Ceará

Futebolês analisa custo-benefício de investimentos do Ceará para 2019

alguns atletas ainda não conseguiram render o esperado

Os investimentos do Vovô geraram grandes expectativas na torcida alvinegra (Fotos: CearaSC)
Os investimentos do Vovô geraram grandes expectativas na torcida alvinegra (Fotos: CearaSC)

As vendas de Éverson e Felipe Jonatan para o Santos, Arthur para o Palmeiras e Richardson para o futebol chinês fizeram com que os cofres do Ceará ficassem com saldo positivo.

Mesmo sem os principais jogadores para a temporada de 2019, a torcida continuou entusiasmada com os investimentos do Vovô. Porém, até agora, os atletas não conseguiram render o esperado, como analisou a reportagem do Futebolês na TV Jangadeiro desta terça-feira (18).

A primeira investida do clube – e para a alegria dos torcedores -, foi a renovação de contrato de Juninho Quixadá até 2020. O meia foi destaque da equipe na temporada de 2018.

Lesionado desde outubro do ano passado, Quixadá ainda não entrou em campo em 2019. A contusão no quadril é o problema do atleta. Ele chegou a treinar com bola em março, mas voltou a sentir. A expectativa é que o jogador esteja a disposição de Enderson Moreira após a Copa América.

Outro atleta que gerou uma grande euforia na torcida alvinegra foi o retorno do meio-campista Felipe. Vindo do Sanfrecce Hiroshima, do Japão, o jogador de 29 anos assinou contrato com o Vovô até 2020.

Mesmo irregular, Felipe começou o ano sendo titular da equipe. Uma das lideranças técnicas do time, ele acabou sofrendo uma lesão e só agora tenta retomar o bom desempenho.

Wescley

O Ceará também entrou para a história do futebol cearense, com o maior investimento da história do Estado. Em fevereiro deste ano, o clube anunciou o retorno de Wescley, por mais de 4 milhões de reais. Vindo do Vissel Kobe, do Japão, o vínculo do meia vai até 2022.

Neste ano, Wescley entrou em campo apenas nove vezes. Com desequilíbrio muscular, segue afastado do time principal. Ele deve voltar atuar após a Copa América.

Leandro 

Por fim, o presidente Robinson de Castro atendeu aos pedidos da torcida alvinegra e repatriou Leandro Carvalho, por R$ 3,6 milhões. O atacante foi recebido com festa no aeroporto.

Ele também é o responsável pela maior quantidade de críticas dos torcedores. Sem ter nenhum problema muscular desde sua volta, o paraense não conseguiu repetir as boas atuações que teve na última temporada com a camisa do Vovô.

As esperanças dos adeptos alvinegros é a pausa para a Copa América, período em que Enderson Moreira vai buscar trazer novamente as boas atuações dos atletas. O Ceará é o 13º colocado no Brasileirão, com 10 pontos.

Veja mais detalhes do vídeo:

Tags
Ceará Felipe investimentos Leandro Carvalho quixadá reforços Wescley