, serviços de mobilidade, coleta inteligente de resíduos, energia solar, monitoramento da qualidade do ar e da água, infraestrutura digital com Wi-fi grátis nas áreas institucionais da cidade, rede subterrânea inteligente de eletricidade, com iluminação pública de LED, câmeras e sensores e totens.

Ainda de acordo com Susanna Marchionni, todo o projeto urbanístico foi planejado para o presente e projetado para o futuro. “Dentro do projeto, contamos com um cinturão verde distribuído por todo empreendimento, implantação das vias públicas no sentido de proporcionar plena fluidez no trânsito, com ciclovias por todo empreendimento, além de calçadas largas com total acessibilidade, ligações domiciliares de água e esgoto já na área privativa dos lotes, drenagem profunda total, terraplanagem observando os mais altos padrões técnicos e pavimentação em piso de concreto intertravado com alto grau de resistência”, explica.

PLANET App

O PLANET App é o painel de controle da Cidade Inteligente. Os moradores podem baixar gratuitamente o aplicativo nas versões Android ou iOS. Após o cadastro, os usuários terão acesso a todos os serviços da cidade, além de contato com outros moradores, participação em projetos e serviços disponíveis e acesso a dados privados do próprio usuário, como monitoramento do consumo de água e de energia de sua residência. Ao iniciar o aplicativo, o usuário pode selecionar as suas preferências, indicar seus locais de interesse da cidade e selecionar filtros de navegação. O item mais destacado na tela do PLANET App é um botão de SOS que, quando clicado, aciona os 5 números de emergência predefinidos a critério do usuário (amigos ou parentes), permitindo o imediato chamado de socorro, com a geolocalização da pessoa que está utilizando a ferramenta. Atualmente, o aplicativo mostra também em tempo real o andamento das obras da Smart City Laguna e transmitirá também em tempo real o vídeomonitoramento das áreas comuns da Cidade Inteligente.

Ecopark

A Smart City Laguna conta também com um polo tecnológico e empresarial, o Smart City Ecopark, possui uma infraestrutura de alta qualidade e foi planejado para receber empresas com propostas sustentáveis e economicamente positivas e será separada das áreas residenciais e comerciais por um cinturão verde.

Centro de Competência

Em novembro de 2018, a PLANET Idea, Centro de Competência do Grupo na Itália, juntamente com as empresas italianas DBA Group, Lombardini22, Re_view e U.lab formaram a FHIVE, que será o maior Centro de Competência sobre Cidades Inteligentes do Mundo, com 600 profissionais e faturamento total de 70 milhões de euros. A PLANET Idea atua como um laboratório interno de inovação para integrar soluções inteligentes nos projetos do Grupo, mas também nos projetos de parceiros, na Itália e no exterior. Atualmente, está assessorando os dois maiores fundos imobiliários italianos que desenvolvem novos bairros inteligentes em Milão (650 apartamentos) e Roma (950 apartamentos).

Sobre o Grupo PLANET

A PLANET possui mais de 300 funcionários em todo o Reino Unido, Brasil e Itália. É uma líder global na integração de soluções inteligentes e práticas de inovação social na concepção e desenvolvimento de grandes projetos de habitação social. A segunda cidade inteligente social do mundo foi anunciada no Brasil em setembro de 2018, na Região Metropolitana de Natal, no estado do Rio Grande do Norte, em uma área de mais de 170 hectares.

Site da PLANET: www.planetsmartcity.com

Site da Smart City Laguna: www.smartcitylaguna.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/PlanetSmartCityBR/

Instagram: https://www.instagram.com/planetsmartcitybr/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCTeQJxwvQO7JhLXT341U0SQ/featured

