Ferro na Boneca Archives - News Maranguape 
Publicidade

Ferro na Boneca

Maranguape. A Capital Nacional do Humor recebeu grandes comediantes no último final de semana

Por Dadynha Saturnino em Diversão

29 de agosto de 2014

Criado em 2009, o Festival Nacional de Humor de Maranguape recebeu grandes comediantes no último final de semana, entre eles o paraibano Zé Lezin e o cearense Tirullipa, consagrando definitivamente a terra do saudoso gênio do humor brasileiro Chico Anysio (in memoriam) como a Capital Nacional do Humor. Em sua sexta edição, o evento realizado pela Prefeitura Municipal através da Fundação Viva Maranguape de Turismo, Esporte e Cultura – FITEC, faz parte do calendário cultural estadual e mais uma vez foi o centro das atenções no Ceará, conhecido por ser um dos melhores do país na categoria e que ao mesmo tempo em que recebe artistas já reconhecidos pelo público e mídia, incentiva o potencial dos artistas locais, o turismo e a economia da cidade, fortalecendo-a como grande polo do humor nacional. Cerca de 20mil pessoas da Sede, Distritos e cidades circunvizinhas marcaram presença na Praça Capistrano de Abreu, além de visitantes de várias partes do país que aproveitaram para curtir os show musicais de Marcos Lessa e da Banda de Forró Ferro na Boneca, conhecer a Casa Chico Anysio e desfrutar das belezas naturais de Maranguape. A apresentação ficou por conta do também talentoso comediante e apresentador Alex Nogueira.

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

O evento

Na sexta (22), primeira noite do evento, subiram ao palco Marcelino Câmara que apresentou um show infantil, os artistas locais Tony Régio (Nikita), Everton Ferreira (Barruada) e convidados Bagaceira, Zé Lezin e Luana do Crato. O cantor Marcus Lessa encerrou com um show musical. Já no sábado (23) foi a vez dos artistas locais Eltom Andrade e Renato Serra e Rapadura seguidos dos convidados Ciro Santos (Virginia Del Fuego), João Neto (Zé Modesto), Ery Soares (Tizil) e Everton Silva (Tirullipa) comandarem a festa que encerrou-se com o show da Banda de forró Ferro na Boneca. Ainda, de terça (19) a quinta (21), o Grupo Garajal apresentou o Circuito do Riso em Escolas da rede municipal de ensino localizadas na Sede e Distritos.

Com a palavra os humoristas

Durante os dois dias de eventos, marcamos presença no bakcstage e conversamos com os artistas. Confiram o que eles disseram sobre o FNH:

Everton Ferreira (Barruada)

Humorista Barruada no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Barruada no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Minha participação acontece desde a 3ª. Edição e sempre é muito emocionante. Passo aqui a tarde, confiro a montagem do palco, ai o coração já começa a bater forte pra noite, o nervosismo aumenta, vou nas redes sociais e recebo os os parabéns do povo me apoiando e dizendo que vou conseguir, que sou bom, tenho talento e que vai dar tudo certo, é bom demais. A gente fica ansioso, se prepara o ano todo para um evento desse que é de grande porte e fora isso a responsabilidade que a gente carrega em subir no palco e se apresentar para mais de 15 mil pessoas fica ainda maior. O nervosismo vem com certeza, principalmente pra quem é de Maranguape porque carregamos no peito o nome de Chico Anysio e porque não tem mais aquela coisa de saber quem é o campeão! Não gostei por não ser mais mostra competitiva, mas, a gente vem contratado, recebe cachê, apresenta várias novidades, piadas novas e mostra o nosso talento pro povo mesmo sem saber quem é o campeão do festival nacional de humor. Sinto uma emoção muito grande em subir no palco onde o próprio Chico pisou, seu filho André Lucas, o Paulinho Gogó, o Zé Lezin, o Tirullipa, como vários outros humoristas de nome nacional passaram a emoção e responsabilidade é muito grande. Gosto muito do Zé Lezin e Everardo, o Tiririca, esses caras são demais. Todo show que a gente ver é um repertório novo e é difícil Dadynha, a gente fazer isso, toda vez que for fazer um show mudar o repertório, hoje em dia principalmente aquele que não vive só de humor, mas, Tirullipa, Tiririca e Zé Lezin, Tom Cavalcante, pra mim eles são ídolos, são os caras. Deixo um recado pra quem não pode vir nesta 6ª edição que venham na próxima e visitem a casa do Chico Anysio para recordar a memória do mestre do humor brasileiro, maranguapense que aqui viveu até os oito anos, quando mudou-se para o RJ. É isso! Não vivemos só de humor, o tempo é corrido e para o ano que vem pretendemos fazer uma homenagem na Casa dele.


