Justiça determina que Estado nomeie médica aprovada em concurso - Noticias


Justiça determina que Estado nomeie médica aprovada em concurso

A juíza Maria Vilauba Fausto Lopes determinou que o Estado do Ceará nomeie e emposse candidata aprovada em concurso da Secretaria Estadual de Saúde, realizado em 2006. A decisão foi publicada nesta terça-feira

Por Rodrigo Cavalcante em Ceará

18 de janeiro de 2012 às 21:45

Há 7 anos

A juíza Maria Vilauba Fausto Lopes determinou que o Estado do Ceará nomeie e emposse candidata aprovada em concurso da Secretaria Estadual de Saúde, realizado em 2006. A decisão foi publicada nesta terça-feira.

A candidata foi aprovada no referido exame, obtendo a sexta colocação. Ela concorreu ao cargo de médico com especialização em Clínica Médica e Geriátrica.

Apesar de terem sido ofertadas cinco vagas, dois candidatos classificados na frente dela renunciaram. Uma nova lista foi feita, incluindo, dessa vez, o nome da médica.

Como o prazo de validade do concurso se encerra no próximo dia 21 e ainda não ocorreu a nomeação, a candidata ingressou com ação na Justiça. Na decisão, a magistrada considerou que é direito da médica ser nomeada e empossada no cargo para o qual foi aprovada.

Leia mais:
Confira o resultado do concurso da Assembleia Legislativa
Divulgada nova data das provas do concurso público de Aracoiaba

Com informações do TJCE

Publicidade

Dê sua opinião

Justiça determina que Estado nomeie médica aprovada em concurso

A juíza Maria Vilauba Fausto Lopes determinou que o Estado do Ceará nomeie e emposse candidata aprovada em concurso da Secretaria Estadual de Saúde, realizado em 2006. A decisão foi publicada nesta terça-feira

Por Rodrigo Cavalcante em Ceará

18 de janeiro de 2012 às 21:45

Há 7 anos

A juíza Maria Vilauba Fausto Lopes determinou que o Estado do Ceará nomeie e emposse candidata aprovada em concurso da Secretaria Estadual de Saúde, realizado em 2006. A decisão foi publicada nesta terça-feira.

A candidata foi aprovada no referido exame, obtendo a sexta colocação. Ela concorreu ao cargo de médico com especialização em Clínica Médica e Geriátrica.

Apesar de terem sido ofertadas cinco vagas, dois candidatos classificados na frente dela renunciaram. Uma nova lista foi feita, incluindo, dessa vez, o nome da médica.

Como o prazo de validade do concurso se encerra no próximo dia 21 e ainda não ocorreu a nomeação, a candidata ingressou com ação na Justiça. Na decisão, a magistrada considerou que é direito da médica ser nomeada e empossada no cargo para o qual foi aprovada.

Leia mais:
Confira o resultado do concurso da Assembleia Legislativa
Divulgada nova data das provas do concurso público de Aracoiaba

Com informações do TJCE