Publicidade

Smart City Laguna será apresentada durante o Smart City Expo Curitiba

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de Fevereiro de 2018

Primeira Cidade Inteligente Social do Mundo, que está sendo construída no Ceará, será divulgada durante a edição brasileira do maior evento global sobre Cidades Inteligentes 
Curitiba sediará nos próximos dias 28/02 e 1º/03 o Smart City Curitiba, edição brasileira do maior evento sobre Cidades Inteligentes do Mundo, que acontece anualmente em Barcelona (Espanha). A Smart City Laguna, a primeira Cidade Inteligente Social do Mundo, que está sendo construída em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza, será apresentada durante o evento internacional, que tem a expectativa de reunir cerca de 5 mil participantes, na Expo Renault.
O Grupo Planet The Smart City, formado por empresas italianas e inglesas e idealizador da Smart City Laguna, será representado por sua CEO Susanna Marchionni (foto), que palestrará dentro do painel ‘Governo aberto e participação cidadã’, que acontece no primeiro dia do evento (28/02), às 14h30, e apresentará o case da primeira Cidade Inteligente Social do Mundo. O Grupo Planet também terá um estande durante o Smart City Expo Curitiba, onde será apresentado também a Smart City Ecopark, o polo tecnológico e empresarial da Smart City Laguna.
Sobre a Smart City Laguna
Com o conceito “Viver além de morar”, a Smart City Laguna une inovações, tecnologia, sustentabilidade, planejamento urbano moderno e soluções de mobilidade em um só lugar, ou seja, alto padrão ao alcance de todos, com infraestrutura, serviços, projetos e tecnologia de alta qualidade. Tendo com parceiras empresas multinacionais como Tim, Enel, Samsung, Arup e StarBoost, a primeira Cidade Inteligente Social do Mundo terá uma área total de 330 hectares, sendo aproximadamente 480 mil metros quadrados de área verde distribuídas por toda cidade, e será composta por 7.065 lotes, sendo 6.009 residenciais, 920 do polo comercial e de serviços e 136 do polo tecnológico e empresarial. Toda a cidade inteligente será saneada e pavimentada. Em dezembro de 2017, o empreendimento atingiu a marca de 2 mil lotes vendidos, com sua carteira de recebíveis auditada pela Certificadora de Créditos Imobiliários, sediada em São Paulo. A Smart City Laguna possui o Planet APP, que funciona como o painel de controle da Cidade Inteligente. Os moradores podem baixar gratuitamente o aplicativo nas versões Android ou iOS. Após o cadastro, os usuários terão acesso a todos os serviços da cidade.
Sobre o Smart City Expo Curitiba 2018
O Smart City Expo Curitiba será a primeira edição brasileira do Smart City Expo World Congress, realizado anualmente em Barcelona, o maior evento global sobre o tema de Cidades Inteligentes, que reúne mais de 18 mil pessoas de 120 países durante 3 dias. O evento já ocorre anualmente em outras cidades ao redor do mundo como Kyoto (Japão), Montreal (Canadá), Puebla (México), Casablanca (Marrocos), Istambul (Turquia), Bogotá (Colômbia) e recentemente em Buenos Aires (Argentina). Curitiba foi anunciada oficialmente como sede da edição brasileira em Barcelona, em novembro, durante o encontro mundial das Cidades Inteligentes, em cerimônia que contou com representantes de 700 cidades de todo o mundo e mais de 400 especialistas. O Smart City Expo Curitiba tem a chancela da FIRA Barcelona Internacional – consórcio público formado pela Prefeitura de Barcelona, Governo da Catalunha e Câmara de Comércio de Barcelona. O evento tem organização do iCities e apoio estratégico do World Trade Center Business Club, além da participação oficial da Prefeitura de Curitiba como anfitriã e do Vale do Pinhão, ecossistema de inovação da cidade.
Serviço
Smart City Expo Curitiba 2018
Data: 28 de fevereiro e 1º de março de 2018
Local: Expo Renault Barigui – Curitiba – PR 
Horário: das 09h30 às 18h00
Telefone para contato: (41) 3019-1025
Site oficial para informações e inscrições: https://www.smartcityexpocuritiba.com/
Valor do ingresso: R$ 1200 entre os dias 1º e 27 de fevereiro e R$ 1500 durante os dias 28 de fevereiro e 1º de março. A entrada na exposição é gratuita, mediante cadastro prévio no site.
Publicidade

Smart City Laguna recebe prêmio do Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