Tony Régio (Nikita)

Humorista Nikita no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Nikita no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Esta é a segunda vez que participo. Como eu disse no meu show a adrenalina sobe criatura, é demais, é fantástico, é apoteótico, pode-se dizer que é um mega-show que a gente realiza aqui neste Festival Nacional de Humor, terra de Chico Anysio. Arrepia gente, não tem como não arrepiar quando você está em cima do palco, é incrível, é fantástico. Eu me emociono quando estou lá em cima. É o seguinte, por incrível que pareça eu me espelho em Alex Nogueira, ele é fantástico, assistindo um show dele, você relaxa, é incrível como ele tem o dom de cativar o público com uma piada dele, uma história que você acredita que é verdade. Amo o Alex como amo todos os colegas humoristas, todos são fantásticos, admiro mais ainda quando o artista realmente é profissional e vive do humor. Isso eu acho fantástico. Viver do humor com produções independentes é muito difícil, mas, quando você trabalha em um determinado canal de TV você tem todo apoio. A minha personagem Nikita está no Programa Mais Humor na TV Metrópole todos os sábados às 12h30min, com um grande elenco de humoristas encabeçado por Cristiano Cunha e estamos todos fazendo shows de humor na TV. Inclusive, estou fazendo oficinas de teatro com o grande humorista Bené Barbosa, o Papudim, que é um projeto que ele tem com o Governo do Estado, o “Terça de graça”, que ele mesmo ministra com o Diretor de Teatro Wellington Roccon e dá todas as dicas de como se comportar no palco, as pausas para cada piada. É uma oficina excelente.

Alex Nogueira (humorista e apresentador)

Humoristas Jader Soares, Zé lezin e Alex Nogueira no camarim do VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humoristas Jader Soares, Zé lezin e Alex Nogueira no camarim do VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Pra nós que somos humoristas cearenses primeiro é uma satisfação imensa e segundo porque é um prazer enorme participar de eventos como esses que enaltece cada vez mais o humor e que formam novos artistas. A emoção de estar mais uma vez em Maranguape, a terra de Chico Anysio, o maior ícone do humor brasileiro é uma honra e a energia das pessoas que são acostumadas com o humor aqui resplandece no sentimento da molecagem. Elas recebem cada humorista que sobe no palco de uma forma muito legal e eles se sentem muito em casa. Esta é a sexta edição e estive já na 1ª, fiz aqui como humorista apresentando o meu show, mas, depois, nestes dois últimos anos participo como apresentador e é muito legal sentir toda essa energia recebida e enaltecer a continuação do evento numa forma de referenciar não só Chico Ansyio, mas, também fazer com que o movimento do humor seja renovado e cada vez mais novos artistas venham acontecendo.

Só de H?

Alex Nogueira estreou recentemente o programa humorístico “Só de H” e sobre ele frisou: é uma honra imensa, estamos com esse projeto bem diferente pela TV Jangadeiro/BAND e a tivemos a honra de juntar vários outros artistas e estamos fazendo uma coisa diferenciada no humor, humor moleque do cearense, levando bons quadros com animação e piadas e também a oportunidade de revelar e cada vez mais fazer com que esse movimento se perpetue porque em menos de um mês somos vice-líder de audiência absoluta e a gente fica bem feliz com essa resposta, sinal que o povo do Ceará está cada vez mais bem sintonizado com os caminhos do humor.

Alexandre Silva (Rapadura)

Humorista Rapadura no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Rapadura no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Pela sexta vez consecutiva participo do FNH, nos três primeiros anos competi e sou o único maranguapense campeão do evento. Vou falar de como comecei e é o mesmo que falar da história de Chico Anysio. O que me fez entrar na área do humor e do circo foi conhecer a história de Chico, comprando e assistindo os seus DVDs. Foi onde bateu a ideia de ir embora com o circo e logo como palhaço comecei a participar de eventos, de festivais e eu queria mais, queria ser humorista como Chico Anysio e não palhaço, então troquei a roupagem todinha e resolvi participar do FNH em 2009 competindo com o incentivo de muitos amigos e familiares. Fiquei em 2º lugar, mas, pra mim considero o primeiro. Em 2010 por influencia do resultado anterior tive a oportunidade de querer trabalhar mais e realizar mais um sonho que era criar mais um personagem. Me apresentei com a Sirley e o Rapadura ficando em 3º lugar porque estourei o tempo. No ano seguinte determinei: quero o 1 lugar, ensaiei e consegui e essa história todinha eu devo aos maranguapenses por terem me incentivado, dando conselhos tipo “não desisti, vai atrás que tu consegue, até mesmo a equipe do evento chegava pra mim e dizia: tu tem toda a chance de conseguir o primeiro lugar” e foi aonde eu consegui com o apoio e incentivo de muitos amigos.

