Eltom Andrade Archives - News Maranguape 
Publicidade

Eltom Andrade

Maranguape. A Capital Nacional do Humor recebeu grandes comediantes no último final de semana

Por Dadynha Saturnino em Diversão

29 de agosto de 2014

Criado em 2009, o Festival Nacional de Humor de Maranguape recebeu grandes comediantes no último final de semana, entre eles o paraibano Zé Lezin e o cearense Tirullipa, consagrando definitivamente a terra do saudoso gênio do humor brasileiro Chico Anysio (in memoriam) como a Capital Nacional do Humor. Em sua sexta edição, o evento realizado pela Prefeitura Municipal através da Fundação Viva Maranguape de Turismo, Esporte e Cultura – FITEC, faz parte do calendário cultural estadual e mais uma vez foi o centro das atenções no Ceará, conhecido por ser um dos melhores do país na categoria e que ao mesmo tempo em que recebe artistas já reconhecidos pelo público e mídia, incentiva o potencial dos artistas locais, o turismo e a economia da cidade, fortalecendo-a como grande polo do humor nacional. Cerca de 20mil pessoas da Sede, Distritos e cidades circunvizinhas marcaram presença na Praça Capistrano de Abreu, além de visitantes de várias partes do país que aproveitaram para curtir os show musicais de Marcos Lessa e da Banda de Forró Ferro na Boneca, conhecer a Casa Chico Anysio e desfrutar das belezas naturais de Maranguape. A apresentação ficou por conta do também talentoso comediante e apresentador Alex Nogueira.

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

O evento

Na sexta (22), primeira noite do evento, subiram ao palco Marcelino Câmara que apresentou um show infantil, os artistas locais Tony Régio (Nikita), Everton Ferreira (Barruada) e convidados Bagaceira, Zé Lezin e Luana do Crato. O cantor Marcus Lessa encerrou com um show musical. Já no sábado (23) foi a vez dos artistas locais Eltom Andrade e Renato Serra e Rapadura seguidos dos convidados Ciro Santos (Virginia Del Fuego), João Neto (Zé Modesto), Ery Soares (Tizil) e Everton Silva (Tirullipa) comandarem a festa que encerrou-se com o show da Banda de forró Ferro na Boneca. Ainda, de terça (19) a quinta (21), o Grupo Garajal apresentou o Circuito do Riso em Escolas da rede municipal de ensino localizadas na Sede e Distritos.

Com a palavra os humoristas

Durante os dois dias de eventos, marcamos presença no bakcstage e conversamos com os artistas. Confiram o que eles disseram sobre o FNH:

Everton Ferreira (Barruada)

Humorista Barruada no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Barruada no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Minha participação acontece desde a 3ª. Edição e sempre é muito emocionante. Passo aqui a tarde, confiro a montagem do palco, ai o coração já começa a bater forte pra noite, o nervosismo aumenta, vou nas redes sociais e recebo os os parabéns do povo me apoiando e dizendo que vou conseguir, que sou bom, tenho talento e que vai dar tudo certo, é bom demais. A gente fica ansioso, se prepara o ano todo para um evento desse que é de grande porte e fora isso a responsabilidade que a gente carrega em subir no palco e se apresentar para mais de 15 mil pessoas fica ainda maior. O nervosismo vem com certeza, principalmente pra quem é de Maranguape porque carregamos no peito o nome de Chico Anysio e porque não tem mais aquela coisa de saber quem é o campeão! Não gostei por não ser mais mostra competitiva, mas, a gente vem contratado, recebe cachê, apresenta várias novidades, piadas novas e mostra o nosso talento pro povo mesmo sem saber quem é o campeão do festival nacional de humor. Sinto uma emoção muito grande em subir no palco onde o próprio Chico pisou, seu filho André Lucas, o Paulinho Gogó, o Zé Lezin, o Tirullipa, como vários outros humoristas de nome nacional passaram a emoção e responsabilidade é muito grande. Gosto muito do Zé Lezin e Everardo, o Tiririca, esses caras são demais. Todo show que a gente ver é um repertório novo e é difícil Dadynha, a gente fazer isso, toda vez que for fazer um show mudar o repertório, hoje em dia principalmente aquele que não vive só de humor, mas, Tirullipa, Tiririca e Zé Lezin, Tom Cavalcante, pra mim eles são ídolos, são os caras. Deixo um recado pra quem não pode vir nesta 6ª edição que venham na próxima e visitem a casa do Chico Anysio para recordar a memória do mestre do humor brasileiro, maranguapense que aqui viveu até os oito anos, quando mudou-se para o RJ. É isso! Não vivemos só de humor, o tempo é corrido e para o ano que vem pretendemos fazer uma homenagem na Casa dele.


Tony Régio (Nikita)

Humorista Nikita no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Nikita no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Esta é a segunda vez que participo. Como eu disse no meu show a adrenalina sobe criatura, é demais, é fantástico, é apoteótico, pode-se dizer que é um mega-show que a gente realiza aqui neste Festival Nacional de Humor, terra de Chico Anysio. Arrepia gente, não tem como não arrepiar quando você está em cima do palco, é incrível, é fantástico. Eu me emociono quando estou lá em cima. É o seguinte, por incrível que pareça eu me espelho em Alex Nogueira, ele é fantástico, assistindo um show dele, você relaxa, é incrível como ele tem o dom de cativar o público com uma piada dele, uma história que você acredita que é verdade. Amo o Alex como amo todos os colegas humoristas, todos são fantásticos, admiro mais ainda quando o artista realmente é profissional e vive do humor. Isso eu acho fantástico. Viver do humor com produções independentes é muito difícil, mas, quando você trabalha em um determinado canal de TV você tem todo apoio. A minha personagem Nikita está no Programa Mais Humor na TV Metrópole todos os sábados às 12h30min, com um grande elenco de humoristas encabeçado por Cristiano Cunha e estamos todos fazendo shows de humor na TV. Inclusive, estou fazendo oficinas de teatro com o grande humorista Bené Barbosa, o Papudim, que é um projeto que ele tem com o Governo do Estado, o “Terça de graça”, que ele mesmo ministra com o Diretor de Teatro Wellington Roccon e dá todas as dicas de como se comportar no palco, as pausas para cada piada. É uma oficina excelente.

Alex Nogueira (humorista e apresentador)

Humoristas Jader Soares, Zé lezin e Alex Nogueira no camarim do VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humoristas Jader Soares, Zé lezin e Alex Nogueira no camarim do VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Pra nós que somos humoristas cearenses primeiro é uma satisfação imensa e segundo porque é um prazer enorme participar de eventos como esses que enaltece cada vez mais o humor e que formam novos artistas. A emoção de estar mais uma vez em Maranguape, a terra de Chico Anysio, o maior ícone do humor brasileiro é uma honra e a energia das pessoas que são acostumadas com o humor aqui resplandece no sentimento da molecagem. Elas recebem cada humorista que sobe no palco de uma forma muito legal e eles se sentem muito em casa. Esta é a sexta edição e estive já na 1ª, fiz aqui como humorista apresentando o meu show, mas, depois, nestes dois últimos anos participo como apresentador e é muito legal sentir toda essa energia recebida e enaltecer a continuação do evento numa forma de referenciar não só Chico Ansyio, mas, também fazer com que o movimento do humor seja renovado e cada vez mais novos artistas venham acontecendo.

Só de H?

Alex Nogueira estreou recentemente o programa humorístico “Só de H” e sobre ele frisou: é uma honra imensa, estamos com esse projeto bem diferente pela TV Jangadeiro/BAND e a tivemos a honra de juntar vários outros artistas e estamos fazendo uma coisa diferenciada no humor, humor moleque do cearense, levando bons quadros com animação e piadas e também a oportunidade de revelar e cada vez mais fazer com que esse movimento se perpetue porque em menos de um mês somos vice-líder de audiência absoluta e a gente fica bem feliz com essa resposta, sinal que o povo do Ceará está cada vez mais bem sintonizado com os caminhos do humor.