12 de dezembro de 2017

A Smart City Laguna, a primeira Cidade Inteligente Social do Mundo, que está sendo construída em São Gonçalo do Amarante (CE), na Região Metropolitana de Fortaleza, foi premiada na noite de ontem (11), pelo Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo (SEESP). A solenidade aconteceu na sede da instituição, na capital paulista. Desde 1987, a SEESP realiza a premiação em alusão ao Dia do Engenheiro (11 de dezembro).
Com o conceito ‘Viver além de morar’, a Smart City Laguna é uma idealização do Grupo PLANET, formado por empresas inglesas e italianas, e é uma realização da empresa brasileira SG Desenvolvimento, onde seus fundadores possuem 25 anos de experiência no mercado imobiliário e na construção civil nacional e internacional.
“É com muita alegria que recebemos esse prêmio de uma instituição tão importante como o Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo e mais ainda por esse reconhecimento chegar em um momento tão especial, pois neste mês celebramos a extraordinária marca de 2 mil lotes vendidos da Smart City Laguna”, explica a diretora geral da SG Desenvolvimento, Susanna Marchionni, que participou da solenidade. Na ocasião, o secretário de Desenvolvimento Econômico de São Gonçalo do Amarante, Victor Samuel, representou o prefeito Cláudio Pinho e recebeu em seu nome o prêmio Personalidade da Tecnologia 2017, na categoria Cidades Inteligentes e Conectadas, por apoiar o empreendimento.
A primeira Cidade Inteligente Social do Mundo une inovações, tecnologia, sustentabilidade, planejamento urbano moderno e soluções de mobilidade em um só lugar. Tendo com parceiras empresas de grande relevância internacional, como Tim, Enel, Samsung, Arup e StarBoost, a Smart City Laguna terá uma área total de 330 hectares, sendo aproximadamente 480 mil metros quadrados de área verde distribuídas por toda cidade, e será composta por 7.065 lotes, sendo 6.009 residenciais, 920 do polo comercial e de serviços e 136 do polo tecnológico e empresarial. Toda a cidade inteligente será saneada e pavimentada.
O projeto
Ao todo, serão investidos US$ 50 milhões e o projeto tem como objetivo ajudar a suprir o déficit habitacional de uma região apontada por estudos como uma área de grande potencial e desenvolvimento do mundo, onde está inserido o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), e ao mesmo tempo apresentar ao mundo um inédito modelo referencial para novas cidades, com expectativa e estrutura para comportar cerca de 25 mil pessoas.
As moradias da Smart City Laguna são acessíveis a todas as faixas de renda. O Grupo PLANET irá aplicar ali o conceito da ‘convivência colaborativa’, ainda inédito no Brasil. “Ela consiste em estimular o desenvolvimento de uma cultura voltada para a economia doméstica e coletiva. O cidadão dispõe de uma estrutura social, com ferramentas que proporcionam mecanismos de compartilhamentos e interações geradoras de economia e qualidade de vida”, destaca Susanna Marchionni.
Na sua essência conceitual, o empreendimento propõe o desenvolvimento e patrocínio de ações sustentáveis, bem como o implemento de tecnologias que estimulam e permitem, na medida do desenvolvimento habitacional do núcleo urbano, que a própria sociedade seja a propulsora da sustentabilidade nos quatro pilares de sustentação que o projeto preconiza para uma Cidade Inteligente Social: Pessoas, Planejamento Urbano e Arquitetura, Tecnologia e Serviços e Meio Ambiente.
Os moradores da Smart City Laguna contarão com sistemas de aproveitamento das águas pluviais, serviços de mobilidade, coleta inteligente de resíduos, energia solar, monitoramento da qualidade do ar e da água, infraestrutura digital com Wi-fi grátis nas áreas institucionais da cidade, rede inteligente de eletricidade, câmeras e sensores, totens interativos e iluminação pública inteligente. Já na questão alimentícia, a cidade contará com hortas compartilhadas e já possui um aplicativo, o Planet App, desenvolvido para os moradores com o propósito de gerar interatividade, economia e qualidade de vida para todos.
Ecopark
A Smart City Laguna conta também com um polo tecnológico e empresarial, a Smart City Ecopark, e possui uma infraestrutura de alta qualidade, com pavimentação em blocos de concreto intertravado de alta resistência, rede elétrica e de iluminação pública, sistema de drenagem de águas pluviais e rede de água e esgoto. A Smart City Ecopark foi planejada para receber empresas com propostas sustentáveis e economicamente positivas e será separada das áreas residenciais e comerciais por um cinturão verde.
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

SMART CITY Laguna firma novas parcerias e inaugura 1º ponto de vendas em Fortaleza

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

05 de julho de 2017

Reafirmando o compromisso de construir uma cidade inteligente social e de centralizar um ponto de apoio em Fortaleza, a Smart City inaugura nesta quinta-feira (06), a partir das 19h, na Avenida Dom Luís, 880 – Térreo – Aldeota, o seu primeiro ponto de vendas na capital cearense, em parceria com a Imobiliária RCR. O objetivo da companhia é de aproximar o projeto dos principais parceiros e de facilitar a tramitação das negociações para quem deseja conhecer e fechar contrato com a empresa, já que a sede administrativa fica no distrito de Croatá, em São Gonçalo do Amarante.

As obras para a construção da 1ª Cidade Social do Mundo, que começaram no início de 2015, terão um investimento total de US$ 50 milhões e o projeto tem como finalidade ajudar a suprir o déficit habitacional do Pecém e ao mesmo tempo apresentar ao mundo um inédito modelo referencial para novas cidades, com expectativa e estrutura para comportar cerca de 25 mil habitantes da região, apontada por estudos como uma área de grande potencial e desenvolvimento do mundo.

De acordo com Susanna Marchionni, sócia da SG Desenvolvimento, empresa realizadora do projeto da Smart City, o local escolhido para a construção da cidade é um celeiro de oportunidades de emprego, além de ter como objetivo ser referência para outros empreendimentos a serem desenvolvidos em outros municípios do Ceará e até mesmo em outros estados. “Sem dúvida alguma, o projeto vai provocar um despertar em todo o mercado imobiliário brasileiro, atingindo positivamente o poder público na forma de desenvolvimento das cidades. Sendo um projeto que já alcança uma certa visibilidade internacional, consequentemente conduzirá o estado do Ceará ao cenário urbano mundial”, afirma.

Sustentabilidade

Na sua essência conceitual, o projeto propõe o desenvolvimento e patrocínio de ações, bem como o implemento de tecnologias que estimulam e permitem, na medida do desenvolvimento habitacional do núcleo urbano, que a própria sociedade seja a propulsora da sustentabilidade nos quatro pilares de sustentação que o projeto preconiza para uma CIDADE INTELIGENTE SOCIAL: Pessoas; Planejamento Urbano e Arquitetura; Tecnologia e Serviços e Meio Ambiente. Tais aspectos fomentam a consciência e conduzem a gestão para necessária sustentabilidade econômica e, assim, possibilitar a viabilidade da sustentabilidade na forma mais ampla das expectativas.

