Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI)

SENDI 2018 se encerra com premiação de vencedores de competições e proposição de medidas para o setor elétrico nos próximos anos

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

24 de novembro de 2018

O XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI) foi encerrado nesta sexta (23), em Fortaleza. Na ocasião, foram entregues as premiações do Rodeio Nacional de Eletricistas – Melhores Práticas e dos trabalhos técnicos. Ainda na cerimônia, a Enel Distribuição Ceará, coordenadora da edição 2018, passou simbolicamente o bastão para a EDP Espírito Santo, que estará à frente da próxima edição em conjunto com a Associação Brasileira de Distribuição de Energia Elétrica (Abradee). Também no encerramento, Nelson Leite, presidente da associação, leu a Carta de Fortaleza, um protocolo de intenções do setor para os próximos anos.

“Dedicamos dois anos para organizar essa edição do SENDI da melhor forma possível. Hoje, finalizando o evento, posso dizer que os resultados alcançados superaram as melhores expectativas. Agradeço a todas as 120 pessoas envolvidas diretamente no seminário”, destacou o presidente da Enel Distribuição Ceará, Roberto Zanchi.

Na Carta de Fortaleza, a  ABRADEE, em nome de suas associadas, propõe iniciativas e medidas para enfrentar os desafios do segmento de distribuição. Tais ações se dão nas áreas de “Segurança jurídica e institucional”, “Racionalidade dos Subsídios Tarifários e da Tributação”, “Modernização do Marco Legal do Setor Elétrico Brasileiro”e “Estímulos aos investimentos em melhoria da qualidade e à inovação”. O documento será entregue ao presidente eleito Jair Bolsonaro, ao Ministério de Minas de Energia e à Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Já na premiação do Rodeio Nacional de Eletricistas – Melhores Práticas, a vitória ficou com a equipe Celesc 2, seguida da Enel Sul, em segundo, e Cemig, em terceiro. A Celesc 2 também venceu a premiação “Melhores Práticas”, enquanto a Copel foi eleita a melhor em “Ambientes de Rede”. A disputa ocorreu no formato “indoor” pela primeira vez e pôs em prática destreza, habilidade e controle total das normas de segurança e apresentação de práticas do sistema elétrico.

O Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI) acontece há cada dois anos e foi realizado primeira vez em Fortaleza. O evento é o maior fórum de discussões do setor elétrico brasileiro e tem como intuito promover a troca de experiências entre as empresas distribuidoras de energia elétrica, fomentando ideias para o desenvolvimento da qualidade dos serviços prestados.

Sobre a Enel Distribuição Ceará

Com cerca de 4,1 milhões de clientes e responsável por 142 mil quilômetros de linha de distribuição, a Enel Distribuição Ceará é a maior empresa do estado e é referência em qualidade do serviço no país. Já foi eleita seis vezes a Melhor Distribuidora de energia do país e dez vezes a Melhor da Região Nordeste, por meio do Prêmio Abradee. Além disso, é destaque anualmente no ranking de qualidade do serviço da Agência Nacional de Energia Elétrica.

A companhia é a empresa que mais tem investido em cultura no Ceará. Nos últimos dez anos, foram investidos cerca de R$ 115,5 milhões em 463 projetos realizados por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (Mecenas), Lei Rouanet e Fundo Estadual da Cultura (FEC). A empresa é referência também na categoria Responsabilidade Social do Prêmio Abradee, já tendo recebido oito vezes o prêmio de melhor distribuidora nesta categoria.

Em 2016, a Enel Distribuição Ceará passou por um processo de mudança de marca, que anteriormente se chamava Coelce. Esse processo foi resultado de um reposicionamento estratégico global do Grupo Enel, centrado no conceito Open Power. A companhia mantém sua essência como empresa de energia (Power) e, ao mesmo tempo, utiliza a escala e relevância globais alcançadas pelo grupo em mais de 6 décadas no mercado para entregar a todos os seus stakeholders uma empresa aberta a novas soluções, parceiros e tecnologias.