Alexandre Silva (Rapadura)

Humorista Rapadura no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Rapadura no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Pela sexta vez consecutiva participo do FNH, nos três primeiros anos competi e sou o único maranguapense campeão do evento. Vou falar de como comecei e é o mesmo que falar da história de Chico Anysio. O que me fez entrar na área do humor e do circo foi conhecer a história de Chico, comprando e assistindo os seus DVDs. Foi onde bateu a ideia de ir embora com o circo e logo como palhaço comecei a participar de eventos, de festivais e eu queria mais, queria ser humorista como Chico Anysio e não palhaço, então troquei a roupagem todinha e resolvi participar do FNH em 2009 competindo com o incentivo de muitos amigos e familiares. Fiquei em 2º lugar, mas, pra mim considero o primeiro. Em 2010 por influencia do resultado anterior tive a oportunidade de querer trabalhar mais e realizar mais um sonho que era criar mais um personagem. Me apresentei com a Sirley e o Rapadura ficando em 3º lugar porque estourei o tempo. No ano seguinte determinei: quero o 1 lugar, ensaiei e consegui e essa história todinha eu devo aos maranguapenses por terem me incentivado, dando conselhos tipo “não desisti, vai atrás que tu consegue, até mesmo a equipe do evento chegava pra mim e dizia: tu tem toda a chance de conseguir o primeiro lugar” e foi aonde eu consegui com o apoio e incentivo de muitos amigos.

Olha, sempre tive o sonho de chegar perto de Chico Anysio, tocar e ter aquela conversa com ele: “Chico eu sou de Maranguape, quero subir na vida, ser humorista” e, não vou dizer essa palavra “Deus não permitiu” porque ele sabe o que faz, mas, se ele não deixou essa proximidade acontecer é porque provavelmente Chico ainda ficaria muito contente com o meu trabalho. Ele sabe de tudo, foi o mestre, pra mim é tudo! Sabe do meu sentimento, todo show antes de entrar no palco peço pra ele entrar comigo. Não é a toa que pra você agradar muita gente tem que ter um guardião de lado e o meu é Chico Anysio.

Dadynha tu sabe que desde o dia que eu te conheci tenho um carinho enorme contigo e em todo canto que te vejo falo contigo. Te admiro muito pelo seu trabalho, pois da oportunidade a nós, os talentos novos da terra de Maranguape. Sim, sou um talento novo, não sou reconhecido ainda com a vontade que quero ser, mas, um dia eu chego lá com a ajuda de muita gente, inclusive a sua. Seu Blog é muito visto, então pra mim é muito bacana estar nele e a melhor coisa que aconteceu desde o primeiro FNH foi ter conquistado essas amizades, inclusive a sua, que me faz crescer mais ainda. Obrigada! O rapadura é essa cara gaiato e ao mesmo tempo sério, que sabe distinguir os shows e para me contratar é fácil basta entrar no meu site, que é 8599-8081, o face é 8500-8081 e o meu celular que é 8599-8081, finalizou sorrindo com a habilidade de quem faz os outros rirem. E muito bem!

Eltom Andrade

Humorista Eltom Andrade no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Eltom Andrade no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

O público pode conferir uma novidade, na realidade um protesto que eu e o Renato Serra trouxemos ao palco do FNH: o Black, um interprete em libras porque no público existem os deficientes auditivos e a produção não pensa em colocar os interpretes para passar as piadas. As vezes estão rindo mais pelas macacadas, mugangadas dos humoristas, com uma interpretação visual e então trouxemos essa ideia de Adriano Rosa, o nosso produtor, tradutor em libras e apresentamos também o Thor, aquele cara que é homem, mas, na realidade não assume que é uma bicha encubada, não assume, detesta ser chamado de viado e também o Cirilo, que é um pirangueiro que mora no Colinas II, que é o Condomínio da Santa. O cara é totalmente atrapalhado, não teve estudo e interpreta da forma dele, tipo, uma pergunta muito simples, “me defina o que é bat-gut” ele respondeu o iogurte do batmam. Aliás, mostramos muitas piadas da atualidade, tipo watsapp, facebook que é isso que a galera gosta com um pouco do humor cearense, maranguapense, digamos assim.

Renato Serra

Humoristas Renato Serra, Eltom Andrade, Tirullipa e o produtor Adriano Rosa no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humoristas Renato Serra, Eltom Andrade, Tirullipa e o produtor Adriano Rosa no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Conheci o Eltom Andrade através do Adriano Rosa. Desde criança sempre fui moleque, faço as pessoas rirem e hoje sou moto taxista, o que não tem nada haver com o humor, né? Mas, certo dia o Adriano disse: “Renato interpreta isso aqui pra mim e eu fiz”. Ele gostou, passou pro Eltom que disse: dá pra coisa! Esse foi o meu primeiro festival e vou confessar: tremi, suei pra c…, suei pra caramba, mas, o que nós quisemos apresentar pro público sei que depois que descemos daquele palco senti como dever cumprido de tudo o que pretendíamos: adoraram os três personagens (tradutor Black, Thor e Cirilo).

Outra coisa eu disse ao Eltom: vamos levar uma homenagem à Chico Anysio porque ele não era só de contar piadas e sim de interpretar, de inventar papéis, então, isso foi o que levou a gente a trazer novidades e não é a toa que no decorrer do show eu fiz o Black (tradutor), o Tom (macho, mas, bichona encubada) e o Pirangueiro que infelizmente o que mais cresce hoje na nossa sociedade é o público pirangueiro. A gente quis passar para o público tudo isso e estou elongiadíssimo em ter participado, creio eu que próximo ano estaremos aqui (eu e Eltom) trazendo mais novidades para vocês. E isso tudo que fiz no palco com o meu parceiro Eltom Andrade, acreditem, estou há apenas um mês exercendo, esse foi o meu primeiro festival, já a nível nacional e defino a minha participação em uma palavra: muito nervosismo, mas, valeu à pena, estou de alma lavada e dever cumprido, subi no palco para fazer as pessoas rirem e consegui.

Tirullipa

Tirullipa, Dadynha Saturnino e Edmilson Filho no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Tirullipa, Dadynha Saturnino e Edmilson Filho no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

O filho do Tiririca foi a atração mais esperada do Festival. Ele subiu ao palco na noite de sábado levando muita graça e irreverência através do show “a resenha do caneco pela primeira vez em Maranguape.” Bruno Mars, paródias novas do Luan Santana e Naldo e a essência da molecagem cearense através de histórias e causos que acontecem no dia a dia a gente agora explora mais no estilo stand up, comigo de cara limpa, disse Tiru, complementando: “um show muito bacana, muito diversificado que a galera curte, sobe no palco e a gente da a oportunidade para participarem, recebendo esse calor e sem falar na brincadeira do caneco que a gente raspa o caneco de todo mundo. Falamos do caneco do começo ao fim do show, de todos os canecos, da água de beber como o caneco do meu irmão…o caneco. Layla Vitória, filha do humorista, fez uma aplaudida participação especial no início do show!

O ápice de sua apresentação aconteceu em dois momentos: o primeiro quando o humorista convidou o Prefeito da cidade, Átila Câmara para dançar no palco a música do “prende e solta”. Este não se fez de rogado e participou do número dançante em companhia dos humoristas Ery Soares, Alex Nogueira e de um rapaz da platéia levando o povo às gargalhadas, reforçando o sentimento da molecagem e da alegria tão enraizado em nossa gente. O segundo foi quando agradeceu a visita do diretor global Alexandre Regis que veio “caçar talentos para o Domingão do faustão” e em seguida chamou o ator e diretor Edmilson Filho (astro do filme Cine Holliúdy) para subir ao palco e receber o carinho do público. Ed, que veio para Maranguape como convidado de Tirullipa, foi super aplaudido pelo povo! Tirullipa finaliza cantando e agradecendo a Jesus por mais um dia de alegria!

