Músico que mora no Ceará vai largar a faculdade para ir atrás dos seus sonhos em São Paulo


Músico que mora no Ceará vai largar a faculdade para ir atrás dos seus sonhos em São Paulo

Ao ouvir a voz forte e marcante de Brolo Gonzalez, ninguém imagina que ele é apenas um garoto de 19 anos. Ele canta, toca e também compõe

Por Thamiris Treigher em Música

9 de janeiro de 2016 às 06:00

Há 4 anos
Gabriel Brolo Gonzalez sempre teve interesse pela música. (Foto: Reprodução/Facebook)

Gabriel Brolo Gonzalez sempre teve interesse pela música. (Foto: Reprodução/Facebook)

“Tinha tudo pra começar ali

Só faltou você se decidir

E foram dias, foram meses assim

O teu sorriso me cegava”

Ao ouvir esses versos na voz de Brolo Gonzalez, forte e marcante, ninguém imagina que ele é apenas um garoto de 19 anos. Ele canta, toca e também é compositor. O músico é natural de Xanxerê (SC), mora em Fortaleza e agora vai embora para São Paulo em busca de seus sonhos. Ou seja, do mundo da música.

Seu talento apareceu desde muito cedo. Gabriel Brolo Gonzalez sempre teve interesse pela música. Os pais do rapaz o apoiaram e deram todo o incentivo. “Aos quatro anos comecei a fazer aulas de teclado e pouco tempo depois piano. Meu pai toca saxofone e me lembro que achava lindo o som e ver ele tocando quando eu era criança. Então a vontade de aprender o instrumento foi inevitável”, conta.

Brolo Gonzalez esperou crescer um pouco e também começou a tocar saxofone. O avô do garoto foi essencial para o despertar da música. “Uma pessoa importantíssima no meu desenvolvimento musical foi meu avô. Ele era apaixonado por música! Tinha uma vasta coleção de CDs, fitas e vinil. Porém, não sabia tocar nenhum instrumento. Foi então que ele comprou uma sanfona pra mim e pagou algumas aulas, pra que eu aprendesse e pudesse tocar pra ele, já que ele não sabia tocar”, diz.

Mas o mais importante não foi o instrumento nem as aulas proporcionadas pelo avô, e sim o amor pela música. As composições de Brolo falam de histórias que ele já viveu, dos seus sentimentos e forma de enxergar o mundo. “Sempre procuro passar uma mensagem naquilo que escrevo. As minhas inspirações vem no dia a dia mesmo. Compor é uma válvula de escape pra mim, é o modo que eu encontrei de falar o que eu penso e eu sinto”.

 

Cenário musical

“Vejo muita gente reclamando que “não tem coisa que preste” e pagam entrada pra assistir cover de banda já famosas, e quando são chamadas pra eventos com bandas e artistas autorais, que muitas vezes a entrada é a metade do preço, elas não vão”, conta Brolo.

Segundo o músico, não há sentido em reclamar que “não há o que preste” e não se permitir conhecer novas coisas. “Não sou contra bandas covers ou músicas internacionais, mas vejo muito potencial no nosso povo que merece ser valorizado”.

 

Futuro

A música é o que Brolo quer e enxerga para a sua vida. “O sentimento é de amor. Amo e me divirto com o que eu faço. Nada melhor do que cantar e ver alguém se emocionar, cantar junto ou chegar no final e dizer que aquilo que sentia foi traduzido em uma canção. Isso é a maior recompensa”.

O cantor busca sempre se aperfeiçoar no que faz e buscar novas oportunidades para a carreira. E é por isso que ele vai largar a faculdade de psicologia e se mudar para São Paulo. “Estou cheio de esperança para essa nova etapa, bem animado. Atualmente estou gravando meu EP, que acredito que fique pronto no final de janeiro”.

Brolo Gonzalez
1/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Brolo Gonzalez
2/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Brolo Gonzalez
3/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Brolo Gonzalez
4/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Brolo Gonzalez
5/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

 

Inspirações musicais

“Escuto tudo um pouco, mas o que não pode faltar nos meus fones é um bom reggae e muita música brasileira. Gosto muito do rock dos anos 80. Curto muito Jack Johnson também”. No Ceará, Brolo Gonzalez diz que percebeu a riqueza da música local. “Acho Fagner magnífico e com certeza é uma das minhas inspirações. Sonho um dia poder dividir o palco com ele”.

