Homens deixam bigode crescer contra câncer de próstata


Movember: homens deixam bigode crescer em campanha contra câncer de próstata

Uma onda de bigodes está invadindo diversos perfis de usuários do Facebook em prol de uma campanha contra o câncer de próstata

Por Hayanne Narlla em Ceará

19 de novembro de 2013 às 08:34

Há 6 anos
Movimento, que teve início na Austrália em 2003, conscientiza no mês de novembro a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas (FOTO: Página Movember Fortaleza/ Reprodução Facebook)

Movimento, que teve início na Austrália em 2003, tenta conscientizar a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas (FOTO: Página Movember Fortaleza/ Reprodução Facebook)

Uma onda de bigodes está invadindo diversos perfis de usuários do Facebook. Isso acontece porque alguns homens deixam o bigode aparecer especificamente no mês de novembro. O motivo não é estética ou humor, mas uma campanha internacional de conscientização contra o câncer de próstata: Movember.

O empresário Airton Correia foi um dos que deixou o conhecido “bigodinho de porteiro” crescer, além de articular a ação na capital do Ceará, criando a página “Movember Fortaleza” no Facebook. Segundo ele, o Movember ainda não acontece no Brasil, mesmo tendo investido em países com tamanhos bem menores.

Já em relação à nova aparência, Airton acredita que o bigode faça a principal parte: chame atenção das pessoas. O empresário também arrecada fundos para a campanha internacional com a venda de blusas.

Airton Correia deixa o bigode aparecer para divulgar a campanha contra o câncer de próstata (FOTO: Arquivo Pessoal)

Airton Correia deixa o bigode aparecer para divulgar a campanha contra o câncer de próstata (FOTO: Arquivo Pessoal)

“Desde ano passado, a gente [ele e um amigo] participou da campanha com o fato de deixar o bigode e conversar com algumas pessoas sobre isso. Quem me conhece e nunca me viu de bigode, no mês de novembro se depara com isso. Essa é a forma de falar sobre a campanha, informar sobre o assunto e diminuir o tabu”, conta.

Ainda de acordo com Airton, o preconceito existente no Brasil, principalmente no Ceará, é muito grande. “Quando o tema é abordado, sempre colocam um tom de brincadeira. E você também procura o assunto na imprensa e nada. É um paradoxo: o Brasil é um país que precisa tanto, mas não tem um incentivo para isso”, diz.

Câncer de próstata no Ceará

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), no ano de 2012 foram registrados 2.110 casos de câncer de próstata no Ceará, representando 49% da doença no público masculino. Do total, 490 aconteceram somente em Fortaleza. Além disso, segundo a Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), ocorreram 570 óbitos em 2010, caindo para 562 em 2011 e subindo para 599 em 2012.

De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia Secção Ceará (SBU-CE), Galeno Taumaturgo Lopes, as campanhas de conscientização são esclarecedores e importantes no atual contexto. “Os homens têm a necessidade de fazer o exame. O fato de ter um diagnóstico cedo, o paciente tem uma chance de cura muito grande. A chance aumenta quando mais cedo é descoberto”, explica.

O médico ainda ressalta que o câncer não apresenta sintomas, por isso a dificuldade em identificá-lo sem o exame. “O problema evolui de forma que não apresenta sintomas. Então, não espere por sintomas. E a doença leva à morte extramente dolorosa, com dores ósseas. Em uma fase inicial, o tratamento é cirúrgico e tem chance de cura. Já depois disso, o tratamento é paleativo e se pensa em aliviar os sintomas, não mais cura”, destaca.

> Leia mais
Com objetivo de combater o câncer infanto-juvenil, vereador propõe criação do “Novembro Dourado”

Outubro Rosa: cearenses de 50 a 59 anos têm maior risco para câncer de mama

Novembro azul

Mesmo não havendo uma ação intensificada do Movember no país, é inspirada nela que o Novembro Azul acontece no Brasil em prol da mesma causa: o câncer de próstata. Dessa forma, a Sesa implantou um serviço noturno no Centro de Saúde do Meireles, neste ano, com o objetivo de atender aos homens que não têm tempo durante o dia.

Segundo Galeno, todos os homens devem procurar atendimento para realizarem o exame de sangue e o toque retal, que “confirma e dá segurança no diagnóstico”. Para quem tem histórico de câncer na família, aos 40 anos devem procurar o médico. Para que não apresenta a doença no histórico familiar, a idade ideal para o exame é aos 45 anos.