Além disso, os moradores da Smart City vão poder contar com sistemas de aproveitamento das águas pluviais, serviços de mobilidade, coleta inteligente de resíduos, energia solar, monitoramento da qualidade do ar e da água, infraestrutura digital com Wi-fi grátis nas áreas institucionais da cidade, redes inteligentes de eletricidades e água, câmeras e sensores, totens interativos e iluminação pública inteligente. Já na questão alimentícia, a cidade contará com hortas compartilhadas e um aplicativo exclusivamente desenvolvido para os moradores com o propósito de gerar economia e qualidade de vida para todos.

Mobilidade Urbana

Ainda de acordo com Susanna Marchionni, todo o projeto urbanístico foi planejado para o presente e projetado para o futuro. “Dentro do projeto, contamos com um cinturão verde distribuído por todo empreendimento, implantação das vias públicas no sentido de proporcionar plena fluidez no trânsito, com ciclovias por todo empreendimento, além de calçadas largas com total acessibilidade, ligações domiciliares de água e esgoto já na área privativa dos lotes, drenagem profunda total, terraplanagem observando os mais altos padrões técnicos, pavimentação em piso de concreto intertravado com grau de resistência máxima”, explica.

Na área da arquitetura urbanística, a Smart City Laguna contará com áreas verdes em toda a extensão, locação de espaços institucionais observando um perímetro onde o morador esteja em média a 400 metros de distância, além de um projeto de fluidez e segurança no trânsito, com destaque para ciclovias em todo o equipamento.

Parceiros

A revolução smart tornará mais eficientes três áreas urbanas: a de energia em parceria com a empresa italiana Enel; de informação com o apoio de outra multinacional, a TIM; e a Social através do Instituto PLANET. Assim, a cidade contará com sinal de wi-fi gratuito nas áreas institucionais para os moradores locais e periféricos, iluminação pública controlada por sensores, programa de bicicletas e carros compartilhados, playground e redutores de velocidade que geram energia elétrica, biblioteca pública e sala de cinema, ou seja, tudo planejado para atender as necessidades da população sem que eles precisem se deslocar para uma cidade vizinha.

Aplicativo Planet:

Uma das principais inovações tecnológicas do empreendimento, o PLANET App é a ferramenta que vai promover as informações sobre os serviços da Smart City. Todos os moradores podem baixar o aplicativo gratuitamente no seu smartphone, personalizar o seu perfil de acordo com as suas exigências: consultar dados, monitorar gastos, consumos e utilizar serviços, como por exemplo, carros e bicicletas compartilhadas. Além disso, os usuários podem interagir com os demais moradores e manifestar opiniões a respeito dos serviços disponíveis.


Instituto Planet The Smart City

É uma entidade de caráter filantrópico sem fins lucrativos que nasceu da percepção de oferecer aos moradores da primeira Smart City Social (Cidade Inteligente Social do mundo) um organismo com o compromisso e a responsabilidade social de nutrir e gerenciar, sem custos adicionais aos moradores, os projetos de interesse público, idealizados e desenvolvidos para a promoção dos QUATRO PILARES de sustentação de uma SMART CITY SOCIAL: pessoas, planejamento urbano e arquitetura, tecnologia e serviços e meio ambiente. Sua principal missão institucional é, portanto, atender às demandas voltadas para os serviços disponibilizados aos cidadãos e desenvolver meios de promover a integração social, ambiental e econômica em sua região de atuação.

Serviço

Evento: Inauguração do ponto de vendas da Smart City

Data: 06/07

Local: Avenida Dom Luís, 880 – Térreo – Aldeota

Horário: a partir das 19h

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

SMART CITY LAGUNA: A primeira Cidade Inteligente Social do mundo traz um novo conceito de desenvolvimento urbano

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

16 de Maio de 2017

Projeto piloto idealizado por startups italianas terá o Ceará como porta de entrada com um equipamento para 25 mil pessoas no distrito de Croatá, em São Gonçalo do Amarante

Tecnologia, sustentabilidade e mobilidade urbana em um só lugar. É o que propõe o projeto piloto desenvolvido pelo Grupo PLANET, formado por empresas Inglesas e Italianas, e que apostam no distrito de Croatá, em São Gonçalo do Amarante, a 50 km da capital para construir a primeira cidade inteligente social do mundo (Smart City Laguna) com habitações sociais. Ao todo, serão investidos US$ 50 milhões e o projeto tem como objetivo ajudar a suprir o déficit habitacional do Pecém e ao mesmo tempo apresentar ao mundo um inédito modelo referencial para novas cidades, com expectativa e estrutura para comportar cerca de 25 mil habitantes da região, apontada por estudos como uma área de grande potencial e desenvolvimento do mundo.

