Porto Iracema das Artes abre inscrições para Laboratórios de Criação 2019 com novidades

REFORMULAÇÃO

Porto Iracema das Artes abre inscrições para Laboratórios de Criação 2019 com novidades

As inscrições seguem até o dia 31 de março, exclusivamente pelo site do Porto

Por Tribuna do Ceará em Cursos

5 de março de 2019 às 07:00

Há 4 meses

Porto Iracema das Artes abre inscrições para Laboratórios de Criação (FOTO: Allan Diniz)

Após seis anos, os Laboratórios de Criação do Porto Iracema das Artes iniciam a sétima edição com novidades. Em 2019, além de cada linguagem passar a ter regulamento próprio, o Lab. Artes Visuais adotará um formato mais longo, o Lab. Cinema concederá uma bolsa nacional e os projetos vindos do interior do Ceará ganharão bonificação extra em todas as linguagens.

As inscrições seguem até o dia 31 de março, exclusivamente pelo site do Porto.

“Os ajustes são resultados de um profundo debate da Escola com o campo artístico. No ano passado, mobilizamos encontros gerais e específicos por linguagem, que chamamos de Poéticas do Porto, para ouvir o máximo de sugestões e impressões”, explica a diretora do Porto Iracema das Artes, Bete Jaguaribe.

“Além disso, também levamos em conta as avaliações dos artistas integrantes dos Laboratórios que, ao final do processo, nos deram seu feedback. Tudo isso, claro, muito discutido internamente entre as coordenações pedagógicas e a direção. O resultado são regulamentos mais democráticos e atentos às especificidades de cada área”, destaca.

Algumas dessas mudanças abrangem todos os Laboratórios e outras são específicas de algumas linguagens. Entre as gerais, os critérios de avaliação agora terão pesos diferentes. Outra novidade é a criação de uma bonificação para projetos de proponentes que residem em outros municípios do Estado do Ceará, à exceção da capital. Do máximo de cem pontos que cada projeto pode obter, se a proposta vier do interior cearense, cinco pontos serão atribuídos na segunda etapa.

No caso da Dança e do Teatro, também serão atribuídos outros dois tipos de bonificação. O segundo, de cinco pontos, será concedido aos projetos de artistas proponentes que apresentem experiência de, pelo menos, quatro anos continuados na concepção de pesquisa e criação artística. O terceiro, de dois pontos, é o chamado bônus de trabalho conjunto, que será dado aos projetos cujos artistas (proponente e colaboradores) já tenham uma trajetória de parceria na linguagem.

Ainda em relação às mudanças específicas de cada linguagem, foi criada a modalidade Nacional no Lab. Cinema, que contemplará um projeto de uma das outras quatro Regiões do Brasil (Norte, Sul, Sudeste ou Centro-Oeste). Outra novidade desta linguagem é que só serão aceitos projetos de roteiro de ficção.

Laboratório de artes visuais

O Laboratório de Artes Visuais inicia um novo formato a partir de 2019. Agora com dois anos de duração, será composto de duas temporadas: a formativa e a investigativa. A primeira equivale a um curso de longa duração, dividido em sete eixos temáticos, um a cada mês. A segunda temporada corresponde ao modelo tradicional dos Laboratórios de Criação do Porto. Na seleção deste ano, 30 alunos serão escolhidos para a primeira temporada e, ao final dela, os que tiverem 75% de aproveitamento das atividades submeterão projetos de artes visuais a serem avaliados por uma comissão específica, que escolherá os quatro projetos que serão desenvolvidos na Edição 2020 dos Laboratórios.

Durante a Temporada Formativa, a cada mês serão ofertadas 20 horas-aula de um curso mediado por profissionais convidados e com reconhecida experiência na área das Artes Visuais. Os eixos temáticos são: (1) Arte e Política; (2) Processos e Procedimentos Poéticos; (3) Questões Decoloniais: Gênero, Raça e Lugar de Fala; (4) Circuito, Instituições e Anti-institucionalidade; (5) O Ceará e a Experiência da Arte; (6) Linguagens Transversais Críticas: Texto, Linguagem e Escritura; (7) Forma e Materialidade. As 20 h/a restantes do curso deverão ser de atividades complementares (seminários internos, grupos de estudos, visitas a exposições, mesas de debate etc). Nesta primeira temporada, não haverá ajuda de custo ou bolsa para os participantes.

