Inverno no Ceará: tempo claro e ventos mais intensos


Inverno no Ceará: tempo claro e ventos mais intensos

A média histórica de chuvas dos meses de junho, julho e agosto, é de 37, 15 e 5 milímetros respectivamente

Por Tribuna do Ceará em Ceará

20 de junho de 2013 às 17:16

Há 6 anos
Ventos no Ceará

Ventos ficarão mais fortes no segundo semestre (FOTO: Flickr Creative Commons/Roberto Sassano)

O inverno iniciará às 02h04 do dia 21 de junho de 2013 . No Ceará, a tendência é a diminuição de chuvas, diferentemente do que ocorre no sul do Brasil.

A média histórica de chuvas dos meses de junho, julho e agosto, é de 37, 15 e 5 milímetros respectivamente, segundo a meteorologista Meiry Sakamoto, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Além da diminuição das precipitações, o inverno deve trazer mais ventos para o Ceará. “No período pós-chuva a tendência é que os ventos fiquem mais fortes e a ensolação aumente, mas a temperatura não deve variar tanto”, diz.

Chuvas em 2012

O período chuvoso no Ceará, compreendido entre os meses de fevereiro e maio, ficou abaixo da média histórica em 2013. Neste ano, choveu somente 378,3 milímetros no período. Em comparação com a média, que é de 607,5mm, houve desvio de -37,7%. Os números foram divulgados hoje, 17 de junho, em coletiva de imprensa na sede da Funceme.

Segundo os números apresentados, a quadra chuvosa de 2013 foi menos seca que a de 2012 (No ano passado, as chuvas ficaram -50,7 abaixo da média). Ainda assim, a situação é preocupante, pois trata-se da 9ª pior seca desde 1950.

Publicidade

Dê sua opinião

Inverno no Ceará: tempo claro e ventos mais intensos

A média histórica de chuvas dos meses de junho, julho e agosto, é de 37, 15 e 5 milímetros respectivamente

Por Tribuna do Ceará em Ceará

20 de junho de 2013 às 17:16

Há 6 anos
Ventos no Ceará

Ventos ficarão mais fortes no segundo semestre (FOTO: Flickr Creative Commons/Roberto Sassano)

O inverno iniciará às 02h04 do dia 21 de junho de 2013 . No Ceará, a tendência é a diminuição de chuvas, diferentemente do que ocorre no sul do Brasil.

A média histórica de chuvas dos meses de junho, julho e agosto, é de 37, 15 e 5 milímetros respectivamente, segundo a meteorologista Meiry Sakamoto, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Além da diminuição das precipitações, o inverno deve trazer mais ventos para o Ceará. “No período pós-chuva a tendência é que os ventos fiquem mais fortes e a ensolação aumente, mas a temperatura não deve variar tanto”, diz.

Chuvas em 2012

O período chuvoso no Ceará, compreendido entre os meses de fevereiro e maio, ficou abaixo da média histórica em 2013. Neste ano, choveu somente 378,3 milímetros no período. Em comparação com a média, que é de 607,5mm, houve desvio de -37,7%. Os números foram divulgados hoje, 17 de junho, em coletiva de imprensa na sede da Funceme.

Segundo os números apresentados, a quadra chuvosa de 2013 foi menos seca que a de 2012 (No ano passado, as chuvas ficaram -50,7 abaixo da média). Ainda assim, a situação é preocupante, pois trata-se da 9ª pior seca desde 1950.