Artista plástico muda a rotina de pedestres com caixinhas de música em Fortaleza


Artista plástico muda a rotina de pedestres com caixinhas de música em Fortaleza

A ação faz parte de um projeto maior do artista plástico cearense, Narcélio Grud, que trabalha esculturas e estruturas sonoras

Por Juliana Teófilo em Cultura

23 de janeiro de 2016 às 06:00

Há 3 anos
Grud as adapta a uma caixa de metal para instalação elétrica, sinaliza os objetos e fixa aos postes. (FOTO: Reprodução)

Grud as adapta a uma caixa de metal para instalação elétrica, sinaliza os objetos e fixa aos postes. (FOTO: Reprodução)

Imagine parar junto ao meio fio esperando a travessia em uma via movimentada e dar de cara com uma caixinha de música. Essa foi a ideia do artista urbano cearense, Narcélio Grud, para criar a sua nova ‘geringonça’.

A intervenção artística, intitulada Public Music Box, funciona à corda e sua música pode ser ouvida por qualquer pessoas que a perceba ali, logo acima do botão que aciona o semáforo de pedestre. Narcélio explica que as caixinhas de música fazem parte de um projeto maior no qual o artista tem trabalhado recentemente. “O projeto Public Music Box faz parte da minha pesquisa de esculturas e estruturas sonoras para livre interação da população. Tenho outros projetos que seguem a mesma linha no meu site“, explica.

Para que as caixinhas funcionem, Grud as adapta a uma caixa de metal para instalação elétrica, sinaliza os objetos e fixa aos postes. Segundo o artista, atualmente apenas algumas unidades das caixinhas de música estão espalhadas pela cidade, mas a ideia é ampliar esse número. “Estou concluindo a produção de mais 10 unidades para dispor em diversos pontos de Fortaleza. Essa criação está em processo”, aponta.

A beleza da ação está na pequeninice da caixinha e na experiência que ela causa aos que passam apressados pelas calçadas da cidade. Basta dar corda na invenção para que a espera do semáforo se torne um pouco mais doce e lúdica.

Música no asfalto
1/5

Música no asfalto

Atualmente apenas algumas unidades das caixinhas de música estão espalhadas pela cidade, mas a ideia é ampliar esse número. (FOTO: Reprodução)

Música no asfalto
2/5

Música no asfalto

Grud as adapta a uma caixa de metal para instalação elétrica, sinaliza os objetos e fixa aos postes. (FOTO: Reprodução)

Música no asfalto
3/5

Música no asfalto

As caixinhas de música fazem parte de um projeto maior no qual o artista tem trabalhado recentemente. (FOTO: Reprodução)

Música no asfalto
4/5

Música no asfalto

A intervenção artística, intitulada Public Music Box, funciona à corda. (FOTO: Reprodução)

Música no asfalto
5/5

Música no asfalto

“Estou concluindo a produção de mais 10 unidades para dispor em diversos pontos de Fortaleza. Essa criação está em processo”. (FOTO: Reprodução)

Um artista multifacetado

Nascido e criado em Fortaleza, Narcélio Grud é um artista multifacetado. Isso porque Grud costuma trabalhar e relacionar várias áreas, sendo conhecido como um expoente das artes plásticas, das invenções e, também, da música.

Narcélio começou sua carreira fazendo algumas pichações pela cidade, no início dos anos 90. Depois de algum tempo, o artista migrou para a aerografia, que permitia mais precisão nos traços. Hoje Fortaleza conta com algumas interveções de Grud espalhadas pela cidade. Uma delas são os populares “cabeções” pintados em caixas telefônicas. Essa intervenção rendeu ao artista o Prêmio IAB de Gentileza Urbana, promovido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-CE). Na música Grud impressiona criação de instrumentos usando como matéria prima sucata.