Edmilson Filho – o Francisgleydson do filme Cine Holliúdy

Dadynha Saturnino e Edmilson Filho no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Dadynha Saturnino e Edmilson Filho no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Quando subiu ao palco, disse, brincando:”Vim forçado, mas, vim” e “que felicidade medonha estar aqui hoje. Nem sabia, estava de passagem no Ceará e o Tirullipa me convidou. Observei a receptividade de vocês, como são comportados. E já recebi o convite do Prefeito para vir próximo ano. Mentira, kkk! Enxamista como todo bom comediante, ele disse: olha a pressão!

Há! Vou fazer um filme novo ano que vem – Shaolim do Sertão e a novidade é que um ator de Maranguape vai estar no elenco.”

Nos bastidores, reforçou: depois do filme Cine Holliúdy – direção de Halder Gomes, eu levo a bandeira do Brasil e do meu ceará no mundo todo por onde viajo. Na verdade o filme continua vivo. Pra ter uma ideia, duas semanas atrás recebemos 10 indicações para a Academia Brasileira de Cinema na 13ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro que vai acontecer na terça (26) no Teatro Municipal do Rio, fechando um ciclo bacana depois de um ano com essas indicações pois nunca nenhum filme de comédia, do Ceará e do Nordeste foi indicado para tantos prêmios. Então fecha o ciclo de forma bacana para mim. Como ator, cada vez mais projetos vindos: acabei de fazer o filme “Louca pra casar” com a Ingrid Guimarães, Tata Werneck, Marcio Garcia e Fabiana Carla, tem um programa meu que vai sair agora no Canal Brasil “Nas Américas”, que é uma comedia minha mostrando os EUA, sob o meu olhar, nordestino, cearense e, em breve, também terei um programa da Gshow da globo, o “Shaolim do Sertão” para o próximo ano mais dois filmes que estão em roteirização, então assim, as coisas estão vindo em minha direção, fora a peça “Made In Ceará” que eu começo o tour pelo nordeste agora em outubro. Vai me ver!

Obs: o filme Cine Holliúdy foi eleito melhor filme de comédia e também levou o troféu de melhor Longa-metragem de Ficção pelo voto popular.

Cobertura fotográfica

Alguns cliques feitos durante o evento. Cobertura completa na fan page do Blog News Maranguape por Dadynha Saturnino

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
FNH Arquivo André Nogueira (2)
FNH Arquivo André Nogueira
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
14-08-22 FNH Arquivo André Nogueira (1)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (3)
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (7)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (28)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (20)
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (23)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (41)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (29)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (48)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
28/40

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Tirullipa, a esposa Estefânia e a filha também humorista Layla Vitória. Foto Dadynha Saturnino

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (65)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
FNH Arquivo André Nogueira

Sexta (22) – fotos da 1ª noite
Sábado (23) –
fotos da 2ª noite

Publicidade

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape será realizado de 19 a 23 de agosto na terra de Chico Anysio

Por Dadynha Saturnino em Diversão

19 de agosto de 2014

Humor em evidência. De 19 a 23 de agosto será realizado o VI Festival Nacional de Humor de Maranguape-CE com a participação de comediantes convidados e de talentos da terra, entre eles Zé Lezin e Tirullipa, Rapadura e Eltom Andrade. Marcelino Câmara fará um show infantil e Marcus Lessa e a Banda de Forró Ferro na Boneca serão as atrações musicais. A casa onde nasceu e morou Chico Anysio estará aberta a visitação. Programação completa abaixo:

VI FESTIVAL NACIONAL DE HUMOR DE MARANGUAPE. DIVULGAÇÃO

Serviço

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape-CE

19 a 21 de agosto:
Circuito do Riso. Apresentação do Grupo Garajal em Escolas da rede municipal de ensino (sede e Distritos)

22 (sexta):
Local: Praça Capistrano de Abreu – apresentação de Alex Nogueira
Show infantil de Marcelino Câmara
Viva Maranguape: show de Nikita (Tony Régio) e Barruada
Show do Bagaceira, Zé Lezin e Luana do Crato
Atração musical: Marcus Lessa

23 (sábado):
Local: Praça Capistrano de Abreu – apresentação de Alex Nogueira
Viva Maranguape com Eltom Andrade e Renato Serra e Rapadura;
Shows de Virginia Del Fuego, Zé Modesto, Tizil e Tirullipa;
Atração musical: Banda Ferro na Boneca.

Realização: Prefeitura Municipal de Maranguape/FITEC
Informações: (85) 3369-9188

Publicidade

Personalidade: humorista Eltom Andrade é destaque no Blog News Maranguape

Por Dadynha Saturnino em PersonalidadeMaranguapense

22 de Abril de 2014

No último dia 12 de abril comemoramos o Dia Nacional do Humor, dia de nascimento do saudoso maranguapense Chico Anysio – maior comediante que este país já teve – falecido em 23 de março de 2012 e que se estivesse vivo teria completado 83 anos e através dos seus programas de televisão deu oportunidades, incentivou e descobriu talentos cearenses além de sempre divulgar sua terra natal. Conhecido como o “Estado do humor,” o Ceará é berço de ótimos humoristas, alguns já alcançaram a sonhada fama, outros ainda estão no anonimato, mas, todos tem algo em comum: a facilidade em fazer o outro rir. E, como conterrânea de Chico, apresentamos uma homenagem ao humorista Eltom Andrade. 

 

Humorista Eltom Andrade. Arquivo pessoal.

Humorista Eltom Andrade. Arquivo pessoal.

 

Francisco Eltom Alves de Andrade, o Eltom Andrade, natural de Cascavel, há oito anos adotou a terra do gênio como a sua de coração e em todos os seus shows leva o público às gargalhadas com ótimas apresentações de mágica e humor. Tem 27 anos e há quase uma década descobriu o seu talento e vocação: fazer graça! Pode parecer uma tarefa fácil, mas, engana-se quem assim pensa. Aos seis anos de idade, morando na rua, fez apresentações em Praças Públicas de Fortaleza (cito José de Alencar, Leões, Ferreira entre outras). Aos 15 saiu das ruas, fez cursos de teatro e fortaleceu mais e mais a vocação para as artes: foi mágico e durante dois anos trabalhou como ator na Companhia Elétrica do Ceará – Coelce. Posteriormente fez parte do quadro de profissionais de vários circos atuando como mágico e palhaço no Circo Mágico Show, Europeu, do Motoca. Foi professor de teatro  na Agência de Modelos Elenco & Cia e durante um ano apresentou o Programa de rádio Café com Riso na Maranguape FM. É criador dos personagens Paitinga, Seu Neo, Zé do Bar, Valdiney, Chiquita Bacana, Palhaço Titolé entre outros e já participou do Programa “Tudo é possível” e “Astros.”Durante dois anos integrou o elenco da Vila do Riso numa TV local. Atualmente se apresenta no “Restaurante Beira Mar Grill” uma famosa casa de shows que concentra os maiores nomes do humor cearense. Confira abaixo uma rápida entrevista que o humorista nos concedeu:

 

Humorista Eltom Andrade. Arquivo pessoal.

Humorista Eltom Andrade. Arquivo pessoal.

 

BNM – Qual o maior desafio que os humoristas enfrentam para sobreviver da profissão? O que é o Laboratório do Riso e qual objetivo principal?

EA – A desvalorização e a desunião entre a classe sem falar, principalmente, que tem dono de casas de show que querem dar mixaria de R$60 a R$100 pra uma hora de show. O Laboratório do Riso serve pros humoristas encontrarem-se para troca de experiências,  debater sobre novidades (editais direcionados ao humor) e a cada encontro temos o direito de subir no palco pra poder testar novas piadas, novos textos e pegar novas opiniões. 

