Agricultores atingidos pela seca terão R$ 500 milhões de crédito


Agricultores atingidos pela seca terão R$ 500 milhões de crédito

O total de recursos disponibilizados pela linha emergencial de crédito chegará à marca de R$ 2,4 bilhões até fevereiro

Por Tribuna do Ceará em Ceará

7 de janeiro de 2013 às 16:00

Há 7 anos
Agricultores que sofreram com a seca contam com crédito extra. Foto: Omar Jacob

Agricultores que sofreram com a seca contam com crédito extra. Foto: Omar Jacob

O governo autorizou repasse de mais de R$ 500 milhões para os agricultores e empreendedores atingidos pela estiagem nos estados do Nordeste e em parte de Minas Gerais, na região do semiárido brasileiro. O total de recursos disponibilizados pela linha emergencial de crédito chegará à marca de R$ 2,4 bilhões até fevereiro. A informação é do Ministério da Integração Nacional.

>> Confira o especial Vidas Secas

Os recursos fazem parte de uma linha emergencial de crédito operada pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB). O limite de crédito varia de R$ 12 mil a R$ 100 mil, com juros de até 3,5% ao ano. A maioria dos créditos contempla pequenos produtores rurais enquadrados no Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), em operações com juros de 1% ao ano e prazo de 10 anos para pagamento, com até três anos de carência.

Para o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, os recursos autorizados pela presidenta Dilma Rousseff vão contribuir para redução dos prejuízos dos agricultores e pecuaristas. “A prioridade do governo é apoiar os agricultores familiares na manutenção de suas atividades mesmo nessa situação adversa”, ressaltou o ministro.

Publicidade

Dê sua opinião

Agricultores atingidos pela seca terão R$ 500 milhões de crédito

O total de recursos disponibilizados pela linha emergencial de crédito chegará à marca de R$ 2,4 bilhões até fevereiro

Por Tribuna do Ceará em Ceará

7 de janeiro de 2013 às 16:00

Há 7 anos
Agricultores que sofreram com a seca contam com crédito extra. Foto: Omar Jacob

Agricultores que sofreram com a seca contam com crédito extra. Foto: Omar Jacob

O governo autorizou repasse de mais de R$ 500 milhões para os agricultores e empreendedores atingidos pela estiagem nos estados do Nordeste e em parte de Minas Gerais, na região do semiárido brasileiro. O total de recursos disponibilizados pela linha emergencial de crédito chegará à marca de R$ 2,4 bilhões até fevereiro. A informação é do Ministério da Integração Nacional.

>> Confira o especial Vidas Secas

Os recursos fazem parte de uma linha emergencial de crédito operada pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB). O limite de crédito varia de R$ 12 mil a R$ 100 mil, com juros de até 3,5% ao ano. A maioria dos créditos contempla pequenos produtores rurais enquadrados no Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), em operações com juros de 1% ao ano e prazo de 10 anos para pagamento, com até três anos de carência.

Para o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, os recursos autorizados pela presidenta Dilma Rousseff vão contribuir para redução dos prejuízos dos agricultores e pecuaristas. “A prioridade do governo é apoiar os agricultores familiares na manutenção de suas atividades mesmo nessa situação adversa”, ressaltou o ministro.