Com capital próprio, o Grupo PLANET desenvolverá o complexo residencial, comercial e industrial imerso em tecnologia e baseado nos pilares de baixo custo, social e eco sustentabilidade. A SMART CITY LAGUNA, realizada pela SG Desenvolvimento, tem como inspiração outras cidades inteligentes já existentes pelo mundo, mas traz como diferencial o conceito social de investimento, garantindo financiamento por meio de projetos como o “Minha Casa Minha Vida” e custos acessíveis, diferente do estigma de alto padrão de empreendimentos em outros países, como os Emirados Árabes e a Índia. Em fase de conclusão de vendas da primeira etapa, que será entregue até dezembro de 2017, e na expectativa para iniciar a comercialização da segunda, a Smart City Laguna será concluída em dezembro de 2021.

De acordo com Susanna Marchionni, sócia da SG Desenvolvimento, o local escolhido para a construção do projeto é um celeiro de oportunidades de emprego, além de ter como objetivo ser referência para outros empreendimentos a serem desenvolvidos em outros municípios do Ceará e até mesmo em outros estados. “Sem dúvida alguma, o projeto vai provocar um despertar em todo o mercado imobiliário brasileiro, atingindo positivamente o poder público na forma de desenvolvimento das cidades. Sendo um projeto que já alcança uma certa visibilidade internacional, consequentemente conduzirá o estado do Ceará ao cenário urbano mundial”, afirma.

Sustentabilidade

Na sua essência conceitual, o projeto propõe o desenvolvimento e patrocínio de ações, bem como o implemento de tecnologias que estimulam e permitem, na medida do desenvolvimento habitacional do núcleo urbano, que a própria sociedade seja a propulsora da sustentabilidade nos quatro pilares de sustentação que o projeto preconiza para uma CIDADE INTELIGENTE SOCIAL: Pessoas; Planejamento Urbano e Arquitetura; Tecnologia e Serviços e Meio Ambiente. Tais aspectos fomentam a consciência e conduzem a gestão para necessária sustentabilidade econômica e, assim, possibilitar a viabilidade da sustentabilidade na forma mais ampla das expectativas.

Além disso, os moradores da Smart City vão poder contar com sistemas de aproveitamento das águas pluviais, serviços de mobilidade, coleta inteligente de resíduos, energia solar, monitoramento da qualidade do ar e da água, infraestrutura digital com Wi-fi grátis nas áreas institucionais da cidade, redes inteligentes de eletricidades e água, câmeras e sensores, totens interativos e iluminação pública inteligente. Já na questão alimentícia, a cidade contará com hortas compartilhadas e um aplicativo exclusivamente desenvolvido para os moradores com o propósito de gerar economia e qualidade de vida para todos.

Mobilidade Urbana

Ainda de acordo com Susanna Marchionni, todo o projeto urbanístico foi planejado para o presente e projetado para o futuro. “Dentro do projeto, contamos com um cinturão verde distribuído por todo empreendimento, implantação das vias públicas no sentido de proporcionar plena fluidez no trânsito, com ciclovias por todo empreendimento, além de calçadas largas com total acessibilidade, ligações domiciliares de água e esgoto já na área privativa dos lotes, drenagem profunda total, terraplanagem observando os mais altos padrões técnicos, pavimentação em piso de concreto intertravado com grau de resistência máxima”, explica.

Na área da arquitetura urbanística, a Smart City Laguna contará com áreas verdes em toda a extensão, locação de espaços institucionais observando um perímetro onde o morador esteja em média a 400 metros de distância, além de um projeto de fluidez e segurança no trânsito, com destaque para ciclovias em todo o equipamento.

Workshop de apresentação

Para explicar o conceito da Smart City Laguna, o Grupo Planet, responsável pela idealização do projeto, promove um workshop de apresentação para a sociedade e para os profissionais dos mais diversos campos. O evento acontecerá no dia 18 de maio, a partir das 15 horas, no Hotel Vila Galé. Na ocasião, também será lançada uma publicação especial que traz todo o projeto detalhado e o histórico de planejamento do equipamento.

Na ocasião, serão apresentados temas com consagrados nomes da área como a Secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza, Águeda Muniz, e o presidente da SINDUSCON-CE, André Montenegro. O propósito dos workshops é esclarecer a definição de uma Cidade Inteligente Social, explicando seus quatro pilares: Pessoas e Inclusão Social, Planejamento Urbano e Arquitetura, Tecnologia e Serviços, e Meio Ambiente. As inscrições são limitadas e começam a partir do dia 25 de abril de 2017 pelo e-mail: http://www.smartcitylaguna.com.br/evento/.