 

BNM – Quem é seu ídolo?

EA –  Tenho três em especial: Jessier Quirino, Leandro Hassum e claro, o grande e inesquecível Chico Anysio.

 

BNM – Qual aprendizado você teve e o que gostaria de ter aprendido com Chico?

EA – Que nunca devemos desistir de um sonho e sempre estar em constante pesquisa pra fazer um bom trabalho. Gostaria de ter divido palco com Ele e aprendido a entender as mulheres, rsrsrsrsr. No meu ponto de vista, Maranguape deve muito a Chico. Não só deve muito ao nosso grande mestre como também deixa muito a desejar com os artistas da terra como músicos, atores, dançarinos e etc. Infelizmente a cidade ainda não se deu conta dos tesouros que ela guarda, temos muito que aprender sobre nossa terra.

 

BNM – Qual seu sonho profissional e que mensagem você deixa sobre o Dia Nacional do Humor?

EA – Ir pro Programa do Faustão e me apresentar no Teatro José de Alencar, rsrsrsrsrs… O Dia Nacional do Humor é um dia único e sem igual, pois nesse dia sabemos que fazemos algo pelas pessoas, como tirar um sorriso daquele que está passando por um problema em casa ou no trabalho e já é uma grande recompensa: “Senso de humor é o sentimento que faz você rir daquilo que o deixaria louco de raiva se acontecesse a você.” rsrsrss.

 

 

Contato:

 

Humorista Eltom Andrade

(85) 8818-7087/ 8818-7455/ 9960-9738

Link para o Site do humorista Eltom Andrade

 

Publicidade

V Festival de Humor de Maranguape recebeu talentosos artistas brasileiros na terra de Chico Anysio

Por Dadynha Saturnino em Diversão

26 de agosto de 2013

De 19 a 24 de agosto últimos, a serrana Maranguape esteve em total estado de graça com a realização do Pré (19 a 21) e V Festival Nacional de Humor – Uma homenagem à Chico Anysio (de 22 a 24). Talentosos artistas do cenário humorístico e musical subiram ao palco e promoveram dias de muito riso, alegria e descontração as milhares de pessoas que lotaram a Praça Capistrano de Abreu e ainda, aquelas que prestigiaram as apresentações realizadas nos Distritos de Tanques, Lages e Lagoa do Juvenal (Pré-Festival).

 

V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ceará. Foto Dadynha Saturnino

V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ceará. Foto Dadynha Saturnino

 

Na quinta (22), primeira noite do Festival, humoristas da Central do Humor apresentaram o Jornal Bem Dizido. O Prefeito de Maranguape, Exmo. Sr. Atila Câmara e a Presidente da FITEC Isla Márcia realizaram a abertura oficial do evento que contou com a presença de Elano de Paula (irmão do saudoso Chico Anysio) e de várias autoridades políticas. Os comediantes André Lucas (filho de Chico), Felipe Pontes (o Plin Plinio do Zorra Total), Jader Soares (Zebrinha) e os Dois Abestados Bené Barbosa (o Papudim) e Everson Silva (o Tirullipa, filho do também comediante Tiririca) com Gleidson Gonçalves (Anderson Tripa) participaram da Mostra de Humor. O artista Paulo Façanha fechou a programação noturna com excelente show musical.

 

Prefeito Átila Câmara, Elano de Paula e autoridades políticas na Abertura oficial V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Prefeito Átila Câmara, Elano de Paula, André Lucas, Zebrinha e autoridades políticas na Abertura oficial do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Humorista André Lucas e Jornalista Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Cleo Saturnino

Humorista André Lucas e Jornalista Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Cleo Saturnino

 

Felipe Pontes com Tirullipa no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Felipe Pontes com Tirullipa no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino  

 

Jader Soares (Zebrinha) e Cleo Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Jader Soares (Zebrinha) e Cleo Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Everson Silva (Tirullipa), Bené Barbosa (Papudim) e Gleidson Gonçalves (Anderson Tripa) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Everson Silva (Tirullipa), Bené Barbosa (Papudim) e Gleidson Gonçalves (Anderson Tripa) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Paulo Façanha apresentando-se no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Paulo Façanha apresentando-se no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Na sexta (23), Duarte (Dudu) e a dupla Humor de Peso, Eltom Andrade (Paitinga), Aluísio Júnior (Programa É de Graça) e Cléber Fernandes (Froxilda Fofolete das Garras da Patrulha) apresentaram-se com muita irreverência e criatividade, interagindo com o público que deu uma resposta muito boa a todos os artistas, inclusive no show musical do Rei do brega Reginaldo Rossi.

 

Eltom Andrade (Paitinga) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Eltom Andrade (Paitinga) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Júlio César, Aluísio Júnior, Naná e Ramom no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Júlio César, Aluísio Júnior, Naná e Ramom no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Humoristas Tony Régio e Cléber Fernandes (Froxilda Fofolete) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Humoristas Tony Régio e Cléber Fernandes (Froxilda Fofolete) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Reginaldo Rossi e Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Arquivo pessoal.

Reginaldo Rossi com Dadynha Saturnino no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Arquivo pessoal.

 

No sábado (24), última noite do evento, os shows de humor foram realizados pela dupla Tony Régio e Edu Dias (Maranguape em Cena). Na sequência, Rapadura, Augusto Bonequeiro e Ery Soares (o Tizil das Garras da Patrulha) realizaram uma excelente Mostra de Humor. O show musical dos emboladores Cajú & Castanha e da Banda de Forró Boca a Boca encerraram a programação.

 

Edu Dias, Barruada e Rapadura com Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto: Arquivo pessoal.

Edu Dias, Barruada e Rapadura com Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto: Arquivo pessoal.

 

Augusto Bonequeiro no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Augusto Bonequeiro no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

André Luis, Carlos Araújo, Alex Nogueira, Dadynha Saturnino e Ery Soares no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Arquivo pessoal

André Luis, Carlos Araújo, Alex Nogueira, Dadynha Saturnino e Ery Soares no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Arquivo pessoal

 

Caju & Castanha com o produtor Felipe recebendo fans no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Caju & Castanha com o produtor Felipe Furtado recebendo fans no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

A apresentação do evento ficou por conta do também talentoso comediante Alex Nogueira (vencedor da competição “Quem chega lá” do Domingão do Faustão). Cearense de Pacajús, agradou ao público mostrando que artistas de sua grandeza podem atuar de formas múltiplas e sempre com muita qualidade, interagindo e deixando perceptíveis a humildade, carisma e simpatia em cima e fora do palco. Em breve Alex voltará à Terra de Chico Anysio para realizar seu show de humor completo e em companhia de outro grande artista cearense, o Ery Soares.

 

Alex Nogueira recebe os cumprimentos do público após receber surpresa de aniversário no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Alex Nogueira recebe os cumprimentos do público após receber surpresa de aniversário no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Bate papo com artistas

 

Durante todos os dias de evento, conversamos e realizamos registros fotográficos com os artistas. Alguns deixaram as suas considerações sobre a importância da participação e/ou realização do Festival como oportunidade de promover Maranguape, a cultura e a arte no país e sobre Chico Anysio, o Mestre do Humor Brasileiro. Confiram abaixo:

 

Felipe Pontes – Plin Plínio do Zorra Total

“Estou muito feliz em estar aqui e por receber tanto carinho do povo de Maranguape. Certamente o grande privilegiado sou eu por estar na terra de Chico Anysio fazendo imitações, divertindo o público e levando o meu trabalho que desenvolvo há quatro anos no Programa Zorra Total. Obrigado.”