A Enel Brasil atua no mercado de energia brasileiro nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e soluções de energia. A companhia possui atualmente 17 milhões de clientes no Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e São Paulo e é a maior empresa de energia no país. Em geração renovável, a Enel é líder em geração eólica e solar no Brasil, por meio da Enel Green Power. O Grupo Enel também opera no Brasil a usina termelétrica Enel Geração Fortaleza (CE), a transmissora Enel Cien (RS) e uma empresa de soluções energéticas no mercado não regulado, a Enel X.

Sobre a ABRADEE

Com 42 anos de história, a Abradee reúne 47 concessionárias de distribuição de energia elétrica – estatais e privadas – atuantes em todas as regiões do País e que, juntas,  são responsáveis pelo atendimento de 99,6% dos consumidores brasileiros.

Sediada em Brasília, a Abradee presta serviços de apoio às suas associadas nas áreas técnica, comercial, econômico-financeira e institucional. Cabe ainda à Associação promover cursos e seminários e editar publicações técnicas, bem como trocar informações com entidades nacionais e internacionais visando ao desenvolvimento e à capacitação de suas Associadas com ênfase na defesa dos interesses do setor de distribuição de energia elétrica.

A Abradee tem como bandeira contribuir para o desenvolvimento do País por meio de um setor de distribuição de energia elétrica sustentável e eficiente, com oferta de serviços de qualidade reconhecida pelos clientes. A visão é a de agregar valor para as empresas distribuidoras, para os clientes e para o país, constituindo-se num agente efetivo de desenvolvimento do setor elétrico.

Publicidade

Projeto Fórmula Elétrica Ceará é lançado no XXIII SENDI

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

23 de novembro de 2018

Quatro universidades cearenses estão reunidas para desenvolver carros de corrida movidos a energia elétrica. É o projeto Fórmula Elétrica Ceará, que agrupa pesquisadores, docentes, estudantes, iniciativa privada e poder público em torno da produção de protótipos de automóveis que pesam em torno de 300 kg e tem arranque de 0 km/ hora a 100 km/ hora em 3 segundos. O lançamento do programa ocorreu nesta quinta (22) como parte da programação do XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), que acontece até sexta (23), em Fortaleza. O evento teve a presença de Lucas di Grassi (piloto, CEO da Roborace e embaixador da ONU para assuntos relacionados ao meio ambiente)

O Fórmula Elétrica Ceará tem participação da Universidade de Fortaleza (Unifor), a Universidade Federal do Ceará (UFC), o Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE) e a Universidade Internacional de Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). A parceria se estende também à Universidade Federal da Paraíba (UFPB), responsável pela construção dos protótipos. Além das instituições educativas, apoiam a Enel, o Governo do Estado do Ceará e a Prefeitura de Fortaleza.

O projeto integra o conceito da Fórmula SAE (Society of Automotive Engineers), modalidade de competição internacional na qual estudantes de graduação e pós-graduação das engenharias (especialmente Elétrica e Mecânica) constroem veículos do tipo fórmula. O projeto terá dois eixos centrais: a formação de alunos e o compartilhamento da tecnologia para desenvolvimento dos protótipos automotivos e a realização da competição de Fórmula Elétrica.

O seminário teve ainda dois painéis abordando tendências do setor elétrico. A digitalização e o cliente foram abordados na mesa “Como o consumidor digital está transformando o mercado e quais as tecnologias permitirão o setor elétrico ajustar-se ao novo contexto”. Debateram o tema Guga Stocco, CEO da GRID1 com mais de vinte anos de experiência na criação de negócios digitais e transformação digital, Robert Denda (Chefe Global de Tecnologia de Rede da ENEL), Marcel Pacano (Gerente Sênior de Estratégia e Inovação da TOTVS) e Cyro Vicente Boccuzzi (presidente da ECOEE).

Encerrando as palestras, houve o painel “O futuro da mobilidade e a revolução elétrica: mudanças na mobilidade urbana e seus impactos”. Debateram a temática Lucas di Grassi, Dalício Guiguer Filho (diretor de programas de produtos globais da GM), Flávio Presezniak (gerente assuntos Governamentais da Nissan) e Simone Tripepi (Responsável pela Enel X na América do Sul). As palestras teve mediação de Antônio Sérgio de Souza Guetter (CEO da Copel).

