História de cidade submersa por açude no Ceará ganha documentário em Nova York


História de cidade submersa por açude no Ceará ganha documentário em Nova York

Descendente de filhos da Velha Jaguaribara, onde hoje é o Castanhão, retorna ao município e retrata as ruínas expostas da antiga cidade

Por Wolney Batista em Cinema

9 de novembro de 2014 às 17:00

Há 5 anos
Seca que atinge o açude Castanhão emerge as ruínas da cidade (FOTO: Divulgação)

Seca que atinge o açude Castanhão emerge as ruínas da cidade (FOTO: Divulgação)

Já se vão quase 12 anos desde que as águas represadas do Rio Jaguaribe invadiram as ruas, casas e praças do município da Velha Jaguaribara e deram forma ao açude Castanhão, o maior do Ceará e responsável pelo abastecimento de água da Grande Fortaleza. Este ano, a história das lembranças e da vida das pessoas que ali moravam – e foram transferidas para a Nova Jaguaribara – recheiam um documentário produzido por um cearense para a New York Film Academy, escola de cinema nos Estados Unidos.

“O ponto de partida foi a seca que tem afetado a região de forma bem acentuada nos últimos três anos. Eu sempre tive o desejo de contar essa história [da mudança de cidade, da reinvenção cultural] de uma forma justa, sincera, mas quando soube das ruínas aparecendo, essa vontade tornou-se mais urgente”, descreve a ânsia por contar o episódio de forma cinematográfica o diretor do documentário Lucas Dantas.

O documentário retrata as consequências da mudança radical de espaço, de cultura e de estilo de vida dos antigos moradores da cidade submersa. Uma série de entrevistas foi feita com personagens que conviveram com as duas realidades – a da velha cidade e a da nova-, entre eles, os próprios familiares do diretor.

Outra história é das irmãs Rocilda, Divalci e Francisca, conhecidas no município como “as três coroas” , por estarem na faixa dos 70 anos e e nunca terem casado. “é uma história de luta diária e resistência. Apesar de a atividade agropecuária praticamente ter sumido na região, elas seguem batalhando para manter a mesma vida depois da mudança”, conta Dantas.

De acordo com o diretor do documentário, a barragem trouxe apenas prejuízo para as três irmãs, mas a situação não abalou a forma leve delas encararem o dia-a-dia.  “O sorriso com que recebem a todos e a força com que tocam as suas vidas de forma absolutamente independente, é tudo que eu sempre admirei no sertão cearense”, completa.

Uma versão com 20 minutos da produção será lançada em Nova York no próximo mês. “Depois de concluído, eu pretendo, primeiro, procurar parceiros e financiadores para realizar o documentário de longa-metragem”, visiona Lucas Dantas. Uma produtora nova-iorquina se interessou pelo projeto e estuda atualmente uma forma de distribuí-lo nos Estados Unidos e, depois, no Brasil.

Documentário
1/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
2/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
3/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
4/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
5/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
6/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
7/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
8/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
9/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
10/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Ficha Técnica
Jaguaribara: an underwater tale (Jaguaribara: a lenda submersa)
Direção: Lucas Dantas
Direção de Fotografia: Eliana Álvarez e Lucas Dantas
Áudio: Victor Rasga

Publicidade

Dê sua opinião

História de cidade submersa por açude no Ceará ganha documentário em Nova York

Descendente de filhos da Velha Jaguaribara, onde hoje é o Castanhão, retorna ao município e retrata as ruínas expostas da antiga cidade

Por Wolney Batista em Cinema

9 de novembro de 2014 às 17:00

Há 5 anos
Seca que atinge o açude Castanhão emerge as ruínas da cidade (FOTO: Divulgação)

Seca que atinge o açude Castanhão emerge as ruínas da cidade (FOTO: Divulgação)

Já se vão quase 12 anos desde que as águas represadas do Rio Jaguaribe invadiram as ruas, casas e praças do município da Velha Jaguaribara e deram forma ao açude Castanhão, o maior do Ceará e responsável pelo abastecimento de água da Grande Fortaleza. Este ano, a história das lembranças e da vida das pessoas que ali moravam – e foram transferidas para a Nova Jaguaribara – recheiam um documentário produzido por um cearense para a New York Film Academy, escola de cinema nos Estados Unidos.

“O ponto de partida foi a seca que tem afetado a região de forma bem acentuada nos últimos três anos. Eu sempre tive o desejo de contar essa história [da mudança de cidade, da reinvenção cultural] de uma forma justa, sincera, mas quando soube das ruínas aparecendo, essa vontade tornou-se mais urgente”, descreve a ânsia por contar o episódio de forma cinematográfica o diretor do documentário Lucas Dantas.

O documentário retrata as consequências da mudança radical de espaço, de cultura e de estilo de vida dos antigos moradores da cidade submersa. Uma série de entrevistas foi feita com personagens que conviveram com as duas realidades – a da velha cidade e a da nova-, entre eles, os próprios familiares do diretor.

Outra história é das irmãs Rocilda, Divalci e Francisca, conhecidas no município como “as três coroas” , por estarem na faixa dos 70 anos e e nunca terem casado. “é uma história de luta diária e resistência. Apesar de a atividade agropecuária praticamente ter sumido na região, elas seguem batalhando para manter a mesma vida depois da mudança”, conta Dantas.

De acordo com o diretor do documentário, a barragem trouxe apenas prejuízo para as três irmãs, mas a situação não abalou a forma leve delas encararem o dia-a-dia.  “O sorriso com que recebem a todos e a força com que tocam as suas vidas de forma absolutamente independente, é tudo que eu sempre admirei no sertão cearense”, completa.

Uma versão com 20 minutos da produção será lançada em Nova York no próximo mês. “Depois de concluído, eu pretendo, primeiro, procurar parceiros e financiadores para realizar o documentário de longa-metragem”, visiona Lucas Dantas. Uma produtora nova-iorquina se interessou pelo projeto e estuda atualmente uma forma de distribuí-lo nos Estados Unidos e, depois, no Brasil.

Documentário
1/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
2/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
3/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
4/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
5/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
6/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
7/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
8/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
9/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário
10/10

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Documentário “Jaguaribara: a Lenda Submersa”

Ficha Técnica
Jaguaribara: an underwater tale (Jaguaribara: a lenda submersa)
Direção: Lucas Dantas
Direção de Fotografia: Eliana Álvarez e Lucas Dantas
Áudio: Victor Rasga