Kukukaya muda de administração após 20 anos


Kukukaya muda de administração após 20 anos de sucesso com forró de raiz

Primeira mudança no local é o anúncio do fechamento do Café, que dará lugar a uma Clínica de Estética, com programação de despedida

Por Juliana Teófilo em Música

3 de agosto de 2015 às 16:42

Há 4 anos
A casa shows Kukukaya começou suas atividades no segundo andar de uma panificadora, na Avenida 13 de maio.  (FOTO: Reprodução/Facebook Kukukaya)

A casa shows Kukukaya começou suas atividades no segundo andar de uma panificadora, na Avenida 13 de maio. (FOTO: Reprodução/Facebook Kukukaya)

Ao contrário do que os boatos afirmam, a casa de show Kukukaya, tradicional pelo forró pé de serra e culinária nordestina, não fechará as portas. Contudo haverá mudanças. 

Segundo a proprietária Elaine Brito, a casa apenas mudou de administração, mas continuará oferecendo a tradicional programação regional.

O motivo para a mudança de gerência após duas décadas é o desgaste.”Eu estou muito cansada da noite, afinal, trabalhar nesse horário é desgastante fisicamente”, explica Elaine.

“Esse foi um trabalho que deu frutos muito bacanas, mas o negócio precisava de novos ares. Mas reafirmo: a empresa continua firme e forte”, completa.

Elaine esclarece que o Café e Cachaçaria Kukukaya, que permaneceu sob seus cuidados, oferecerá ao público programação especial de despedida e fechará as portas definitivamente para dar lugar a um centro de estética. “Em breve divulgaremos a programação especial”, destaca a empresária.

Duas décadas de regionalidade

A casa shows Kukukaya começou suas atividades no segundo andar de uma panificadora, na Avenida 13 de maio. Naquela época, a casa contava com espaço para apenas 300 pessoas que sempre lotavam as apresentação de artistas como Joana Angélica e o violonista Marcílio Homem.

Há 15 anos o Kukukaya funciona onde ficava o Tauape Clube, na avenida Pontes Vieira. Com espaço para três mil pessoas, o espaço já recebeu importantes nomes do cenário musical nacional como Elba Ramalho, Waldick Soriano, Beto Barbosa e Dominguinhos.

Publicidade

Dê sua opinião

Kukukaya muda de administração após 20 anos de sucesso com forró de raiz

Primeira mudança no local é o anúncio do fechamento do Café, que dará lugar a uma Clínica de Estética, com programação de despedida

Por Juliana Teófilo em Música

3 de agosto de 2015 às 16:42

Há 4 anos
A casa shows Kukukaya começou suas atividades no segundo andar de uma panificadora, na Avenida 13 de maio.  (FOTO: Reprodução/Facebook Kukukaya)

A casa shows Kukukaya começou suas atividades no segundo andar de uma panificadora, na Avenida 13 de maio. (FOTO: Reprodução/Facebook Kukukaya)

Ao contrário do que os boatos afirmam, a casa de show Kukukaya, tradicional pelo forró pé de serra e culinária nordestina, não fechará as portas. Contudo haverá mudanças. 

Segundo a proprietária Elaine Brito, a casa apenas mudou de administração, mas continuará oferecendo a tradicional programação regional.

O motivo para a mudança de gerência após duas décadas é o desgaste.”Eu estou muito cansada da noite, afinal, trabalhar nesse horário é desgastante fisicamente”, explica Elaine.

“Esse foi um trabalho que deu frutos muito bacanas, mas o negócio precisava de novos ares. Mas reafirmo: a empresa continua firme e forte”, completa.

Elaine esclarece que o Café e Cachaçaria Kukukaya, que permaneceu sob seus cuidados, oferecerá ao público programação especial de despedida e fechará as portas definitivamente para dar lugar a um centro de estética. “Em breve divulgaremos a programação especial”, destaca a empresária.

Duas décadas de regionalidade

A casa shows Kukukaya começou suas atividades no segundo andar de uma panificadora, na Avenida 13 de maio. Naquela época, a casa contava com espaço para apenas 300 pessoas que sempre lotavam as apresentação de artistas como Joana Angélica e o violonista Marcílio Homem.

Há 15 anos o Kukukaya funciona onde ficava o Tauape Clube, na avenida Pontes Vieira. Com espaço para três mil pessoas, o espaço já recebeu importantes nomes do cenário musical nacional como Elba Ramalho, Waldick Soriano, Beto Barbosa e Dominguinhos.