Livro reúne fotografias de Fortaleza dos anos 70 - Diversão

CATÁLOGO

Livro reúne fotografias de Fortaleza dos anos 70

“Cidade, Saudade – Fortaleza Anos 70” é um catálogo da exposição de mesmo nome que aconteceu em 2013

Por Ana Clara Jovino em Fotografia

19 de julho de 2016 às 06:30

Há 3 anos
s3://jgdprod us/wp content/uploads/sites/5/2016/07/nelsonbezerra

Nelson Figueiredo Bezerra, o fotógrafo responsável pelos registros da capital cearense dos anos 70 (FOTO: Nelson Bezerra)

A partir de uma seleção de 200 imagens de mais de 10 mil fotografias feitas pelo fotógrafo Nelson Figueiredo Bezerra durante os anos 70, foi realizada uma exposição. Mais tarde, foi produzido o catálogo da exposição. Com um olhar sensível do artista, a obra reúne registros da década marcada pela reestruturação urbana, com o início da verticalização arquitetônica da cidade.

“Cidade, Saudade – Fortaleza Anos 70” é uma obra que complementa as diversas publicações sobre a história da capital cearense. Não tem a pretensão de classificar-se como didática ou científica, mas também não somente como documental. A ideia inicial de Nelson era que o trabalho fosse focado na arquitetura do Ceará daquela época, então Patrícia Veloso, a coordenadora editorial do projeto sugeriu que fosse sobre Fortaleza como um todo, para que não se restringisse somente ao segmento da arquitetura.

O acervo documenta desde a construção de grandes obras, como o Ginásio Paulo Sarasate, o Castelão, o Centro de Convenções, a abertura de avenidas como Aguanambi e Santos Dumont, até a vida econômica e cultural da cidade e das movimentadas esquinas do centro.

Depois de um trabalho que durou três anos de seleção e digitalização das fotos, em dezembro de 2013 foi realizada a exposição no Estoril, que ficou em cartaz até fevereiro de 2014. Mais tarde, na Bienal do Livro de 2014, o catálogo foi lançado. As imagens são resultado de trabalhos realizados para agências de publicidade, clientes diretos da indústria, arquitetos e construtoras. Além de ensaios autorais, pesquisas e experiências com a linguagem fotográfica  utilizando elementos visuais e interpretativos.

O livro é constituído de temas variados e revela a expansão e o desenvolvimento de Fortaleza, com a implantação de grandes obras estruturais, acompanhando o progresso do Brasil. Além disso, conta com registros da modernização da indústria, do patrimônio edificado, do cotidiano dos cidadãos, do contexto urbano e do cenário artístico da cidade.

Fortaleza da década de 1970 era muito diferente do que é hoje, segurança pública e mobilidade urbana não eram preocupações para a população da época. O livro expõe isso claramente, então é uma oportunidade para quem não viveu naquela época, saber como sua cidade se desenvolveu.   Foi um período de intensa transformação de Fortaleza, o catálogo ao mostrar isso, busca valorizar os patrimônios materiais e imateriais, despertar a reflexão sobre o uso e a ocupação do espaço público e a relação do fortalezense com a cidade.

1/9

Avenida Santos Dumont (FOTO: Nelson Bezerra)

2/9

Fachada principal do Palacete do Plácido, que hoje é Centro de Artesanato do Ceará, o Ceart (FOTO: Nelson Bezerra)

3/9

Márcia Chrispim, Chris e Betina em campanha para gincana promovida pela TV Ceará Canal 2 (FOTO: Nelson Bezerra)

4/9

Vista para a Praça Portugal em 1971 (FOTO: Nelson Bezerra)

5/9

Artesãos vendiam seus produtos em frente ao Clube dos Diários, na Beira Mar. 1971 (FOTO: Nelson Bezerra)

6/9

Terminal do Cais do Porto do Mucuripe (FOTO: Nelson Bezerra)

7/9

Avenida Beira-Mar em 1974 (FOTO: Nelson Bezerra)

8/9

Salina Diogo (FOTO: Nelson Bezerra)

9/9

Vista para o viaduto sobre a Avenida Leste-Oeste em 1976 (FOTO: Nelson Bezerra)