Recentemente Grud realizou uma enorme intervenção ao colorir o navio Mara Hope, encalhado na orla de Fortaleza há 30 anos. A ação dividiu as opiniões dos fortalezense e chegou a ser acusado de vandalismo. Grud também liderou a segunda edição do Festival Concreto, que teve arte até de um grego e mural eleito como um dos mais importantes do país, em 2015.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15742596″]

Publicidade

Dê sua opinião

Artista plástico muda a rotina de pedestres com caixinhas de música em Fortaleza

A ação faz parte de um projeto maior do artista plástico cearense, Narcélio Grud, que trabalha esculturas e estruturas sonoras

Por Juliana Teófilo em Cultura

23 de janeiro de 2016 às 06:00

Há 3 anos
Grud as adapta a uma caixa de metal para instalação elétrica, sinaliza os objetos e fixa aos postes. (FOTO: Reprodução)

Grud as adapta a uma caixa de metal para instalação elétrica, sinaliza os objetos e fixa aos postes. (FOTO: Reprodução)

Imagine parar junto ao meio fio esperando a travessia em uma via movimentada e dar de cara com uma caixinha de música. Essa foi a ideia do artista urbano cearense, Narcélio Grud, para criar a sua nova ‘geringonça’.

A intervenção artística, intitulada Public Music Box, funciona à corda e sua música pode ser ouvida por qualquer pessoas que a perceba ali, logo acima do botão que aciona o semáforo de pedestre. Narcélio explica que as caixinhas de música fazem parte de um projeto maior no qual o artista tem trabalhado recentemente. “O projeto Public Music Box faz parte da minha pesquisa de esculturas e estruturas sonoras para livre interação da população. Tenho outros projetos que seguem a mesma linha no meu site“, explica.

Para que as caixinhas funcionem, Grud as adapta a uma caixa de metal para instalação elétrica, sinaliza os objetos e fixa aos postes. Segundo o artista, atualmente apenas algumas unidades das caixinhas de música estão espalhadas pela cidade, mas a ideia é ampliar esse número. “Estou concluindo a produção de mais 10 unidades para dispor em diversos pontos de Fortaleza. Essa criação está em processo”, aponta.

A beleza da ação está na pequeninice da caixinha e na experiência que ela causa aos que passam apressados pelas calçadas da cidade. Basta dar corda na invenção para que a espera do semáforo se torne um pouco mais doce e lúdica.

Música no asfalto
1/5

Música no asfalto

Atualmente apenas algumas unidades das caixinhas de música estão espalhadas pela cidade, mas a ideia é ampliar esse número. (FOTO: Reprodução)

Música no asfalto
2/5

Música no asfalto

Grud as adapta a uma caixa de metal para instalação elétrica, sinaliza os objetos e fixa aos postes. (FOTO: Reprodução)

Música no asfalto
3/5

Música no asfalto

As caixinhas de música fazem parte de um projeto maior no qual o artista tem trabalhado recentemente. (FOTO: Reprodução)

Música no asfalto
4/5

Música no asfalto

A intervenção artística, intitulada Public Music Box, funciona à corda. (FOTO: Reprodução)

Música no asfalto
5/5

Música no asfalto

“Estou concluindo a produção de mais 10 unidades para dispor em diversos pontos de Fortaleza. Essa criação está em processo”. (FOTO: Reprodução)

Um artista multifacetado

Nascido e criado em Fortaleza, Narcélio Grud é um artista multifacetado. Isso porque Grud costuma trabalhar e relacionar várias áreas, sendo conhecido como um expoente das artes plásticas, das invenções e, também, da música.

Narcélio começou sua carreira fazendo algumas pichações pela cidade, no início dos anos 90. Depois de algum tempo, o artista migrou para a aerografia, que permitia mais precisão nos traços. Hoje Fortaleza conta com algumas interveções de Grud espalhadas pela cidade. Uma delas são os populares “cabeções” pintados em caixas telefônicas. Essa intervenção rendeu ao artista o Prêmio IAB de Gentileza Urbana, promovido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-CE). Na música Grud impressiona criação de instrumentos usando como matéria prima sucata.

Recentemente Grud realizou uma enorme intervenção ao colorir o navio Mara Hope, encalhado na orla de Fortaleza há 30 anos. A ação dividiu as opiniões dos fortalezense e chegou a ser acusado de vandalismo. Grud também liderou a segunda edição do Festival Concreto, que teve arte até de um grego e mural eleito como um dos mais importantes do país, em 2015.

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15742596″]