Homenagem à cultura negra é tema de apresentações no Carnaval de Fortaleza


Homenagem à cultura negra é tema de apresentações no Carnaval de Fortaleza

Com apresentações de maracatu e reis de congos, coroações de reis e rainhas negras, o evento também contará com oficina de ritmos

Por Juliana Teófilo em Agenda Cultural

3 de fevereiro de 2016 às 06:00

Há 3 anos

Base cultural para a língua, as artes, o folclore, os hábitos alimentares e para a religião do nosso país, a cultura negra ainda é pouco conhecida pelos brasileiros, mesmo para aqueles que brincam e participam de cortejos carnavalescos que relembram e festejam as expressões afrobrasileiras.

É justamente com a ideia de tornar conhecida e, principalmente, fazer com o que o cearense entenda as raízes africanas dos festejos carnavalescos que surgiu o projeto Carnaval, Cidadania e Resgate de Memórias. “Nas últimas décadas do século XIX, Fortaleza passou por grandes transformações urbanas, sociais e políticas.

/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/5/2016/02/maracatu kizomba

Maracatu Kizomba se apresenta em Fortaleza (Foto: Prefeitura de Fortaleza)

Nesse contexto, as manifestações culturais festivas negras que ocorriam na cidade, principalmente as carnavalescas, sofreram perseguições, preconceitos e tentativas de cerceamento. Para resistir, essa cultura revelou constantes reelaborações e ressignificações”, explica Kildery Bezerra Silva, um dos idealizadores do projeto.

Com uma programação que perpassa cortejos e apresentações de maracatu, coroações de reis e rainhas negras, apresentação de reis de congos e homenagens ao preto Xavier; o evento também conta com uma oficina de Ritmos e Ancestralidades, que acontece nos dias 2 e 3 de fevereiro.

O minicurso gratuito é destinado para jovens e adultos de todas as idades e acontece na na Casa do Menor São Miguel Arcanjo, no bairro Dias Macedo, sempre das 9 horas da manhã às cinco da tarde.

O professor de percussão, Leno Farias, de 43 anos, responsável pelas aulas, explica que o objetivo da oficina é  aproximar o brincante do tradicional carnaval da cidade com a cultura que deu origem à expressão. “Nós queremos oferecer essa formação para os meninos que brincam o carnaval mas que não conhecem muito dos ritmos afrobrasileiros. Então, durante os dois dias de oficinas vamos falar do samba, do frevo e do maracatu e suas raízes”.

Ao fim das 20 horas de curso, os jovens e adultos que participaram da ação vão tocar junto com o grupo Maracatu Kizomba. Serão três apresentações: na quarta-feira (3), no Cuca Jangurussu, às 18 horas; na sexta-feira (5), no bairro José Walter, às 18 horas e no sábado (6), na Avenida Domingos Olímpio, às 18h15min. E o melhor, ainda há vagas e as inscrições podem ser feitas pelo telefone (85) 9.9933-0000.

Serviço:

Carnaval, Cidadania e Resgate de Memórias
sexta-feira (05/02/16)
Horário: a partir das 15h

Local: Pólo de Lazer do Mercado do Conjunto Prefeito José Walter – (Anfiteatro Coliseu);
Carnaval Folia: a partir das 16:30h, tem apresentação de Bloco Carnavalesco “A Turma do Mamão”;
Pretos e Maracatus: a partir das 17h;
Cortejo e Apresentação do Maracatu Kizomba/CE | Após a apresentação, acontecerá a Cerimônia de Coroação de Homens e Mulheres Pretos;
Batuque e Congos – Festa pra Xavier: homenagem a um dos precursores dos Congos em Fortaleza – o preto Xavier;
Grupo de Tradições Folclóricas Raízes Nordestinas (congos e danças folclóricas);
Reisado de Congos Nossa Senhora de Fátima

 

Clique e leia outras matérias do Tribuna do Ceará sobre o Carnaval 2016:

> Forró da “Falsiane” é aposta de hit para o Carnaval 2016

> Mulheres formam grupo de pré-carnaval feminista para quebrar preconceitos em Fortaleza

> Bloco de pré-carnaval terá ala para vitoriosos do câncer

> Confira 12 praias do Ceará para fugir da folia no Carnaval

> Lojas de fantasias comemoram o bom movimento no período de pré-carnaval

> Carnaval 2016: um “Pingo” de história do maracatu de Fortaleza

> Relembre os hits do Carnaval de 2000 a 2015

> Ouça 11 músicas que prometem bombar no Carnaval 2016

> Marchinhas de carnaval ganham versões clássicas com a Orquestra Filarmônica do Ceará

> Chuva de calcinhas fio dental será atração no domingo de Carnaval em praia cearense

Publicidade

Dê sua opinião

Homenagem à cultura negra é tema de apresentações no Carnaval de Fortaleza

Com apresentações de maracatu e reis de congos, coroações de reis e rainhas negras, o evento também contará com oficina de ritmos

Por Juliana Teófilo em Agenda Cultural

3 de fevereiro de 2016 às 06:00

Há 3 anos

Base cultural para a língua, as artes, o folclore, os hábitos alimentares e para a religião do nosso país, a cultura negra ainda é pouco conhecida pelos brasileiros, mesmo para aqueles que brincam e participam de cortejos carnavalescos que relembram e festejam as expressões afrobrasileiras.