O XXIII SENDI vai ser encerrado na sexta (23). Na ocasião, haverá premiação do Rodeio Nacional dos Eletricistas – Melhores Práticas e dos melhores trabalhos técnicos apresentados ao longo do evento. O SENDI é realizado pela Abradee e nesta edição tem coordenação da Enel Distribuição Ceará.

Sobre a Enel Distribuição Ceará

Com cerca de 4,1 milhões de clientes e responsável por 142 mil quilômetros de linha de distribuição, a Enel Distribuição Ceará é a maior empresa do estado e é referência em qualidade do serviço no país. Já foi eleita seis vezes a Melhor Distribuidora de energia do país e dez vezes a Melhor da Região Nordeste, por meio do Prêmio Abradee. Além disso, é destaque anualmente no ranking de qualidade do serviço da Agência Nacional de Energia Elétrica.

A companhia é a empresa que mais tem investido em cultura no Ceará. Nos últimos dez anos, foram investidos cerca de R$ 115,5 milhões em 463 projetos realizados por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (Mecenas), Lei Rouanet e Fundo Estadual da Cultura (FEC). A empresa é referência também na categoria Responsabilidade Social do Prêmio Abradee, já tendo recebido oito vezes o prêmio de melhor distribuidora nesta categoria.

Em 2016, a Enel Distribuição Ceará passou por um processo de mudança de marca, que anteriormente se chamava Coelce. Esse processo foi resultado de um reposicionamento estratégico global do Grupo Enel, centrado no conceito Open Power. A companhia mantém sua essência como empresa de energia (Power) e, ao mesmo tempo, utiliza a escala e relevância globais alcançadas pelo grupo em mais de 6 décadas no mercado para entregar a todos os seus stakeholders uma empresa aberta a novas soluções, parceiros e tecnologias.

A Enel Brasil atua no mercado de energia brasileiro nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e soluções de energia. A companhia possui atualmente 17 milhões de clientes no Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e São Paulo e é a maior empresa de energia no país. Em geração renovável, a Enel é líder em geração eólica e solar no Brasil, por meio da Enel Green Power. O Grupo Enel também opera no Brasil a usina termelétrica Enel Geração Fortaleza (CE), a transmissora Enel Cien (RS) e uma empresa de soluções energéticas no mercado não regulado, a Enel X.

Sobre a ABRADEE

Com 42 anos de história, a Abradee reúne 47 concessionárias de distribuição de energia elétrica – estatais e privadas – atuantes em todas as regiões do País e que, juntas,  são responsáveis pelo atendimento de 99,6% dos consumidores brasileiros.

Sediada em Brasília, a Abradee presta serviços de apoio às suas associadas nas áreas técnica, comercial, econômico-financeira e institucional. Cabe ainda à Associação promover cursos e seminários e editar publicações técnicas, bem como trocar informações com entidades nacionais e internacionais visando ao desenvolvimento e à capacitação de suas Associadas com ênfase na defesa dos interesses do setor de distribuição de energia elétrica.

A Abradee tem como bandeira contribuir para o desenvolvimento do País por meio de um setor de distribuição de energia elétrica sustentável e eficiente, com oferta de serviços de qualidade reconhecida pelos clientes. A visão é a de agregar valor para as empresas distribuidoras, para os clientes e para o país, constituindo-se num agente efetivo de desenvolvimento do setor elétrico.

Publicidade

Desafios do setor de energia elétrica na sustentabilidade e regulação são debatidos no primeiro dia do SENDI 2018

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

21 de novembro de 2018

A sustentabilidade iniciou as discussões do XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), que acontece até o dia 23 de novembro, em Fortaleza. Abordando a temática “Como o Setor Elétrico pode atender as novas as exigências dos clientes quanto a sustentabilidade em um mundo cada vez mais conectado”, Carlo Pereira, secretário-executivo do Pacto Global da ONU no Brasil traçou um panorama de como as distribuidoras brasileiras vêm trabalhando para cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Apesar de admitir que ainda há aspectos a se avançar, Carlo reconheceu que o setor vem tendo êxito nessa tarefa. “As empresas do sistema elétrico já entenderam que precisam trazer as práticas de sustentabilidade, tanto ambientais quanto sociais, para fazer com que o setor tenha uma vida, seja saudável e tenha longevidade”.

