Namorados da Vida - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

Namorados da Vida

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

12 de junho de 2019

Hoje é o dia dos namorados. Uma data sempre promissora ao enlevo de casais que se descobrem afetivamente e àqueles que, já unidos em matrimônio, não perdem a chance de celebrar as venturas desse afeto.

Quiçá, o enlevo dessa data, pudesse ser incorporado a outras paixões. O de se namorar sempre a Vida, como o maior tesouro que temos, evitando tantos desentendimentos e tormentos que a alma humana concilia.

Quem dera que enamorados da Vida compreendessem quão gratificante é respeitar os sagrados direitos da existência, não chegando jamais a ameaçar a vida de si mesmo e a dos outros.

Se a gente tivesse sempre o pensamento voltado para o bem da Vida, não haveriam as disputas, as ofensas, as brigas, que chegam às vias do fato e culminam com as perdas de entes queridos.

Quem namora a Vida, celebra sempre a paz como bandeira de abrigo. E faz por onde não causar nenhum dano a quem quer que seja.

E aos namorados, a quem a data confere homenagear, é necessário lembrar que o amor é a fortaleza comum dos dois. Que se vença com ele, a terrível praga do ciúme. E que sejam afetuosos, não só agora na época do namoro. Mas que haja respeito e consideração entre os que se unem e que responderão pelo bem estar da família e pela melhoria do Planeta que nos acolhe.

Feliz dia dos que namoram a Vida em toda a sua plenitude.

Publicidade aqui

leia tudo sobre

Namorados da Vida

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

12 de junho de 2019

Hoje é o dia dos namorados. Uma data sempre promissora ao enlevo de casais que se descobrem afetivamente e àqueles que, já unidos em matrimônio, não perdem a chance de celebrar as venturas desse afeto.

Quiçá, o enlevo dessa data, pudesse ser incorporado a outras paixões. O de se namorar sempre a Vida, como o maior tesouro que temos, evitando tantos desentendimentos e tormentos que a alma humana concilia.

Quem dera que enamorados da Vida compreendessem quão gratificante é respeitar os sagrados direitos da existência, não chegando jamais a ameaçar a vida de si mesmo e a dos outros.

Se a gente tivesse sempre o pensamento voltado para o bem da Vida, não haveriam as disputas, as ofensas, as brigas, que chegam às vias do fato e culminam com as perdas de entes queridos.

Quem namora a Vida, celebra sempre a paz como bandeira de abrigo. E faz por onde não causar nenhum dano a quem quer que seja.

E aos namorados, a quem a data confere homenagear, é necessário lembrar que o amor é a fortaleza comum dos dois. Que se vença com ele, a terrível praga do ciúme. E que sejam afetuosos, não só agora na época do namoro. Mas que haja respeito e consideração entre os que se unem e que responderão pelo bem estar da família e pela melhoria do Planeta que nos acolhe.

Feliz dia dos que namoram a Vida em toda a sua plenitude.