Noivos que ganharam festa após foto vendendo trufas na praia já têm data do casamento

REDE DO BEM

Noivos que ganharam festa após foto vendendo trufas já têm data do casamento

Casal ficou feliz quando conseguiu vender R$ 50 em trufas para a festa, mas não imaginavam a repercussão da ideia

Por Jéssica Welma em Comportamento

30 de junho de 2016 às 07:00

Há 3 anos
curso de noivos

Rafaela e Fernando (ao centro) já fizeram a preparação para a cerimônia religiosa. (Foto: Reprodução/Facebook)

Lembra o casal Rafaela Félix e Fernando Lucas, que ganhou uma festa de casamento a partir de mobilização no grupo do Facebook “Alguém conhece alguém que…“? Após uma lista imensa de profissionais do ramo que prometeram ajudar os noivos, o casamento já começa a ganhar contornos reais. Rafaela e Fernando já tiveram o primeiro encontro com o cerimonialista Lukas Almeida, fizeram o curso de noivos da Igreja Católica e marcaram a data da festa.

Tudo começou no dia 20, quando a fotógrafa Nayara Paz postou a foto do casal vendendo as trufas na orla da Beira-Mar, no grupo “Alguém Conhece Alguém que…“, para tentar identificá-los e dar de presente as fotos do futuro casamento no cartório. Outras pessoas se sensibilizaram com o esforço do casal e começaram a oferecer ajuda com os custos do casório, dentre elas o cerimonialista Lukas Almeida. Devido à experiência no ramo, ele atraiu diversos profissionais da área que se ofereceram para ajudar com a festa.

A rede de solidariedade que se formou na rede social já está funcionando na vida real. “Já conversamos com o Lukas, falamos com nosso padre, fomos deixar os papéis na igreja, fizemos o curso de noivos e já experimentei meus sapatos”, comemora Rafaela.

O casamento, que inicialmente ocorreria em 17 de março, foi antecipado para outubro deste ano. Quando começaram a vender as trufas, os noivos planejavam um jantar simples para família e amigos. Agora, terão direito a uma “festa dos sonhos”.

“Eu quase morri de chorar quando ela disse: ‘Eu fiquei tão feliz, Lukas, quando eu consegui vender no domingo as 25 trufas’. ‘Quanto a trufa?’, eu disse. ‘Dois reais’. Ou seja,  50 reais e ela estava morta de feliz, e a gente não dá valor quando temos muito mais que isso. Ela me encanta em tudo”, afirma Lukas Almeida.  “A gente sabe que se ela fosse vender trufas para casar ia casar em 2020”, comenta.

No dia do encontro com os noivos, o cerimonialista fez uma transmissão ao vivo do momento e conseguiu novos apoios. “Ganhamos o buffet que era o último item que faltava”, ressalta. Quem não for profissional da área de eventos e quiser colaborar com o casório terá a opção de depositar dinheiro na conta do casal ou comprar um presente da lista disponibilizada na loja Casas Freitas da Avenida Dom Luís. “A gente tem ciência de que está ajudando quem precisa disso”, pontua Lukas. As informações da conta ainda não foram disponibilizadas.

Desde 2013, Lukas e outros profissionais do ramo colaboram anualmente para realizar o sonho do casamento de quem não tem condições, mas, geralmente, os esforços se concentram em casamentos coletivos. O caso de Rafaela e Fernando tem sido diferente. “Já tivemos uma experiência do casamento de um casal em que a menina sumiu e não falou mais com ninguém. Os profissionais ficaram chateados e com receio. Ela (Rafaela) sensibilizou de uma forma diferente, ela teve o próprio esforço. Agora, são outros profissionais que estão ajudando”, ressalta.

Lukas ainda tem uma meta para realizar a festa dos sonhos: “ela me relatou que sonha em chegar no casamento num carro (modelo) Fusca. Não sei onde vou arrumar um Fusca!”, brinca o cerimonialista.

Trufas

No último domingo (26), o casal não voltou à praia para vender as trufas porque tiveram de participar do curso de noivos da igreja, mas o objetivo é manter as vendas. “Ficamos vendendo em casa nesse domingo e vendemos pelo bairro durante a semana. Vamos continuar indo à praia para vender e agradecer as pessoas que nos incentivaram”, pontua a noiva.