Além dele, debateram a temática Márcio Pontual (assessor da Secretaria Nacional de Assistência Social – SNAS), Nicola Cotugno (Country Manager da Enel Brasil), André Dorf (presidente da CPFL Energia), Antonio Sérgio de Souza Guetter (presidente da Copel Distribuição) e Michel Nunes Iktes (diretor-presidente de distribuição da EDP Brasil).

Em seguida, a gestão regulatória foi tema de troca de experiências entre André Pepitone (diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica), Nelson Leite (presidente da ABRADEE), Alejandro Sruoga (Secretário de Coordenação da Política Energética do Ministério de Energia da Argentina) e Alberto Biancardi (Comissário da Autoridade Regulatória para Energia da Itália).

Dentre os objetivos brasileiros para a área de regulação, André Pepitone, destacou que a Aneel busca aprimorar as discussões regulatórias sobre a geração distribuída ao longo de 2019, a fim de garantir a expansão da fonte com equilíbrio e sustentabilidade.

Os painéis do SENDI continuam nesta quinta (22), com dois painéis que abordam tendências do setor. Às 08h30, a digitalização e o cliente são focos da mesa “Como o consumidor digital está transformando o mercado e quais as tecnologias permitirão o setor elétrico ajustar-se ao novo contexto”. À frente do painel vai estar Guga Stocco, CEO da GRID1 com mais de vinte anos de experiência na criação de negócios digitais e transformação digital. Também participam Robert Denda (Chefe Global de Tecnologia de Rede da ENEL), Marcel Pacano (Gerente Sênior de Estratégia e Inovação da TOTVS) e Cyro Vicente Boccuzzi (presidente da ECOEE).

Encerrando as palestras do evento, na quinta (22), às 10h45, será discutido “O futuro da mobilidade e a revolução elétrica: mudanças na mobilidade urbana e seus impactos”. Para debater a temática, participam Lucas di Grassi (piloto, CEO da Roborace e embaixador da ONU para assuntos relacionados ao meio ambiente), Dalício Guiguer Filho (diretor de programas de produtos globais da GM), Flávio Presezniak (gerente assuntos Governamentais da Nissan) e Simone Tripepi (Responsável pela Enel X na América do Sul). As palestras têm mediação de Antônio Sérgio de Souza Guetter (CEO da Copel).

Além dos painéis, o SENDI possui uma programação diversificada, com destaque para os trabalhos técnicos. A edição cearense contará com a apresentação de 274 trabalhos durante o evento. Os selecionados abordam temas relacionados às áreas técnicas, comerciais, institucionais e de inovação com intuito de promover a troca de experiências entre empresas distribuidoras de energia elétrica. A maior quantidade de trabalhos inscritos foi na área de inovação, com o tema “Novos Modelos de Negócios e Tecnologia”.

Já no Rodeio Nacional de Eletricistas, ao invés de tentar permanecer em cima de um boi, os participantes buscam promover a segurança do trabalho e a inovação, disseminando práticas seguras e inovadoras a todas as concessionárias do Brasil. A disputa acontece até sexta (23) e coloca em prática a experiência diária de eletricistas de distribuidoras de todo o país de maneira emocionante e divertida. As equipes demonstram a realização da tarefa com destreza, habilidade e controle total das normas de segurança e apresentação de práticas do sistema elétrico.

O SENDI também abrigará eventos paralelos relacionados a temas correlatos às distribuidoras de energia. Um deles é o Demo Day. Realizado pela primeira vez no seminário, o encontro reunirá 25 startups, que poderão apresentar soluções relacionadas a temas como “City Solution”, Digital, Industrial / Usina Elétrica, Mercado, Renováveis e Sustentabilidade. Nos dias 21 e 22 de novembro, às 15h30, cada startup terá 7 minutos para fazer sua apresentação, que será exibida nos palcos simultâneos do Sendi.

A troca de conhecimentos acontece também na área legal, por meio do Seminário Jurídico, que abordará importantes aspectos do setor. As discussões acontecem nos dias 21 e 22 de setembro. A intenção é aumentar a integração entre os agentes do setor e conteúdo valioso aos seus participantes. Haverá ainda o Café Legal, um espaço de networking e disseminação da literatura especializada no setor elétrico.