Olha, sempre tive o sonho de chegar perto de Chico Anysio, tocar e ter aquela conversa com ele: “Chico eu sou de Maranguape, quero subir na vida, ser humorista” e, não vou dizer essa palavra “Deus não permitiu” porque ele sabe o que faz, mas, se ele não deixou essa proximidade acontecer é porque provavelmente Chico ainda ficaria muito contente com o meu trabalho. Ele sabe de tudo, foi o mestre, pra mim é tudo! Sabe do meu sentimento, todo show antes de entrar no palco peço pra ele entrar comigo. Não é a toa que pra você agradar muita gente tem que ter um guardião de lado e o meu é Chico Anysio.

Dadynha tu sabe que desde o dia que eu te conheci tenho um carinho enorme contigo e em todo canto que te vejo falo contigo. Te admiro muito pelo seu trabalho, pois da oportunidade a nós, os talentos novos da terra de Maranguape. Sim, sou um talento novo, não sou reconhecido ainda com a vontade que quero ser, mas, um dia eu chego lá com a ajuda de muita gente, inclusive a sua. Seu Blog é muito visto, então pra mim é muito bacana estar nele e a melhor coisa que aconteceu desde o primeiro FNH foi ter conquistado essas amizades, inclusive a sua, que me faz crescer mais ainda. Obrigada! O rapadura é essa cara gaiato e ao mesmo tempo sério, que sabe distinguir os shows e para me contratar é fácil basta entrar no meu site, que é 8599-8081, o face é 8500-8081 e o meu celular que é 8599-8081, finalizou sorrindo com a habilidade de quem faz os outros rirem. E muito bem!

Eltom Andrade

Humorista Eltom Andrade no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humorista Eltom Andrade no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

O público pode conferir uma novidade, na realidade um protesto que eu e o Renato Serra trouxemos ao palco do FNH: o Black, um interprete em libras porque no público existem os deficientes auditivos e a produção não pensa em colocar os interpretes para passar as piadas. As vezes estão rindo mais pelas macacadas, mugangadas dos humoristas, com uma interpretação visual e então trouxemos essa ideia de Adriano Rosa, o nosso produtor, tradutor em libras e apresentamos também o Thor, aquele cara que é homem, mas, na realidade não assume que é uma bicha encubada, não assume, detesta ser chamado de viado e também o Cirilo, que é um pirangueiro que mora no Colinas II, que é o Condomínio da Santa. O cara é totalmente atrapalhado, não teve estudo e interpreta da forma dele, tipo, uma pergunta muito simples, “me defina o que é bat-gut” ele respondeu o iogurte do batmam. Aliás, mostramos muitas piadas da atualidade, tipo watsapp, facebook que é isso que a galera gosta com um pouco do humor cearense, maranguapense, digamos assim.

Renato Serra

Humoristas Renato Serra, Eltom Andrade, Tirullipa e o produtor Adriano Rosa no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Humoristas Renato Serra, Eltom Andrade, Tirullipa e o produtor Adriano Rosa no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Conheci o Eltom Andrade através do Adriano Rosa. Desde criança sempre fui moleque, faço as pessoas rirem e hoje sou moto taxista, o que não tem nada haver com o humor, né? Mas, certo dia o Adriano disse: “Renato interpreta isso aqui pra mim e eu fiz”. Ele gostou, passou pro Eltom que disse: dá pra coisa! Esse foi o meu primeiro festival e vou confessar: tremi, suei pra c…, suei pra caramba, mas, o que nós quisemos apresentar pro público sei que depois que descemos daquele palco senti como dever cumprido de tudo o que pretendíamos: adoraram os três personagens (tradutor Black, Thor e Cirilo).