 

Humorista Pelipe Pontes no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Pelipe Pontes no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Elano de Paula

“Tenho tanta recordação da infância infantil em Maranguape. Lembro que eu estudava na Escola Dona Mariquinha, quando essa Praça foi inaugurada com o nome de João Pessoa e José Nascimento fez um dos maiores discursos que vi em minha vida.” Referindo-se à hoje denominada Praça Francisco Colares Filho (conhecida também como Praça da Matriz) localizada ao lado da Praça Capistrano de Abreu, local onde foi realizado o VFNH e em frente à Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha.

 

Elano de Paula, Dadynha Saturnino, André Lucas e Raimundo Matos no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Cleo Saturnino

Elano de Paula, Dadynha Saturnino, André Lucas e Raimundo Matos no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Cleo Saturnino

 

Marcos Duarte de Oliveira – Humorista Dudu

“Nasci em Fortaleza, mas, moro em Maranguape e venho contribuindo com a cultura há algum tempo. Participei de importantes programas televisivos como o Ana Hickman e Astros; do Festival de Humor Cearense de Iguatu (com Eltom Andrade, Tony Regio e Rapadura) e agora nos preparamos para participar do Festival de Humor de Baturité, sempre divulgando e levando o nome de Maranguape como a Capital do Humor. Me sinto feliz em respirar o mesmo ar de Chico Anysio, um grande humorista que saiu daqui. Pra mim, todo maranguapense já nasce humorista, uns desenvolvem, outros não, mas, ainda assim sentem-se humoristas. O Festival de Humor acontece só uma vez por ano e é importante para os artistas da terra porque dá visibilidade, mas, pretendo preparar um plano de cultura na linguagem humor junto com Eltom Andrade e a Central de Humor onde lutaremos por várias prioridades para os humoristas locais e pra que a cidade crie mesmo a identidade de terra de Chico Anysio e se sinta de verdade essa cidade. Precisamos buscar recursos para a construção de uma estatua grande na rotatória, com Chico de braços abertos, recebendo os visitantes e que sejam fixados banners com fotos dele e de humoristas da terra, informando aqui é a terra de Chico Anysio. Essa será umas das nossas propostas mesmo que seja implementada somente daqui 5 anos.”

 

Marcos Duarte, o Dudu, no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Marcos Duarte, o Dudu, no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Duarte aproveitou a oportunidade para divulgar o Laboratório do Riso, uma espécie de escola que reunirá na Sociedade Artística Maranguapense, toda quarta, a partir das 18h, pessoas deste município ligadas à arte e/ou aquelas que serão descobertas como novos talentos maranguapenses, trocando ideias, melhorando repertórios, dando o primeiro passo para um futuro melhor. Hoje contam com o apoio do poder público através da liberação do espaço para a realização das reuniões semanais onde desenvolverão trabalho com estudantes, donas de casa, idosos, adolescentes, pessoas verdes na área do humor que tenham apenas uma vontade: ser humorista.

 

Alusio Junior

“Esta é a segunda vez que participo do Festival. Na edição do ano anterior tive apenas uma participação de 20 minutos, mas, desta vez, uma hora de show ao lado de Nana Pinheiro, do cabecinha de coco Julio Cesar, do Ramon que faz a bicha, amigos que participam do meu programa de TV. Apresento no palco pela primeira vez o Copinho. Maranguape pode ser considerada a capital do mundo, do humor, juntamente com fortaleza.

 

Aluisio Junior no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Aluisio Junior no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Tony Régio

“Sou filho de Ipu-Ceará, casado com uma maranguapense, há nove anos mora aqui e sempre sonhei em participar do Festival desde a primeira edição no ano de 2009. Queria subir ao palco, mas, sempre fiquei nos bastidores. Somente nesta edição participo e subo no palco como artista pela primeira vez, numa Dobradinha com Edu Dias. Apresentamos show de piadas, paródias, interagindo no palco numa conversa bem descontraída.”

 

Tony Régio no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Tony Régio no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Cleber Fernandes – Froxilda Fofolete

 

“É importante subir ao palco na cidade do mestre Chico Anysio, é bem o meu estilo. A estrutura e o som são de boa qualidade, com público sentado, evento apresentado por Alex Nogueira que deixou tudo a meu favor. Entrei confiante, fiz um show redondo com participação intensa do público de Maranguape, esta terra boa e abençoada que tem tudo haver com humor e é o melhor local para fazer um Festival desse porte. É sempre bom voltar a terra de Chico Anysio onde sempre sou muito bem recebido. Estou no ramo desde 1989. Assisti Chico City, os Trapalhões, Renato Aragão, Dedé Santana, enfim, essa turma boa, mas, por incrível que pareça, não me espelhei, nem me baseei neles nem em Tom Cavalcante, até porque venho muito da escola do desenho animado, sou um cara que faz vozes, entrei pro rádio por causa delas, virei redator e assim me descobri como humorista. Chico é inspiração para todos, me espelhei nas lições que ele deixou como profissional, como humorista, cara versátil, nisso me inspirei, já tenho muitos personagens (estou com 61) mas, vai demorar muito pra chegar ao nível dele que fez mais de 200, pois é insubstituível. Quero fazer o meu trabalho direitinho, sem passar por cima de ninguém, ajudando o fortalecimento da classe e o humor cearense e, claro, idolatrando e respeitando o Mestre Chico Anysio. Espero que apareça outro mas acho muito difícil. Parabenizo a iniciativa e organização do evento e que ano que vem estejamos juntos novamente.”

 

Cleber Fernandes de Froxilda Fofolete e Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Cleber Fernandes de Froxilda Fofolete e Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Ary Rossi – cover de Reginaldo Rossi

“Sou cearense com sotaque carioca misturado com paulista. Radialista, me descobriram há 18 anos e desde então venho ganhando dinheiro como sósia do Reginaldo Rossi. Canto todos os dias no programa da Babalu e a minha relação com Reginaldo é boa, já nos encontramos, subi no palco, cantei com ele e se eu recebesse de moeda de R$1,00 a quantidade de fotos que tirei já teria ficado rico, mas, não engano ninguém, todos sabem que sou cover dele. Aliás, temos anos de diferença, eu tenho 52 e ele 74 anos, e não quero imitá-lo, porém, admiro muito este artista nordestino do estado do Pernambuco.”

 

Ary Rossi no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Ary Rossi no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Humorista Ery Soares – Tizil 

“Esta é a primeira vez que participo deste evento, uma ocasião muito especial! O povo de Maranguape recebeu um show onde vim para me divertir, ver a reação da galera. Chico Anysio é influente na vida de todo artista brasileiro, sempre que posso me inspiro nele, alem dos personagens, pois desde o começo assistia o Chico Anysio Show, na quinta (o Viva o Gordo era na terça), um programa de humor e não tinha como a gente não se associar e se inspirar nos programas dele. Até hoje, sempre assisto em casa um vídeo dele que eu gosto muito,  inaugurando a TV Tupi em 1960. Dinâmico fazendo show de cara limpa, totalmente diferente do que você vê na televisão, nos personagens, dinamismo do palco, bem jovem, fazendo show de humor mesmo, estes momentos me inspiram. Vir para Maranguape é uma honra. Vou falar uma coisa pra você que todo artista, todo humorista deveria falar: eu me inspirei muito em Tom Cavalcante, depois Alex Nogueira (meu amigo particular) e Wellington Muniz (o Ceará do Programa Pânico). Eu e outros mais nos inspiramos nessa galera, nos nossos amigos e deles tiramos inspiração em suas coragens e brilhos vistos no palco pois são pessoas que a gente sempre tira alguma coisa. É interessante e isso tem que ser dito: nos inspiramos nos amigos da gente, não é feio dizer que temos um amigo assim, é até bonito, porque somos funcionários de uma arte chamada riso/humor e as vezes a gente vê um amigo no palco e pensa: como é bonito! Por que quem gosta da arte gosta do humor e se eu for pro show de um amigo meu, seja do Alex, do Bené, do Tirullipa, do Zebrinha ou de qualquer outro artista do Ceará, eu vou pra rir porque eu gosto de ver o cara no palco, então, isso de certa forma também me inspira.”

