Índios reivindicam direito de terra em Pacatuba


Índios reivindicam direito de terra em Pacatuba

O problema começou em 2011, quando a pedreira Britaboa Ltda, inativa há mais de 20 anos, ameaçou iniciar as atividades

Por Hayanne Narlla em Ceará

20 de março de 2013 às 18:54

Há 6 anos

Os índios Pitaguary, localizados em Pacatuba (a 25 quilômetros de Fortaleza), reivindicam o direito de propriedade de terra na região, onde a pedreira Britaboa está inserida. Dessa forma, os índios realizam uma manifestação nesta quinta-feira (21), às 16h, no quilômetro 15 da CE-060.

De acordo com a representante da tribo Rosa Pitaguary, o problema começou em 2011, quando a pedreira Britaboa Ltda, inativa há mais de 20 anos, ameaçou iniciar as atividades. Por estar inserida nas margens de terras indígenas, os Pitaguary temeram uma invasão de suas terras, caso a pedreira se expandisse.

Rosa contou que um grupo indígena foi conversar com os responsáveis pela empresa, porém foram recebidos de forma agressiva e sobre ameaças até de morte. Dessa forma, os Pitaguary invadiram o terreno da pedreira e já o ocupam há um ano e três meses.

“Fizemos a retomada do território que é indígena e estamos ocupando ele. Já temos vários processos e a pedreira continua inativa. Nosso objetivo é de permanecer em nossas terras”, disse Rosa.

Rosa ainda informou que a manifestação está sendo realizada também nas redes sociais. Além disso, há vídeos no Youtube em que o pajé dos Pitaguary fala justamente do problema com a terra.

Justiça

A representante da tribo ainda contou que a situação deles foi agravada devido ao julgamento do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que concedeu uma decisão judicial autorizando a Britaboa a explorar a área e determina a retirada imediata dos Pitaguary. “A pedreira está dentro do nosso território, que faz parte de toda a nossa memória e do patrimônio cultural”, disse.

A equipe da Tribuna do Ceará tentou entrar em contato com a Fundação Nacional do Índio (Funai), mas o assessor estava com o telefone desligado.

Publicidade

Dê sua opinião

Índios reivindicam direito de terra em Pacatuba

O problema começou em 2011, quando a pedreira Britaboa Ltda, inativa há mais de 20 anos, ameaçou iniciar as atividades

Por Hayanne Narlla em Ceará

20 de março de 2013 às 18:54

Há 6 anos

Os índios Pitaguary, localizados em Pacatuba (a 25 quilômetros de Fortaleza), reivindicam o direito de propriedade de terra na região, onde a pedreira Britaboa está inserida. Dessa forma, os índios realizam uma manifestação nesta quinta-feira (21), às 16h, no quilômetro 15 da CE-060.

De acordo com a representante da tribo Rosa Pitaguary, o problema começou em 2011, quando a pedreira Britaboa Ltda, inativa há mais de 20 anos, ameaçou iniciar as atividades. Por estar inserida nas margens de terras indígenas, os Pitaguary temeram uma invasão de suas terras, caso a pedreira se expandisse.

Rosa contou que um grupo indígena foi conversar com os responsáveis pela empresa, porém foram recebidos de forma agressiva e sobre ameaças até de morte. Dessa forma, os Pitaguary invadiram o terreno da pedreira e já o ocupam há um ano e três meses.

“Fizemos a retomada do território que é indígena e estamos ocupando ele. Já temos vários processos e a pedreira continua inativa. Nosso objetivo é de permanecer em nossas terras”, disse Rosa.

Rosa ainda informou que a manifestação está sendo realizada também nas redes sociais. Além disso, há vídeos no Youtube em que o pajé dos Pitaguary fala justamente do problema com a terra.

Justiça

A representante da tribo ainda contou que a situação deles foi agravada devido ao julgamento do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que concedeu uma decisão judicial autorizando a Britaboa a explorar a área e determina a retirada imediata dos Pitaguary. “A pedreira está dentro do nosso território, que faz parte de toda a nossa memória e do patrimônio cultural”, disse.

A equipe da Tribuna do Ceará tentou entrar em contato com a Fundação Nacional do Índio (Funai), mas o assessor estava com o telefone desligado.