Outra coisa eu disse ao Eltom: vamos levar uma homenagem à Chico Anysio porque ele não era só de contar piadas e sim de interpretar, de inventar papéis, então, isso foi o que levou a gente a trazer novidades e não é a toa que no decorrer do show eu fiz o Black (tradutor), o Tom (macho, mas, bichona encubada) e o Pirangueiro que infelizmente o que mais cresce hoje na nossa sociedade é o público pirangueiro. A gente quis passar para o público tudo isso e estou elongiadíssimo em ter participado, creio eu que próximo ano estaremos aqui (eu e Eltom) trazendo mais novidades para vocês. E isso tudo que fiz no palco com o meu parceiro Eltom Andrade, acreditem, estou há apenas um mês exercendo, esse foi o meu primeiro festival, já a nível nacional e defino a minha participação em uma palavra: muito nervosismo, mas, valeu à pena, estou de alma lavada e dever cumprido, subi no palco para fazer as pessoas rirem e consegui.

Tirullipa

Tirullipa, Dadynha Saturnino e Edmilson Filho no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Tirullipa, Dadynha Saturnino e Edmilson Filho no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

O filho do Tiririca foi a atração mais esperada do Festival. Ele subiu ao palco na noite de sábado levando muita graça e irreverência através do show “a resenha do caneco pela primeira vez em Maranguape.” Bruno Mars, paródias novas do Luan Santana e Naldo e a essência da molecagem cearense através de histórias e causos que acontecem no dia a dia a gente agora explora mais no estilo stand up, comigo de cara limpa, disse Tiru, complementando: “um show muito bacana, muito diversificado que a galera curte, sobe no palco e a gente da a oportunidade para participarem, recebendo esse calor e sem falar na brincadeira do caneco que a gente raspa o caneco de todo mundo. Falamos do caneco do começo ao fim do show, de todos os canecos, da água de beber como o caneco do meu irmão…o caneco. Layla Vitória, filha do humorista, fez uma aplaudida participação especial no início do show!

O ápice de sua apresentação aconteceu em dois momentos: o primeiro quando o humorista convidou o Prefeito da cidade, Átila Câmara para dançar no palco a música do “prende e solta”. Este não se fez de rogado e participou do número dançante em companhia dos humoristas Ery Soares, Alex Nogueira e de um rapaz da platéia levando o povo às gargalhadas, reforçando o sentimento da molecagem e da alegria tão enraizado em nossa gente. O segundo foi quando agradeceu a visita do diretor global Alexandre Regis que veio “caçar talentos para o Domingão do faustão” e em seguida chamou o ator e diretor Edmilson Filho (astro do filme Cine Holliúdy) para subir ao palco e receber o carinho do público. Ed, que veio para Maranguape como convidado de Tirullipa, foi super aplaudido pelo povo! Tirullipa finaliza cantando e agradecendo a Jesus por mais um dia de alegria!

Edmilson Filho – o Francisgleydson do filme Cine Holliúdy

Dadynha Saturnino e Edmilson Filho no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Dadynha Saturnino e Edmilson Filho no VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Quando subiu ao palco, disse, brincando:”Vim forçado, mas, vim” e “que felicidade medonha estar aqui hoje. Nem sabia, estava de passagem no Ceará e o Tirullipa me convidou. Observei a receptividade de vocês, como são comportados. E já recebi o convite do Prefeito para vir próximo ano. Mentira, kkk! Enxamista como todo bom comediante, ele disse: olha a pressão!

Há! Vou fazer um filme novo ano que vem – Shaolim do Sertão e a novidade é que um ator de Maranguape vai estar no elenco.”

Nos bastidores, reforçou: depois do filme Cine Holliúdy – direção de Halder Gomes, eu levo a bandeira do Brasil e do meu ceará no mundo todo por onde viajo. Na verdade o filme continua vivo. Pra ter uma ideia, duas semanas atrás recebemos 10 indicações para a Academia Brasileira de Cinema na 13ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro que vai acontecer na terça (26) no Teatro Municipal do Rio, fechando um ciclo bacana depois de um ano com essas indicações pois nunca nenhum filme de comédia, do Ceará e do Nordeste foi indicado para tantos prêmios. Então fecha o ciclo de forma bacana para mim. Como ator, cada vez mais projetos vindos: acabei de fazer o filme “Louca pra casar” com a Ingrid Guimarães, Tata Werneck, Marcio Garcia e Fabiana Carla, tem um programa meu que vai sair agora no Canal Brasil “Nas Américas”, que é uma comedia minha mostrando os EUA, sob o meu olhar, nordestino, cearense e, em breve, também terei um programa da Gshow da globo, o “Shaolim do Sertão” para o próximo ano mais dois filmes que estão em roteirização, então assim, as coisas estão vindo em minha direção, fora a peça “Made In Ceará” que eu começo o tour pelo nordeste agora em outubro. Vai me ver!