É justamente com a ideia de tornar conhecida e, principalmente, fazer com o que o cearense entenda as raízes africanas dos festejos carnavalescos que surgiu o projeto Carnaval, Cidadania e Resgate de Memórias. “Nas últimas décadas do século XIX, Fortaleza passou por grandes transformações urbanas, sociais e políticas.

/home/tribu/public html/wp content/uploads/sites/5/2016/02/maracatu kizomba

Maracatu Kizomba se apresenta em Fortaleza (Foto: Prefeitura de Fortaleza)

Nesse contexto, as manifestações culturais festivas negras que ocorriam na cidade, principalmente as carnavalescas, sofreram perseguições, preconceitos e tentativas de cerceamento. Para resistir, essa cultura revelou constantes reelaborações e ressignificações”, explica Kildery Bezerra Silva, um dos idealizadores do projeto.

Com uma programação que perpassa cortejos e apresentações de maracatu, coroações de reis e rainhas negras, apresentação de reis de congos e homenagens ao preto Xavier; o evento também conta com uma oficina de Ritmos e Ancestralidades, que acontece nos dias 2 e 3 de fevereiro.

O minicurso gratuito é destinado para jovens e adultos de todas as idades e acontece na na Casa do Menor São Miguel Arcanjo, no bairro Dias Macedo, sempre das 9 horas da manhã às cinco da tarde.

O professor de percussão, Leno Farias, de 43 anos, responsável pelas aulas, explica que o objetivo da oficina é  aproximar o brincante do tradicional carnaval da cidade com a cultura que deu origem à expressão. “Nós queremos oferecer essa formação para os meninos que brincam o carnaval mas que não conhecem muito dos ritmos afrobrasileiros. Então, durante os dois dias de oficinas vamos falar do samba, do frevo e do maracatu e suas raízes”.

Ao fim das 20 horas de curso, os jovens e adultos que participaram da ação vão tocar junto com o grupo Maracatu Kizomba. Serão três apresentações: na quarta-feira (3), no Cuca Jangurussu, às 18 horas; na sexta-feira (5), no bairro José Walter, às 18 horas e no sábado (6), na Avenida Domingos Olímpio, às 18h15min. E o melhor, ainda há vagas e as inscrições podem ser feitas pelo telefone (85) 9.9933-0000.

Serviço:

Carnaval, Cidadania e Resgate de Memórias
sexta-feira (05/02/16)
Horário: a partir das 15h

Local: Pólo de Lazer do Mercado do Conjunto Prefeito José Walter – (Anfiteatro Coliseu);
Carnaval Folia: a partir das 16:30h, tem apresentação de Bloco Carnavalesco “A Turma do Mamão”;
Pretos e Maracatus: a partir das 17h;
Cortejo e Apresentação do Maracatu Kizomba/CE | Após a apresentação, acontecerá a Cerimônia de Coroação de Homens e Mulheres Pretos;
Batuque e Congos – Festa pra Xavier: homenagem a um dos precursores dos Congos em Fortaleza – o preto Xavier;
Grupo de Tradições Folclóricas Raízes Nordestinas (congos e danças folclóricas);
Reisado de Congos Nossa Senhora de Fátima

 

Clique e leia outras matérias do Tribuna do Ceará sobre o Carnaval 2016:

> Forró da “Falsiane” é aposta de hit para o Carnaval 2016

> Mulheres formam grupo de pré-carnaval feminista para quebrar preconceitos em Fortaleza

> Bloco de pré-carnaval terá ala para vitoriosos do câncer

> Confira 12 praias do Ceará para fugir da folia no Carnaval

> Lojas de fantasias comemoram o bom movimento no período de pré-carnaval

> Carnaval 2016: um “Pingo” de história do maracatu de Fortaleza

> Relembre os hits do Carnaval de 2000 a 2015

> Ouça 11 músicas que prometem bombar no Carnaval 2016

> Marchinhas de carnaval ganham versões clássicas com a Orquestra Filarmônica do Ceará

> Chuva de calcinhas fio dental será atração no domingo de Carnaval em praia cearense