Bode Ioiô terá história contada por escola de samba do Rio de Janeiro no Carnaval de 2019

BODE NA SAPUCAÍ

Bode Ioiô terá história contada por escola de samba do Rio de Janeiro no Carnaval de 2019

A escola de samba Paraíso do Tuiuti, vice-campeã do Carnaval de 2018, vai apostar novamente em tema com tom crítico

Por Tribuna do Ceará em Ceará

5 de abril de 2018 às 11:49

Há 1 ano
bode ioio

Bode Ioiô tem história excêntrica e famosa no Ceará (FOTO: Hayanne Narlla/ Tribuna do Ceará)

A história do Bode Ioiô, “eleito” vereador de Fortaleza em 1922, vai ser contada na Sapucaí em 2019. Em mais uma aposta de desfile com tom crítico, a Paraíso do Tuiuti, atual vice-campeã do Carnaval do Rio de Janeiro, vai usar o surpreendente “causo” para falar sobre voto consciente, tema bastante atual.

Este ano a escola problematizou a escravidão e as questões trabalhistas e sociais da atualidade. As informações são de Rafael Galdo, do jornal O Globo.

Retirantes chegados a Fortaleza, na época da seca de 1915, teriam trazido o bode. Sem condições de cuidar do animal, o dono o vendeu para uma empresa da cidade. Mas o bicho era inquieto e fugia, “passeava” pelos lados da Praça do Ferreira, no Centro, local na época frequentado por artistas cearenses como escritores, atores e músicos.

Entre as muitas histórias contadas, Ioiô teria comido a faixa de inauguração de um cinema e costumava levantar as saias das mulheres. E aí, nas eleições de 1922, o caprino foi um entre os mais votados para vereador de Fortaleza. Ioiô, claro, não assumiu o cargo, mas virou um dos grandes personagens da história do Ceará.

Após sua morte, em 1931, o animal foi empalhado. Hoje, é uma das atrações do Museu do Ceará, no Centro de Fortaleza.

Baseado no rico personagem cearense, o carnavalesco Jack Vasconcelos vai se inspirar para dar um novo recado na avenida no Carnaval do Rio de Janeiro, em 2019. O anúncio oficial do enredo, ainda sem título, será nesta sexta-feira (6), às 21 horas, na quadra da escola, quando também comemora 66 anos de fundação.

Serviço

Para os interessados em visitar o Bode Ioiô, ele está na Museu do Ceará – Rua São Paulo, 51, Centro. Aberto ao público de terça-feira a sábado, das 9h às 17h. Acesso gratuito.

Publicidade

Dê sua opinião

BODE NA SAPUCAÍ

Bode Ioiô terá história contada por escola de samba do Rio de Janeiro no Carnaval de 2019

A escola de samba Paraíso do Tuiuti, vice-campeã do Carnaval de 2018, vai apostar novamente em tema com tom crítico

Por Tribuna do Ceará em Ceará

5 de abril de 2018 às 11:49

Há 1 ano
bode ioio

Bode Ioiô tem história excêntrica e famosa no Ceará (FOTO: Hayanne Narlla/ Tribuna do Ceará)

A história do Bode Ioiô, “eleito” vereador de Fortaleza em 1922, vai ser contada na Sapucaí em 2019. Em mais uma aposta de desfile com tom crítico, a Paraíso do Tuiuti, atual vice-campeã do Carnaval do Rio de Janeiro, vai usar o surpreendente “causo” para falar sobre voto consciente, tema bastante atual.

Este ano a escola problematizou a escravidão e as questões trabalhistas e sociais da atualidade. As informações são de Rafael Galdo, do jornal O Globo.

Retirantes chegados a Fortaleza, na época da seca de 1915, teriam trazido o bode. Sem condições de cuidar do animal, o dono o vendeu para uma empresa da cidade. Mas o bicho era inquieto e fugia, “passeava” pelos lados da Praça do Ferreira, no Centro, local na época frequentado por artistas cearenses como escritores, atores e músicos.

Entre as muitas histórias contadas, Ioiô teria comido a faixa de inauguração de um cinema e costumava levantar as saias das mulheres. E aí, nas eleições de 1922, o caprino foi um entre os mais votados para vereador de Fortaleza. Ioiô, claro, não assumiu o cargo, mas virou um dos grandes personagens da história do Ceará.

Após sua morte, em 1931, o animal foi empalhado. Hoje, é uma das atrações do Museu do Ceará, no Centro de Fortaleza.

Baseado no rico personagem cearense, o carnavalesco Jack Vasconcelos vai se inspirar para dar um novo recado na avenida no Carnaval do Rio de Janeiro, em 2019. O anúncio oficial do enredo, ainda sem título, será nesta sexta-feira (6), às 21 horas, na quadra da escola, quando também comemora 66 anos de fundação.

Serviço

Para os interessados em visitar o Bode Ioiô, ele está na Museu do Ceará – Rua São Paulo, 51, Centro. Aberto ao público de terça-feira a sábado, das 9h às 17h. Acesso gratuito.