Ceará gera mais quase 7 mil empregos com carteira assinada em agosto


Ceará gera mais quase 7 mil empregos com carteira assinada em agosto

Fortaleza foi a cidade com maior saldo de contratações no mês de agosto. Ao todo, foram admitidas 27.899 pessoas

Por Hayanne Narlla em Ceará

20 de setembro de 2013 às 16:45

Há 6 anos

Foram criados 6.781 postos de trabalho com carteira assinada em agosto deste ano no Ceará, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). A pesquisa foi divulgada nesta sexta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Em comparação com o mês de agosto de 2012, com a criação de 5.097, o saldo de agosto de 2013 foi superior. Além disso, o total correspondeu à elevação de 0,59% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês de julho.

De acordo com o levantamento, o desempenho foi proveniente da expansão do emprego principalmente nos setores de Serviços (+3.566 postos), do Comércio (+1.370 postos) e da Indústria da Transformação (+1.041 postos).

Cidades

Dos 184 municípios do Ceará, foram listado apenas 54 em um ranking. Fortaleza foi a cidade com maior saldo de contratações no mês de agosto. Ao todo, foram admitidas 27.899 pessoas e 25.314 foram demitidas, gerando o saldo de 2.585 contratações.

Em seguida, aparecem a cidades de: Sobral, com saldo de 543 contratações; Maracanaú, com 281; Juazeiro do Norte, com 280; Russas, com 265. Nos últimos lugares, com saldos negativos, aparecem: São Gonçalo do Amarante, com -26; Crateús, com -41; Itapagé, com -55; Pacatuba, com -63; Aquiraz, com -167.

Panorama nacional

A pesquisa apontou que, regionalmente, o Sudeste registrou a maior quantidade de empregos gerados em agosto (com 51,1 mil), seguido pelo Nordeste (33,1 mil); pelo Sul (27,8 mil), pelo Centro-Oeste (9,2 mil) e pelo Norte (6,2 mil). Os estados com os melhores desempenhos foram São Paulo (39,5 mil), Paraná (12,2 mil) e Rio de Janeiro (10,1 mil). Os piores foram Minas Gerais (-1,7 mil) e Acre (-47).

Publicidade

Dê sua opinião

Ceará gera mais quase 7 mil empregos com carteira assinada em agosto

Fortaleza foi a cidade com maior saldo de contratações no mês de agosto. Ao todo, foram admitidas 27.899 pessoas

Por Hayanne Narlla em Ceará

20 de setembro de 2013 às 16:45

Há 6 anos

Foram criados 6.781 postos de trabalho com carteira assinada em agosto deste ano no Ceará, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). A pesquisa foi divulgada nesta sexta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Em comparação com o mês de agosto de 2012, com a criação de 5.097, o saldo de agosto de 2013 foi superior. Além disso, o total correspondeu à elevação de 0,59% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês de julho.

De acordo com o levantamento, o desempenho foi proveniente da expansão do emprego principalmente nos setores de Serviços (+3.566 postos), do Comércio (+1.370 postos) e da Indústria da Transformação (+1.041 postos).

Cidades

Dos 184 municípios do Ceará, foram listado apenas 54 em um ranking. Fortaleza foi a cidade com maior saldo de contratações no mês de agosto. Ao todo, foram admitidas 27.899 pessoas e 25.314 foram demitidas, gerando o saldo de 2.585 contratações.

Em seguida, aparecem a cidades de: Sobral, com saldo de 543 contratações; Maracanaú, com 281; Juazeiro do Norte, com 280; Russas, com 265. Nos últimos lugares, com saldos negativos, aparecem: São Gonçalo do Amarante, com -26; Crateús, com -41; Itapagé, com -55; Pacatuba, com -63; Aquiraz, com -167.

Panorama nacional

A pesquisa apontou que, regionalmente, o Sudeste registrou a maior quantidade de empregos gerados em agosto (com 51,1 mil), seguido pelo Nordeste (33,1 mil); pelo Sul (27,8 mil), pelo Centro-Oeste (9,2 mil) e pelo Norte (6,2 mil). Os estados com os melhores desempenhos foram São Paulo (39,5 mil), Paraná (12,2 mil) e Rio de Janeiro (10,1 mil). Os piores foram Minas Gerais (-1,7 mil) e Acre (-47).