Ceará vence por 4 a 3 em jogo emocionante e finalmente sai da lanterna da Série B


Ceará vence por 4 a 3 em jogo emocionante e finalmente sai da lanterna da Série B

A equipe do treinador Marcelo Cabo sofreu, mas conseguiu dois gols no final do jogo

Por Lyvia Rocha em Ceará

23 de agosto de 2015 às 17:57

Há 4 anos
O Vovô enfrentou o Paraná neste domingo (23), na Arena Castelão, pela Série B (Foto: Lyvia Rocha/Tribuna do Ceará)

O Vovô enfrentou o Paraná neste domingo (23), na Arena Castelão, pela Série B (Foto: Lyvia Rocha/Tribuna do Ceará)

Emocionante, essa é a palavra que define a vitória do Ceará contra o Paraná, neste domingo (23), na Arena Castelão, pela 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Vovô chegou aos 17 pontos e agora é o 19º colocado da competição. Essa é a segunda vitória consecutiva da equipe alvinegra no torneio, algo que não tinha acontecido na segundona.

Primeiro tempo

Uma postura totalmente diferente. O Ceará começou com o ritmo acelerado e precisando de um bom resultado, então a equipe Alvinegra foi para cima. E, o resultado deu certo. Logo aos 5 minutos de jogo, o Vovô abriu o placar com Júlio César. A jogada já está até conhecida da equipe do treinador Marcelo Cabo. Na cobrança de escanteio, o lateral- direito Guilherme Andrade bateu bem na bola, o zagueiro Sandro desviou e o atacante Júlio César mandou para o fundo das redes.

A pressão continuou, mas em um vacilo o Vovô acabou cedendo o empate. Aos 15 minutos, a equipe paranaense balançou as redes com Carlão. O atacante aproveitou a cobrança do tiro de canto, odesvio de Danielzinho e conseguiu deixar tudo igual na Arena Castelão.
O Alvinegro sentiu o gol e deu mais espaço para o Paraná. A equipe do técnico Fernando Diniz teve mais posse de bola e foi mais vezes ao ataque, porém não conseguia concluir o domínio em boas jogadas.

O Vovô aos poucos foi acordando e voltou a pressionar a saída de bola da equipe paranaense. E, o esforço foi recompensado com o belo do lateral- esquerdo aos 30 minutos. Victor Luís levou a bola pela esquerda e mandou um belo chute de fora da área sem chance para o goleiro Marcos. Alvinegro cearense novamente ficou à frente na etapa complementar.

Virada do Paraná

Parecia que finalmente o Ceará ia conseguir a segunda vitória consecutiva, mas não foi isso que se desenhou no segundo tempo da partida. Alex Amado, um dos principais jogadores do meio- campo alvinegro foi substituído por Fabinho, que não conseguiu mais uma vez fazer um bom jogo.

Logo aos 4 minutos, o Paraná empatou o jogo com Carlão, o jogador que tinha tudo para ser o ‘cara’ da partida. Mas ninguém sabia o que ainda iria acontecer. O jogo seguiu equilibrado e aberto. O Vovô caiu de rendimento e ficou sem boas jogadas no meio- campo. Chegando com perigo ao gol de Luís Carlos, o time paranaense chegou a virada.  Carlão chegou pela direita, dominou e chutou para marcar o terceiro no jogo e do Paraná. Virada do Tricolor.

Mesmo com o balde de água fria, o Vovô continuo lutando e chegando próximo ao gol de Fernando Diniz. Com 36 minutos de jogo Mazola chegou perto, mas ainda não era o tão esperado empate. Mesmo sem muita técnica, Fabinho conseguiu achar um belíssimo chute e mandou para o fundo do barbante, era a igualdade do placar do Vovô. O resultado ainda era ruim para o Ceará. Então, a estrela de Rafael Costa brilhou. Após escanteio, Rafael Costa apareceu e cabeceou, deixando o Ceará na frente e finalmente com importante vitória para tirar o time da zona do rebaixamento

 

Ficha técnica: Ceará x Paraná
Local: Arena Castelão
Horário: 16 horas

Árbitro: Paulo Sérgio Santos Moreira (MA)

Assistentes: Sérgio Campelo Gomes (MA) e Aelson Mariano Campelo Gomes (MA)

Cartões amarelos: Mazola (36’/1ºT), Fabinho (37’/2º)

Gols: Júlio César (5’/1ºT), Carlão (15’/1ºT, ) e Victor Luís (30’/1ºT), Carlão (5’/2ºT), Carlão (25º/2ºT), Fabinho (45’/2ºT) e Rafael Costa (46’/2ºT)

CEARÁ: Luís Carlos; Guilherme Andrade, Thiago Carvalho, Sandro e Victor Luís; Carlão e Baraka (Vinícius); Alex Amado (Fabinho), Mazola (Arhtur) e Júlio César. Técnico: Marcelo Cabo.

