Aliança Francesa auxilia cearenses na busca por bolsa de estudo fora do país

FRANÇA

Aliança Francesa auxilia cearenses na busca por bolsa de estudo fora do país

Todos os anos, cerca de 300 mil estudantes estrangeiros são acolhidos pelas universidades e outras instituições de ensino superior francesas

Por Tribuna do Ceará em Bolsas

21 de dezembro de 2018 às 16:33

Há 7 meses

O governo francês oferece bolsas de mestrado e doutorado (FOTO: Shutterstock)

Seja para estudar ou tentar uma nova carreira, planejar sair do Brasil nunca esteve tão em alta quanto nos últimos tempos. Segundo ranking da Unesco, publicado no jornal Le Figaro, a França é o terceiro país que mais acolhe estudantes estrangeiros no mundo.

Todos os anos, cerca de 300 mil estudantes estrangeiros são acolhidos pelas universidades e outras instituições de ensino superior francesas. É tanto que o próprio governo francês oferece bolsas para estudantes estrangeiros interessados em fazer uma pós-graduação no país. Estudar e falar francês, é claro, é pré-requisito para se candidatar.

Para auxiliar estudantes brasileiros que planejam estudar em mais de 240 instituições na França, funciona a agência Campus France Brasil em Recife. O local foi feito para atender as demandas de todo o Nordeste, além de manter o contato com instituições de ensino da região, e funciona dentro da Aliança Francesa do Derby. O atendimento a interessados em estudar na França é realizado com horário marcado, pessoalmente ou pelo Skype para os cearenses. Para agendar, é necessário enviar um e-mail para recife@campusfrancebrasil.com.br.

“Somente para brasileiros, são mais de 200 programas de bolsas de estudos para ajudar vocês a financiar o seus estudos na França. Além da possibilidade de trabalhar até meio período com visto de estudante, e se beneficiar do auxílio-moradia”, aponta diretor da Aliança Francesa em Fortaleza, Marc Ellul.

A agência Campus France Brasil oferece orientação personalizada e gratuita aos interessados em estudar na França e também centraliza o procedimento de candidatura para grande parte das universidades do país europeu.

Agência governamental presente em 110 países, o Campus France é responsável pela promoção do ensino superior, o acolhimento e a mobilidade internacional de estudantes. Ligada aos ministérios franceses da Educação e das Relações Exteriores, no Brasil está vinculada ao Serviço de Cooperação e de Ação Cultural da Embaixada da França.

“Já que os níveis de francês exigido tanto no Campus France, quanto pelas universidades para se candidatar são avançados, mesmo se você tiver um projeto de estudar na França daqui há dois anos, a dica é: melhor começar a estudar o idioma já, o mais cedo possível, para avançar, se antecipar no processo e, consequentemente ter mais chance de sucesso na prova”, orienta Marc Ellul.

O sistema de ensino superior francês é organizado da seguinte maneira:
• Licence (equivalente a graduação): 3 anos
• Master (equivalente a mestrado): 2 anos
• Doctorat (doutorado): 3 anos

Custo baixo

O custo relativamente baixo dos estudos na França é um dos principais fatores de escolha dos alunos estrangeiros. Todas as universidades são públicas e têm o mesmo nível de qualidade. O governo francês toma a seu cargo 90% do custo do ensino e não há distinção entre estudantes franceses e estrangeiros. Os brasileiros pagam a mesma taxa de matrícula que os franceses. E o melhor, com o visto de estudante, é possível trabalhar meio período.

“Por ser a única escola de francês reconhecida pelo governo francês, a Aliança Francesa é parceira da Campus France. Assim, os candidatos tem a facilidade de fazer uma entrevista prévia em nossa escola. Para se candidatar, eles tem também que comprovar o seu nível de francês, através de um teste de proficiência (DELF/DALF ou TCF), que são diplomas do ministério da educação da França, portanto em Fortaleza, esses testes só podem ser feitos na AF”, indica o diretor da escola de línguas.