 

Ery Soares no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Ery Soares no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

“Devia abrir um Centro de Arte Chico Anysio aqui na cidade pra preservar a sua memória e que seja referencia para o Brasil inteiro, não só na arte do humor,  mas, na área da cultura no geral para formar atores, rádio atores, redatores e humoristas que é o que Chico era, então isto está faltando das autoridades mas acredito que mais na frente alguém vai ter essa ideia e vai fazer um negocio desses. Aliás, o Projeto Festival de Humor é real e já é um bom começo pra que este evento seja referência nacional pra Maranguape tornar-se a Capital do Humor, pois, quando um cara tiver nos Estados do RJ ou SP, por exemplo, ele vai poder dizer “O maior Festival do Humor do Brasil acontece lá em Maranguape, no Ceará, terra do Chico Anysio.” É interessante, né? Aliás, o primeiro passo foi dado, o Festival é sucesso, já estão vindo artistas e humoristas do Brasil inteiro e a tendência é crescer mais e mais e o resultado “taí”: evento lotado, público dando boa resposta nos três dias de evento, fantástico, isso é maravilhoso, é bom demais! E tu vai ver, não vai demorar muito pra esse ser o maior Festival do Brasil. Ano que vem basta trazer o pessoal do stand up, aqueles que estão no foco pois é importante essa rede de relacionamento. Pega um cara desse, que é top e está num momento bom  e trás pra cá. Ele vai divulgar que estará aqui neste evento que valoriza o artista local e do ceará em geral. Esta edição foi muito interessante, pensaram até na música e não só no estilo de piada pois tem show do Reginaldo Rossi, Banda de Forró e num estilo diferente, os emboladores Cajú & Castanha. Achei uma ideia maravilhosa  e a partir dai surgirão outras maravilhosas e cada vez o Festival será melhorado.”

 

Caju & Castanha, os Emboladores

 

Caju & Castanha no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Caju & Castanha no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caju: “Agradeço a DEUS e a todos e parabenizo pela realização deste Festival, uma festa muito bonita em homenagem a Chico Anysio pela quinta vez. Trouxemos muitas emboladas, músicas e forró pro povo de Maranguape, com muita alegria, assim como fazia o grande Chico.”

Castanha: “Eu e Caju embolamos no funk nordestino, uma música de Felipe Furtado que gravamos neste ano. Somo isso aí: embolada, funk, rap pois é tudo cultura brasileira. Chico Anysio foi o maior humorista brasileiro e do mundo também, um camarada que espelhou e fez o nordestino ficar alegre com seu humor e trabalho maravilhosos. Estamos felizes aqui e trouxemos um repertorio maravilhoso para brincar com as pessoas, mostrando nosso lado humorístico na embolada que faz o povo rir do mesmo jeito e isso é muito bom pois temos músicas feitas, como “corno conformado” mas, improvisamos quando brincamos com a galera homenageando esta grande festa.”

 

Caju & Castanha improvisaram nesta embolada para homenagear o nosso Blog. Leiam:  

 

“Olá! No News Maranguape você pode acreditar / com a amiga Dadynha uma pessoa popular / A festa é de Chico Anysio / Estamos aqui pra cantar.

Tamos aqui pra cantar / quando um perde o outro ganha / no jogo de improvisar / somos Caju & Castanha / Viemos arrebentar / Vocês esperem ai / Daqui há pouco eu chego lá.”

 

Ainda

 

Artesãos maranguapenses realizaram exposição dos seus produtos durante toda a semana. Bordado, biscuit, confecção entre outras artes foram colocadas à venda para o público local e visitantes. Destaque para o aerografo Nyl, que fazia a arte ao vivo.

 

Artesã maranguapense Rosangela da  Criatividade Não tem limites exibe produtos à venda no Festival de Humor de Maranguape recebeu talentosos artistas brasileiros no último final de semana na terra de Chico Anysio

Artesã maranguapense Rosangela da Criatividade Não tem limites exibe produtos à venda no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto de Dadynha Saturnino

 

Joélia Façanha exibe as Toalhas bordadas da Jojó  no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Joélia Façanha exibe as toalhas bordadas do Artesanato da Jojó no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts ao vivo no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Caricatura de Chico Anysio feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Ery Soares exibe camisa com caricatura do personagem Tizil feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Ery Soares e Eltom Andrade exibem caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Coberturas fotográficas nos links abaixo:

 

1º dia

2º dia

3º dia

 

 

Publicidade

V Festival de Humor de Maranguape recebeu talentosos artistas brasileiros na terra de Chico Anysio

Por Dadynha Saturnino em Diversão

26 de agosto de 2013

De 19 a 24 de agosto últimos, a serrana Maranguape esteve em total estado de graça com a realização do Pré (19 a 21) e V Festival Nacional de Humor – Uma homenagem à Chico Anysio (de 22 a 24). Talentosos artistas do cenário humorístico e musical subiram ao palco e promoveram dias de muito riso, alegria e descontração as milhares de pessoas que lotaram a Praça Capistrano de Abreu e ainda, aquelas que prestigiaram as apresentações realizadas nos Distritos de Tanques, Lages e Lagoa do Juvenal (Pré-Festival).

 

V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ceará. Foto Dadynha Saturnino

V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ceará. Foto Dadynha Saturnino

 

Na quinta (22), primeira noite do Festival, humoristas da Central do Humor apresentaram o Jornal Bem Dizido. O Prefeito de Maranguape, Exmo. Sr. Atila Câmara e a Presidente da FITEC Isla Márcia realizaram a abertura oficial do evento que contou com a presença de Elano de Paula (irmão do saudoso Chico Anysio) e de várias autoridades políticas. Os comediantes André Lucas (filho de Chico), Felipe Pontes (o Plin Plinio do Zorra Total), Jader Soares (Zebrinha) e os Dois Abestados Bené Barbosa (o Papudim) e Everson Silva (o Tirullipa, filho do também comediante Tiririca) com Gleidson Gonçalves (Anderson Tripa) participaram da Mostra de Humor. O artista Paulo Façanha fechou a programação noturna com excelente show musical.

 

Prefeito Átila Câmara, Elano de Paula e autoridades políticas na Abertura oficial V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Prefeito Átila Câmara, Elano de Paula, André Lucas, Zebrinha e autoridades políticas na Abertura oficial do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Humorista André Lucas e Jornalista Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Cleo Saturnino

Humorista André Lucas e Jornalista Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Cleo Saturnino

 

Felipe Pontes com Tirullipa no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Felipe Pontes com Tirullipa no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino  

 

Jader Soares (Zebrinha) e Cleo Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Jader Soares (Zebrinha) e Cleo Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Everson Silva (Tirullipa), Bené Barbosa (Papudim) e Gleidson Gonçalves (Anderson Tripa) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Everson Silva (Tirullipa), Bené Barbosa (Papudim) e Gleidson Gonçalves (Anderson Tripa) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Paulo Façanha apresentando-se no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Paulo Façanha apresentando-se no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Na sexta (23), Duarte (Dudu) e a dupla Humor de Peso, Eltom Andrade (Paitinga), Aluísio Júnior (Programa É de Graça) e Cléber Fernandes (Froxilda Fofolete das Garras da Patrulha) apresentaram-se com muita irreverência e criatividade, interagindo com o público que deu uma resposta muito boa a todos os artistas, inclusive no show musical do Rei do brega Reginaldo Rossi.