PARANÁ: Marcos, Ricardinho, Luiz Felipe, Luciano Castán, Rafael Carioca; Fernandes, Anderson Uchôa (Jean), Carlinhos (Lucas Pará) e Danielzinho; Guga e Carlão (Léo Coelho). Técnico: Fernando Diniz

Publicidade

Dê sua opinião

Ceará vence por 4 a 3 em jogo emocionante e finalmente sai da lanterna da Série B

A equipe do treinador Marcelo Cabo sofreu, mas conseguiu dois gols no final do jogo

Por Lyvia Rocha em Ceará

23 de agosto de 2015 às 17:57

Há 4 anos
O Vovô enfrentou o Paraná neste domingo (23), na Arena Castelão, pela Série B (Foto: Lyvia Rocha/Tribuna do Ceará)

O Vovô enfrentou o Paraná neste domingo (23), na Arena Castelão, pela Série B (Foto: Lyvia Rocha/Tribuna do Ceará)

Emocionante, essa é a palavra que define a vitória do Ceará contra o Paraná, neste domingo (23), na Arena Castelão, pela 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Vovô chegou aos 17 pontos e agora é o 19º colocado da competição. Essa é a segunda vitória consecutiva da equipe alvinegra no torneio, algo que não tinha acontecido na segundona.

Primeiro tempo

Uma postura totalmente diferente. O Ceará começou com o ritmo acelerado e precisando de um bom resultado, então a equipe Alvinegra foi para cima. E, o resultado deu certo. Logo aos 5 minutos de jogo, o Vovô abriu o placar com Júlio César. A jogada já está até conhecida da equipe do treinador Marcelo Cabo. Na cobrança de escanteio, o lateral- direito Guilherme Andrade bateu bem na bola, o zagueiro Sandro desviou e o atacante Júlio César mandou para o fundo das redes.

A pressão continuou, mas em um vacilo o Vovô acabou cedendo o empate. Aos 15 minutos, a equipe paranaense balançou as redes com Carlão. O atacante aproveitou a cobrança do tiro de canto, odesvio de Danielzinho e conseguiu deixar tudo igual na Arena Castelão.
O Alvinegro sentiu o gol e deu mais espaço para o Paraná. A equipe do técnico Fernando Diniz teve mais posse de bola e foi mais vezes ao ataque, porém não conseguia concluir o domínio em boas jogadas.

O Vovô aos poucos foi acordando e voltou a pressionar a saída de bola da equipe paranaense. E, o esforço foi recompensado com o belo do lateral- esquerdo aos 30 minutos. Victor Luís levou a bola pela esquerda e mandou um belo chute de fora da área sem chance para o goleiro Marcos. Alvinegro cearense novamente ficou à frente na etapa complementar.

Virada do Paraná

Parecia que finalmente o Ceará ia conseguir a segunda vitória consecutiva, mas não foi isso que se desenhou no segundo tempo da partida. Alex Amado, um dos principais jogadores do meio- campo alvinegro foi substituído por Fabinho, que não conseguiu mais uma vez fazer um bom jogo.

Logo aos 4 minutos, o Paraná empatou o jogo com Carlão, o jogador que tinha tudo para ser o ‘cara’ da partida. Mas ninguém sabia o que ainda iria acontecer. O jogo seguiu equilibrado e aberto. O Vovô caiu de rendimento e ficou sem boas jogadas no meio- campo. Chegando com perigo ao gol de Luís Carlos, o time paranaense chegou a virada.  Carlão chegou pela direita, dominou e chutou para marcar o terceiro no jogo e do Paraná. Virada do Tricolor.

Mesmo com o balde de água fria, o Vovô continuo lutando e chegando próximo ao gol de Fernando Diniz. Com 36 minutos de jogo Mazola chegou perto, mas ainda não era o tão esperado empate. Mesmo sem muita técnica, Fabinho conseguiu achar um belíssimo chute e mandou para o fundo do barbante, era a igualdade do placar do Vovô. O resultado ainda era ruim para o Ceará. Então, a estrela de Rafael Costa brilhou. Após escanteio, Rafael Costa apareceu e cabeceou, deixando o Ceará na frente e finalmente com importante vitória para tirar o time da zona do rebaixamento

 

Ficha técnica: Ceará x Paraná
Local: Arena Castelão
Horário: 16 horas

Árbitro: Paulo Sérgio Santos Moreira (MA)

Assistentes: Sérgio Campelo Gomes (MA) e Aelson Mariano Campelo Gomes (MA)

Cartões amarelos: Mazola (36’/1ºT), Fabinho (37’/2º)

Gols: Júlio César (5’/1ºT), Carlão (15’/1ºT, ) e Victor Luís (30’/1ºT), Carlão (5’/2ºT), Carlão (25º/2ºT), Fabinho (45’/2ºT) e Rafael Costa (46’/2ºT)

CEARÁ: Luís Carlos; Guilherme Andrade, Thiago Carvalho, Sandro e Victor Luís; Carlão e Baraka (Vinícius); Alex Amado (Fabinho), Mazola (Arhtur) e Júlio César. Técnico: Marcelo Cabo.

PARANÁ: Marcos, Ricardinho, Luiz Felipe, Luciano Castán, Rafael Carioca; Fernandes, Anderson Uchôa (Jean), Carlinhos (Lucas Pará) e Danielzinho; Guga e Carlão (Léo Coelho). Técnico: Fernando Diniz