Publicidade

Dê sua opinião

FRANÇA

Aliança Francesa auxilia cearenses na busca por bolsa de estudo fora do país

Todos os anos, cerca de 300 mil estudantes estrangeiros são acolhidos pelas universidades e outras instituições de ensino superior francesas

Por Tribuna do Ceará em Bolsas

21 de dezembro de 2018 às 16:33

Há 7 meses

O governo francês oferece bolsas de mestrado e doutorado (FOTO: Shutterstock)

Seja para estudar ou tentar uma nova carreira, planejar sair do Brasil nunca esteve tão em alta quanto nos últimos tempos. Segundo ranking da Unesco, publicado no jornal Le Figaro, a França é o terceiro país que mais acolhe estudantes estrangeiros no mundo.

Todos os anos, cerca de 300 mil estudantes estrangeiros são acolhidos pelas universidades e outras instituições de ensino superior francesas. É tanto que o próprio governo francês oferece bolsas para estudantes estrangeiros interessados em fazer uma pós-graduação no país. Estudar e falar francês, é claro, é pré-requisito para se candidatar.

Para auxiliar estudantes brasileiros que planejam estudar em mais de 240 instituições na França, funciona a agência Campus France Brasil em Recife. O local foi feito para atender as demandas de todo o Nordeste, além de manter o contato com instituições de ensino da região, e funciona dentro da Aliança Francesa do Derby. O atendimento a interessados em estudar na França é realizado com horário marcado, pessoalmente ou pelo Skype para os cearenses. Para agendar, é necessário enviar um e-mail para recife@campusfrancebrasil.com.br.

“Somente para brasileiros, são mais de 200 programas de bolsas de estudos para ajudar vocês a financiar o seus estudos na França. Além da possibilidade de trabalhar até meio período com visto de estudante, e se beneficiar do auxílio-moradia”, aponta diretor da Aliança Francesa em Fortaleza, Marc Ellul.

A agência Campus France Brasil oferece orientação personalizada e gratuita aos interessados em estudar na França e também centraliza o procedimento de candidatura para grande parte das universidades do país europeu.

Agência governamental presente em 110 países, o Campus France é responsável pela promoção do ensino superior, o acolhimento e a mobilidade internacional de estudantes. Ligada aos ministérios franceses da Educação e das Relações Exteriores, no Brasil está vinculada ao Serviço de Cooperação e de Ação Cultural da Embaixada da França.

“Já que os níveis de francês exigido tanto no Campus France, quanto pelas universidades para se candidatar são avançados, mesmo se você tiver um projeto de estudar na França daqui há dois anos, a dica é: melhor começar a estudar o idioma já, o mais cedo possível, para avançar, se antecipar no processo e, consequentemente ter mais chance de sucesso na prova”, orienta Marc Ellul.

O sistema de ensino superior francês é organizado da seguinte maneira:
• Licence (equivalente a graduação): 3 anos
• Master (equivalente a mestrado): 2 anos
• Doctorat (doutorado): 3 anos

Custo baixo

O custo relativamente baixo dos estudos na França é um dos principais fatores de escolha dos alunos estrangeiros. Todas as universidades são públicas e têm o mesmo nível de qualidade. O governo francês toma a seu cargo 90% do custo do ensino e não há distinção entre estudantes franceses e estrangeiros. Os brasileiros pagam a mesma taxa de matrícula que os franceses. E o melhor, com o visto de estudante, é possível trabalhar meio período.

“Por ser a única escola de francês reconhecida pelo governo francês, a Aliança Francesa é parceira da Campus France. Assim, os candidatos tem a facilidade de fazer uma entrevista prévia em nossa escola. Para se candidatar, eles tem também que comprovar o seu nível de francês, através de um teste de proficiência (DELF/DALF ou TCF), que são diplomas do ministério da educação da França, portanto em Fortaleza, esses testes só podem ser feitos na AF”, indica o diretor da escola de línguas.