Obs: o filme Cine Holliúdy foi eleito melhor filme de comédia e também levou o troféu de melhor Longa-metragem de Ficção pelo voto popular.

Cobertura fotográfica

Alguns cliques feitos durante o evento. Cobertura completa na fan page do Blog News Maranguape por Dadynha Saturnino

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
FNH Arquivo André Nogueira (2)
FNH Arquivo André Nogueira
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
14-08-22 FNH Arquivo André Nogueira (1)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (3)
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (7)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (28)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (20)
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (23)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (41)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (29)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (48)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
28/40

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino

Tirullipa, a esposa Estefânia e a filha também humorista Layla Vitória. Foto Dadynha Saturnino

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
20140823 VI FNH Maranguape. Foto Dadynha Saturnino (65)
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
VI Festival Nacional de Humor de Maranguape. Foto Dadynha Saturnino
FNH Arquivo André Nogueira

Sexta (22) – fotos da 1ª noite
Sábado (23) –
fotos da 2ª noite

Publicidade

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape será realizado de 19 a 23 de agosto na terra de Chico Anysio

Por Dadynha Saturnino em Diversão

19 de agosto de 2014

Humor em evidência. De 19 a 23 de agosto será realizado o VI Festival Nacional de Humor de Maranguape-CE com a participação de comediantes convidados e de talentos da terra, entre eles Zé Lezin e Tirullipa, Rapadura e Eltom Andrade. Marcelino Câmara fará um show infantil e Marcus Lessa e a Banda de Forró Ferro na Boneca serão as atrações musicais. A casa onde nasceu e morou Chico Anysio estará aberta a visitação. Programação completa abaixo:

VI FESTIVAL NACIONAL DE HUMOR DE MARANGUAPE. DIVULGAÇÃO

Serviço

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape-CE

19 a 21 de agosto:
Circuito do Riso. Apresentação do Grupo Garajal em Escolas da rede municipal de ensino (sede e Distritos)

22 (sexta):
Local: Praça Capistrano de Abreu – apresentação de Alex Nogueira
Show infantil de Marcelino Câmara
Viva Maranguape: show de Nikita (Tony Régio) e Barruada
Show do Bagaceira, Zé Lezin e Luana do Crato
Atração musical: Marcus Lessa

23 (sábado):
Local: Praça Capistrano de Abreu – apresentação de Alex Nogueira
Viva Maranguape com Eltom Andrade e Renato Serra e Rapadura;
Shows de Virginia Del Fuego, Zé Modesto, Tizil e Tirullipa;
Atração musical: Banda Ferro na Boneca.

Realização: Prefeitura Municipal de Maranguape/FITEC
Informações: (85) 3369-9188

Publicidade

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape será realizado de 19 a 23 de agosto na terra de Chico Anysio

Por Dadynha Saturnino em Diversão

19 de agosto de 2014

Humor em evidência. De 19 a 23 de agosto será realizado o VI Festival Nacional de Humor de Maranguape-CE com a participação de comediantes convidados e de talentos da terra, entre eles Zé Lezin e Tirullipa, Rapadura e Eltom Andrade. Marcelino Câmara fará um show infantil e Marcus Lessa e a Banda de Forró Ferro na Boneca serão as atrações musicais. A casa onde nasceu e morou Chico Anysio estará aberta a visitação. Programação completa abaixo:

VI FESTIVAL NACIONAL DE HUMOR DE MARANGUAPE. DIVULGAÇÃO

Serviço

VI Festival Nacional de Humor de Maranguape-CE

19 a 21 de agosto:
Circuito do Riso. Apresentação do Grupo Garajal em Escolas da rede municipal de ensino (sede e Distritos)

22 (sexta):
Local: Praça Capistrano de Abreu – apresentação de Alex Nogueira
Show infantil de Marcelino Câmara
Viva Maranguape: show de Nikita (Tony Régio) e Barruada
Show do Bagaceira, Zé Lezin e Luana do Crato
Atração musical: Marcus Lessa

23 (sábado):
Local: Praça Capistrano de Abreu – apresentação de Alex Nogueira
Viva Maranguape com Eltom Andrade e Renato Serra e Rapadura;
Shows de Virginia Del Fuego, Zé Modesto, Tizil e Tirullipa;
Atração musical: Banda Ferro na Boneca.

Realização: Prefeitura Municipal de Maranguape/FITEC
Informações: (85) 3369-9188