Sobre a Enel Distribuição Ceará

Com cerca de 4,1 milhões de clientes e responsável por 142 mil quilômetros de linha de distribuição, a Enel Distribuição Ceará é a maior empresa do estado e é referência em qualidade do serviço no país. Já foi eleita seis vezes a Melhor Distribuidora de energia do país e dez vezes a Melhor da Região Nordeste, por meio do Prêmio Abradee. Além disso, é destaque anualmente no ranking de qualidade do serviço da Agência Nacional de Energia Elétrica.

A companhia é a empresa que mais tem investido em cultura no Ceará. Nos últimos dez anos, foram investidos cerca de R$ 115,5 milhões em 463 projetos realizados por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (Mecenas), Lei Rouanet e Fundo Estadual da Cultura (FEC). A empresa é referência também na categoria Responsabilidade Social do Prêmio Abradee, já tendo recebido oito vezes o prêmio de melhor distribuidora nesta categoria.

Em 2016, a Enel Distribuição Ceará passou por um processo de mudança de marca, que anteriormente se chamava Coelce. Esse processo foi resultado de um reposicionamento estratégico global do Grupo Enel, centrado no conceito Open Power. A companhia mantém sua essência como empresa de energia (Power) e, ao mesmo tempo, utiliza a escala e relevância globais alcançadas pelo grupo em mais de 6 décadas no mercado para entregar a todos os seus stakeholders uma empresa aberta a novas soluções, parceiros e tecnologias.

A Enel Brasil atua no mercado de energia brasileiro nos segmentos de distribuição, geração, transmissão, comercialização e soluções de energia. A companhia possui atualmente 17 milhões de clientes no Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e São Paulo e é a maior empresa de energia no país. Em geração renovável, a Enel é líder em geração eólica e solar no Brasil, por meio da Enel Green Power. O Grupo Enel também opera no Brasil a usina termelétrica Enel Geração Fortaleza (CE), a transmissora Enel Cien (RS) e uma empresa de soluções energéticas no mercado não regulado, a Enel X.

Sobre a ABRADEE

Com 42 anos de história, a Abradee reúne 47 concessionárias de distribuição de energia elétrica – estatais e privadas – atuantes em todas as regiões do País e que, juntas,  são responsáveis pelo atendimento de 99,6% dos consumidores brasileiros.

Sediada em Brasília, a Abradee presta serviços de apoio às suas associadas nas áreas técnica, comercial, econômico-financeira e institucional. Cabe ainda à Associação promover cursos e seminários e editar publicações técnicas, bem como trocar informações com entidades nacionais e internacionais visando ao desenvolvimento e à capacitação de suas Associadas com ênfase na defesa dos interesses do setor de distribuição de energia elétrica.

A Abradee tem como bandeira contribuir para o desenvolvimento do País por meio de um setor de distribuição de energia elétrica sustentável e eficiente, com oferta de serviços de qualidade reconhecida pelos clientes. A visão é a de agregar valor para as empresas distribuidoras, para os clientes e para o país, constituindo-se num agente efetivo de desenvolvimento do setor elétrico.

Publicidade

Arena Elos movimenta Fortaleza entre os dias 16 e 18 de novembro

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de novembro de 2018

 

O evento acontece na Praia de Iracema e traz uma programação completa, reunindo competições esportivas, aulas gratuitas e muito mais

Entre os dias 16 e 18 de novembro, Fortaleza recebe a Arena Elos – uma iniciativa esportiva, que promete engajar todo o público cearense em uma programação recheada, reunindo esportes de todas as modalidades e ações de impacto social. As atividades se iniciam no dia 16 de novembro, com aulas de vôlei, e seguem até 18 de novembro, no Aterro da Praia de Iracema.  Para ficar por dentro de toda a programação do evento, os interessados podem acompanhar o regulamento completo em: www.festivalelos.com.br.

A Arena Elos surge com a crença da construção dos valores humanos através da implantação e difusão da cultura e do esporte. Dessa forma, a ação vem para a capital cearense com o objetivo de construir laços com a comunidade, através de iniciativas sustentáveis, ofertando diversas experiências para o público, por meio de um leque de práticas esportivas.