 

Ouça em:

Músicas: https://soundcloud.com/gabriel-brolo-gonzalez-1

Vídeos: https://www.youtube.com/channel/UCv7cVLkVdI9OE6nNCRC_mRw

Página no Facebook: https://www.facebook.com/BroloGonzalez/timeline

Instagram: https://www.instagram.com/gabrielbrolo/

Escute o talentoso músico cantando e tocando duas de suas músicas autorais, Esboço Dela e Esperança:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15720572″]

 

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15720594″]

 

 

 

Publicidade

Dê sua opinião

Músico que mora no Ceará vai largar a faculdade para ir atrás dos seus sonhos em São Paulo

Ao ouvir a voz forte e marcante de Brolo Gonzalez, ninguém imagina que ele é apenas um garoto de 19 anos. Ele canta, toca e também compõe

Por Thamiris Treigher em Música

9 de janeiro de 2016 às 06:00

Há 4 anos
Gabriel Brolo Gonzalez sempre teve interesse pela música. (Foto: Reprodução/Facebook)

Gabriel Brolo Gonzalez sempre teve interesse pela música. (Foto: Reprodução/Facebook)

“Tinha tudo pra começar ali

Só faltou você se decidir

E foram dias, foram meses assim

O teu sorriso me cegava”

Ao ouvir esses versos na voz de Brolo Gonzalez, forte e marcante, ninguém imagina que ele é apenas um garoto de 19 anos. Ele canta, toca e também é compositor. O músico é natural de Xanxerê (SC), mora em Fortaleza e agora vai embora para São Paulo em busca de seus sonhos. Ou seja, do mundo da música.

Seu talento apareceu desde muito cedo. Gabriel Brolo Gonzalez sempre teve interesse pela música. Os pais do rapaz o apoiaram e deram todo o incentivo. “Aos quatro anos comecei a fazer aulas de teclado e pouco tempo depois piano. Meu pai toca saxofone e me lembro que achava lindo o som e ver ele tocando quando eu era criança. Então a vontade de aprender o instrumento foi inevitável”, conta.

Brolo Gonzalez esperou crescer um pouco e também começou a tocar saxofone. O avô do garoto foi essencial para o despertar da música. “Uma pessoa importantíssima no meu desenvolvimento musical foi meu avô. Ele era apaixonado por música! Tinha uma vasta coleção de CDs, fitas e vinil. Porém, não sabia tocar nenhum instrumento. Foi então que ele comprou uma sanfona pra mim e pagou algumas aulas, pra que eu aprendesse e pudesse tocar pra ele, já que ele não sabia tocar”, diz.

Mas o mais importante não foi o instrumento nem as aulas proporcionadas pelo avô, e sim o amor pela música. As composições de Brolo falam de histórias que ele já viveu, dos seus sentimentos e forma de enxergar o mundo. “Sempre procuro passar uma mensagem naquilo que escrevo. As minhas inspirações vem no dia a dia mesmo. Compor é uma válvula de escape pra mim, é o modo que eu encontrei de falar o que eu penso e eu sinto”.

 

Cenário musical

“Vejo muita gente reclamando que “não tem coisa que preste” e pagam entrada pra assistir cover de banda já famosas, e quando são chamadas pra eventos com bandas e artistas autorais, que muitas vezes a entrada é a metade do preço, elas não vão”, conta Brolo.

Segundo o músico, não há sentido em reclamar que “não há o que preste” e não se permitir conhecer novas coisas. “Não sou contra bandas covers ou músicas internacionais, mas vejo muito potencial no nosso povo que merece ser valorizado”.

 

Futuro

A música é o que Brolo quer e enxerga para a sua vida. “O sentimento é de amor. Amo e me divirto com o que eu faço. Nada melhor do que cantar e ver alguém se emocionar, cantar junto ou chegar no final e dizer que aquilo que sentia foi traduzido em uma canção. Isso é a maior recompensa”.

O cantor busca sempre se aperfeiçoar no que faz e buscar novas oportunidades para a carreira. E é por isso que ele vai largar a faculdade de psicologia e se mudar para São Paulo. “Estou cheio de esperança para essa nova etapa, bem animado. Atualmente estou gravando meu EP, que acredito que fique pronto no final de janeiro”.

Brolo Gonzalez
1/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Brolo Gonzalez
2/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Brolo Gonzalez
3/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Brolo Gonzalez
4/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Brolo Gonzalez
5/5

Brolo Gonzalez

(Foto: Reprodução/ Facebook)

 

Inspirações musicais

“Escuto tudo um pouco, mas o que não pode faltar nos meus fones é um bom reggae e muita música brasileira. Gosto muito do rock dos anos 80. Curto muito Jack Johnson também”. No Ceará, Brolo Gonzalez diz que percebeu a riqueza da música local. “Acho Fagner magnífico e com certeza é uma das minhas inspirações. Sonho um dia poder dividir o palco com ele”.

 

Ouça em:

Músicas: https://soundcloud.com/gabriel-brolo-gonzalez-1

Vídeos: https://www.youtube.com/channel/UCv7cVLkVdI9OE6nNCRC_mRw

Página no Facebook: https://www.facebook.com/BroloGonzalez/timeline

Instagram: https://www.instagram.com/gabrielbrolo/

Escute o talentoso músico cantando e tocando duas de suas músicas autorais, Esboço Dela e Esperança:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15720572″]

 

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15720594″]