Eleições 2016: Barbalha e o escândalo da compra de votos - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Eleições 2016: Barbalha e o escândalo da compra de votos

Por Wanfil em Eleições 2016

03 de outubro de 2016

O município de Barbalha entrou para a crônica política das eleições 2016 por causa da prisão de uma assessora da primeira-dama do Ceará, Onélia Leite, e de outras duas pessoas, com maços de dinheiro e material de campanha para Fernando Santana, do PT, apoiado pelo governador Camilo Santana, na antevéspera da votação. Segundo a Polícia Federal, o grupo planejava comprar votos.

O caso ganhou repercussão nacional e as investigações continuam. Em nota, o governo do Estado se limitou a dizer que a assessora estava afastada das funções. Ciro Gomes acusou a PF de abuso. Barbalha é reduto eleitoral do governador e por isso, naturalmente, uma de suas prioridades para as eleições.

Com tudo isso, é bem possível que o peso do flagrante e da denúncia tenham interferido no resultado do pleito, apertadíssimo. Argemiro Sampaio, do PSDB, foi eleito com 49,44% dos votos, contra 48,91% de Fernando Santana.

Vencer em casa é sempre importante. Basta ver o empenho de Cid e Ciro Gomes para eleger Ivo Gomes. No caso de Camilo, porém, essa ligação com o berço político é menos evidente do que com seus aliados de Sobral.

Publicidade aqui

Eleições 2016: Barbalha e o escândalo da compra de votos

Por Wanfil em Eleições 2016

03 de outubro de 2016

O município de Barbalha entrou para a crônica política das eleições 2016 por causa da prisão de uma assessora da primeira-dama do Ceará, Onélia Leite, e de outras duas pessoas, com maços de dinheiro e material de campanha para Fernando Santana, do PT, apoiado pelo governador Camilo Santana, na antevéspera da votação. Segundo a Polícia Federal, o grupo planejava comprar votos.

O caso ganhou repercussão nacional e as investigações continuam. Em nota, o governo do Estado se limitou a dizer que a assessora estava afastada das funções. Ciro Gomes acusou a PF de abuso. Barbalha é reduto eleitoral do governador e por isso, naturalmente, uma de suas prioridades para as eleições.

Com tudo isso, é bem possível que o peso do flagrante e da denúncia tenham interferido no resultado do pleito, apertadíssimo. Argemiro Sampaio, do PSDB, foi eleito com 49,44% dos votos, contra 48,91% de Fernando Santana.

Vencer em casa é sempre importante. Basta ver o empenho de Cid e Ciro Gomes para eleger Ivo Gomes. No caso de Camilo, porém, essa ligação com o berço político é menos evidente do que com seus aliados de Sobral.