Programação do Workshop

INÍCIO: COFFEE BREAK
HORÁRIO: 15h00
LOCAL: Lobby do Índio

TEMA 01: SMART CITIES
HORÁRIO: 15h30
DURAÇÃO: 40min
FORMATO: WORKSHOP
Facilitador: Arquiteta Antonella Marzi – Sócia Recs Architects
Abordagens: As smarts cities como o futuro no desenvolvimento de novas cidades

TEMA 02: APRESENTAÇÃO PLANET
HORÁRIO: 16h15
DURAÇÃO: 20min
FORMATO: PALESTRA / APRESENTAÇÃO
Facilitador: Giovanni Savio – Presidente Grupo PLANET
Abordagens: O que é uma Smart City Social? – Conceito PLANET – Aplicativo – Parceiros – A primeira praça inteligente da Itália

TEMA 03: SMART CITY LAGUNA
HORÁRIO: 16h40
DURAÇÃO: 30min
FORMATO: PALESTRA / APRESENTAÇÃO / WORKSHOP
Facilitadores: Susanna Marchionni – Sócia SG Desenvolvimento e Rogério Cavalcante – Diretor Comercial SG Desenvolvimento
Abordagens: Diferenciais do empreendimento SMART CITY LAGUNA – LANÇAMENTO REVISTA PLANET – Avanços comerciais – Modelo de gestão comercial

TEMA 04: CONCEITO DE INOVAÇÃO EM FORTALEZA E SMART CITIES
HORÁRIO: 17h15
DURAÇÃO: 20min
FORMATO: PALESTRA
Facilitador: Águeda Muniz – Secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza.
Abordagens: Conceito de inovação em Fortaleza e Smart Cities

TEMA 05: CONSTRUÇÕES E TECNOLOGIAS – OLÉ CASAS
HORÁRIO: 17h40
DURAÇÃO: 20min
FORMATO: PALESTRA / TREINAMENTO / WORKSHOP
Facilitador: André Montenegro – Diretor da Olé Casas e da Morefácil e Presidente da SINDUSCON-CE
Abordagens: Apresentação Sistema Olé Casas, conceito de inovação na construção civil e parceria com a SMART CITY LAGUNA

TEMA 06: OBJETIVO PARCERIAS – TIM
HORÁRIO: 18h05
DURAÇÃO: 15min
FORMATO: PALESTRA
Facilitador: Sergio Moreira de Oliveira – Representante TIM
Abordagens: Novas tecnologias e inovações na conectividade

TEMA 07: OBJETIVO PARCERIAS – ENEL
HORÁRIO: 18h25
DURAÇÃO: 15min
FORMATO: PALESTRA
Facilitador: Celso Luiz Mizerani – Representante ENEL
Abordagens: Novas tecnologias e inovações no setor elétrico

TEMA 08: PREFEITURA DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE
HORÁRIO: 18h45
DURAÇÃO: 20min
FORMATO: PALESTRA
Facilitador: Claudio Pinho – Prefeito
Abordagens: Projeto SMART CITY LAGUNA inserido no município de maior desenvolvimento econômico do Estado do Ceará

TEMA 09: LANÇAMENTO DO INSTITUTO – ABORDAGEM INSTITUCIONAL
HORÁRIO: 19h10
FORMATO: CERIMONIAL
Lançamento: LIVRO INFANTIL PLANET

Parceiros

A revolução smart tornará mais eficientes três áreas urbanas: a de energia em parceria com a empresa italiana Enel; de informação com o apoio de outra multinacional, a TIM; e a Social através do Instituto PLANET. Assim, a cidade contará com sinal de wi-fi gratuito nas áreas institucionais para os moradores locais e periféricos, iluminação pública controlada por sensores, programa de bicicletas e carros compartilhados, playground e redutores de velocidade que geram energia elétrica, biblioteca pública e sala de cinema, ou seja, tudo planejado para atender as necessidades da população sem que eles precisem se deslocar para uma cidade vizinha.

Aplicativo Planet:

Uma das principais inovações tecnológicas do empreendimento, o PLANET App é a ferramenta que vai promover as informações sobre os serviços da Smart City. Todos os moradores podem baixar o aplicativo gratuitamente no seu smartphone, personalizar o seu perfil de acordo com as suas exigências: consultar dados, monitorar gastos, consumos e utilizar serviços, como por exemplo, carros e bicicletas compartilhadas. Além disso, os usuários podem interagir com os demais moradores e manifestar opiniões a respeito dos serviços disponíveis.


Instituto Planet The Smart City

É uma entidade de caráter filantrópico sem fins lucrativos que nasceu da percepção de oferecer aos moradores da primeiraSmart City Social (Cidade Inteligente Social do mundo) um organismo com o compromisso e a responsabilidade social de nutrir e gerenciar, sem custos adicionais aos moradores, os projetos de interesse público, idealizados e desenvolvidos para a promoção dos QUATRO PILARES de sustentação de uma SMART CITY SOCIAL: pessoas, planejamento urbano e arquitetura, tecnologia e serviços e meio ambiente. Sua principal missão institucional é, portanto, atender às demandas voltadas para os serviços disponibilizados aos cidadãos e desenvolver meios de promover a integração social, ambiental e econômica em sua região de atuação.