 

Eltom Andrade (Paitinga) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Eltom Andrade (Paitinga) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Júlio César, Aluísio Júnior, Naná e Ramom no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Júlio César, Aluísio Júnior, Naná e Ramom no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Humoristas Tony Régio e Cléber Fernandes (Froxilda Fofolete) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Humoristas Tony Régio e Cléber Fernandes (Froxilda Fofolete) no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Reginaldo Rossi e Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Arquivo pessoal.

Reginaldo Rossi com Dadynha Saturnino no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Arquivo pessoal.

 

No sábado (24), última noite do evento, os shows de humor foram realizados pela dupla Tony Régio e Edu Dias (Maranguape em Cena). Na sequência, Rapadura, Augusto Bonequeiro e Ery Soares (o Tizil das Garras da Patrulha) realizaram uma excelente Mostra de Humor. O show musical dos emboladores Cajú & Castanha e da Banda de Forró Boca a Boca encerraram a programação.

 

Edu Dias, Barruada e Rapadura com Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto: Arquivo pessoal.

Edu Dias, Barruada e Rapadura com Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto: Arquivo pessoal.

 

Augusto Bonequeiro no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Augusto Bonequeiro no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

André Luis, Carlos Araújo, Alex Nogueira, Dadynha Saturnino e Ery Soares no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Arquivo pessoal

André Luis, Carlos Araújo, Alex Nogueira, Dadynha Saturnino e Ery Soares no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Arquivo pessoal

 

Caju & Castanha com o produtor Felipe recebendo fans no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Caju & Castanha com o produtor Felipe Furtado recebendo fans no camarim do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

A apresentação do evento ficou por conta do também talentoso comediante Alex Nogueira (vencedor da competição “Quem chega lá” do Domingão do Faustão). Cearense de Pacajús, agradou ao público mostrando que artistas de sua grandeza podem atuar de formas múltiplas e sempre com muita qualidade, interagindo e deixando perceptíveis a humildade, carisma e simpatia em cima e fora do palco. Em breve Alex voltará à Terra de Chico Anysio para realizar seu show de humor completo e em companhia de outro grande artista cearense, o Ery Soares.

 

Alex Nogueira recebe os cumprimentos do público após receber surpresa de aniversário no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Alex Nogueira recebe os cumprimentos do público após receber surpresa de aniversário no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Bate papo com artistas

 

Durante todos os dias de evento, conversamos e realizamos registros fotográficos com os artistas. Alguns deixaram as suas considerações sobre a importância da participação e/ou realização do Festival como oportunidade de promover Maranguape, a cultura e a arte no país e sobre Chico Anysio, o Mestre do Humor Brasileiro. Confiram abaixo:

 

Felipe Pontes – Plin Plínio do Zorra Total

“Estou muito feliz em estar aqui e por receber tanto carinho do povo de Maranguape. Certamente o grande privilegiado sou eu por estar na terra de Chico Anysio fazendo imitações, divertindo o público e levando o meu trabalho que desenvolvo há quatro anos no Programa Zorra Total. Obrigado.”

 

Humorista Pelipe Pontes no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Pelipe Pontes no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Elano de Paula

“Tenho tanta recordação da infância infantil em Maranguape. Lembro que eu estudava na Escola Dona Mariquinha, quando essa Praça foi inaugurada com o nome de João Pessoa e José Nascimento fez um dos maiores discursos que vi em minha vida.” Referindo-se à hoje denominada Praça Francisco Colares Filho (conhecida também como Praça da Matriz) localizada ao lado da Praça Capistrano de Abreu, local onde foi realizado o VFNH e em frente à Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha.

 

Elano de Paula, Dadynha Saturnino, André Lucas e Raimundo Matos no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Cleo Saturnino

Elano de Paula, Dadynha Saturnino, André Lucas e Raimundo Matos no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Cleo Saturnino

 

Marcos Duarte de Oliveira – Humorista Dudu

“Nasci em Fortaleza, mas, moro em Maranguape e venho contribuindo com a cultura há algum tempo. Participei de importantes programas televisivos como o Ana Hickman e Astros; do Festival de Humor Cearense de Iguatu (com Eltom Andrade, Tony Regio e Rapadura) e agora nos preparamos para participar do Festival de Humor de Baturité, sempre divulgando e levando o nome de Maranguape como a Capital do Humor. Me sinto feliz em respirar o mesmo ar de Chico Anysio, um grande humorista que saiu daqui. Pra mim, todo maranguapense já nasce humorista, uns desenvolvem, outros não, mas, ainda assim sentem-se humoristas. O Festival de Humor acontece só uma vez por ano e é importante para os artistas da terra porque dá visibilidade, mas, pretendo preparar um plano de cultura na linguagem humor junto com Eltom Andrade e a Central de Humor onde lutaremos por várias prioridades para os humoristas locais e pra que a cidade crie mesmo a identidade de terra de Chico Anysio e se sinta de verdade essa cidade. Precisamos buscar recursos para a construção de uma estatua grande na rotatória, com Chico de braços abertos, recebendo os visitantes e que sejam fixados banners com fotos dele e de humoristas da terra, informando aqui é a terra de Chico Anysio. Essa será umas das nossas propostas mesmo que seja implementada somente daqui 5 anos.”

 

Marcos Duarte, o Dudu, no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Marcos Duarte, o Dudu, no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Duarte aproveitou a oportunidade para divulgar o Laboratório do Riso, uma espécie de escola que reunirá na Sociedade Artística Maranguapense, toda quarta, a partir das 18h, pessoas deste município ligadas à arte e/ou aquelas que serão descobertas como novos talentos maranguapenses, trocando ideias, melhorando repertórios, dando o primeiro passo para um futuro melhor. Hoje contam com o apoio do poder público através da liberação do espaço para a realização das reuniões semanais onde desenvolverão trabalho com estudantes, donas de casa, idosos, adolescentes, pessoas verdes na área do humor que tenham apenas uma vontade: ser humorista.

 

Alusio Junior

“Esta é a segunda vez que participo do Festival. Na edição do ano anterior tive apenas uma participação de 20 minutos, mas, desta vez, uma hora de show ao lado de Nana Pinheiro, do cabecinha de coco Julio Cesar, do Ramon que faz a bicha, amigos que participam do meu programa de TV. Apresento no palco pela primeira vez o Copinho. Maranguape pode ser considerada a capital do mundo, do humor, juntamente com fortaleza.

 

Aluisio Junior no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Aluisio Junior no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Tony Régio

“Sou filho de Ipu-Ceará, casado com uma maranguapense, há nove anos mora aqui e sempre sonhei em participar do Festival desde a primeira edição no ano de 2009. Queria subir ao palco, mas, sempre fiquei nos bastidores. Somente nesta edição participo e subo no palco como artista pela primeira vez, numa Dobradinha com Edu Dias. Apresentamos show de piadas, paródias, interagindo no palco numa conversa bem descontraída.”

 

Tony Régio no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Tony Régio no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Cleber Fernandes – Froxilda Fofolete

 

“É importante subir ao palco na cidade do mestre Chico Anysio, é bem o meu estilo. A estrutura e o som são de boa qualidade, com público sentado, evento apresentado por Alex Nogueira que deixou tudo a meu favor. Entrei confiante, fiz um show redondo com participação intensa do público de Maranguape, esta terra boa e abençoada que tem tudo haver com humor e é o melhor local para fazer um Festival desse porte. É sempre bom voltar a terra de Chico Anysio onde sempre sou muito bem recebido. Estou no ramo desde 1989. Assisti Chico City, os Trapalhões, Renato Aragão, Dedé Santana, enfim, essa turma boa, mas, por incrível que pareça, não me espelhei, nem me baseei neles nem em Tom Cavalcante, até porque venho muito da escola do desenho animado, sou um cara que faz vozes, entrei pro rádio por causa delas, virei redator e assim me descobri como humorista. Chico é inspiração para todos, me espelhei nas lições que ele deixou como profissional, como humorista, cara versátil, nisso me inspirei, já tenho muitos personagens (estou com 61) mas, vai demorar muito pra chegar ao nível dele que fez mais de 200, pois é insubstituível. Quero fazer o meu trabalho direitinho, sem passar por cima de ninguém, ajudando o fortalecimento da classe e o humor cearense e, claro, idolatrando e respeitando o Mestre Chico Anysio. Espero que apareça outro mas acho muito difícil. Parabenizo a iniciativa e organização do evento e que ano que vem estejamos juntos novamente.”