Dentre as atividades que irão acontecer na Arena Elos está o Circuito de Corridas – Enel, que acontece no Aterro da Praia de Iracema, no dia 18 de novembro. Além da corrida de rua, o evento também contará com passeio ciclístico, campeonatos de vôlei e karatê, aulas gratuitas de surf, skate, exercícios funcionais e muito mais.

O projeto Elos surgiu como uma forma de conectar Fortaleza com o XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), que acontece de 20 a 23 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará. O SENDI é realizado pela Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee) e nesta edição tem coordenação da Enel Distribuição Ceará.

 

Programação

 

Sexta – 16/11

 

Oficinas de Vôlei

Horário: 09h às 20h

Descrição: Aberto ao público. A oficina visa promover a prática do esporte de maneira lúdica.

 

Sábado – 17/11

 

Aula de Surf

Horário: 8h e 16h

Descrição: Aberto ao público. Profissionais capacitados dão aulas básicas de surf na beira do mar.

Campeonato de Vôlei

Horário: 09h às 20h

Descrição: Aberto ao público. O campeonato de vôlei visa estimular a competição saudável e o companheirismo entre os jovens.

Demonstração e oficinas de Skate

Horário: 16h às 22h

Descrição: Aberto ao público. Os skates serão disponibilizados ao público para a prática do esporte e oficinas.

Competição de Beach Tennis

Horário: 16h às 20h

Descrição: Aberto ao público. Competição amistosa de tênis de praia. As inscrições serão feita presencialmente durante o evento.

 

Exercício Funcional

Horário: 16h às 20h

Descrição: Aberto ao público. O aulão de exercício funcional visa estimular a prática da atividade física e demonstrar o bem-estar que ela traz para o corpo e a mente.

Domingo – 18/11

 

Circuito de Corridas Enel

Horário: 6h às 8h

Descrição: Inscrição de 24 a 30 de outubro, levando uma lata de leite. Circuito de 5km e 10km para praticantes e não praticantes de corridas. A premiação conta com troféus para os três primeiro lugares e medalhas de participação para todos.

 

Bike Tour Cultural

Horário: 7h30

Descrição: Aberto ao público. Um passeio sobre duas rodas, percorrendo os principais monumentos históricos de Fortaleza, visando à valorização da cultura cearense.

 

Zumba na Praia

Horário: 8h

Descrição: Aberto ao público. Muita agitação na praia no ritmo da zumba.

 

Aula de Surf

Horário: 8h e 16h

Descrição: Aberto ao público. Profissionais capacitados dão aulas básicas de surf na beira do mar.

Campeonato de Vôlei

Horário: 09h às 20h

Descrição: Aberto ao público. O campeonato de vôlei visa estimular a competição saudável e o companheirismo entre os jovens.

Demonstração e oficinas de Skate

Horário: 16h às 22h

Descrição: Aberto ao público. Os skates serão disponibilizados ao público para a prática do esporte e oficinas.

Competição de Beach Tennis

Horário: 16h às 20h

Descrição: Aberto ao público. Competição amistosa de tênis de praia. As inscrições serão feita presencialmente durante o evento.

 

Exercício Funcional

Horário: 16h às 20h

Descrição: Aberto ao público. O aulão de exercício funcional visa estimular a prática da atividade física e demonstrar o bem-estar que ela traz para o corpo e a mente.

Além da Arena Elos, haverá ainda o Festival Elos, que conecta música, teatro, dança, artes visuais e artesanato, entre outras práticas de economia criativa. Dentre as atrações já confirmadas no festival está o cantor capixaba Silva. O artista se apresenta no sábado (17) no Aterro da Praia de Iracema, em show gratuito.

O Festival Elos tem realização da Quitanda das Artes, Cinco Elementos Produções e Instituto BR Arte com correalização do Sendi 2018 Fortaleza, que está sendo organizado pela Enel Distribuição Ceará.

