Ceará olímpico: medalha de ouro em fraudes no Bolsa Família - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Ceará olímpico: medalha de ouro em fraudes no Bolsa Família

Por Wanfil em Ceará

08 de junho de 2016

A tocha olímpica para os jogos de 2016, que acontecerão no Rio de Janeiro, passou ontem pelo Ceará, carregada em revezamento por atletas e não atletas em diversas cidades.

Nesse clima olímpico, os cearenses ficaram sabendo que o Estado conquistou o primeiro lugar em fraudes no Bolsa Família relacionadas a servidores públicos, segundo noticia o jornal O Povo desta quarta, com informações do Ministério Público Federal. É preciso verificar quantas prefeituras, que fazem os cadastros, se aproveitaram da frouxidão na fiscalização das concessões desses benefícios uma sistemática para angariar apoio político e eleitoral com dinheiro público. Onde houver exagero, é porque os desvios foram intencionais. Simples assim.

Na modalidade fraude em números brutos, o Ceará ficou a medalha de prata, com um prejuízo estimado em R$ 334 milhões, atrás apenas da Bahia. Em certas competições, o time de gestores municipais e federais é uma potência.

Publicidade aqui

Ceará olímpico: medalha de ouro em fraudes no Bolsa Família

Por Wanfil em Ceará

08 de junho de 2016

A tocha olímpica para os jogos de 2016, que acontecerão no Rio de Janeiro, passou ontem pelo Ceará, carregada em revezamento por atletas e não atletas em diversas cidades.

Nesse clima olímpico, os cearenses ficaram sabendo que o Estado conquistou o primeiro lugar em fraudes no Bolsa Família relacionadas a servidores públicos, segundo noticia o jornal O Povo desta quarta, com informações do Ministério Público Federal. É preciso verificar quantas prefeituras, que fazem os cadastros, se aproveitaram da frouxidão na fiscalização das concessões desses benefícios uma sistemática para angariar apoio político e eleitoral com dinheiro público. Onde houver exagero, é porque os desvios foram intencionais. Simples assim.

Na modalidade fraude em números brutos, o Ceará ficou a medalha de prata, com um prejuízo estimado em R$ 334 milhões, atrás apenas da Bahia. Em certas competições, o time de gestores municipais e federais é uma potência.