Agentes penitenciários podem voltar a paralisar as atividades - Noticias


Agentes penitenciários podem voltar a paralisar as atividades

Agentes penitenciários do Ceará prometem paralisar as atividades novamente a partir da próxima terça-feira (24), caso a mensagem de reajuste salarial da categoria não seja enviada à Assembleia Legislativa até a próxima segunda-feira (23), como acordado na reunião do último dia 2 de abril, na sede da Sejus.

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

20 de abril de 2012 às 10:56

Há 7 anos

Os 698 agentes penitenciários do Ceará prometem paralisar as atividades novamente a partir da próxima terça-feira (24), caso a mensagem de reajuste salarial da categoria não seja enviada à Assembleia Legislativa até a próxima segunda (23), como acordado na reunião do último dia 2 de abril, na sede da Secretaria da Justiça do Estado (Sejus).

Segundo a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Ceará, Socorro Marques, no encontro, mediado pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seção Ceará (OAB-CE), Valdetário Monteiro, um prazo de 20 dias foi dado para que a mensagem fosse encaminhada. “Não estamos vendo nenhum movimento da Sejus em relação a isso”, declarou a presidente.

A mensagem prevê reajuste de aproximadamente 22%, passando o salário básico de R$ 2.068,00 para R$ 2.640,00 ainda neste ano. Além disso, prevê ainda dois aumentos de 5% em 2013 e 2014, respectivamente.

A greve dos agentes penitenciários foi deflagrada no último dia 31 de março. Desde o dia 2 de abril, data da reunião com a Sejus, no entanto, o movimento está suspenso.

O que diz a Sejus

A Secretaria da Justiça, por meio da assessoria de imprensa, informou que o prazo para envio da mensagem de reajuste dos agentes penitenciários será cumprido. Segundo a pasta, a mensagem se encontra na Procuradoria Geral do Estado (PGE) e, nesta sexta-feira (20), haverá uma reunião entre a Secretaria, o Governo do Estado e a PGE para o encaminhamento da mesma.

Publicidade

Dê sua opinião

Agentes penitenciários podem voltar a paralisar as atividades

Agentes penitenciários do Ceará prometem paralisar as atividades novamente a partir da próxima terça-feira (24), caso a mensagem de reajuste salarial da categoria não seja enviada à Assembleia Legislativa até a próxima segunda-feira (23), como acordado na reunião do último dia 2 de abril, na sede da Sejus.

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

20 de abril de 2012 às 10:56

Há 7 anos

Os 698 agentes penitenciários do Ceará prometem paralisar as atividades novamente a partir da próxima terça-feira (24), caso a mensagem de reajuste salarial da categoria não seja enviada à Assembleia Legislativa até a próxima segunda (23), como acordado na reunião do último dia 2 de abril, na sede da Secretaria da Justiça do Estado (Sejus).

Segundo a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Ceará, Socorro Marques, no encontro, mediado pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seção Ceará (OAB-CE), Valdetário Monteiro, um prazo de 20 dias foi dado para que a mensagem fosse encaminhada. “Não estamos vendo nenhum movimento da Sejus em relação a isso”, declarou a presidente.

A mensagem prevê reajuste de aproximadamente 22%, passando o salário básico de R$ 2.068,00 para R$ 2.640,00 ainda neste ano. Além disso, prevê ainda dois aumentos de 5% em 2013 e 2014, respectivamente.

A greve dos agentes penitenciários foi deflagrada no último dia 31 de março. Desde o dia 2 de abril, data da reunião com a Sejus, no entanto, o movimento está suspenso.

O que diz a Sejus

A Secretaria da Justiça, por meio da assessoria de imprensa, informou que o prazo para envio da mensagem de reajuste dos agentes penitenciários será cumprido. Segundo a pasta, a mensagem se encontra na Procuradoria Geral do Estado (PGE) e, nesta sexta-feira (20), haverá uma reunião entre a Secretaria, o Governo do Estado e a PGE para o encaminhamento da mesma.