Sobre o Sendi

Maior evento do setor de energia elétrica do Brasil, o SENDI acontece desde 1962 a cada dois anos e, após dez anos, será realizado em uma capital nordestina novamente. O evento é realizado pela Abradee e nesta edição tem coordenação da Enel Distribuição Ceará. O evento deve reunir cerca de 5 mil pessoas no Centro de Eventos do Ceará. As inscrições podem ser realizadas no site do evento: https://sendi.org.br/. Além dos colaboradores das empresas de distribuição, o SENDI tem como público alvo pessoas que trabalham no sistema elétrico como um tudo, além de pesquisadores e estudantes. Os pilares do evento são sustentabilidade, gestão regulatória, digitalização/clientes e mobilidade elétrica.

Publicidade

Futuro da mobilidade elétrica e redesenho do mercado de locomoção serão discutidos em seminário

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

12 de novembro de 2018

Lucas di Grassi

A mobilidade elétrica é um tema que vem ganhando destaque nos últimos anos no Brasil e no mundo. A temática vai ser um dos pontos centrais do XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), maior evento do setor no país, que ocorre em Fortaleza, de 20 a 23 de setembro, no Centro de Eventos do Ceará. Na quinta (22), às 10h45, será discutido “Qual impacto que a mobilidade elétrica está provocando ao redesenho atual do mercado de locomoção”. Para debater a temática, participam Lucas di Grassi (piloto, CEO da Roborace e embaixador da ONU para assuntos relacionados ao meio ambiente), Dalício Guiguer Filho (diretor de programas de produtos globais da GM), Flávio Presezniak (gerente assuntos Governamentais da Nissan) e Karla Zapata (gerente da Enel X no Chile). As palestras têm mediação de Antônio Sérgio de Souza Guetter (CEO da Copel).

Lucas di Grassi é o CEO da Roborace, primeira plataforma de corrida de automóveis autônoma do planeta. A iniciativa pretende acelerar o processo de desenvolvimento de tecnologias autônomas, para desenvolver soluções relevantes para o futuro da indústria automotiva.

Segundo estudos promovidos pelo Health Effects Institute, órgão que pesquisa os efeitos da poluição e outros agentes sobre a saúde humana, os países emergentes apresentam os piores índices de qualidade do ar – e por isso também registram a maior quantidade de óbitos prematuros ligados a doenças de origem respiratória. 

Sobre o Sendi

O SENDI acontece desde 1962 a cada dois anos e, após dez anos, será realizado em uma capital nordestina novamente. O evento é realizado pela Abradee e nesta edição tem coordenação da Enel Distribuição Ceará.

Sobre a Enel Distribuição Ceará

Com mais de 4 milhões de clientes e responsável por 142 mil quilômetros de linha de distribuição, a Enel Distribuição Ceará é a maior empresa do estado e é referência em qualidade do serviço no país.

Já foi eleita seis vezes a Melhor Distribuidora de energia do país e dez vezes a Melhor da Região Nordeste, por meio do Prêmio Abradee. Além disso, é destaque anualmente no ranking de qualidade do serviço da Agência Nacional de Energia Elétrica.

A companhia é a empresa que mais tem investido em cultura no Ceará. Nos últimos dez anos, foram investidos cerca de R$ 115,5 milhões em 463 projetos realizados por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (Mecenas), Lei Rouanet e Fundo Estadual da Cultura (FEC). A empresa é referência também na categoria Responsabilidade Social do Prêmio Abradee, já tendo recebido oito vezes o prêmio de melhor distribuidora nesta categoria.

Em 2016, a Enel Distribuição Ceará passou por um processo de mudança de marca, que anteriormente se chamava Coelce. Esse processo foi resultado de um reposicionamento estratégico global do Grupo Enel, centrado no conceito Open Power. A companhia mantém sua essência como empresa de energia (Power) e, ao mesmo tempo, utiliza a escala e relevância globais alcançadas pelo grupo em mais de 6 décadas no mercado para entregar a todos os seus stakeholders uma empresa aberta a novas soluções, parceiros e tecnologias.

 

Sobre a ABRADEE

São 42 anos de dedicação ao desenvolvimento do setor de distribuição de energia elétrica brasileiro. A Abradee reúne 47 concessionárias de distribuição de energia elétrica – estatais e privadas – atuantes em todas as regiões do País e que, juntas, são responsáveis pelo atendimento de 99,6% dos consumidores brasileiros.