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Grupo PLANET promove workshop de apresentação da Smart City Laguna, a 1ª Cidade Inteligente Social do Mundo

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

25 de Abril de 2017

Inscrições são limitadas e começam no dia 25 de abril pela internet

A primeira Cidade Inteligente Social do Mundo chega ao Brasil, tendo o Ceará como ponto de entrada. Para explicar o conceito da Smart City Laguna, o Grupo Planet, responsável pela idealização do projeto, promove um workshop de apresentação para a sociedade e para os profissionais dos mais diversos campos. O empreendimento, localizado em Croatá, distrito de São Gonçalo do Amarante, tem como um dos objetivos ajudar a suprir o déficit habitacional que atinge a região do Pecém.

O evento acontecerá no dia 18 de maio, a partir das 15 horas, no Hotel Vila Galé. Na ocasião, serão apresentados temas com consagrados nomes da área como a Secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza, Águeda Muniz, e o presidente da SINDUSCON-CE, André Montenegro. O propósito dos workshops é esclarecer a definição de uma Cidade Inteligente Social, explicando seus quatro pilares: Pessoas e Inclusão Social, Planejamento Urbano e Arquitetura, Tecnologia e Serviços, e Meio Ambiente. As inscrições são limitadas e começam a partir do dia 25 de abril de 2017 pelo e-mail:http://www.smartcitylaguna.com.br/evento/.

Serviço
Data: 18 de maio de 2017
Local: Hotel Vila Galé (Av. Dioguinho, 4189 – Praia do Futuro)
Horário: 15h00 às 19h30
Facebook: https://www.facebook.com/PlanetSmartCityBR
Instagram: https://www.instagram.com/planetsmartcitybr
Escritório comercial: Av. Desembargador Moreira, 760 – Ed. Centurion, 9º andar – Fortaleza
Telefone (85) 3025.0909

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

A PLANET The Smart City chega ao Ceará com a primeira cidade inteligente social do mundo

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Abril de 2017

Novo conceito mundial de cidade inteligente, a Smart City Laguna, chega ao Ceará unindo tecnologia, planejamento urbano e sustentabilidade para os seus moradores e vizinhos. Localizada em Croatá, distrito de São Gonçalo do Amarante, a cidade inteligente tem como objetivo ajudar a suprir o déficit habitacional que atinge o Pecém, com a expectativa e estrutura para comportar cerca de 25 mil pessoas da região, que é apontada por estudos como uma área de grande potencial e desenvolvimento do mundo.

SMART CITY LAGUNA, a Primeira Cidade Inteligente Social do Mundo, idealizada pela startup italiana que integra o Grupo PLANET e realizada pela SG Desenvolvimento, tem como inspiração outras cidades inteligentes já existentes pelo mundo, mas traz como diferencial o conceito social de investimento, garantindo financiamento por meio de projetos como o “Minha Casa Minha Vida” e custos acessíveis, diferente do estigma de alto padrão de empreendimentos em outros países, como os Emirados Árabes e a Índia. Em fase de conclusão de vendas da primeira etapa, que será entregue até dezembro de 2017, e na expectativa para iniciar a comercialização da segunda, a Smart City Laguna será concluída em dezembro de 2021.

O local também é formatado para ser celeiro de oportunidades de emprego, além de proporcionar contato com a natureza, economia por meio do compartilhamento dos serviços, infraestrutura segura, trânsito eficiente, acessibilidade e inclusão social. Todos esses aspectos englobam um projeto maior para envolver os próprios moradores da região e também de cidades vizinhas, a partir da atuação de uma entidade permanente, o Instituto Planet, que já mantém o Cine Planet e uma biblioteca infanto-juvenil no local onde funciona o centro administrativo e comercial do empreendimento.

Parceiros

A revolução smart tornará mais eficientes três áreas urbanas: a de energia em parceria com a empresa italiana Enel, de informação com o apoio de outra multinacional, a Tim, e a Social através do Instituto PLANET. Assim, a cidade contará com sinal de wi-fi gratuito nas áreas institucionais para os moradores locais e periféricos, iluminação pública controlada por sensores, programa de bicicletas e carros compartilhados, playground e redutores de velocidade que geram energia elétrica, biblioteca pública e sala de cinema, ou seja, tudo planejado para atender as necessidades da população sem que eles precisem se deslocar para uma cidade vizinha.

Aplicativo Planet:

Uma das principais inovações tecnológicas do empreendimento, o PLANET App é a ferramenta que vai promover as informações sobre os serviços da Smart City. Todos os moradores podem baixar o aplicativo gratuitamente no seu smartphone, personalizar o seu perfil de acordo com as suas exigências: consultar dados, monitorar gastos, consumos e utilizar serviços, como por exemplo, carros e bicicletas compartilhadas. Além disso, os usuários podem interagir com os demais moradores e manifestar opiniões a respeito dos serviços disponíveis.

Instituto Planet The Smart City

É uma entidade de caráter filantrópico sem fins lucrativos que nasceu da percepção de oferecer aos moradores da PRIMEIRA SMART CITY SOCIAL DO MUNDO um organismo com o compromisso e a responsabilidade social de nutrir e gerenciar, sem custos adicionais aos moradores, os projetos de interesse público, idealizados e desenvolvidos para a promoção dos QUATRO PILARES de sustentação de uma SMART CITY SOCIAL: pessoas, planejamento urbano e arquitetura, tecnologia e serviços e meio ambiente. Sua principal missão institucional é, portanto, atender às demandas voltadas para os serviços disponibilizados aos cidadãos e desenvolver meios de promover a integração social, ambiental e econômica em sua região de atuação.