Publicidade

Dê sua opinião

CATÁLOGO

Livro reúne fotografias de Fortaleza dos anos 70

“Cidade, Saudade – Fortaleza Anos 70” é um catálogo da exposição de mesmo nome que aconteceu em 2013

Por Ana Clara Jovino em Fotografia

19 de julho de 2016 às 06:30

Há 3 anos
s3://jgdprod us/wp content/uploads/sites/5/2016/07/nelsonbezerra

Nelson Figueiredo Bezerra, o fotógrafo responsável pelos registros da capital cearense dos anos 70 (FOTO: Nelson Bezerra)

A partir de uma seleção de 200 imagens de mais de 10 mil fotografias feitas pelo fotógrafo Nelson Figueiredo Bezerra durante os anos 70, foi realizada uma exposição. Mais tarde, foi produzido o catálogo da exposição. Com um olhar sensível do artista, a obra reúne registros da década marcada pela reestruturação urbana, com o início da verticalização arquitetônica da cidade.

“Cidade, Saudade – Fortaleza Anos 70” é uma obra que complementa as diversas publicações sobre a história da capital cearense. Não tem a pretensão de classificar-se como didática ou científica, mas também não somente como documental. A ideia inicial de Nelson era que o trabalho fosse focado na arquitetura do Ceará daquela época, então Patrícia Veloso, a coordenadora editorial do projeto sugeriu que fosse sobre Fortaleza como um todo, para que não se restringisse somente ao segmento da arquitetura.

O acervo documenta desde a construção de grandes obras, como o Ginásio Paulo Sarasate, o Castelão, o Centro de Convenções, a abertura de avenidas como Aguanambi e Santos Dumont, até a vida econômica e cultural da cidade e das movimentadas esquinas do centro.

Depois de um trabalho que durou três anos de seleção e digitalização das fotos, em dezembro de 2013 foi realizada a exposição no Estoril, que ficou em cartaz até fevereiro de 2014. Mais tarde, na Bienal do Livro de 2014, o catálogo foi lançado. As imagens são resultado de trabalhos realizados para agências de publicidade, clientes diretos da indústria, arquitetos e construtoras. Além de ensaios autorais, pesquisas e experiências com a linguagem fotográfica  utilizando elementos visuais e interpretativos.

O livro é constituído de temas variados e revela a expansão e o desenvolvimento de Fortaleza, com a implantação de grandes obras estruturais, acompanhando o progresso do Brasil. Além disso, conta com registros da modernização da indústria, do patrimônio edificado, do cotidiano dos cidadãos, do contexto urbano e do cenário artístico da cidade.

Fortaleza da década de 1970 era muito diferente do que é hoje, segurança pública e mobilidade urbana não eram preocupações para a população da época. O livro expõe isso claramente, então é uma oportunidade para quem não viveu naquela época, saber como sua cidade se desenvolveu.   Foi um período de intensa transformação de Fortaleza, o catálogo ao mostrar isso, busca valorizar os patrimônios materiais e imateriais, despertar a reflexão sobre o uso e a ocupação do espaço público e a relação do fortalezense com a cidade.

1/9

Avenida Santos Dumont (FOTO: Nelson Bezerra)

2/9

Fachada principal do Palacete do Plácido, que hoje é Centro de Artesanato do Ceará, o Ceart (FOTO: Nelson Bezerra)

3/9

Márcia Chrispim, Chris e Betina em campanha para gincana promovida pela TV Ceará Canal 2 (FOTO: Nelson Bezerra)

4/9

Vista para a Praça Portugal em 1971 (FOTO: Nelson Bezerra)

5/9

Artesãos vendiam seus produtos em frente ao Clube dos Diários, na Beira Mar. 1971 (FOTO: Nelson Bezerra)

6/9

Terminal do Cais do Porto do Mucuripe (FOTO: Nelson Bezerra)

7/9

Avenida Beira-Mar em 1974 (FOTO: Nelson Bezerra)

8/9

Salina Diogo (FOTO: Nelson Bezerra)

9/9

Vista para o viaduto sobre a Avenida Leste-Oeste em 1976 (FOTO: Nelson Bezerra)