Sediada em Brasília, a Abradee presta serviços de apoio às suas associadas nas áreas técnica, comercial, econômico-financeira e institucional. Cabe ainda à Associação promover cursos e seminários e editar publicações técnicas, bem como trocar informações com entidades nacionais e internacionais visando ao desenvolvimento e à capacitação de suas Associadas com ênfase na defesa dos interesses do setor de distribuição de energia elétrica.

A Abradee tem como bandeira contribuir para o desenvolvimento do País por meio de um setor de distribuição de energia elétrica sustentável e eficiente, com oferta de serviços de qualidade reconhecida pelos clientes. A visão é a de agregar valor para as empresas distribuidoras, para os clientes e para o país, constituindo-se num agente efetivo de desenvolvimento do setor elétrico.

Publicidade

Enel e Abradee formalizam participação da Aneel no XXIII Sendi

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de novembro de 2018

 

De 20 a 23 de novembro, Fortaleza recebe o XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), que pretende reunir cerca de cinco mil pessoas. Entre as principais participações durante o evento, está a de André Pepitone, que apresenta ao público o painel “Tendências de Adequação do setor Elétrico às novas exigências dos consumidores e como a Europa e América Latina se adequam às mudanças regulatórias”. Alguns dos temas relevantes a serem discutidos com os participantes são: Medidores Inteligentes, Digitalização de Ativos, Mobilidade Elétrica, Geração Distribuída e Cidades Inteligentes. As inscrições para os painéis podem ser realizadas no site: https://sendi.org.br/ ou através do aplicativo do evento.

Representantes da Enel Distribuição Ceará, que coordenam o evento, estiveram em Brasília, para formalizar a participação da ANEEL. Na ocasião, o Diretor de Geral da ANEEL, André Pepitone, recebeu o novo Country Manager da Enel Brasil, Nicola Cotugno, e o Presidente da Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Leite, ao diretor de geral da ANEEL, em uma reunião. O encontro também teve participação do presidente da Associação Brasileira de Agências de Regulação, Fernando Alfredo R. Franco, também conselheiro da Agência Reguladora do Estado do Ceará (ARCE).

Além dos colaboradores das empresas de distribuição, o SENDI tem como público alvo pessoas que trabalham no sistema elétrico como um tudo, além de pesquisadores e estudantes. Os pilares do evento são sustentabilidade, gestão regulatória, digitalização/clientes e mobilidade elétrica.

Publicidade

Enel e Abradee formalizam participação da Aneel no XXIII Sendi

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de novembro de 2018

 

De 20 a 23 de novembro, Fortaleza recebe o XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), que pretende reunir cerca de cinco mil pessoas. Entre as principais participações durante o evento, está a de André Pepitone, que apresenta ao público o painel “Tendências de Adequação do setor Elétrico às novas exigências dos consumidores e como a Europa e América Latina se adequam às mudanças regulatórias”. Alguns dos temas relevantes a serem discutidos com os participantes são: Medidores Inteligentes, Digitalização de Ativos, Mobilidade Elétrica, Geração Distribuída e Cidades Inteligentes. As inscrições para os painéis podem ser realizadas no site: https://sendi.org.br/ ou através do aplicativo do evento.

Representantes da Enel Distribuição Ceará, que coordenam o evento, estiveram em Brasília, para formalizar a participação da ANEEL. Na ocasião, o Diretor de Geral da ANEEL, André Pepitone, recebeu o novo Country Manager da Enel Brasil, Nicola Cotugno, e o Presidente da Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Leite, ao diretor de geral da ANEEL, em uma reunião. O encontro também teve participação do presidente da Associação Brasileira de Agências de Regulação, Fernando Alfredo R. Franco, também conselheiro da Agência Reguladora do Estado do Ceará (ARCE).

Além dos colaboradores das empresas de distribuição, o SENDI tem como público alvo pessoas que trabalham no sistema elétrico como um tudo, além de pesquisadores e estudantes. Os pilares do evento são sustentabilidade, gestão regulatória, digitalização/clientes e mobilidade elétrica.