Cresce o número de trabalhadores com carteira assinada no Ceará


Cresce o número de trabalhadores com carteira assinada no Ceará

O crescimento foi maior nos setores de comércio e serviço

Por Tribuna do Ceará em Ceará

22 de dezembro de 2013 às 08:11

Há 6 anos
O Mercado Central é conhecido por ter um comércio voltado para artefatos locais (FOTO: Falcão Jr.)

O Mercado Central é conhecido por ter um comércio voltado para artefatos locais (FOTO: Falcão Jr.)

O Ceará registrou a geração de 8.749 empregos celetistas (com carteira assinada) no último levantamento, realizado no mês de novembro. Esse foi o melhor desempenho para o período dos últimos quatro anos. Os dados são do Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (CAGED), divulgados na última sexta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

>LEIA MAIS:

O resultado foi o melhor desempenho da região em termos absolutos, proveniente da expansão do emprego principalmente no setor do Comércio (4.896) e dos Serviços (2.957).

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses do ano, houve acréscimo de 51.179 postos (+4,49%) e, nos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 3,93% no nível de emprego ou de mais 45.061 postos de trabalho.

Publicidade

Dê sua opinião

Cresce o número de trabalhadores com carteira assinada no Ceará

O crescimento foi maior nos setores de comércio e serviço

Por Tribuna do Ceará em Ceará

22 de dezembro de 2013 às 08:11

Há 6 anos
O Mercado Central é conhecido por ter um comércio voltado para artefatos locais (FOTO: Falcão Jr.)

O Mercado Central é conhecido por ter um comércio voltado para artefatos locais (FOTO: Falcão Jr.)

O Ceará registrou a geração de 8.749 empregos celetistas (com carteira assinada) no último levantamento, realizado no mês de novembro. Esse foi o melhor desempenho para o período dos últimos quatro anos. Os dados são do Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (CAGED), divulgados na última sexta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

>LEIA MAIS:

O resultado foi o melhor desempenho da região em termos absolutos, proveniente da expansão do emprego principalmente no setor do Comércio (4.896) e dos Serviços (2.957).

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses do ano, houve acréscimo de 51.179 postos (+4,49%) e, nos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 3,93% no nível de emprego ou de mais 45.061 postos de trabalho.