Campanha "Apoie a banda da sua cidade" faz 1 ano e comemora repercussão


Campanha “Apoie a banda da sua cidade” faz 1 ano e comemora repercussão

A jornalista Alinne Rodrigues e o publicitário Igor Miná são os responsáveis pelo projeto que ajuda na divulgação de grupos locais e aposta na lapidação de talentos

Por Lyvia Rocha em Música

3 de setembro de 2015 às 00:00

Há 4 anos
A campanha é idealizada pelo Mocker Studio de Alinne Rodrigues e Igor Miná (Foto: Divulgação)

A campanha é idealizada pelo Mocker Studio de Alinne Rodrigues e Igor Miná (Foto: Divulgação)

Bandas de música se formam e são desfeitas em um passo muito rápido. A dificuldade de se estabelecer no cenário, a falta de verba ou de incentivo, são alguns motivos que levam a desistir do sonho de “viver da música”. O Mocker Studio, dos cearenses Alinne Rodrigues e Igor Miná criaram a campanha “Apoie a banda da sua cidade” com o objetivo de estimular as pessoas a irem ver os shows da banda de sua cidade. “Nossa intenção com a campanha é estimular as pessoas a irem ver shows de bandas da sua própria cidade, porque muitas vezes tem uma galera supertalentosa, com ótimas músicas, mas que só precisa ser ouvida”, explica Igor, que é publicitário e produtor musical.

O ponto crucial da campanha- que completa 1 ano em setembro – é de conscientizar que existe talento local e que pode ser valorizado. “Essa campanha a gente fez um ano atrás, pouco depois que apareceu na internet um vídeo do Arcade Fire no início da carreira, tocando em lugar bem pequeno. É um lugar claramente sem estrutura, com pouca gente assistindo. A partir daí, foi fácil relacionar esse Arcade Fire em início de carreira com as bandas da nossa própria cidade, que estão sempre tocando, às vezes até em palcos maiores do que aquele, seu próprio repertório, mas pra pouquíssima gente”, explicou o publicitário.

O produtor musical reitera também que algumas bandas, hoje em dia famosas, poderiam surgir no cenário da Capital e não seria valorizadas ou conhecidas por simplesmente as pessoas não buscarem a isso. “Fazendo parte do ecossistema independente de fortaleza há dez anos, tanto como músicos como produtores, a gente sempre pensava que, se o próximo Arcade Fire, o próximo Strokes ou Radiohead estivesse aqui em Fortaleza, ele dificilmente se tornaria um artista tão grande, porque pouca gente vai ver, e é o público que faz o artista crescer” afirmou.

A companheira de vida e também de projeto, a jornalista Alinne, contou ainda sobre as vantagens de acompanhar uma banda menor. “Você pode ver sempre shows baratinhos e legais, ficar amigo das bandas e, se a banda crescer e chegar a trocar os pequenos bares por estádios, você vai poder dizer que gostava antes de todo mundo, que descobriu a banda e ajudou os caras a chegar onde eles estão”, ressaltou a jornalista.

Mesmo com todas as dificuldades, o casal comemora a repercussão que o projeto ganhou no último ano. “A campanha está com uma resposta surpreendente. Já conseguimos ver uma diferença no alcance do ano passado pra cá. Em novembro de 2014 começamos a produzir o Show das Cinco, um evento 100% autoral com bandas independentes nacionais e locais se encontrando. A cada edição, mais gente diferente vai lá e consome um pouco dessa cena alternativa e volta na edição seguinte”, comemoram Alinne e Igor.

Mocker Rock School

Mas quem imagina que a campanha fica apenas nas redes sociais e nos shows, engana- se. Este ano, eles engataram o “Mocker Roch School” que realizar workshops voltados para bandas independentes, com dicas para se lançar, fazer bons shows e videoclipes. “Formamos a primeira turma há dois meses, e as cerca de 40 pessoas que frequentaram todas as aulas estão ajudando a gente a compartilhar o vídeo e a construir um ecossistema mais forte, mais articulado e mais unido aqui em Fortaleza”, garante Igor.

E uma nova turma já está nascendo nas mãos do casal. “Agora já estamos na segunda turma da escola de rock, bem na metade do programa, e a cada workshop, aparecem novos ótimos artistas que só precisam de uma chance pra ser ouvidos e estão trabalhando duro para que isso aconteça. É emocionante”, relata Alinne.

Subcelebs é a nova empreitada do Mocker Studio (Foto: Divulgação)

Subcelebs é a nova empreitada do Mocker Studio (Foto: Divulgação)

Conhecidos no cenário local, Alinne e Igor já foram responsáveis por outras bandas que agitaram as noites da Capital.  “Tivemos dois projetos que circularam relativamente bem, a Telerama e a Banda Desenhada. Com elas, a gente fez miniturnês pelo Nordeste, foi indicado a prêmios independentes nacionais e tocou no exterior, no festival SXSW – South by Southwest, que reúne bandas novas do mundo todo”, relembram.

Agora, além de comandarem o “Apoie a banda da sua cidade”, Alinne e Igor estão a frente de uma nova formação musical, o Subcelebs, banda de indie rock, lançada recentemente. “Queremos continuar com o projeto, que é feito na raça, com a a ajuda das bandas locais e de quem acredita no autoral e também com a Subcelebs”, finalizou Igor. E aí, que tal apoiar as bandas/artistas cearenses agora? O Tribuna do Ceará é completamente a favor dessa causa.

