Ceará um perde caminhão de gols e fica no 1 a 1 contra lanterna em pleno PV


Ceará perde um caminhão de gols e fica no 1 a 1 contra lanterna em pleno PV

Ceará vacila, empata com lanterna e praticamente diz adeus a briga pelo G4

Por Marcella Ruchet em Ceará

29 de setembro de 2012 às 23:04

Há 7 anos

Em partida realizada na noite deste sábado (29) no PV, o Ceará abriu o placar através de Magno, mas sofreu o empate em lance de azar do zagueiro Luizão. O alvinegro martelou até o final, mas ficou no 1 a 1 contra o Ipatinga e praticamente disse adeus á Série A 2013. Faltando 11 rodadas, a equipe tem 42 pontos, sete de distância para o G4 e ocupa a oitava colocação.

Com os importantes desfalques de Mota e Juca, o Ceará começou o jogo acuando o Ipatinga. Apesar do domínio, a primeira oportunidade real de gol só veio aos 8 minutos de jogo quando após bola levantada na área visitante, Daniel Marques, sozinho atrás da marcação, finalizou para fora.

Aos 18 minutos, depois de muito insistir, o Ceará abriu o marcador. Magno Alves chutou, mas zaga mineira afastou e Magno, em posição irregular, aproveitou o rebote, e encheu o pé, sem chance de defesa para o goleiro Helton Leite. Em vantagem, o alvinegro passou a cadenciar o jogo, enquanto o Ipatinga, mesmo sem muita qualidade ofensiva, tentava agredir o Vovô apostando nas bolas alçadas à área, sempre buscando o centroavante Bruno Batata.

Só que aos 31 minutos, mais uma vez nesta Série B o Ceará sofreu um gol inusitado. Bruninho chutou fraco e sem direção, mas a bola desviou em Luizão e matou Fernando Henrique da jogada. Empate por 1 a 1 no placar e uma ducha de água fria na torcida presente ao PV.

Após a igualdade, o Tigre passou a ter mais posse de bola. O Ceará só voltaria assustar aos 41 minutos, quando Magno arriscou de longe, Helton Luiz fez grande defesa e a bola explodiu no travessão. No contragolpe, Anderson Uchoa chutou de fora da área, sem perigo para a meta alvinegra.

Ataque contra defesa sem resultado

Pressionado pelo torcedor  que vaiou muito a equipe ao final da primeira etapa, PC Gusmão sacou Jardel e Robert, promovendo as entradas de Misael e Róbstson, em uma tentativa clara de fazer o Vovô voltar a agredir o adversário.

Aos 10 minutos da etapa final quase que o Vovô voltar a fica em vantagem. Eusébio fez linda enfiada para Magno Alves, que chutou para uma bela defesa da Helton Leite. A bola ficou viva na área mineira, e Daniel Marques acertou a trave, tirando o fôlego de todos no estádio. No lance seguinte, Apodi tentou por cobertura e a bola caprichosamente acertou o travessão.

Apesar do amplo domínio do jogo e de ter criado várias oportunidades marcar, o Ceará não conseguia desempatar o placar. Aos 19 minutos, PC Gusmão fez sua última e mais ousada alteração. Tirou o meia Magno, visivelmente cansado, e colocou em campo Itamar, partindo para tudo ou nada.

Mais uma vez Magno Alves teve a chance de aliviar o sufoco do Vovô. Desta vez, o atacante recebeu bom passe de Misael, mas chutou fraco, facilitando a defesa do goleiro do Tigre. Itamar, na base do jogo de corpo, tentou criar, mas fracassou. Final de partida, empate por 1 a 1, chuva de vaias no PV e sonho de acesso ficando cada vez mais difícil pelas bandas de Porangabuçu.

Publicidade

Dê sua opinião

Ceará perde um caminhão de gols e fica no 1 a 1 contra lanterna em pleno PV

Ceará vacila, empata com lanterna e praticamente diz adeus a briga pelo G4

Por Marcella Ruchet em Ceará

29 de setembro de 2012 às 23:04

Há 7 anos

Em partida realizada na noite deste sábado (29) no PV, o Ceará abriu o placar através de Magno, mas sofreu o empate em lance de azar do zagueiro Luizão. O alvinegro martelou até o final, mas ficou no 1 a 1 contra o Ipatinga e praticamente disse adeus á Série A 2013. Faltando 11 rodadas, a equipe tem 42 pontos, sete de distância para o G4 e ocupa a oitava colocação.

Com os importantes desfalques de Mota e Juca, o Ceará começou o jogo acuando o Ipatinga. Apesar do domínio, a primeira oportunidade real de gol só veio aos 8 minutos de jogo quando após bola levantada na área visitante, Daniel Marques, sozinho atrás da marcação, finalizou para fora.

Aos 18 minutos, depois de muito insistir, o Ceará abriu o marcador. Magno Alves chutou, mas zaga mineira afastou e Magno, em posição irregular, aproveitou o rebote, e encheu o pé, sem chance de defesa para o goleiro Helton Leite. Em vantagem, o alvinegro passou a cadenciar o jogo, enquanto o Ipatinga, mesmo sem muita qualidade ofensiva, tentava agredir o Vovô apostando nas bolas alçadas à área, sempre buscando o centroavante Bruno Batata.

Só que aos 31 minutos, mais uma vez nesta Série B o Ceará sofreu um gol inusitado. Bruninho chutou fraco e sem direção, mas a bola desviou em Luizão e matou Fernando Henrique da jogada. Empate por 1 a 1 no placar e uma ducha de água fria na torcida presente ao PV.

Após a igualdade, o Tigre passou a ter mais posse de bola. O Ceará só voltaria assustar aos 41 minutos, quando Magno arriscou de longe, Helton Luiz fez grande defesa e a bola explodiu no travessão. No contragolpe, Anderson Uchoa chutou de fora da área, sem perigo para a meta alvinegra.

Ataque contra defesa sem resultado

Pressionado pelo torcedor  que vaiou muito a equipe ao final da primeira etapa, PC Gusmão sacou Jardel e Robert, promovendo as entradas de Misael e Róbstson, em uma tentativa clara de fazer o Vovô voltar a agredir o adversário.

Aos 10 minutos da etapa final quase que o Vovô voltar a fica em vantagem. Eusébio fez linda enfiada para Magno Alves, que chutou para uma bela defesa da Helton Leite. A bola ficou viva na área mineira, e Daniel Marques acertou a trave, tirando o fôlego de todos no estádio. No lance seguinte, Apodi tentou por cobertura e a bola caprichosamente acertou o travessão.

Apesar do amplo domínio do jogo e de ter criado várias oportunidades marcar, o Ceará não conseguia desempatar o placar. Aos 19 minutos, PC Gusmão fez sua última e mais ousada alteração. Tirou o meia Magno, visivelmente cansado, e colocou em campo Itamar, partindo para tudo ou nada.

Mais uma vez Magno Alves teve a chance de aliviar o sufoco do Vovô. Desta vez, o atacante recebeu bom passe de Misael, mas chutou fraco, facilitando a defesa do goleiro do Tigre. Itamar, na base do jogo de corpo, tentou criar, mas fracassou. Final de partida, empate por 1 a 1, chuva de vaias no PV e sonho de acesso ficando cada vez mais difícil pelas bandas de Porangabuçu.