Ceará fica no empate com Sampaio e se complica na luta pelo G-4


Ceará fica no empate com Sampaio e se complica na luta pelo G-4

Mesmo com um a mais em quase todo o segundo tempo, o Vovô desperdiçou oportunidades. A partida terminou em 1 a 1

Por Lucas Catrib em Ceará

7 de outubro de 2014 às 21:25

Há 5 anos
Bill abriu o placar para o Ceará (FOTO: Divulgação/CearaSC.com)

Bill abriu o placar para o Ceará (FOTO: Divulgação/CearaSC.com)

 

O ritmo alvinegro na Série B segue de inconstância. Atuando em casa, diante do Sampaio Corrêa, com um a menos durante quase todo o segundo tempo, o Ceará não conseguiu vencer. O placar de 1 a 1 deixou o Vovô ainda fora do G-4.

Dono de 47 pontos, o time de Sérgio Soares tem menos vitórias que a primeira equipe que está entre os quatro primeiros colocados. A agremiação do Maranhão agora possui 42 pontos e ainda sonha, mesmo que distante, em obter um acesso no fim do ano.

Ao contrário de outras oportunidades, o Ceará encarou um adversário que gosta de tocar a bola. O Sampaio chegou a ficar com mais posse de bola no início de jogo. Quase abriu o placar aos 6 minutos, inclusive. Contudo, Wellington Carvalho salvou antes da bola chegar ao rival Mimica.

O jogo do Ceará fluiu quando obteve uma chance de exercer um contra-ataque. Depois de bate-rebate no meio-campo, Hélder conseguiu lançar Magno Alves. O atacante, de forma inteligente, cruzou forte rasteiro e Bill chegou chutando de primeira: 1 a 0. Rodrigo Ramos não conseguiu evitar o gol de abertura na Arena Castelão aos 13 do primeiro tempo.

O Alvinegro conseguiu o gol e acabou deixando o time do Maranhão chegar ofensivamente. Gilton cobrou falta perigosa de longe. Luís Carlos teve que mandar para escanteio para evitar problemas. Aos 23 minutos, Ricardinho deu o troco. O atleta polivalente fez arremate de longe. O goleiro da Bolívia quase aceitou.

A equipe do Sampaio Corrêa conseguia ter ritmo lá na frente. No entanto, não ameaçou de forma contundente. Só que aos 38 minutos, Eloir caiu pela ponta esquerda. O meia tentou cruzamento. Wellington Carvalhou chegou evitando de carrinho. A bola pegou na coxa do defensor, mas o árbitro Guilherme Ceretta decidiu marcar pênalti. Na própria cobrança, Eloir empatou.

Nos minutos finais da etapa inicial, no Castelão, o Ceará resolveu acordar. Magno Alves recebeu pela direita e chutou rasteiro. A bola pegou do lado externo das redes da trave de Rodrigo Ramos. Ricardinho ainda cobrou falta venenosa. A bola passou por cima.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o jogo não teve tanta melhora na parte técnica. O time visitante quase virou com uma chance de longe. Ullian Corrêa disparou uma bomba de longe. Na sobra, depois de defesa de Luís Carlos, William Paulista tentou finalizar a gol. Novamente, o goleiro alvinegro evitou.

A condição melhorou para o Ceará aos 16 minutos. Após ter mexido no time, Lisca viu Edimar reclamar da arbitragem e ser expulso com menos de cinco minutos em campo. Depois, o próprio zagueiro discutiu de forma ríspida com o técnico da Bolívia Querida.

Com espaço, o Alvinegro criou. Magno Alves encontrou Marcos livre pela direita. Todavia, o lateral preferiu arriscar chute. A bola saiu pela lateral do campo. Chance real de gol desperdiçada pelo Ceará no embate desta terça-feira. Aos 36 minutos, foi a vez de Bill não conseguir vencer Rodrigo Ramos. O goleiro defendeu. Na sobra, o lateral Marcos voltou a chutar para fora. Tudo igual em um dos jogos disputados na 28ª rodada da Série B.

Ficha técnica

Ceará 1 x 1 Sampaio Corrêa

Local: Arena Castelão

Horário: 19h30min

Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)

Gols: CEA – Bill ; SAM – Eloir

Cartões amarelos: CEA – Wellington Carvalho, Sandro, Hélder Santos ; SAM – Luís Otávio, Edimar

Cartões vermelhos:

Ceará: Luís Carlos; Samuel Xavier (Marcos), Sandro, Wellington Carvalho e Hélder Santos; João Marcos, Ricardinho, Souza (Eduardo) e Nikão; Magno Alves e Bill. Técnico: Sérgio Soares

Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Tote (Edimar), Luiz Otávio, Edimar e Gilton; Jonas, Marino, Uillian Corrêa e Eloir; Pimentinha (Hiltinho) e Willian Paulista. Técnico: Lisca

Publicidade

Dê sua opinião

Ceará fica no empate com Sampaio e se complica na luta pelo G-4

Mesmo com um a mais em quase todo o segundo tempo, o Vovô desperdiçou oportunidades. A partida terminou em 1 a 1

Por Lucas Catrib em Ceará

7 de outubro de 2014 às 21:25

Há 5 anos
Bill abriu o placar para o Ceará (FOTO: Divulgação/CearaSC.com)

Bill abriu o placar para o Ceará (FOTO: Divulgação/CearaSC.com)

 

O ritmo alvinegro na Série B segue de inconstância. Atuando em casa, diante do Sampaio Corrêa, com um a menos durante quase todo o segundo tempo, o Ceará não conseguiu vencer. O placar de 1 a 1 deixou o Vovô ainda fora do G-4.

Dono de 47 pontos, o time de Sérgio Soares tem menos vitórias que a primeira equipe que está entre os quatro primeiros colocados. A agremiação do Maranhão agora possui 42 pontos e ainda sonha, mesmo que distante, em obter um acesso no fim do ano.

Ao contrário de outras oportunidades, o Ceará encarou um adversário que gosta de tocar a bola. O Sampaio chegou a ficar com mais posse de bola no início de jogo. Quase abriu o placar aos 6 minutos, inclusive. Contudo, Wellington Carvalho salvou antes da bola chegar ao rival Mimica.

O jogo do Ceará fluiu quando obteve uma chance de exercer um contra-ataque. Depois de bate-rebate no meio-campo, Hélder conseguiu lançar Magno Alves. O atacante, de forma inteligente, cruzou forte rasteiro e Bill chegou chutando de primeira: 1 a 0. Rodrigo Ramos não conseguiu evitar o gol de abertura na Arena Castelão aos 13 do primeiro tempo.

O Alvinegro conseguiu o gol e acabou deixando o time do Maranhão chegar ofensivamente. Gilton cobrou falta perigosa de longe. Luís Carlos teve que mandar para escanteio para evitar problemas. Aos 23 minutos, Ricardinho deu o troco. O atleta polivalente fez arremate de longe. O goleiro da Bolívia quase aceitou.

A equipe do Sampaio Corrêa conseguia ter ritmo lá na frente. No entanto, não ameaçou de forma contundente. Só que aos 38 minutos, Eloir caiu pela ponta esquerda. O meia tentou cruzamento. Wellington Carvalhou chegou evitando de carrinho. A bola pegou na coxa do defensor, mas o árbitro Guilherme Ceretta decidiu marcar pênalti. Na própria cobrança, Eloir empatou.

Nos minutos finais da etapa inicial, no Castelão, o Ceará resolveu acordar. Magno Alves recebeu pela direita e chutou rasteiro. A bola pegou do lado externo das redes da trave de Rodrigo Ramos. Ricardinho ainda cobrou falta venenosa. A bola passou por cima.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o jogo não teve tanta melhora na parte técnica. O time visitante quase virou com uma chance de longe. Ullian Corrêa disparou uma bomba de longe. Na sobra, depois de defesa de Luís Carlos, William Paulista tentou finalizar a gol. Novamente, o goleiro alvinegro evitou.

A condição melhorou para o Ceará aos 16 minutos. Após ter mexido no time, Lisca viu Edimar reclamar da arbitragem e ser expulso com menos de cinco minutos em campo. Depois, o próprio zagueiro discutiu de forma ríspida com o técnico da Bolívia Querida.

Com espaço, o Alvinegro criou. Magno Alves encontrou Marcos livre pela direita. Todavia, o lateral preferiu arriscar chute. A bola saiu pela lateral do campo. Chance real de gol desperdiçada pelo Ceará no embate desta terça-feira. Aos 36 minutos, foi a vez de Bill não conseguir vencer Rodrigo Ramos. O goleiro defendeu. Na sobra, o lateral Marcos voltou a chutar para fora. Tudo igual em um dos jogos disputados na 28ª rodada da Série B.

Ficha técnica

Ceará 1 x 1 Sampaio Corrêa

Local: Arena Castelão

Horário: 19h30min

Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)

Gols: CEA – Bill ; SAM – Eloir

Cartões amarelos: CEA – Wellington Carvalho, Sandro, Hélder Santos ; SAM – Luís Otávio, Edimar

Cartões vermelhos:

Ceará: Luís Carlos; Samuel Xavier (Marcos), Sandro, Wellington Carvalho e Hélder Santos; João Marcos, Ricardinho, Souza (Eduardo) e Nikão; Magno Alves e Bill. Técnico: Sérgio Soares

Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Tote (Edimar), Luiz Otávio, Edimar e Gilton; Jonas, Marino, Uillian Corrêa e Eloir; Pimentinha (Hiltinho) e Willian Paulista. Técnico: Lisca