Os critérios para se inscrever no Laboratório de Artes Visuais são os mesmos das demais linguagens. A diferença é que, agora, o candidato não precisa submeter o projeto. No entanto, as etapas seguidas serão as mesmas: avaliação dos documentos, avaliação de currículo e portfólio e entrevista.

O que continua

O que não muda nesta sétima edição dos Laboratórios de Criação é o número de projetos contemplados em cada laboratório. Os Labs de Dança, Música e Teatro terão quatro projetos, enquanto o Lab Cinema selecionará seis: quatro do Ceará, um do Nordeste e um Nacional. Como nas edições anteriores, a seleção contemplará oficialmente um proponente e até dois colaboradores por projeto (com exceção do Cinema, que nos projetos do Ceará sempre contou com uma dupla). A duração do Lab. continua a mesma e será de sete meses, de junho a dezembro deste ano.

A forma de seleção também será realizada como antes, dividida em três fases, sendo a primeira etapa a avaliação dos documentos; a segunda, a avaliação técnica, por meio de carta de intenções e portfólio/currículo; e a terceira, avaliação presencial, por meio de entrevista com a comissão de avaliação.

Também continuam valendo as principais condições de participação, como ter mais de 18 anos (isso vale tanto para os proponentes, quanto para os artistas colaboradores) e residir há no mínimo dois anos no Ceará (exceto projetos das modalidades Nordeste e Nacional do Lab Cinema). E dentre as condições que impedem a participação na seleção, continuam vigorando as de que artistas proponentes e colaboradores das duas últimas edições (2018 e 2017) não podem se inscrever.

Serviço
O que: Inscrições abertas para Laboratórios de Criação 2019
Quando: 28 de fevereiro a 31 de março de 2019
Onde: http://www.portoiracemadasartes.org.br/inscricoes/
Gratuito

Publicidade

Dê sua opinião

REFORMULAÇÃO

Porto Iracema das Artes abre inscrições para Laboratórios de Criação 2019 com novidades

As inscrições seguem até o dia 31 de março, exclusivamente pelo site do Porto

Por Tribuna do Ceará em Cursos

5 de março de 2019 às 07:00

Há 4 meses

Porto Iracema das Artes abre inscrições para Laboratórios de Criação (FOTO: Allan Diniz)

Após seis anos, os Laboratórios de Criação do Porto Iracema das Artes iniciam a sétima edição com novidades. Em 2019, além de cada linguagem passar a ter regulamento próprio, o Lab. Artes Visuais adotará um formato mais longo, o Lab. Cinema concederá uma bolsa nacional e os projetos vindos do interior do Ceará ganharão bonificação extra em todas as linguagens.

As inscrições seguem até o dia 31 de março, exclusivamente pelo site do Porto.

“Os ajustes são resultados de um profundo debate da Escola com o campo artístico. No ano passado, mobilizamos encontros gerais e específicos por linguagem, que chamamos de Poéticas do Porto, para ouvir o máximo de sugestões e impressões”, explica a diretora do Porto Iracema das Artes, Bete Jaguaribe.

“Além disso, também levamos em conta as avaliações dos artistas integrantes dos Laboratórios que, ao final do processo, nos deram seu feedback. Tudo isso, claro, muito discutido internamente entre as coordenações pedagógicas e a direção. O resultado são regulamentos mais democráticos e atentos às especificidades de cada área”, destaca.

Algumas dessas mudanças abrangem todos os Laboratórios e outras são específicas de algumas linguagens. Entre as gerais, os critérios de avaliação agora terão pesos diferentes. Outra novidade é a criação de uma bonificação para projetos de proponentes que residem em outros municípios do Estado do Ceará, à exceção da capital. Do máximo de cem pontos que cada projeto pode obter, se a proposta vier do interior cearense, cinco pontos serão atribuídos na segunda etapa.