Serviços Smart City Laguna
Site: http://smartcitylaguna.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/planetsmartcity
Instagram: https://www.instagram.com/planetsmartcitybr
Stand de Vendas: CE 341 – Próximo à lagoa do Croatá. São Gonçalo do Amarante, CE – Brasil.
Escritório comercial: Av. Desembargador Moreira, 760 – Ed. Centurion, 9º andar – Fortaleza – Fone (85) 3025.0909

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

A PLANET The Smart City chega ao Ceará com a primeira cidade inteligente social do mundo

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Abril de 2017

Novo conceito mundial de cidade inteligente, a Smart City Laguna, chega ao Ceará unindo tecnologia, planejamento urbano e sustentabilidade para os seus moradores e vizinhos. Localizada em Croatá, distrito de São Gonçalo do Amarante, a cidade inteligente tem como objetivo ajudar a suprir o déficit habitacional que atinge o Pecém, com a expectativa e estrutura para comportar cerca de 25 mil pessoas da região, que é apontada por estudos como uma área de grande potencial e desenvolvimento do mundo.

SMART CITY LAGUNA, a Primeira Cidade Inteligente Social do Mundo, idealizada pela startup italiana que integra o Grupo PLANET e realizada pela SG Desenvolvimento, tem como inspiração outras cidades inteligentes já existentes pelo mundo, mas traz como diferencial o conceito social de investimento, garantindo financiamento por meio de projetos como o “Minha Casa Minha Vida” e custos acessíveis, diferente do estigma de alto padrão de empreendimentos em outros países, como os Emirados Árabes e a Índia. Em fase de conclusão de vendas da primeira etapa, que será entregue até dezembro de 2017, e na expectativa para iniciar a comercialização da segunda, a Smart City Laguna será concluída em dezembro de 2021.

O local também é formatado para ser celeiro de oportunidades de emprego, além de proporcionar contato com a natureza, economia por meio do compartilhamento dos serviços, infraestrutura segura, trânsito eficiente, acessibilidade e inclusão social. Todos esses aspectos englobam um projeto maior para envolver os próprios moradores da região e também de cidades vizinhas, a partir da atuação de uma entidade permanente, o Instituto Planet, que já mantém o Cine Planet e uma biblioteca infanto-juvenil no local onde funciona o centro administrativo e comercial do empreendimento.

Parceiros

A revolução smart tornará mais eficientes três áreas urbanas: a de energia em parceria com a empresa italiana Enel, de informação com o apoio de outra multinacional, a Tim, e a Social através do Instituto PLANET. Assim, a cidade contará com sinal de wi-fi gratuito nas áreas institucionais para os moradores locais e periféricos, iluminação pública controlada por sensores, programa de bicicletas e carros compartilhados, playground e redutores de velocidade que geram energia elétrica, biblioteca pública e sala de cinema, ou seja, tudo planejado para atender as necessidades da população sem que eles precisem se deslocar para uma cidade vizinha.

Aplicativo Planet:

Uma das principais inovações tecnológicas do empreendimento, o PLANET App é a ferramenta que vai promover as informações sobre os serviços da Smart City. Todos os moradores podem baixar o aplicativo gratuitamente no seu smartphone, personalizar o seu perfil de acordo com as suas exigências: consultar dados, monitorar gastos, consumos e utilizar serviços, como por exemplo, carros e bicicletas compartilhadas. Além disso, os usuários podem interagir com os demais moradores e manifestar opiniões a respeito dos serviços disponíveis.

Instituto Planet The Smart City

É uma entidade de caráter filantrópico sem fins lucrativos que nasceu da percepção de oferecer aos moradores da PRIMEIRA SMART CITY SOCIAL DO MUNDO um organismo com o compromisso e a responsabilidade social de nutrir e gerenciar, sem custos adicionais aos moradores, os projetos de interesse público, idealizados e desenvolvidos para a promoção dos QUATRO PILARES de sustentação de uma SMART CITY SOCIAL: pessoas, planejamento urbano e arquitetura, tecnologia e serviços e meio ambiente. Sua principal missão institucional é, portanto, atender às demandas voltadas para os serviços disponibilizados aos cidadãos e desenvolver meios de promover a integração social, ambiental e econômica em sua região de atuação.

Serviços Smart City Laguna
Site: http://smartcitylaguna.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/planetsmartcity
Instagram: https://www.instagram.com/planetsmartcitybr
Stand de Vendas: CE 341 – Próximo à lagoa do Croatá. São Gonçalo do Amarante, CE – Brasil.
Escritório comercial: Av. Desembargador Moreira, 760 – Ed. Centurion, 9º andar – Fortaleza – Fone (85) 3025.0909

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti