outubro 2018 - Página 2 de 2 - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

outubro 2018

No novo governo Camilo, para onde vai a Segurança?

Por Nonato Albuquerque em Sem categoria

09 de outubro de 2018

Em tempos de violência, tudo o que se fizer em favor de minimizar o problema é bemvindo. Como essa proposta da Federação das Indústrias do Ceará- a FIEC que vai realizar este mês uma discussão em torno de como enfrentar a violência.

É que ninguém consegue mais conviver com um ambiente de insegurança como o que o Ceará assiste. A cada mês aumenta o número de mortes por homicídio. O descontrole das autoridades com relação aos furtos e roubos é bastante visível. E o que é mais terrível é que não há sinais, por parte dos gestores da segurança pública, de um plano que, pelo menos, ofereça alternativas de diminuir o problema.

Comerciantes da noite, acabei de ler num dos jornais da cidade, estão preocupados com a queda do movimento de fregueses e, por isso, estão encerrando o expediente mais cedo com receio de serem, eles também, vítimas da violência.

Diante de tudo isso, a FIEC convidou o ex-prefeito de Medelin, na Colombia, cidade que conseguiu enfrentar o tráfico e sua violência, a partir de programas sociais, implementados na cidade que era a mais violenta da América Latina, e que hoje respira mais aliviada a questão da insegurança.

Que ele venha e derrame luz sobre as mentes que têm a responsabilidade de dirigir essa área que, provavelmente, a partir de janeiro ganhe um novo reordenamento com as mudanças que se espera no secretariado do governo Camilo Santana. É o mínimo que se pretende da política de governo para a continuidade do Ceará Pacífico.

leia tudo sobre

Publicidade

Domingo, a urna será o sacrário do povo brasileiro

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

05 de outubro de 2018

Domingo é o dia em que todo cidadão pode decidir o destino de um povo. O de eleger os seus representantes. No mundo livre, essa é a forma mais democrática que dispomos para decidir o nosso futuro político. Por isso, importa muito que o eleitor vá cumprir o seu dever, que é votar. É dessa participação popular que o sistema democrático se fortalece. Seja qual for o candidato, o brasileiro não pode fugir a esse dever cívico.

A presença no local de votação é a mais forte expressão de liberdade que alcançamos ao longo da trajetória republicana.

O eleitor é o senhor do domingo. De maneira alguma, ele deve perder esse momento histórico. Mais do que isso: ele não deve vender ou trocar o seu voto, sob pena de estar traindo a sua própria consciência.

Votar livre. E sem medo, mesmo diante dos anúncios que circulam em redes sociais de que facções estarão em alguns locais para saber em quem fulano e cicrano vai votar. Não se deixe levar por essa ou qualquer outra ameaça. O seu voto é secreto. Nem os políticos têm acesso à urna. No domingo, ela é o sacrário de cada um de nós, fazendo valer a nossa força. O nosso próprio destino.

leia tudo sobre

Publicidade

As outras bem-aventuranças

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

01 de outubro de 2018

 

as outras bem-aventuranças

Nonato Albuquerque
Bem aventurados, os homens de poucas letras e de muito saber em quem a Natureza expõe toda a sua maestria.
Bem aventurados, os sem esperança mas que acham motivos para derramar nos outros as chances de um tempo melhor.
Bem aventurados, os que navegam pela Terra sem bússola, sem rumo e conseguem auxiliar numa rua, a travessia dos sem memória.
Bem aventurados, os profetas que anunciam chuva e inverno e mesmo que lhe dêem as costas, sua ciência é verdade exata.
Bem aventurados, os que se acham solitários por sobre o planeta, mas abrigam em si o conhecimento de que somos uma só família.
Bem aventurados os homens e mulheres de idéias luminosas cujo facho de luz se projeta em favor não de si mas dos outros.
Bem aventurados, os que amam e embora não haja reciprocidade, magnificam a Vida com sua luminosa presença de paz…
Bem aventurados, os que auxiliam os deserdados do bem ainda que nem considerem ser possuidores dessa sagrada virtude.
Bem aventurados, sejam todos e todas!

leia tudo sobre

Publicidade

As outras bem-aventuranças

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

01 de outubro de 2018

 

as outras bem-aventuranças

Nonato Albuquerque
Bem aventurados, os homens de poucas letras e de muito saber em quem a Natureza expõe toda a sua maestria.
Bem aventurados, os sem esperança mas que acham motivos para derramar nos outros as chances de um tempo melhor.
Bem aventurados, os que navegam pela Terra sem bússola, sem rumo e conseguem auxiliar numa rua, a travessia dos sem memória.
Bem aventurados, os profetas que anunciam chuva e inverno e mesmo que lhe dêem as costas, sua ciência é verdade exata.
Bem aventurados, os que se acham solitários por sobre o planeta, mas abrigam em si o conhecimento de que somos uma só família.
Bem aventurados os homens e mulheres de idéias luminosas cujo facho de luz se projeta em favor não de si mas dos outros.
Bem aventurados, os que amam e embora não haja reciprocidade, magnificam a Vida com sua luminosa presença de paz…
Bem aventurados, os que auxiliam os deserdados do bem ainda que nem considerem ser possuidores dessa sagrada virtude.
Bem aventurados, sejam todos e todas!