espionagem Archives - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

espionagem

Intrigas e futricas

Por Wanfil em Tribuna Band News FM

11 de Maio de 2013

Meu comentário deste sábado para a rádio Tribuna BandNews 101.7 FM.

O deputado federal Eudes Xavier, do PT, foi o centro das atenções na sessão de sexta-feira (9) na Assembleia Legislativa, onde compareceu para falar sobre um suposto esquema de espionagem que envolveria a cúpula do governo estadual. Agora ele diz que não tem tanta certeza sobre a veracidade das denúncias.

No mês passado, o próprio governador Cid Gomes já tinha comparecido à Assembleia para repudiar as acusações e denunciar que seus e-mails tinham sido violados e adulterados, o que seria crime.

O resumo dessa história é o seguinte: nesse disse me disse, todos falam muito e ninguém prova nada. Ambas as partes dizem esperar que investigações da Polícia Federal comprovem suas versões, mas, aqui entre nós, convenhamos: certamente a PF tem muito mais com que se ocupar do que com as intrigas e futricas de ex-aliados políticos separados nas eleições passadas.

Repito o que disse quando esse caso apareceu no noticiário: é lamentável ver que a política cearense, em vez de se ocupar de grandes questões ou de emergências como a seca e a explosão da violência no estado, acabe refém de brigas pessoais entre essas autoridades.

O empenho e a energia que os envolvidos demonstraram nessa ridícula guerra particular deveriam ser direcionados para defender os interesses do Ceará e para remediar os males que hoje afligem e maltratam sua população.

Publicidade

Sobre acusações de espionagem: senhores, parem de nos envergonhar!

Por Wanfil em Política

11 de Abril de 2013

O petista Eudes Xavier usou a tribuna da Câmara dos Deputados para acusar o governador Cid Gomes, do PSB, de espionagem contra o ex-prefeito de Maracanaú Roberto Pessoa, do PR. Cid Gomes, por sua vez, usou a tribuna da Assembleia Legislativa para dizer que Eudes Xavier agia a mando da ex-prefeita Luizianne Lins, também do PT.

Voltando à Brasília, o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, em defesa do correligionário Roberto Pessoa, usa a tribuna da Câmara dos Deputados para dizer que solicitará ao Ministério Público a quebra do sigilo telefônico e telemático das autoridades envolvidas. Em resposta, o governador Cid Gomes e o deputado federal Antônio Balhmann entrega uma representação do PSB ao presidente da Câmara dos Deputados pedindo a cassação de Eudes Xavier por quebra de decoro.

A irrelevância que nos salva de um vexame ainda maior

E o que é tudo isso? É o exercício da política na base da troca de acusações constrangedoras e da fofoca irresponsável. A rigor, não existem investigações conclusivas sobre o caso. Portanto, ninguém sabe quem tem razão. Mas é certo que toda essa turma estará reunida no palanque de Dilma em 2014. E como se não bastasse a confusão, nossos representantes levam o ridículo espetáculo ao plano nacional. Que vexame.

A nossa sorte é que atualmente ninguém no Brasil dá bola para os políticos cearenses. Houve um tempo em que o governo cearense conseguia emplacar dois ou três ministros em áreas importantes, presidentes no BNB e nas principais agências de desenvolvimento, mas agora temos somente um ex-prefeito de Sobral comandando a Secretaria Nacional dos Portos, ofertado como prêmio de consolação devido aos bons serviços prestados ao governo federal.

Se Dilma hoje faz afagos a Cid Gomes, é somente com o intuito de atingir a candidatura presidencial de Eduardo Campos, governador de Pernambuco. Nesse filme, o cearense é coadjuvante. E nem assim a presidente faz muito, somente as promessas de sempre. Inaugurar grandes obras estruturantes que é bom, isso nunca acontece.

Do Ceará importam apenas a grande votação que pode ser obtida diretamente com a exploração do Bolsa Família, dispensando a intermediação dos políticos locais. Sem peso e sem capacidade de mobilização, sem opositores externos e sem ambições maiores, a base governista estadual termina disputando entre si para ver quem tem mais espaço em seu quinhão de poder, protagonizando episódios lamentáveis como esse das acusações de espionagem, entre outros. É nesse ambiente de irrelevâncias e de mesquinharias que nossos líderes projetam o Ceará nos dias que correm.

O Ceará, que já foi modelo de políticas públicas que inspiraram, por exemplo, a Lei de Responsabilidade Fiscal, agora se notabiliza como exemplo negativo de picuinhas e trapalhadas. Que vergonha.

Publicidade

Sobre acusações de espionagem: senhores, parem de nos envergonhar!

Por Wanfil em Política

11 de Abril de 2013

O petista Eudes Xavier usou a tribuna da Câmara dos Deputados para acusar o governador Cid Gomes, do PSB, de espionagem contra o ex-prefeito de Maracanaú Roberto Pessoa, do PR. Cid Gomes, por sua vez, usou a tribuna da Assembleia Legislativa para dizer que Eudes Xavier agia a mando da ex-prefeita Luizianne Lins, também do PT.

Voltando à Brasília, o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, em defesa do correligionário Roberto Pessoa, usa a tribuna da Câmara dos Deputados para dizer que solicitará ao Ministério Público a quebra do sigilo telefônico e telemático das autoridades envolvidas. Em resposta, o governador Cid Gomes e o deputado federal Antônio Balhmann entrega uma representação do PSB ao presidente da Câmara dos Deputados pedindo a cassação de Eudes Xavier por quebra de decoro.

A irrelevância que nos salva de um vexame ainda maior

E o que é tudo isso? É o exercício da política na base da troca de acusações constrangedoras e da fofoca irresponsável. A rigor, não existem investigações conclusivas sobre o caso. Portanto, ninguém sabe quem tem razão. Mas é certo que toda essa turma estará reunida no palanque de Dilma em 2014. E como se não bastasse a confusão, nossos representantes levam o ridículo espetáculo ao plano nacional. Que vexame.

A nossa sorte é que atualmente ninguém no Brasil dá bola para os políticos cearenses. Houve um tempo em que o governo cearense conseguia emplacar dois ou três ministros em áreas importantes, presidentes no BNB e nas principais agências de desenvolvimento, mas agora temos somente um ex-prefeito de Sobral comandando a Secretaria Nacional dos Portos, ofertado como prêmio de consolação devido aos bons serviços prestados ao governo federal.

Se Dilma hoje faz afagos a Cid Gomes, é somente com o intuito de atingir a candidatura presidencial de Eduardo Campos, governador de Pernambuco. Nesse filme, o cearense é coadjuvante. E nem assim a presidente faz muito, somente as promessas de sempre. Inaugurar grandes obras estruturantes que é bom, isso nunca acontece.

Do Ceará importam apenas a grande votação que pode ser obtida diretamente com a exploração do Bolsa Família, dispensando a intermediação dos políticos locais. Sem peso e sem capacidade de mobilização, sem opositores externos e sem ambições maiores, a base governista estadual termina disputando entre si para ver quem tem mais espaço em seu quinhão de poder, protagonizando episódios lamentáveis como esse das acusações de espionagem, entre outros. É nesse ambiente de irrelevâncias e de mesquinharias que nossos líderes projetam o Ceará nos dias que correm.

O Ceará, que já foi modelo de políticas públicas que inspiraram, por exemplo, a Lei de Responsabilidade Fiscal, agora se notabiliza como exemplo negativo de picuinhas e trapalhadas. Que vergonha.