Confira o vídeo:
[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15594313″]

Publicidade

Dê sua opinião

Campanha “Apoie a banda da sua cidade” faz 1 ano e comemora repercussão

A jornalista Alinne Rodrigues e o publicitário Igor Miná são os responsáveis pelo projeto que ajuda na divulgação de grupos locais e aposta na lapidação de talentos

Por Lyvia Rocha em Música

3 de setembro de 2015 às 00:00

Há 4 anos
A campanha é idealizada pelo Mocker Studio de Alinne Rodrigues e Igor Miná (Foto: Divulgação)

A campanha é idealizada pelo Mocker Studio de Alinne Rodrigues e Igor Miná (Foto: Divulgação)

Bandas de música se formam e são desfeitas em um passo muito rápido. A dificuldade de se estabelecer no cenário, a falta de verba ou de incentivo, são alguns motivos que levam a desistir do sonho de “viver da música”. O Mocker Studio, dos cearenses Alinne Rodrigues e Igor Miná criaram a campanha “Apoie a banda da sua cidade” com o objetivo de estimular as pessoas a irem ver os shows da banda de sua cidade. “Nossa intenção com a campanha é estimular as pessoas a irem ver shows de bandas da sua própria cidade, porque muitas vezes tem uma galera supertalentosa, com ótimas músicas, mas que só precisa ser ouvida”, explica Igor, que é publicitário e produtor musical.

O ponto crucial da campanha- que completa 1 ano em setembro – é de conscientizar que existe talento local e que pode ser valorizado. “Essa campanha a gente fez um ano atrás, pouco depois que apareceu na internet um vídeo do Arcade Fire no início da carreira, tocando em lugar bem pequeno. É um lugar claramente sem estrutura, com pouca gente assistindo. A partir daí, foi fácil relacionar esse Arcade Fire em início de carreira com as bandas da nossa própria cidade, que estão sempre tocando, às vezes até em palcos maiores do que aquele, seu próprio repertório, mas pra pouquíssima gente”, explicou o publicitário.

O produtor musical reitera também que algumas bandas, hoje em dia famosas, poderiam surgir no cenário da Capital e não seria valorizadas ou conhecidas por simplesmente as pessoas não buscarem a isso. “Fazendo parte do ecossistema independente de fortaleza há dez anos, tanto como músicos como produtores, a gente sempre pensava que, se o próximo Arcade Fire, o próximo Strokes ou Radiohead estivesse aqui em Fortaleza, ele dificilmente se tornaria um artista tão grande, porque pouca gente vai ver, e é o público que faz o artista crescer” afirmou.

A companheira de vida e também de projeto, a jornalista Alinne, contou ainda sobre as vantagens de acompanhar uma banda menor. “Você pode ver sempre shows baratinhos e legais, ficar amigo das bandas e, se a banda crescer e chegar a trocar os pequenos bares por estádios, você vai poder dizer que gostava antes de todo mundo, que descobriu a banda e ajudou os caras a chegar onde eles estão”, ressaltou a jornalista.

Mesmo com todas as dificuldades, o casal comemora a repercussão que o projeto ganhou no último ano. “A campanha está com uma resposta surpreendente. Já conseguimos ver uma diferença no alcance do ano passado pra cá. Em novembro de 2014 começamos a produzir o Show das Cinco, um evento 100% autoral com bandas independentes nacionais e locais se encontrando. A cada edição, mais gente diferente vai lá e consome um pouco dessa cena alternativa e volta na edição seguinte”, comemoram Alinne e Igor.

Mocker Rock School

Mas quem imagina que a campanha fica apenas nas redes sociais e nos shows, engana- se. Este ano, eles engataram o “Mocker Roch School” que realizar workshops voltados para bandas independentes, com dicas para se lançar, fazer bons shows e videoclipes. “Formamos a primeira turma há dois meses, e as cerca de 40 pessoas que frequentaram todas as aulas estão ajudando a gente a compartilhar o vídeo e a construir um ecossistema mais forte, mais articulado e mais unido aqui em Fortaleza”, garante Igor.

E uma nova turma já está nascendo nas mãos do casal. “Agora já estamos na segunda turma da escola de rock, bem na metade do programa, e a cada workshop, aparecem novos ótimos artistas que só precisam de uma chance pra ser ouvidos e estão trabalhando duro para que isso aconteça. É emocionante”, relata Alinne.

Subcelebs é a nova empreitada do Mocker Studio (Foto: Divulgação)

Subcelebs é a nova empreitada do Mocker Studio (Foto: Divulgação)

Conhecidos no cenário local, Alinne e Igor já foram responsáveis por outras bandas que agitaram as noites da Capital.  “Tivemos dois projetos que circularam relativamente bem, a Telerama e a Banda Desenhada. Com elas, a gente fez miniturnês pelo Nordeste, foi indicado a prêmios independentes nacionais e tocou no exterior, no festival SXSW – South by Southwest, que reúne bandas novas do mundo todo”, relembram.

Agora, além de comandarem o “Apoie a banda da sua cidade”, Alinne e Igor estão a frente de uma nova formação musical, o Subcelebs, banda de indie rock, lançada recentemente. “Queremos continuar com o projeto, que é feito na raça, com a a ajuda das bandas locais e de quem acredita no autoral e também com a Subcelebs”, finalizou Igor. E aí, que tal apoiar as bandas/artistas cearenses agora? O Tribuna do Ceará é completamente a favor dessa causa.

Confira o vídeo:
[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15594313″]