No caso da Dança e do Teatro, também serão atribuídos outros dois tipos de bonificação. O segundo, de cinco pontos, será concedido aos projetos de artistas proponentes que apresentem experiência de, pelo menos, quatro anos continuados na concepção de pesquisa e criação artística. O terceiro, de dois pontos, é o chamado bônus de trabalho conjunto, que será dado aos projetos cujos artistas (proponente e colaboradores) já tenham uma trajetória de parceria na linguagem.

Ainda em relação às mudanças específicas de cada linguagem, foi criada a modalidade Nacional no Lab. Cinema, que contemplará um projeto de uma das outras quatro Regiões do Brasil (Norte, Sul, Sudeste ou Centro-Oeste). Outra novidade desta linguagem é que só serão aceitos projetos de roteiro de ficção.

Laboratório de artes visuais

O Laboratório de Artes Visuais inicia um novo formato a partir de 2019. Agora com dois anos de duração, será composto de duas temporadas: a formativa e a investigativa. A primeira equivale a um curso de longa duração, dividido em sete eixos temáticos, um a cada mês. A segunda temporada corresponde ao modelo tradicional dos Laboratórios de Criação do Porto. Na seleção deste ano, 30 alunos serão escolhidos para a primeira temporada e, ao final dela, os que tiverem 75% de aproveitamento das atividades submeterão projetos de artes visuais a serem avaliados por uma comissão específica, que escolherá os quatro projetos que serão desenvolvidos na Edição 2020 dos Laboratórios.

Durante a Temporada Formativa, a cada mês serão ofertadas 20 horas-aula de um curso mediado por profissionais convidados e com reconhecida experiência na área das Artes Visuais. Os eixos temáticos são: (1) Arte e Política; (2) Processos e Procedimentos Poéticos; (3) Questões Decoloniais: Gênero, Raça e Lugar de Fala; (4) Circuito, Instituições e Anti-institucionalidade; (5) O Ceará e a Experiência da Arte; (6) Linguagens Transversais Críticas: Texto, Linguagem e Escritura; (7) Forma e Materialidade. As 20 h/a restantes do curso deverão ser de atividades complementares (seminários internos, grupos de estudos, visitas a exposições, mesas de debate etc). Nesta primeira temporada, não haverá ajuda de custo ou bolsa para os participantes.

Os critérios para se inscrever no Laboratório de Artes Visuais são os mesmos das demais linguagens. A diferença é que, agora, o candidato não precisa submeter o projeto. No entanto, as etapas seguidas serão as mesmas: avaliação dos documentos, avaliação de currículo e portfólio e entrevista.

O que continua

O que não muda nesta sétima edição dos Laboratórios de Criação é o número de projetos contemplados em cada laboratório. Os Labs de Dança, Música e Teatro terão quatro projetos, enquanto o Lab Cinema selecionará seis: quatro do Ceará, um do Nordeste e um Nacional. Como nas edições anteriores, a seleção contemplará oficialmente um proponente e até dois colaboradores por projeto (com exceção do Cinema, que nos projetos do Ceará sempre contou com uma dupla). A duração do Lab. continua a mesma e será de sete meses, de junho a dezembro deste ano.

A forma de seleção também será realizada como antes, dividida em três fases, sendo a primeira etapa a avaliação dos documentos; a segunda, a avaliação técnica, por meio de carta de intenções e portfólio/currículo; e a terceira, avaliação presencial, por meio de entrevista com a comissão de avaliação.

Também continuam valendo as principais condições de participação, como ter mais de 18 anos (isso vale tanto para os proponentes, quanto para os artistas colaboradores) e residir há no mínimo dois anos no Ceará (exceto projetos das modalidades Nordeste e Nacional do Lab Cinema). E dentre as condições que impedem a participação na seleção, continuam vigorando as de que artistas proponentes e colaboradores das duas últimas edições (2018 e 2017) não podem se inscrever.

Serviço
O que: Inscrições abertas para Laboratórios de Criação 2019
Quando: 28 de fevereiro a 31 de março de 2019
Onde: http://www.portoiracemadasartes.org.br/inscricoes/
Gratuito