 

Cleber Fernandes de Froxilda Fofolete e Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Cleber Fernandes de Froxilda Fofolete e Dadynha Saturnino no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Ary Rossi – cover de Reginaldo Rossi

“Sou cearense com sotaque carioca misturado com paulista. Radialista, me descobriram há 18 anos e desde então venho ganhando dinheiro como sósia do Reginaldo Rossi. Canto todos os dias no programa da Babalu e a minha relação com Reginaldo é boa, já nos encontramos, subi no palco, cantei com ele e se eu recebesse de moeda de R$1,00 a quantidade de fotos que tirei já teria ficado rico, mas, não engano ninguém, todos sabem que sou cover dele. Aliás, temos anos de diferença, eu tenho 52 e ele 74 anos, e não quero imitá-lo, porém, admiro muito este artista nordestino do estado do Pernambuco.”

 

Ary Rossi no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Ary Rossi no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Humorista Ery Soares – Tizil 

“Esta é a primeira vez que participo deste evento, uma ocasião muito especial! O povo de Maranguape recebeu um show onde vim para me divertir, ver a reação da galera. Chico Anysio é influente na vida de todo artista brasileiro, sempre que posso me inspiro nele, alem dos personagens, pois desde o começo assistia o Chico Anysio Show, na quinta (o Viva o Gordo era na terça), um programa de humor e não tinha como a gente não se associar e se inspirar nos programas dele. Até hoje, sempre assisto em casa um vídeo dele que eu gosto muito,  inaugurando a TV Tupi em 1960. Dinâmico fazendo show de cara limpa, totalmente diferente do que você vê na televisão, nos personagens, dinamismo do palco, bem jovem, fazendo show de humor mesmo, estes momentos me inspiram. Vir para Maranguape é uma honra. Vou falar uma coisa pra você que todo artista, todo humorista deveria falar: eu me inspirei muito em Tom Cavalcante, depois Alex Nogueira (meu amigo particular) e Wellington Muniz (o Ceará do Programa Pânico). Eu e outros mais nos inspiramos nessa galera, nos nossos amigos e deles tiramos inspiração em suas coragens e brilhos vistos no palco pois são pessoas que a gente sempre tira alguma coisa. É interessante e isso tem que ser dito: nos inspiramos nos amigos da gente, não é feio dizer que temos um amigo assim, é até bonito, porque somos funcionários de uma arte chamada riso/humor e as vezes a gente vê um amigo no palco e pensa: como é bonito! Por que quem gosta da arte gosta do humor e se eu for pro show de um amigo meu, seja do Alex, do Bené, do Tirullipa, do Zebrinha ou de qualquer outro artista do Ceará, eu vou pra rir porque eu gosto de ver o cara no palco, então, isso de certa forma também me inspira.”

 

Ery Soares no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Ery Soares no palco do V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

“Devia abrir um Centro de Arte Chico Anysio aqui na cidade pra preservar a sua memória e que seja referencia para o Brasil inteiro, não só na arte do humor,  mas, na área da cultura no geral para formar atores, rádio atores, redatores e humoristas que é o que Chico era, então isto está faltando das autoridades mas acredito que mais na frente alguém vai ter essa ideia e vai fazer um negocio desses. Aliás, o Projeto Festival de Humor é real e já é um bom começo pra que este evento seja referência nacional pra Maranguape tornar-se a Capital do Humor, pois, quando um cara tiver nos Estados do RJ ou SP, por exemplo, ele vai poder dizer “O maior Festival do Humor do Brasil acontece lá em Maranguape, no Ceará, terra do Chico Anysio.” É interessante, né? Aliás, o primeiro passo foi dado, o Festival é sucesso, já estão vindo artistas e humoristas do Brasil inteiro e a tendência é crescer mais e mais e o resultado “taí”: evento lotado, público dando boa resposta nos três dias de evento, fantástico, isso é maravilhoso, é bom demais! E tu vai ver, não vai demorar muito pra esse ser o maior Festival do Brasil. Ano que vem basta trazer o pessoal do stand up, aqueles que estão no foco pois é importante essa rede de relacionamento. Pega um cara desse, que é top e está num momento bom  e trás pra cá. Ele vai divulgar que estará aqui neste evento que valoriza o artista local e do ceará em geral. Esta edição foi muito interessante, pensaram até na música e não só no estilo de piada pois tem show do Reginaldo Rossi, Banda de Forró e num estilo diferente, os emboladores Cajú & Castanha. Achei uma ideia maravilhosa  e a partir dai surgirão outras maravilhosas e cada vez o Festival será melhorado.”

 

Caju & Castanha, os Emboladores

 

Caju & Castanha no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Caju & Castanha no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caju: “Agradeço a DEUS e a todos e parabenizo pela realização deste Festival, uma festa muito bonita em homenagem a Chico Anysio pela quinta vez. Trouxemos muitas emboladas, músicas e forró pro povo de Maranguape, com muita alegria, assim como fazia o grande Chico.”

Castanha: “Eu e Caju embolamos no funk nordestino, uma música de Felipe Furtado que gravamos neste ano. Somo isso aí: embolada, funk, rap pois é tudo cultura brasileira. Chico Anysio foi o maior humorista brasileiro e do mundo também, um camarada que espelhou e fez o nordestino ficar alegre com seu humor e trabalho maravilhosos. Estamos felizes aqui e trouxemos um repertorio maravilhoso para brincar com as pessoas, mostrando nosso lado humorístico na embolada que faz o povo rir do mesmo jeito e isso é muito bom pois temos músicas feitas, como “corno conformado” mas, improvisamos quando brincamos com a galera homenageando esta grande festa.”

 

Caju & Castanha improvisaram nesta embolada para homenagear o nosso Blog. Leiam:  

 

“Olá! No News Maranguape você pode acreditar / com a amiga Dadynha uma pessoa popular / A festa é de Chico Anysio / Estamos aqui pra cantar.

Tamos aqui pra cantar / quando um perde o outro ganha / no jogo de improvisar / somos Caju & Castanha / Viemos arrebentar / Vocês esperem ai / Daqui há pouco eu chego lá.”

 

Ainda

 

Artesãos maranguapenses realizaram exposição dos seus produtos durante toda a semana. Bordado, biscuit, confecção entre outras artes foram colocadas à venda para o público local e visitantes. Destaque para o aerografo Nyl, que fazia a arte ao vivo.

 

Artesã maranguapense Rosangela da  Criatividade Não tem limites exibe produtos à venda no Festival de Humor de Maranguape recebeu talentosos artistas brasileiros no último final de semana na terra de Chico Anysio

Artesã maranguapense Rosangela da Criatividade Não tem limites exibe produtos à venda no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto de Dadynha Saturnino

 

Joélia Façanha exibe as Toalhas bordadas da Jojó  no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Joélia Façanha exibe as toalhas bordadas do Artesanato da Jojó no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts ao vivo no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Caricatura de Chico Anysio feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Ery Soares exibe camisa com caricatura do personagem Tizil feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

Ery Soares e Eltom Andrade exibem caricatura feita em aerografia pelo Nyl Arts no V Festival Nacional de Humor de Maranguape-Ce. Foto Dadynha Saturnino

 

Coberturas fotográficas nos links abaixo:

 

1º dia

2º dia

3º dia