Publicidade

Dê sua opinião

REDE DO BEM

Noivos que ganharam festa após foto vendendo trufas já têm data do casamento

Casal ficou feliz quando conseguiu vender R$ 50 em trufas para a festa, mas não imaginavam a repercussão da ideia

Por Jéssica Welma em Comportamento

30 de junho de 2016 às 07:00

Há 3 anos
curso de noivos

Rafaela e Fernando (ao centro) já fizeram a preparação para a cerimônia religiosa. (Foto: Reprodução/Facebook)

Lembra o casal Rafaela Félix e Fernando Lucas, que ganhou uma festa de casamento a partir de mobilização no grupo do Facebook “Alguém conhece alguém que…“? Após uma lista imensa de profissionais do ramo que prometeram ajudar os noivos, o casamento já começa a ganhar contornos reais. Rafaela e Fernando já tiveram o primeiro encontro com o cerimonialista Lukas Almeida, fizeram o curso de noivos da Igreja Católica e marcaram a data da festa.

Tudo começou no dia 20, quando a fotógrafa Nayara Paz postou a foto do casal vendendo as trufas na orla da Beira-Mar, no grupo “Alguém Conhece Alguém que…“, para tentar identificá-los e dar de presente as fotos do futuro casamento no cartório. Outras pessoas se sensibilizaram com o esforço do casal e começaram a oferecer ajuda com os custos do casório, dentre elas o cerimonialista Lukas Almeida. Devido à experiência no ramo, ele atraiu diversos profissionais da área que se ofereceram para ajudar com a festa.

A rede de solidariedade que se formou na rede social já está funcionando na vida real. “Já conversamos com o Lukas, falamos com nosso padre, fomos deixar os papéis na igreja, fizemos o curso de noivos e já experimentei meus sapatos”, comemora Rafaela.

O casamento, que inicialmente ocorreria em 17 de março, foi antecipado para outubro deste ano. Quando começaram a vender as trufas, os noivos planejavam um jantar simples para família e amigos. Agora, terão direito a uma “festa dos sonhos”.

“Eu quase morri de chorar quando ela disse: ‘Eu fiquei tão feliz, Lukas, quando eu consegui vender no domingo as 25 trufas’. ‘Quanto a trufa?’, eu disse. ‘Dois reais’. Ou seja,  50 reais e ela estava morta de feliz, e a gente não dá valor quando temos muito mais que isso. Ela me encanta em tudo”, afirma Lukas Almeida.  “A gente sabe que se ela fosse vender trufas para casar ia casar em 2020”, comenta.

No dia do encontro com os noivos, o cerimonialista fez uma transmissão ao vivo do momento e conseguiu novos apoios. “Ganhamos o buffet que era o último item que faltava”, ressalta. Quem não for profissional da área de eventos e quiser colaborar com o casório terá a opção de depositar dinheiro na conta do casal ou comprar um presente da lista disponibilizada na loja Casas Freitas da Avenida Dom Luís. “A gente tem ciência de que está ajudando quem precisa disso”, pontua Lukas. As informações da conta ainda não foram disponibilizadas.

Desde 2013, Lukas e outros profissionais do ramo colaboram anualmente para realizar o sonho do casamento de quem não tem condições, mas, geralmente, os esforços se concentram em casamentos coletivos. O caso de Rafaela e Fernando tem sido diferente. “Já tivemos uma experiência do casamento de um casal em que a menina sumiu e não falou mais com ninguém. Os profissionais ficaram chateados e com receio. Ela (Rafaela) sensibilizou de uma forma diferente, ela teve o próprio esforço. Agora, são outros profissionais que estão ajudando”, ressalta.

Lukas ainda tem uma meta para realizar a festa dos sonhos: “ela me relatou que sonha em chegar no casamento num carro (modelo) Fusca. Não sei onde vou arrumar um Fusca!”, brinca o cerimonialista.

Trufas

No último domingo (26), o casal não voltou à praia para vender as trufas porque tiveram de participar do curso de noivos da igreja, mas o objetivo é manter as vendas. “Ficamos vendendo em casa nesse domingo e vendemos pelo bairro durante a semana. Vamos continuar indo à praia para vender e agradecer as pessoas que nos incentivaram”, pontua a noiva.