enigma Archives - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

enigma

A esfinge sem segredo: deputado quer saber, eu esclareço

Por Wanfil em Assembleia Legislativa

20 de Maio de 2015

Ainda sobre a manobra vergonhosa da base aliada na Assembleia Legislativa para impedir a criação de um CPI que investigaria a enrolada obra do Acquario Ceará (leia mais no meu comentário para a Tribuna Band News aqui), o jovem deputado Júlio César Filho, de um tal PTN, e que é vice-líder do governo Camilo na Casa, anunciou misterioso enigma, tal qual uma esfinge de Maracanaú:

“Fico confuso sobre a intenção da oposição. Não sei se quer politizar a discussão para desgastar o governo, ou se quer realmente investigar”.

Essa é fácil. Eu, como um Édipo nordestino (mais precisamente de Teresina), desvendo o mistério que aflige o parlamentar:

Os dois. Quer politizar, pois o embate entre situação e oposição é de natureza política, e quer investigar, conforme direito assegurado pela Constituição e de acordo com as exigências do Regimento Interno da Assembleia. Já o governo não quer politizar para não se desgastar (preocupação que deixa transparecer insegurança), muito menos investigar nada.

Nota

Decifra-me ou devoro-te: a esfinge da mitologia grega perguntava aos desafiantes: “Que criatura pela manhã tem quatro pés, ao meio-dia tem dois, e à tarde tem três?” Édipo acertou: “O homem: engatinha como bebê, anda sobre dois pés na idade adulta e usa bengala quando é ancião”. Esse, claro, era um enigma realmente difícil.

Representação da esfinge da mitologia grega, no Museu do Templo de Apolo, em Delfos. Essa mandava bem.

Representação da esfinge da mitologia grega, no Museu do Templo de Apolo, em Delfos. Essa mandava bem.

 

Publicidade

A esfinge sem segredo: deputado quer saber, eu esclareço

Por Wanfil em Assembleia Legislativa

20 de Maio de 2015

Ainda sobre a manobra vergonhosa da base aliada na Assembleia Legislativa para impedir a criação de um CPI que investigaria a enrolada obra do Acquario Ceará (leia mais no meu comentário para a Tribuna Band News aqui), o jovem deputado Júlio César Filho, de um tal PTN, e que é vice-líder do governo Camilo na Casa, anunciou misterioso enigma, tal qual uma esfinge de Maracanaú:

“Fico confuso sobre a intenção da oposição. Não sei se quer politizar a discussão para desgastar o governo, ou se quer realmente investigar”.

Essa é fácil. Eu, como um Édipo nordestino (mais precisamente de Teresina), desvendo o mistério que aflige o parlamentar:

Os dois. Quer politizar, pois o embate entre situação e oposição é de natureza política, e quer investigar, conforme direito assegurado pela Constituição e de acordo com as exigências do Regimento Interno da Assembleia. Já o governo não quer politizar para não se desgastar (preocupação que deixa transparecer insegurança), muito menos investigar nada.

Nota

Decifra-me ou devoro-te: a esfinge da mitologia grega perguntava aos desafiantes: “Que criatura pela manhã tem quatro pés, ao meio-dia tem dois, e à tarde tem três?” Édipo acertou: “O homem: engatinha como bebê, anda sobre dois pés na idade adulta e usa bengala quando é ancião”. Esse, claro, era um enigma realmente difícil.

Representação da esfinge da mitologia grega, no Museu do Templo de Apolo, em Delfos. Essa mandava bem.

Representação da esfinge da mitologia grega, no Museu do Templo de Apolo, em Delfos. Essa mandava bem.