Confira a galeria

Gabriel Ramalho aderiu a moda Movember (FOTO: Arquivo Pessoal/ Facebook)
Fábio Fernandes Freitas aderiu a moda Movember (FOTO: Arquivo Pessoal/ Facebook)
Saulo Herculano e Airton Correia aderiram a moda Movember (FOTO: Arquivo Pessoal/ Facebook)
Publicidade

Dê sua opinião

Movember: homens deixam bigode crescer em campanha contra câncer de próstata

Uma onda de bigodes está invadindo diversos perfis de usuários do Facebook em prol de uma campanha contra o câncer de próstata

Por Hayanne Narlla em Ceará

19 de novembro de 2013 às 08:34

Há 6 anos
Movimento, que teve início na Austrália em 2003, conscientiza no mês de novembro a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas (FOTO: Página Movember Fortaleza/ Reprodução Facebook)

Movimento, que teve início na Austrália em 2003, tenta conscientizar a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas (FOTO: Página Movember Fortaleza/ Reprodução Facebook)

Uma onda de bigodes está invadindo diversos perfis de usuários do Facebook. Isso acontece porque alguns homens deixam o bigode aparecer especificamente no mês de novembro. O motivo não é estética ou humor, mas uma campanha internacional de conscientização contra o câncer de próstata: Movember.

O empresário Airton Correia foi um dos que deixou o conhecido “bigodinho de porteiro” crescer, além de articular a ação na capital do Ceará, criando a página “Movember Fortaleza” no Facebook. Segundo ele, o Movember ainda não acontece no Brasil, mesmo tendo investido em países com tamanhos bem menores.

Já em relação à nova aparência, Airton acredita que o bigode faça a principal parte: chame atenção das pessoas. O empresário também arrecada fundos para a campanha internacional com a venda de blusas.

Airton Correia deixa o bigode aparecer para divulgar a campanha contra o câncer de próstata (FOTO: Arquivo Pessoal)

Airton Correia deixa o bigode aparecer para divulgar a campanha contra o câncer de próstata (FOTO: Arquivo Pessoal)

“Desde ano passado, a gente [ele e um amigo] participou da campanha com o fato de deixar o bigode e conversar com algumas pessoas sobre isso. Quem me conhece e nunca me viu de bigode, no mês de novembro se depara com isso. Essa é a forma de falar sobre a campanha, informar sobre o assunto e diminuir o tabu”, conta.

Ainda de acordo com Airton, o preconceito existente no Brasil, principalmente no Ceará, é muito grande. “Quando o tema é abordado, sempre colocam um tom de brincadeira. E você também procura o assunto na imprensa e nada. É um paradoxo: o Brasil é um país que precisa tanto, mas não tem um incentivo para isso”, diz.

Câncer de próstata no Ceará

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), no ano de 2012 foram registrados 2.110 casos de câncer de próstata no Ceará, representando 49% da doença no público masculino. Do total, 490 aconteceram somente em Fortaleza. Além disso, segundo a Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), ocorreram 570 óbitos em 2010, caindo para 562 em 2011 e subindo para 599 em 2012.

De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia Secção Ceará (SBU-CE), Galeno Taumaturgo Lopes, as campanhas de conscientização são esclarecedores e importantes no atual contexto. “Os homens têm a necessidade de fazer o exame. O fato de ter um diagnóstico cedo, o paciente tem uma chance de cura muito grande. A chance aumenta quando mais cedo é descoberto”, explica.

O médico ainda ressalta que o câncer não apresenta sintomas, por isso a dificuldade em identificá-lo sem o exame. “O problema evolui de forma que não apresenta sintomas. Então, não espere por sintomas. E a doença leva à morte extramente dolorosa, com dores ósseas. Em uma fase inicial, o tratamento é cirúrgico e tem chance de cura. Já depois disso, o tratamento é paleativo e se pensa em aliviar os sintomas, não mais cura”, destaca.

> Leia mais
Com objetivo de combater o câncer infanto-juvenil, vereador propõe criação do “Novembro Dourado”

Outubro Rosa: cearenses de 50 a 59 anos têm maior risco para câncer de mama

Novembro azul

Mesmo não havendo uma ação intensificada do Movember no país, é inspirada nela que o Novembro Azul acontece no Brasil em prol da mesma causa: o câncer de próstata. Dessa forma, a Sesa implantou um serviço noturno no Centro de Saúde do Meireles, neste ano, com o objetivo de atender aos homens que não têm tempo durante o dia.

Segundo Galeno, todos os homens devem procurar atendimento para realizarem o exame de sangue e o toque retal, que “confirma e dá segurança no diagnóstico”. Para quem tem histórico de câncer na família, aos 40 anos devem procurar o médico. Para que não apresenta a doença no histórico familiar, a idade ideal para o exame é aos 45 anos.

Confira a galeria

Gabriel Ramalho aderiu a moda Movember (FOTO: Arquivo Pessoal/ Facebook)
Fábio Fernandes Freitas aderiu a moda Movember (FOTO: Arquivo Pessoal/ Facebook)
Saulo Herculano e Airton Correia aderiram a moda Movember (FOTO: Arquivo Pessoal/ Facebook)